Holiday
Holiday

Thaisa Galvão

3 de Fevereiro de 2013 às 19:32

Em tempos de silêncio da imprensa, 7 aposentados protestam contra candidatura de Henrique [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A imprensa nacional, que entrou de cara nas investigações sobre a vida do deputado Henrique Alves, desde que ele começou a campanha para chegar à presidência da Câmara, na eleição de amanhã, silencia há uma semana.

Nenhuma denúncia mais.

Apenas dados requentados do que já foi noticiado. Mesmo assim, em doses homeopáticas.

A imprensa parece ter se cansado de trabalhar em vão, vez que não houve reação por parte do governo.

Nem sinal de retirada de apoio à candidatura de Henrique.

Em relação às bancadas dos Estados, quase nenhuma alteração.

Reação mesmo só da população, dos leitores e telespectadores.

Mas esses estão fora da eleição. Não votam. O voto é específico dos deputados, e este já têm seus posicionamentos.

Portanto…o silêncio da imprensa foi quase absoluto na última semana.

 

O barulho hoje, a poucas horas do início da eleição – amanhã a partir das 10 horas – veio de um grupo de apenas 7 aposentados.

Que não teriam feito tanto barulho se não tivessem levado para a frente ao Congresso Nacional, um bode.

Como mostra a matéria publicada na Folha Online:

*

 

Aposentados protestam com bode contra candidatura de Henrique

 

De posse de um bode, aposentados se reuniram em frente ao Congresso neste domingo (3) para protestar contra a candidatura do líder do PMDB, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), à presidência da Câmara.

O peemedebista é favorito à eleição prevista para ocorrer nesta segunda-feira (4), a partir das 10h.

Além dele também devem disputar o comando da Casa os deputados Rose de Freitas (PMDB-ES), Julio Delgado (PSB-MG) e Chico Alencar (PSOL-RJ). Desistência ou novas candidaturas podem ser registradas até às 22h de hoje.

“A sociedade tem que se mobilizar. Estamos cansados de corrupção. Henrique Eduardo Alves é ficha suja”, disse Genivaldo da Silva, presidente da Associação dos Militares da Reserva, Reformados e Pensionistas das Forças Armadas.

 

Além dele, outros cinco aposentados participaram da manifestação. Uma nova está prevista para ocorrer amanhã, durante a escolha do novo presidente da Câmara.

O uso do caprino na manifestação é uma referência ao bode “galeguinho” que servia de guarda na sede da Bonacci Engenharia e Comércio Ltda.

Conforme revelou a Folha no último dia 13, uma parte do dinheiro das emendas orçamentárias do Alves foi parar na empresa que tem como sócio um assessor de Henrique Eduardo Alves, Aluizio Dutra de Almeida. Após o fato ser revelado pela Folha, Almeida foi exonerado do gabinete de Alves.

O bode “galeguinho” também teve destino parecido sendo amarrado em uma árvore fora do terreno da empresa que tem o seu endereço numa casa simples num bairro de classe média baixa em Natal.

No local, não há nenhuma identificação de que ali deve funcionar a empreiteira que assinou contratos que somam pelo menos R$ 6 milhões com 20 prefeituras do Rio Grande do Norte, nos últimos cinco anos, por meio de convênios do governo federal.

Fotos: Alan Marques/Folhapress

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*