Thaisa Galvão

14 de março de 2013 às 6:31

Poesia, amor…cartas de amor. Viva o dia da poesia! [0] Comentários | Deixe seu comentário.

No dia da poesia…hoje…uma dica para os românticos-apaixonados que vivem a vida plugados num equipamento eletrônico, expressando sentimentos via DM, whatsapp, BBM…

As cartas de amor…não são ridículas.

Talvez quem nunca escreveu uma carta de amor…seja ridículo…

E nesta quinta-feira cheia de palavras bonitas, começo o dia com o belo poema de Álvaro de Campos…
Todas as Cartas de Amor são Ridículas

 

Todas as cartas de amor são
Ridículas.
Não seriam cartas de amor se não fossem
Ridículas.
Também escrevi em meu tempo cartas de amor,
Como as outras,
Ridículas.

 

As cartas de amor, se há amor,
Têm de ser
Ridículas.

Mas, afinal,
Só as criaturas que nunca escreveram
Cartas de amor
É que são
Ridículas.

 

Quem me dera no tempo em que escrevia
Sem dar por isso
Cartas de amor
Ridículas.

 

A verdade é que hoje
As minhas memórias
Dessas cartas de amor
É que são
Ridículas.

 

(Todas as palavras esdrúxulas,
Como os sentimentos esdrúxulos,
São naturalmente
Ridículas.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*