Thaisa Galvão

10 de dezembro de 2011 às 12:00

Treze anos de Art&C, por Arturo Arruda [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Fundada em primeiro de setembro de 1998, ainda sob a sonbra da Dumbo, do publicitário Cassiano Arruda Câmara, a Art&C hoje tem a cara do herdeiro de sangue e de profissão, Arturo Arruda Câmara.

Como ele mesmo diz, fácil não foi. Mas chegou lá.

E chegou cheio de prêmios e contas volumosas, que fizeram da agência – hoje detentora das maiores contas públicas do Estado – uma das mais respeitadas do mercado.

Casado com Larissa e pai de Maria e Arturo Filho, ariano e abecedista, Arturo Arruda Câmara é o entrevista de hoje no quadro FIM DE SEMANA.

Thaisa Galvão – Mais uma edição do Prêmio Bárbaro onde a Art&C fatura o título de Agência do Ano pela quarta vez. Como você avalia isso?

Arturo Arruda – Da melhor forma possível. Essa é a quarta vez consecutiva que conquistamos o Prêmio de Agência do Ano (2003, 2007, 2009 e 2011). Em 2005, infelizmente, o Sindicato não realizou o Bárbaro. Por isso, houve esse intervalo de quatro anos entre 2003 e 2007. O Prêmio Bárbaro 2011 foi o mais concorrido de todos. De acordo com os números divulgados pelo Sinapro, a edição deste ano bateu o recorde em número de agências e peças inscritas. Para nossa satisfação, também foi o ano em que a Art&C ganhou o maior número de prêmios de toda a sua história.

Thaisa Galvão – Quantos prêmios a agência arrastou este ano?

Arturo Arruda – Se contabilizarmos os Prêmios Especiais, ao todo, foram 103: 42 Ouros, 31 Pratas, 26 Bronzes, além, é claro,  dos prêmios de Agência do Ano, Atendimento do Ano (Nina Barbalho), Publicitário do Ano (George Wilde) e Anunciante do Ano (Governo do Estado).

Thaisa Galvão – Arturo Arruda, no início da carreira, era o filho do publicitário Cassiano Arruda Câmara, que marcou época com a agência Dumbo. Foi difícil caminhar com as próprias pernas no mercado?

Arturo Arruda – Olha, no começo era complicado. Eu diria que foi um misto de dificuldade e oportunidade. Lembro que a minha maior preocupação era saber se um dia eu conseguiria conquistar o mesmo espaço ocupado pelo meu pai. E, claro, se conseguiria compartilhar todas as suas qualidades de diretor de uma grande agência de propaganda, como credibilidade, respeito e reconhecimento do mercado. Sem dúvida, esse era o meu maior desafio. Por outro lado, o fato de ser filho de Cassiano me trouxe atalhos. Creio que consegui herdar antigos relacionamentos dele, além de votos de confiança por parte de anunciantes, veículos, fornecedores e até concorrentes. Acredito que só não foi mais difícil, porque eu nunca tentei pular etapas. Nunca deixei que esses fatores interferissem nos meus planos e nos meus objetivos profissionais.

Thaisa Galvão – Além do Bárbaro, a Art&C já conquistou vários prêmios, inclusive nacionais.

Arturo Arruda – Verdade. Mas é bom que se diga: o nosso trabalho não tem como foco principal os prêmios. Trabalho premiado é consequência de trabalho diário. Por isso, os nossos prêmios vão além da criação. Prova disso é o prêmio conquistado na área de gestão, concedido pelo SEBRAE (Gestão de Clientes e Gestão de Pessoas em 2005). Mas já que estamos falando de criação, destaco com muita satisfação os Prêmios Colunistas N/NE 2009 (fomos a segunda agência mais premiada do Festival e eu fui agraciado com o Prêmio de Publicitário do Ano de toda a região N/NE), o Prêmio Abril de Publicidade (conquistamos 3 Árvores no total, sendo que em 2009 levamos a Árvore de Ouro, fato inédito na história da publicidade do RN), além do Profissionais do Ano (já fomos finalistas por quatro vezes) e o Festival Internacional de Gramado (em 2009, fomos a agência mais premiada do Festival).

Thaisa Galvão – Qual é o grande orgulho da agência?

Arturo Arruda – Sem dúvida, a imagem/reputação que conseguimos construir nesses 13 anos. Esse é o nosso GRANDE orgulho.

Thaisa Galvão – Quais clientes, de tão antigos, já têm a cara da Art&C?

Arturo Arruda – Para responder a essa pergunta, tenho que ter cuidado para não ser injusto com ninguém. Mas como você está perguntando os que são a cara da agência pelo tempo de casa, fica menos arriscado de citar. RedeMais – um dos mais antigos com a gente – está conosco desde a sua fundação, desde a criação do seu nome e sua logomarca; Prefeitura de Mossoró que, apesar de ser um cliente público conquistado por licitação, é bastante antigo na casa e tem bem a nossa cara; E UnP que está na agência há mais de 10 anos e virou um case nacional da agência (A Rede Laureate sempre reconhece a comunicação da UnP como a melhor da rede no país e uma das melhores de toda a rede). Acho que esses 3 clientes retratam bem a cara da agência.

Thaisa Galvão – Você hoje detém as maiores contas públicas do Estado: Governo e Prefeituras de Natal e Mossoró?

Arturo Arruda – Exato. Acrescente ainda Assembleia Legislativa e Prefeitura de Parnamirim. Mesmo assim, o nosso faturamento de 2010 ainda foi maior nos clientes privados do que nos públicos. Somos uma agência bem equilibrada quanto à origem da receita. Afinal, metade é oriunda de clientes privados e metade de clientes público.

Thaisa Galvão – A Publicidade sobrevive sem as contas públicas?

Arturo Arruda – Sobrevive, sim. O mercado publicitário local é estimado em R$ 200 milhões/ano, dos quais cerca de R$ 45 milhões estão em contas públicas e R$ 155 milhões no mercado privado. A própria Art&C viveu seus dois ou três primeiros anos só de contas privadas. Outras agências de destaque no mercado local (Aragão, Mariz, Bora e a grande maioria) vivem, desde sua fundação, só de contas privadas.

Thaisa Galvão – Qual o poder da Publicidade?

Arturo Arruda – Dizem que temos o poder da persuasão e da sedução. Será? (rs)

Thaisa Galvão – O sociólogo italiano Domenico de Masi defende uma tese de que a criatividade nasce do ócio. Você concorda?

Arturo Arruda – Acredito muito no ócio produtivo. Mas na correria e pressão da publicidade não podemos contar muito com esse  “luxo”.


10 de dezembro de 2011 às 9:24

Felipe Maia comemora aniversário ao lado do prefeitável Rogério Marinho [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Não foi só o deputado-líder Henrique Alves quem comemorou aniversário nesta sexta-feira.

Aniversariante da quarta-feira, o também federal Felipe Maia festejou a data ontem, com as crianças assistidas pela Fundação Projeto Ilhas, coordenado pela pedagoga Glória Navarro, e que atende 180 crianças e adolescentes do Paço da Pátria, Maruim e Mãe Luiza.

Para os parabéns, foram à sede da instituição, na Cidade Alta, o deputado-prefeitável Rogério Marinho, o advogado-presidente do PR em Natal, Fábio Holanda, o ex-prefeito de São José de Mipibu, Janilson Ferreira ee a filha candidata a vereadora, Nadja Ferreira, o diretor da Hapvida em Natal, Wilson Fantin, além de integrantes da Juventude DEM.

“Antes mesmo de assumir o meu primeiro mandato já celebrava o meu aniversário junto às comunidades. Essa é uma forma que tenho de conhecer iniciativas como esta e interagir com a população”, justificou Felipe, que chegou acompanhado da mãe, Anita Catalão Maia, e da noiva, Nathália Lagreca.

Quando discursou, o aniversariante lembrou a Proposta de Emenda à Constituição (PEC 317/08) de sua autoria, que institui a jornada em tempo integral para o ensino fundamental.

“Hoje posso ver na prática um projeto que havia idealizado sendo promovido com sucesso”.

Felipe com Rogério e Fábio. Atrás a mãe e a noiva

Felipe e Glória, coordenadora do projeto

10 de dezembro de 2011 às 9:08

Wilma na festa de 30 anos do Centro Suvag [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A ex-governadora Wilma de Faria participou nesta sexta-feira, das comemorações pelos 30 anos do Centro Suvag do RN, instituição referência no Nordeste na promoção e reabilitação da saúde auditiva de crianças e adultos.

Além da festa, foi celebrada uma missa em Ação de Graças pelo arcebispo dom Matias Patrício.

Foi Wilma, quando prefeita de Natal, quem fez a doação do terreno, e quando governadora do Estado, quem ajudou na construção da sede própria da instituição.

 

Wilma com crianças assistidas pelo Centro


10 de dezembro de 2011 às 9:00

Operação que começou na madrugada prende 12 acusados de tráfico de drogas em Acari [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do blog do Nelder Medeiros, de Acari:

Uma super-operação tirou das ruas de Acari vários traficantes. Desde as 3h de hoje (10) a Polícia Militar de Acari, Currais Novos e Caicó, e as polícias Rodoviárias Federal e Estadual, executaram uma operação de mandado de prisão de envolvidos com o tráfico na cidade de Acari. A operação durou mais de 4 horas e foi bastante positiva tirando das ruas 12 pessoas envolvidas com o tráfico. Muitas dessas pessoas já tiveram passagem pela polícia e alguns nomes surpreendem a população. No momento em que este blogueiro estava na ocorrência coletando os dados, chega a informação que o último haveria sido pego, o ” Bibi Moto-Taxi, que deu bastante trabalho para a polícia. Confira a lista dos capturados:
01. Deomarkson dos Santos – ” O Gordo “
02. Josilânia Noberto de Araújo – ” Piaba “
03. Carlos André Amaro Pontes – ” Boy André “
04. Israel Ary Azevedo Dantas – ” Bibi Moto-Taxi ” ( Este foi o último a ser preso )
05. Jeferson Martins das Chagas
06. Mario Alves Araújo Neto – “Marinho “
07. Thulio Ramon Lopes
08. Claudemar Afrânio da Costa
09. Jairo Francisco Batista dos Santos
10. Francisco das Chagas Silva
11. Bismark Edgar de Oliveira
12. Eilson Amarildo Lopes ” Negão Azul “

10 de dezembro de 2011 às 8:51

Rogério Marinho oferece almoço a Aécio Neves e Rosalba [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O deputado-prefeitável Rogério Marinho vai oferecer um almoço, logo mais no restaurante Camarões Potiguar, em Ponta Negra.

De convidados especiais, o senador Aécio Neves e a governadora Rosalba Ciarlini.

E alguns jornalistas.

O Blog agradece o convite mas, compromisso familiar impede a presença.

10 de dezembro de 2011 às 8:41

Sexo seguro e com grife [1] Comentários | Deixe seu comentário.

O sábado começa com a marca Louis Vuitton nos Trends Brazil, do twitter.

Motivo: o lançamento do preservativo fashion.

Por 68 dólares, você faz sexo seguro e de grife.

Eis o modelito:

Na falta de dinheiro para presentear a parceira com uma bolsa...vai uma camisinha

10 de dezembro de 2011 às 7:05

Aécio desembarca em Natal a convite de Rogério Marinho e Henrique Alves [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Já eram quase 10 da noite quando o senador Aécio Neves desembarcou em Natal para participar de encontro promovido hoje pelo deputado-prefeitável Rogério Marinho, presidente do PSDB no Rio Grande do Norte.
Aécio foi recebido no aeroporto por Rogério e a mulher, Leya.
Com Aécio Neves, desembarcaram do seu jatinho ainda os deputados tucanos Bruno Araújo, de Pernambuco, e Rodrigo de Castro, de Minas Gerais.
Também na carona o senador José Agripino Maia (DEM.
O deputado tucano recebeu Aécio e os dois foram juntos para o apartamento do deputado Henrique, para o jantar de aniversário.
Daqui a pouco Aécio faz palestra sobre “Choque de Gestão”, no auditório do CTGás, em evento promovido pelo PSDB local, e à tarde acompanha o prefeitável Rogério Marinho à festa de Natal das Crianças, que acontecerá na zona Norte.
Uma festa com distribuição de presentes que reunirá, sem dúvida, muuuita gente.

Rogério e Aécio, na chegada do senador a Natal

Senador José Agripino também desembarcou do jatinho de Aécio

Leya, Rogério Marinho e Aécio Neves, a caminho do aniversário de Henrique

 

10 de dezembro de 2011 às 7:00

O ecumenismo do PMDB potiguar [0] Comentários | Deixe seu comentário.

E a presença do senador Aécio Neves, como convidado do deputado Henrique Alves para o seu jantar de aniversário, convite feito no começo da semana em Brasília, divulgado ontem no Blog, foi assunto na coluna Panorama Político, do Globo de hoje:

10 de dezembro de 2011 às 6:41

O polêmico contrato da Prefeitura com o Novotel foi o assunto da CEI que ouviu empresários e ex-gestora [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Sexta-feira movimentada na Câmara Municipal de Natal.

Mas, nada de comemorações pelos 400 anos da Casa.

Foi dia de depoimentos na CEI dos Contratos, com a presença mais aguardada: a do empresário Haroldo Azevedo, dono do Novotel Ladeira do Sol, alugado à Prefeitura de Natal para instalar as Secretarias de Saúde e de Educação.

Haroldo deu explicações sobre o aluguel de R$ 126 mil reais por mês às Secretarias do Município.
“Os gestores estavam insatisfeitos com o Ducal, procuravam outro lugar para se instalar e as secretarias eram mal acomodadas no Ducal. O nosso prédio é bem equipado e acomoda melhor as instalações das secretarias, que são superiores ao Ducal. Mas a decisão de alugar cabe a gestão, apenas apresentei o meu imóvel”, declarou Azevedo, negando que tenha havido favorecimento na licitação, apesar de ter cedido as instalações para a equipe de transição da atual gestão municipal.
O empresário também negou débito do seu hotel com a Prefeitura, desmentindo a informação de que o prédio havia sido cedido em troca da amortização da dívida.
Dono do Hotel Ducal, que antes abrigava a Secretaria de Saúde,

Ronaldo Luiz Lima de Souza também foi ouvido.
Insatisfeito por ter perdido um contrato que lhe rendia 80 mil reais por mês, declarou que ao contrário do que havia dito à CEI a ex-secretária de Saúde, Ana Tânia, que o Ducal não tinha interesse em renovar o contrato, ele disse que tinha sim.
“Não é verdade quando ela diz que não queríamos renovar,até porque o assunto não foi tratado com ela”, disse.
Mas aí veio o depoimento da ex-secretária de Educação, Adriana Trindade, à época do contrato, no cargo de coordenadora geral administrativa e financeira da pasta.
Ela disse que não houve interesse do Ducal em renovar o contrato sem o aumento do valor a ser pago.

“A motivação para sair do Ducal foram as dificuldades. Os elevadores não funcionavam, os funcionário reclamavam do mofo. O nosso objetivo era sair de lá e ir para um local decente. A manutenção do Ducal era precária e feita por servidores das secretarias. O Ministério Público sabia do problema de instalações. O Novotel se disponibilizou a fazer as obras de acessibilidade, o Ducal não”, justificou a ex-gestora.
Depois do depoimento de Ronaldo chegou a ser levantada a hipótese de se fazer uma acareação entre ele e a ex-secretária Ana Tânia. Mas diante das justificativas de Adriana Trindade, caberia mais um nessa acareação?

Também foi ouvido ontem o secretário de Tributação do município, André Macedo, que tratou sobre a quitação de débitos entre contratados e contratantes.
“O Encontro de Contas no sentido de compensação não existe. Ele (Novotel) tinha débitos com a Prefeitura, mas estava adimplente e emitindo notas”, explicou André.
“Foi muito produtiva a reunião de hoje e novas diligências provavelmente serão necessárias para esclarecer melhor a situação desse contrato”, disse a vereadora Júlia Arruda, no final dos depoimentos.
Na segunda-feira a CEI vai ouvir o secretário de Urbanismo da Prefeitura, Cláudio Porpino.

10 de dezembro de 2011 às 6:30

Já estão à venda as senhas para o Reveillon In Mare [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Já estão à venda as senhas para o reveillon In Mare, que acontecerá no espaço da Cyrela, na praia de Cotovelo.

À beira-mar com música da banda Tropa de Choque e da dupla sertaneja potiguar, Thiago e Santha Fé.

 

 

 

10 de dezembro de 2011 às 6:29

Água de coco e presente para a casa nova: promoções de fim-de-semana da Cyrela [0] Comentários | Deixe seu comentário.

E neste final de semana, a Cyrela Plano&Plano e Abreu realizam várias ações de marketing em seus empreendimentos.

O In Mare Bali, primeiro residencial resort do Estado, promove hoje e amanhã, a partir das 16h, degustação de água de coco.

Tudo ao som de boa música, num lounge montado de frente para o mar de Cotovelo.

Amanhã, nos empreendimentos Certto e Novo Stillo Home Club, na Maria Lacerda, será servido um café da manhã a partir das 9 horas.

Além de conhecer os apartamentos decorados, o visitante que comprar uma unidade vai participar da promoção “Você Decide”, e escolher o presente para nova moradia: ou um kit com fogão e micro-ondas, ou uma TV de 32 polegadas.

Mas isso somente neste final de semana.

10 de dezembro de 2011 às 6:04

A coerência do senador Paulo Davim ao votar contra o código que anistia doadores de campanhas [1] Comentários | Deixe seu comentário.

O senador Paulo Davim, potiguar do Partido Verde, pode bater nos peitos e dizer: sou coerente.

Há meses Davim e a bancada do PV tiveram um encontro com a presidente Dilma, e ela disse que iria precisar muito do partido para defender o meio ambiente brasileiro.

Palavras jogadas ao vento.

Bastou o Código Florestal para o desejo ir por água abaixo.

O governo fez lobby, e claro, conseguiu aprovar o Código Ruralista, sob o aplauso deles, claro…

O projeto aprovado no Senado, que ainda volta para a Câmara, anistia multas ambientais de grandes doadores eleitorais do agronegócio. São grupos que doaram cerca de R$ 15 milhões na campanha de 50 congressistas (senadores e deputados).

E o pior: as contribuições foram feitas no pleito de 2010, quando a reforma do código já estava em andamento em comissão especial da Câmara. Tudo ajeitado.

Se Davim foi pressionado para votar a favor? E muito.

Argumentando que não iria votar contra os seus princípios Verdes, chegou a dizer que se afastaria do cargo – ele é suplente – para o ministro Garibaldi Filho reassumir e votar, mas com uma condição: não reassumiria o Senado.

Pois Paulo Davim foi o único do Rio Grande do Norte – e um dos 7 apenas de todo o Brasil – a votar contra o projeto do Código Florestal.
Além de Davim, votaram contra o Código “Ruralista” os senadores Randolfe Rodrigues (PSOL/AP), Marinor Brito (PSOL/AP), João Capiberibe (PSB/AP), Marcelo Crivella (PRB/RJ), Cristovam Buarque (PDT-DF), Fernando Collor (PTB-AL), e Lindbergh Farias (PT-RJ).

Projeto aprovado sob protesto de ambientalistas

10 de dezembro de 2011 às 6:00

Paulo Davim: único senador do RN a votar contra projeto que não beneficia a Saúde [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O senador Paulo Davim também votou contra o governo, mas a favor do povo que elege um parlamentar, no caso da DRU.

O que os senadores aprovaram foi a regulamentação da Emenda 29, EXCLUINDO a regra de investimento mínimo do governo federal na Saúde.

Excluindo o investimento mínimo, o governo fica desobrigado a investir mais na Saúde além do que já determina a lei.

Entendeu?

Paulo Davim é médico, plantonista do Walfredo Gurgel, conhece como ninguém o caos da saúde pública causado por falta de dinheiro – e gestão, claro.

Do Rio Grande do Norte, votaram a favor do projeto que não beneficou a Saúde, o senador José Agripino e a senadora-suplente Ivonete Dantas.

Paulo Davim, José Agripino e Ivonete Dantas (Fotwitter @joseagripino)