Thaisa Galvão

19 de fevereiro de 2013 às 10:20

Liminar pode ser derrubada no plenário do STJ ou com mandado de segurança no STF [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Como a decisão do Conselho Nacional de Justiça, que suspende os efeitos do processo de escolha de desembargador do Tribunal de Justiça, na vaga do Quinto Constitucional, foi por liminar, a mesma poderá ser derrubada…

E aí a lista segue, com indicação da governadora valendo para o nome do advogado Glauber Rêgo e a sabatina pel Comissão de Constituição e Justica da Assembleia Legislativa.

 

A liminar pode ser derrubada, ou pelo plenário do CNJ, com agravo regimental, ou com mandado de segurança no STF.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*