Thaisa Galvão

17 de fevereiro de 2013 às 17:05

Henrique Alves não gostou da pressa da governadora Rosalba em indicar desembargador [2] Comentários | Deixe seu comentário.

O deputado Henrique Alves, presidente da Câmara, não achou a menor graça no fato da governadora Rosalba Ciarlini ter definido em regime de urgência urgentíssima a questão da indicação de um nome para a vaga de desembargador no Tribunal de Justiça.

Mesmo sabendo que Rosalba já havia definido o nome do advogado Glauber Rêgo, Henrique, segundo fonte próxima à governadora, teria se feito de desentendido e ligado, dos Estados Unidos, para a governadora, querendo saber sobre a lista tríplice.

A governadora teria dito que, a pedido do senador José Agripino, tinha sido rápida na escolha.

Foi tão rápida que, mesmo já tendo uma reunião marcada para às 14 horas desta segunda-feira com o presidente do Tribunal de Justiça, Aderson Silvino, quando iria receber a lista tríplice, Rosalba ligou para o presidente do TJ e pediu que ele adiantasse o processo…e levasse a lista para a Assembleia, onde ela iria ler a mensagem anual do governo, e já deixar protocolado o ofício com o nome escolhido do advogado Glauber Rêgo.

*

Há quem garanta que a pressa da governadora tinha como objetivo exatamente evitar a interferência de Henrique no processo.

Prestes a romper com o governo, na visão dos governistas, ele não tinha porque interferir na escolha.

E a pressa se deu para garantir a independência…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*