Thaisa Galvão

20 de junho de 2013 às 5:09

Para não ser alvo de protesto, prefeito Carlos Eduardo deverá revogar reajuste de tarifa em Natal [2] Comentários | Deixe seu comentário.

Os empresários de transporte coletivo de Natal não vão achar a menor graça…mas o prefeito Carlos Eduardo deverá seguir as decisões tomadas no Rio de Janeiro e São Paulo e ainda hoje, antes de iniciado o protesto Revolta do Busão, às 17 horas, anunciar a revogação do reajuste na tarifa em Natal, que elevou de R$ 2,20 para R$ 2,40.

O prefeito já havia baixado de R$ 2,40 para R$ 2,30, aproveitando a desoneração de Pis e Cofins pelo governo federal.

Agora deverá revogar de vez como fizeram os dois estados.

 

Simples de entender.

O prefeito Carlos Eduardo não quer ser motivo de protesto.

Os movimentos #foramicarla e #forarosalba fazem qualquer político tremer.

E revogar o reajuste da tarifa será o caminho mais fácil para, pelo menos por enquanto, se livrar da ira da população.

 

*

Ontem, depois do anúncio feito pelo governador Geraldo Alckmin e pelo prefeito Fernando Haddad, em São Paulo, o prefeito Eduardo Paes (PMDB) e o governador Sérgio Cabral (PMDB), do Rio de Janeiro também anunciaram a revogação do reajuste nas tarifas do transporte público.

 A passagem do ônibus, que estava em R$ 2,95 desde o começo de junho, volta para R$ 2,75.

A passagem das barcas, que custava R$ 4,80, volta para R$ 4,50.

O metrô deixa de ser R$ 3,50 e volta a R$ 3,20.

E o trem volta a custar R$ 2,90, em vez de R$ 3,10.

 

Na entrevista que deu, o prefeito Eduardo Paes disse que vai tirar recursos de outros projetos como ‘clínicas da família’ para conseguir garantir o subsídio ao transporte.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*