Thaisa Galvão

23 de janeiro de 2013 às 10:35

Será cremado hoje no Rio o corpo do executivo que trouxe a aviação comercial internacional para Natal [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Será cremado hoje no Rio de Janeiro o corpo de Ignácio Morquecho Marina, que morreu ontem aos 85 anos.

O espanhol fez história na aviação civil do Rio Grande do Norte, quando, designado para gerenciar a empresa aérea Iberia em Natal, em 1946, desembarcou na capital potiguar no primeiro voo internacional comercial que pousou em Natal.

O primeiro voo da Iberia para a América do Sul saiu de Madrid em fevereiro de 46, fez escalas em Villa Cisneros, na África, em Natal, no Rio de Janeiro, Montevidéu e Buenos Aires, retornando pela mesma rota.

O avião era um turbo hélice Douglas DC 4, que se integrou a um voo regular pousando em Natal por quase dez anos.
Ignacio Morquecho trouxe da Espanha para Natal, alguns anos depois de instalado na cidade, o seu irmão Nemésio Morquecho, que marcou época com seu badalado restaurante Nemésio’s.

Ignacio se transferiu para o Rio de Janeiro, onde vivia até agora, em julho de 1954, quando a Iberia transferiu a base brasileira para a capital carioca.

 

Em Natal ele tem hoje dois Netos: Felipe Morquecho e Rodrigo Morquecho, filhos do secretário adjunto de Turismo da capital, Murillo Felinto.

E ainda um sobrinho, Pio Morquecho, filho do irmão Nemésio, que seguiu os passos do pai como dono de restaurante, e comanda hoje o restaurante que leva o nome do pai no bairro de Petrópolis.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*