Holiday

Thaisa Galvão

15 de fevereiro de 2012 às 21:38

Laudo médico diz que Carla Ubarana pode se matar se for levada a um ‘ambiente penitenciário’ [6] Comentários | Deixe seu comentário.

Dependendo do laudo do psiquiatra Rafael Costa, a ex-chefe do setor de precatórios do Tribunal de Justiça, Carla Ubarana, acusada de chefiar um esquema que teria desviado mais de 70 milhões de reais, não vai para presídio nenhum.

Ou permanecerá no hospital, ou em casa.

De acordo com o médico, Carla pode se matar, caso vá para um ‘ambiente penitenciário’…

Eis trechos do laudo assinado pelo psiquiatra e feito a partir de exigência do Ministério Público, que entendeu que Ubarana estava sendo beneficiada com regalias no hospital, onde, em seu apartamento, recebe visitas a todo instante.

estado depressivo caracterizado por insônia, inapetência, bradipsiquismo, e ideação de cunho suicida permanente e bem planejada

Considerando, principalmente, a ideação suicida da paciente, solicito que a mesma permaneça em tratamento medicamentoso e psicológico, não sendo, portanto, indicada sua transferência para um ambiente penitenciário (já que o comportamento suicida está atrelado a este fato)

É importante que seu tratamento seja mantido ou em ambiente hospitalar ou, para melhores resultados, em ambiente domiciliar. A transferência da paciente para ambiente penitenciário pode vir a ter repercussões até fatais para seu quadro, no presente momento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*