Thaisa Galvão

23 de janeiro de 2012 às 17:07

A FIART já começou, mas sua abertura oficial é hoje [2] Comentários | Deixe seu comentário.

Por interinos

Desde sexta-feira está acontecendo a 17a FIART- Feira Internacional do Artesanato, mas como em todos os anos a solenidade acontece depois e conta com a presença de autoridades. A FIART acontece no Centro de Convenções e segue até o dia 29 deste mês. A entrada da feira custa R$ 5 reais, leitores do blog informam que o estacionamento custa R$ 4 reais.

Na Fiart tem artesanato de todo mundo espalhados em 385 estandes a feira é uma ótima dica para turistas e a população em geral que aproveita para conhecer e adquirir o que há de melhor no nosso artesanato.

Uma dica do bolg é ir ao estande do Projeto Transforme-se/Cosern e adquirir as bolsas, carteiras, brincos e bijouterias produzidas pelas reeducandas do Estado.

Outra dica é visitar o lojão que a Prefeitura de Natal que por meio do Centro de Artesanato de Natal (Artesanat), vinculado à Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtas), montou um “lojão” e está beneficiando artesãos cadastrados na Semtas para que possam expor e vender suas peças no evento, sem custos para os mesmos.

São produtos de 300 artesãos, peças em cerâmica, renda de bilro, pinturas em tecido, bolsas, crochês, cestaria, utensílios domésticos e uma diversificada produção e todo o lucro obtido com a venda das peças vai direto para o bolso do artesão.

Quem gosta de artesanato vale a pena conferir.

23 de janeiro de 2012 às 17:06

Programa legal de férias realizado através do PETI [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Por interinos

O Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) da Cidade da Esperança levou, as crianças beneficiadas para um passeio histórico e cultural ao Forte dos Reis Magos. A atividade integra a colônia de férias do núcleo que teve início em 10 de janeiro e segue até 17 de fevereiro.

“As crianças beneficiadas pelos núcleos do PETI estão aproveitando as várias opções de lazer que preparamos para curtirem ao máximo as férias. Cada núcleo está com uma grade de atividades”, destaca Salete Alves, coordenadora geral do PETI –

A programação do núcleo do PETI da Cidade da Esperança, por exemplo, inclui produção de brinquedos, sessão de cinema, gincanas, atividades de artes, futebol, baile de carnaval, queimada e passeios à Fábrica de Café Santa Clara, à Ceará-Mirim, ao Forte dos Reis Magos, ao Clube da COSERN e ao Parque das Dunas.

“O objetivo da colônia é proporcionar atividades de lazer, esporte e cultura para as crianças e adolescentes do PETI no período das férias escolares, evitando assim que elas fiquem expostas à exploração do trabalho infantil”, explica a coordenadora.

23 de janeiro de 2012 às 14:00

Arena das Dunas trabalha atualmente com 450 operários em diferentes frentes [2] Comentários | Deixe seu comentário.

Por interinos

Hoje a governadora, Rosalba Ciarlini, fez mais uma visita as obras da Arena das Dunas e convocou a imprensa, desta vez para entregar cópias do cronograma  aos jornalistas para que estes também possam acompanhar todo o desenvolvimento da obra, juntamente com o Governo do Estado, a FIFA e o COL (Comitê Organizador Local, com sede no Rio de janeiro).

Rosalba garantiu que as obras estão em dia e mais uma vez reafirmou que em Dezembro de 2013 o Arena das Dunas estará concluído. “Não há nenhum motivo de preocupação. A obra segue o ritmo planejado, de acordo com o cronograma que foi apresentado à FIFA em janeiro de 2011 e que inclusive foi aprovado pela entidade. Se compararmos com as cidades que começaram as obras antes de nós, realmente há um atraso, mas estamos cumprindo nosso cronograma rigorosamente, segundo o qual a Arena das Dunas estará pronta em dezembro de 2013”, declarou Rosalba.

450 operários estão trabalhando neste momento em diferentes frentes dentro da obra, que segue de acordo com o planejado. Segundo Demétrio Torres, não há razão para modificar o planejamento agora, mas isso poderá ser feito nas próximas etapas, dependendo da necessidade.

Canteiro de obras do Arena das Dunas, hoje 23.01.2012 Fotos: Elisa Elsie

Canteiro do obra do Arena das Dunas 23.01.2012

Governadora Rosalba e o secretário da Secopa, Demétrios Torres, hoje na visita ao canteiro de obras do Arena das Dunas

 

23 de janeiro de 2012 às 13:43

TJ informa: 16 são condenados na Operação Impacto [3] Comentários | Deixe seu comentário.

Por interinos

Com informações do TJRN

O juiz da 4ª Vara Criminal de Natal, Raimundo Carlyle de Oliveira, condenou 16 dos réus da Operação Impacto por corrupção ativa e passiva durante a votação do Plano Diretor de Natal (PDN), em 2007. Dos 21 denunciados pelo Ministério Público Estadual foram integralmente absolvidos o presidente da Câmara Municipal de Natal (CMN), Edivan Martins, e o ex-vereador Sid Fonseca.

Os (parlamentares e ex-parlamentares) Emilson Medeiros e Dickson Nasser, Geraldo Neto, Renato Dantas, Adenúbio Melo, Edson Siqueira, Aluísio Machado, Júlio Protásio, Aquino Neto, Salatiel de Souza e Carlos Santos foram condenados por corrupção passiva nas penas do art. 317, caput, e § 1º do Código Penal (solicitar ou receber, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida, ou aceitar promessa de tal vantagem). Adão Eridan também foi condenado, no entanto, apenas pelo caput do art. 317 do CP.

No caso de Dickson e Emilson a punição é agravada porque ambos respondem também pelo art. 62 do mesmo código, que dispõe que a pena será agravada em razão de agente que promove ou organiza a cooperação no crime.

O empresário Ricardo Abreu, além de José Pereira Cabral, João Francisco Hernandes e Joseilton Fonseca foram absolvidos das imputações previstas no art. 1º , inciso V, da lei 9.613/98 (lei que trata dos crimes de lavagem ou ocultação de bens, direitos e valores). No entanto, Abreu foi condenado pelas penas do crime de corrupção ativa (art. 333).

Os ex-funcionários da CMN Klaus Charlie, Francisco de Assis Jorge e Hermes da Fonseca foram culpados nas penas do art. 317, caput, e § 1º, c/c os artigos 29 e 327, § 2º, todos do Código Penal (corrupção passiva).

Perda de Mandato

Emilson Medeiros, Dickson Nasser, Geraldo Neto, Renato Dantas, Adenúbio Melo, Edson Siqueira, Aluísio Machado, Júlio Protásio, Aquino Neto, Salatiel de Souza, Carlos Santos, Adão Eridan, Klaus Charlie, Francisco de Assis Jorge e Hermes da Fonseca foram condenados a perda do cargo, função pública ou mandato eletivo.

“Verificado que, pela extensão da gravidade dos crimes praticados, é absolutamente incompatível a permanência dos aludidos réus em atividades ligadas à administração pública”, destacou o magistrado.

Ele determinou ainda, após transitada em julgado a sentença, que seja oficiado ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para fim de suspender os direitos políticos dos condenados. Além disso, deverá ser expedido pela Secretaria Judiciária os competentes mandados de prisão dos condenados e, efetuadas as prisões, as respectivas guias de execução penal à Vara das Execuções para que instaure o devido processo executório das penas.

Devolução de recursos públicos

O Ministério Público requereu a perda em favor do Estado, do dinheiro apreendido em poder dos réus Geraldo Neto (R$.77.312,00), Emilson Medeiros (R$.12.400,00) e Edson Siqueira (R$.6.119,00), depositado judicialmente (fls. 17, 18 e 19 – vol. 11), como valores auferidos pelos agentes com a prática de fatos criminosos, totalizando R$.95.831,00.

dos réus Geraldo Neto (R$.77.312,00), Emilson Medeiros (R$.12.400,00) e Edson Siqueira (R$.6.119,00), depositado judicialmente (fls. 17, 18 e 19 – vol. 11), como valores auferidos pelos agentes com a prática de fatos criminosos, totalizando R$.95.831,00.

“Sendo efeito da condenação a perda em favor da União do produto do crime ou de qualquer bem ou valor que constitua proveito auferido pelo agente com a prática do fato criminoso, decreto a referida perda, apreendida nos autos, conforme dispõe o artigo 91, inciso II, alínea “b”, do Código Penal”.

Além disso, o magistrado entendeu ser necessária a fixação de indenização, em virtude dos danos à Administração Pública, aferidos como a descrença do povo eleitor em seus representantes municipais e, no próprio sistema democrático, no caso representado pelo funcionamento do legislativo municipal, “não pode ser eficazmente mensurável em quantia financeira, porém deve ser fixado um mínimo que seja à título de indenização”, disse ele.

O montante deverá ser revertido ao Fundo Único do Meio Ambiente do Município de Natal, criado pela Lei nº 4.100, de 19.6.1992, regulamentado pelo Decreto nº 7.560, de 11.1.2005.

Das penas

O empresário Ricardo Abreu foi condenado a pena de seis anos e oito meses de reclusão em regime semi-aberto e ao pagamento da multa de 750 salários mínimos; Emilson Medeiros e Dickson Nasser devem cumprir o período de sete anos e nove meses em regime semi-aberto e ao pagamento de 150 salários minimos; os demais vereadores e ex-vereadores foram condenados à pena definitiva de seis anos e oito meses e ao pagamento 150 salários-mínimos.

Já o vereador Adão Eridan foi condenado à pena definitiva de cinco anos de reclusão e ao pagamento de 150 salários mínimos; os ex-funcionários da CMN, por sua vez, cumprirão pena de seis anos de reclusão.

Entenda o caso 

“Como ficou provado que os condenados pagaram (Ricardo Cabral Abreu), solicitaram (Adão Eridan de Andrade), facilitaram (Klaus Charlie Nogueira Serafim de Melo, Francisco de Assis Jorge de Souza e Hermes Soares da Fonseca) e auferiram (os demais condenados), indevidamente, importância financeira (ou em bens) não quantificada completamente até o momento, fixo tal valor mínimo da indenização à Administração Pública em R$ 200 mil”, definiu. A verba deve ser revertida

O Ministério Público apresentou denúncia alegando que, no curso do processo legislativo de elaboração do novo Plano Diretor do Município de Natal, durante o primeiro semestre e início do segundo semestre do ano de 2007, os denunciados havia aceitado, para si, promessa de vantagem indevida, para que, no exercício dos mandatos de vereador do município de Natal, votassem conforme os interesses de um grupo de empresários do ramo imobiliário e da construção civil, que se formou para corromper, mediante pagamento de dinheiro, as consciências dos representantes do povo natalense.

Os denunciados, vereadores do Município de Natal, estimulados pelo oferecimento e a promessa da vantagem indevida, em valores iguais ou superiores a R$ 30 mil para cada um deles, obedecendo a uma tabela previamente escalonada de valores, formaram um grupo coeso que se articulou entre si durante todo o processo legislativo mencionado sob a promoção, organização e direção do denunciado Emilson Medeiros, em face das suas relações pessoais com empresários dos ramos da construção civil e imobiliário.

O denunciado Dickson Nasser, igualmente, em posição inferior apenas a do denunciado Emilson Medeiros, promoveu e organizou a cooperação no crime e dirigiu a atividade dos demais agentes, valendo-se inclusive da qualidade de presidente da Câmara Municipal de Natal para sustar o pagamento do subsídio do denunciado Sid Fonseca, para obrigá-lo a votar conforme os interesses do grupo de vereadores integrantes do grupo contratado pelos corruptores.

Em razão da aceitação da promessa da vantagem indevida, os então vereadores denunciados votaram, com êxito, conforme acertado com os empresários corruptores, pela rejeição dos vetos do Chefe do Executivo às emendas parlamentares ao Plano Diretor de Natal, na sessão da Câmara Municipal do dia 03.07.2007, assim praticando ato de ofício com infração de dever funcional.

 

23 de janeiro de 2012 às 13:26

Parnamirim 100% saneada [10] Comentários | Deixe seu comentário.

Por interinos

Quem vem do litoral sul se depara com um outdoor enorme da prefeitura de Parnamirim informando que a cidade está SENDO…100% saneada.

Outdoor localizado na Praia de Cotovelo.

 

23 de janeiro de 2012 às 13:02

Desconto de 50% para o ITIV termina hoje [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Termina hoje o desconto que a prefeitura do Natal está concedendo aos contribuintes da cidade que estiverem interessados em pagar o Imposto sobre a Transmissão Inter Vivos de Bens Imóveis (ITIV) com redução de 3% para 1,5%. O benefício vem sendo oferecido pela Secretaria Municipal de Tributação (Semut).

 

 

23 de janeiro de 2012 às 12:47

Juiz condena dezesseis envolvidos na Operação Impacto [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Por interinos

Com informações do DN on line

Após cinco anos de apuração, o juiz Raimundo Carlyle de Oliveira Costa, da 4ª Vara Criminal de Natal anunciou na manhã desta segunda-feira (23), a sentença dos 21 réus investigados na Operação Impacto, deflagrada em 2007.

A decisão apresentou seis absolvidos e 15 condenados, que responderam sobre as acusações de irregularidades na votação da proposta de revisão do Plano Diretor de Natal, na gestão do então prefeito Carlos Eduardo. Entre os absolvidos, o empresário Ricardo Abreu foi condenado em um outro artigo, o 387, que se refere à ocultação de bens e corrupção ativa.

Condenados pelo artigo 317, cuja prática, de acordo com o código penal, significa solicitar ou receber, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida, ou aceitar promessa de tal vantagem.

Na ocasião, de acordo com inciso 1º, a pena é aumentada de um terço, se, em conseqüência da vantagem ou promessa, o funcionário retarda ou deixa de praticar qualquer ato de ofício ou a prática infringindo dever funcional.

Foram condenados no processo, Adenúbio Melo (PSB), Salatiel de Souza (DEM), Edson Siqueira (PV), Dickson Nasser (PSB), Klaus Charlie, Hermes Soares Fonseca, Adão Eridan (PR), Aquino Neto (PV), Aluísio Machado (PSB) e Emilson Medeiros (PSB), Geraldo Neto (PMDB), Renato Dantas (PMN), Julio Protásio (PSB), Francisco de Assis Jorge de Sousa e Antônio Carlos Jesus dos Santos.

23 de janeiro de 2012 às 12:44

Moradores de Candelária fazem abaixo-assinado contra construção da sede da OAB no bairro [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A construção da nova sede da OAB na rua Nossa Senhora da Candelária, no bairro Candelária, zonal sul de Natal tem sido alvo da manifestação de moradores da região. Um abaixo-assinado organizado pelo Conselho de Moradores de Candelária está circulando pelo bairro solicitando a suspensão da construção da sede da entidade, uma vez que no local, encontra-se uma quadra poliesportiva. Mesmo em péssimo estado, os moradores utilizavam o espaço para o seu próprio lazer.

Segundo o presidente do Conselho de Moradores de Candelária (Conacan), Victor Vieira do Vale, cerca de quatro ofícios foram enviados aos órgãos do governo, solicitando a revitalização do local, dentre eles, um que foi encaminhado à Governadoria pedindo a recuperação total da quadra. “A nossa proposta seria desenvolver um projeto de valorização do esporte junto aos jovens do nosso bairro, bem como, a construção de uma praça, que traria mais qualidade de vida e lazer aos moradores da região, mas não recebemos nenhuma resposta dos órgãos competentes”, relata.

Após a assinatura dos moradores de Candelária, o abaixo-assinado será dirigido aos poderes públicos na tentativa de resolver o problema.

 

23 de janeiro de 2012 às 10:03

Profissionais de saúde do hospital Regional de Pau dos Ferros desmotivados e vítima de entalo quase morre [6] Comentários | Deixe seu comentário.

Segue relato que o interino do blog recebeu e publica para que o diretor do hospital apure  o ocorrido.

AGRADECIMENTOS AOS PROFISSIONAIS BOMBEIROS

De Lino Leite e Família

Quero agradecer aos bombeiros que trabalham em Pau dos Ferros/RN

Ontem presenciei um ato de persistência e dedicação ao profissionalismo, meu irmão foi vítima de um entalo, onde fazendo sua alimentação em casa ,engasgou-se com um pedaço de carne, desesperado levei-o ao hospital regional desta cidade, mas não esperava q maior fosse o desespero ao chegar ao ponto de saúde, pois ao praticamente morrer, como dizemos no cotidiano ,aos profissionais que por ali estavam, encontravam-se totalmente despreparados ou sem vontade de fazer o serviço que ali estavam exercendo,eu vendo aquela sena vi que iria perder meu irmão da mesma forma que perdi meus pais : EM UM LEITO HOSPITALAR.
Pois quando meu irmão encontrava um espaço pedia ajuda. Eu não sabia o que fazer ,mas como Deus é bom pai ! mandou que eu procurasse um anjo que estaria ali por perto ,mas eu não encontrei apenas um, e sim vários deles , primeiramente encontrei uns companheiros que trabalham no 7ºBPM, pedi aos mesmo que ficassem com meu irmão enquanto eu fui ate a sede do corpo de bombeiro onde os profissionais que ali encontravam-se, quase que chegavam antes de mim no hospital pra prestarem o socorro, massagearam e fizeram outros movimentos que fazem parte dos primeiros socorros, mas antes tiveram q retirar o oxigênio da narina do mesmo pois encontrava-se sem fôlego e provocando constantemente. Muitos curiosos da saúde que si encontravam no local , que deveriam ter o mesmo prepara , desanimavam os profissionais que efetuava o socorro dizendo que não havia mais jeito, mas com a persistência , força de vontade e gosto no que fazem conseguiram trazer meu irmão a vida , eu e minha família estamos gratos eternamente , e parabenizamos , pois sabemos que muitos criticam a falta de equipamentos nos setores de saúde , mas o principal de tudo é a força de vontade e o prazer de fazer oque lhe é designado.

NÃO BASTA SABER FAZER TEM QUE FAZER!

 

23 de janeiro de 2012 às 5:00

Potiguar de Florania é o chefe do Estado-Maior da Aeronáutica [1] Comentários | Deixe seu comentário.

O Tenente Brigadeiro do Ar Aprígio Eduardo de Moura Azevedo assumiu (19/1) a Chefia do Estado-Maior da Aeronáutica (EMAER). Ele substitui o Tenente Brigadeiro do Ar Jorge Godinho Barreto Nery, que desempenhará o cargo de conselheiro militar junto à Organização das Nações Unidas (ONU) em Genebra, na Suíça. A solenidade de passagem de comando, realizada no Salão Nobre da Base Aérea de Brasília, contou com as presenças do Ministro de Estado da Defesa, Celso Amorim, e do Comandante da Aeronáutica, Tenente Brigadeiro do Ar Juniti Saito.

O Tenente Brigadeiro do Ar Azevedo nasceu na cidade de Florânia, no Rio Grande do Norte. Ingressou na Força Aérea Brasileira (FAB) no dia 1º de março de 1967, na Escola Preparatória de Cadetes do Ar, em Barbacena (MG). Entre os principais cargos ocupados estão o de Chefe da Comissão Aeronáutica Brasileira em Washington; Chefe da Seção de Planejamento Logístico do Estado-Maior da Aeronáutica; Chefe do Subdepartamento de Desenvolvimento e Programas e Presidente da Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate; Chefe da Assessoria Parlamentar do Comandante da Aeronáutica; Comandante do Quarto Comando Aéreo Regional; e Chefe do Gabinete do Comandante da Aeronáutica. Possui 6.000 horas de voo, das quais 1.800 horas na Aviação de Caça.