Thaisa Galvão

9 de fevereiro de 2013 às 11:54

MP recomenda bloqueio no FPM de Caraúbas para pagar salários atrasados [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Enquanto muitas prefeituras comemoram os repasses do Fundo de Participação os Municípios um pouco mais polpudos, a de Caraúbas treme nas bases correndo o risco de ficar no liseu.

A depender da decisão judicial para a recomendação do promotor da comarca local, Rafael Pires Paes Galvão, que pede o bloqueio da 1ª cota do FPM de fevereiro – mais de 400 mil reais – para pagar aos comissionados demitidos no final de outubro, e aos servidores da Prefeitura que não receberam os salários em outubro, quando a cidade tinha como prefeito Alcivan Viana.

No período, Alcivan, que era o vice, substituía o prefeito reeleito Ademar Ferreira, que havia se licenciado para cuidar da campanha.

Os comissionados que permaneceram, trabalharam novembro e dezembro também sem salários.

 

E o Ministério Público tem acompanhado todos os passos da gestão municipal em Caraúbas, que todos os dias recebe ofícios e notificações…

Daí, certamente, o atraso nas nomeações para preenchimento dos cargos de terceiro escalão.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*