Thaisa Galvão

14 de novembro de 2007 às 22:55

Delegado Rolim não está convicto de que Andréia foi assassinada pelo marido e pelo sogro [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O delegado Raimundo Rolim, que investiga o crime praticado contra a gaúcha Andréia Rodrigues, disse ao Blog que até hoje não acredita na versão de Amilton Thies, o pai do sargento Andrei Thies, ex-marido de Andréia…
Que afirmou, em um dos tantos depoimentos, que durante 4 dias guardou o corpo da ex-nora dentro de um freezer do depósito de polpa de frutas onde trabalhava, na avenida das Alagoas, em Natal.
Hoje Rolim ouviu Amilton e ele já deu sinais de que o freezer foi apenas mais uma mentira da família Thies, tentando despistar o delegado e esconder quem matou e porquê matou Andréia.
Ao Blog, Rolim disse que a autoria do crime já está definida.
Mas também não disse se essa definição significa que os autores do assassinato são Andrei e Amilton, como eles já disseram nos depoimentos.
-Delegado, o senhor está convicto de que Andrei e Amilton mataram Andréia? – perguntei agora há pouco.
-Não. Não tô não – respondeu o delegado, que vai ouvir pai e filho mais uma vez na segunda-feira, e na terça fará a reconstituição do crime.
Perguntei a Rolim se ele ainda iria colher depoimento de Mariana Thies, a mão de Andrei que também está presa.
-A princípio não, declarou o delegado, afirmando que ela participará da reconstituição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*