Thaisa Galvão

19 de fevereiro de 2013 às 20:58

Membro do CNJ, advogado potiguar Emmanoel Campelo alegou suspeição e não opinou sobre liminar [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Membro do Conselho Nacional de Justiça, o advogado natalense, Emmanoel Campelo, se absteve de votar na sessão de hoje.

Justificou que tinha alguns amigos na lista sêxtupla, e alegou suspeição.

Dos 15 membros do Conselho, os 14 que votaram se posicionaram a favor da liminar que suspendeu o processo de escolha do desembargador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*