Thaisa Galvão

23 de junho de 2013 às 23:33

Paula Fernandes: atração nacional em Mossoró [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A cantora Paula Fernandes é a atração nacional deste domingo do Mossoró Cidade Junina.

Na quinta-feira o evento retoma a linha de shows nacionais e quem se apresenta é a banda Garota Safada.

Na sexta será a vez de Luan Santana e no sábado, último dia da festa, será a vez de Banda Grafitth e Forró dos Plays.

Agora há pouco Paula Fernandes foi recebida pela prefeita de Mossoró, Cláudia Regina.

Cláudia e Paula Fernandes

 

23 de junho de 2013 às 23:15

O Gigante de 1964 e o Gigante de hoje [1] Comentários | Deixe seu comentário.

O que os movimentos populares de 1964, que terminaram com a revolução, tem em comum com os movimentos de hoje?

Em 64 o povo foi às ruas…como agora.

Em 64 o Gigante Acordou…como agora.

 

DJ , sonoplasta e produtor de eventos e de teatro, Wagner Parra, que mora em Santos (SP), remexendo sua casa encontrou o livro ‘Marcha da Família – Com Deus pela liberdade’, que cobriu as multidões de 64…

E nas páginas referentes a Santos, lá estava: ‘O Gigante Acordou’, numa referência à disposição do povo ir lutar pelos seus direitos, nas ruas.

Eis a página do livro de 1964…

Página do livro de 1964

 

23 de junho de 2013 às 23:05

Robinson Faria No Arraiá Quatrocentão de São Gonçalo do Amarante [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O vice-governador Robinson Faria (PSD) foi ao município de São Gonçalo do Amarante, na noite deste domingo.

Ao lado do prefeito Jaime Calado (PR), prestigiou a final do festival de quadrilhas estilizadas, ‘Arraiá Quatrocentão’.

No Arraiá de São Gonçalo, Jaime Calado e Robinson Faria

23 de junho de 2013 às 20:58

Assu: João Maia, Ricardo Motta e Rafael Motta na feirinha de São João [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A feirinha de São João, na cidade de Assu, estava animada neste domingo.

O prefeito Ivan Júnior recebeu o deputado federal João Maia (PR), o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ricardo Motta (PMN) e o vereador-presidente do PP, Rafael Motta.

 

Antes da feirinha, João e a mulher Fernanda Maia foram à Igreja Matriz, para o batizado de Stela, filha do deputado George Soares (PR) e Danielle Morais.

George faz oposição a Ivan, mas como era dia de festa, acompanhou João à feirinha…e se integrou ao grupo do prefeito.

João Maia na festa do batizado, e com Ivan Jr, Ricardo e Rafael Motta, e George, na feirinha de São João (Fotos: Marcos Dantas)

23 de junho de 2013 às 20:24

Fátima Bezerra vai aos festejos juninos de Assu e faz reunião política em Santa Cruz [0] Comentários | Deixe seu comentário.

No sábado antevéspera de São João, a deputada federal Fátima Bezerra (PT) foi a Santa Cruz para um encontro político.

A petista, que trabalha para viabilizar sua candidatura ao Senado, reuniu lideranças das regiões Trairi e Potengi, no IFRN de Santa Cruz.

Prefeitos, vice-prefeitos, vereadores…participaram da ‘Caravana Fátima Bezerra’.

 

Na noite da sexta, a deputada foi a Assu. A convite do prefeito Ivan Júnior, e acompanhada do reitor da UFERSA, Arimatea Matos, prestigiou o Arraiá do Jegue.

 

Fátima em Santa Cruz e depois no São João de Assu com o prefeito Ivan Júnior

 

23 de junho de 2013 às 18:25

Vândalos incendeiam ônibus escolar em Santa Cruz [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Vandalismo na madrugada deste domingo no município de santa Cruz resultou na destruição de um ônibus escolar.

Um veículo antigo, que transporta alunos do PETI.

O incêndio aconteceu no bairro Paraíso e tem sido atribuído, por algumas pessoas, ao movimento #VempraruaSantaCruz que fará protesto nas ruas da cidade a partir das 18 horas de terça-feira, nas proximidades do campus da UFRN.

Líderes do movimento negam qualquer envolvimento.

O fato é que o patrimônio público foi depredado e a polícia deverá investigar o culpado.

O movimento, que espera reunir cerca de duas mil pessoas, já anunciou que a presença de qualquer político terá como consequência uma sonora vaia.

Incêndio na madrugada

 

CLIQUE AQUI para assistir, em vídeo, o ônibus escolar pegando fogo. 

 

23 de junho de 2013 às 17:52

Prefeito Carlos Eduardo confirma presença na reunião de amanhã com a presidente Dilma Rousseff [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O prefeito de Natal, Carlos Eduardo, confirmou ao Blog, após ser questionado: também foi convocado pelo Palácio do Planalto para a reunião de amanhã com a presidente Dilma Rousseff.

A reunião, marcada para às 16 horas, com governadores e prefeitos de capitais, será para discutir ações urgentes como forma de dar uma resposta à população que tomou contas das ruas do Brasil nos últimos dias.

População que protesta contra a corrupção, contra a PEC37, contra o caos na educação e na saúde, contra o sistema de transporte público…

23 de junho de 2013 às 14:49

E se…Garibaldi Filho decidir ser candidato ao governo para salvar o PMDB… [5] Comentários | Deixe seu comentário.

E se…

E se a presidente Dilma Rousseff, diante do novo momento que vive o país, não conseguir viabilizar sua candidatura à reeleição?

O ‘privilégio’ não é mais da governadora democrata, Rosalba Ciarlini.

E se…

Mudança de cenário no Rio Grande do Norte.

Sem o Ministério da Previdência por mais 4 anos, o ministro Garibaldi Filho, que hoje corre longe quando o assunto é candidatura ao governo do Estado, pode mudar de ideia…

Sem Dilma, o PMDB perde o poder.

E o poder pode estar no Governo do Estado, onde, segundo pesquisas, quem ganha de qualquer candidato que aparecer, é o ministro Garibaldi Filho.

Mudança de cenário…

E se…

23 de junho de 2013 às 14:43

O peso e o tempo das promessas de Dilma a governadores e prefeitos [1] Comentários | Deixe seu comentário.

O que irá prometer – e cumprir – aos governadores e prefeitos na reunião desta segunda-feira, a presidente Dilma Rousseff?

Ela anunciou como uma das prioridades, um plano de mobilidade urbana.

Com recursos de onde, assim, tão urgentes?

As milhares de pessoas que foram às ruas em Natal, e clamaram pelo fim da corrupção, do mensalão, do caos na educação e na saúde, por um melhor sistema no transporte público…esperam, no mínimo, diante de uma promessa de plano de mobilidade urbana, chegarem mais cedo em casa todos os dias.

Esperam, no mínimo, a redução dos engarrafamentos causados no trânsito todo santo dia.

No mínimo sair da zona Sul e chegar à zona Norte, por exemplo, em uma hora, e não mais em 3, 4 horas…

O perigo da promessa está aí porque isso não vai acontecer.

O movimento dos últimos dias foi formado por pessoas que querem urgência. Que não aguentam mais esperar.

Vamos ver, amanhã, depois da reunião, o quê de urgente vai chegar à ponta: à população engarrafada no trânsito que aumenta a cada dia diante do número de carros que aumenta nas cidades.

A chance de ter um carro financiado que as classes menos favorecidas tiveram com a redução do IPI sobre preços de automóveis, agora tem de ser complementada com a chance de andar com esse carro.

E aonde isso tudo vai pesar, convém aguardar.

O IPI pesou nas Prefeituras.

 

23 de junho de 2013 às 14:41

Quem vai pagar a conta? [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Uma pergunta que não quer calar, ainda está sem resposta.

Quem vai pagar a conta da redução das tarifas de ônibus?

Os reajustes foram revogados em várias capitais do Brasil.

Na maioria, as Prefeituras subsidiam o transporte público. Como no Rio de Janeiro que já avisou: quem vai pagar a conta é a saúde pública.

A Prefeitura e o Governo anunciaram a revogação e adiantaram que os recursos para cobrir o benefício com a redução da tarifa, recairão sobre os repasses para a Saúde. E a população que anda de ônibus e depende do SUS, vai trocar 6 por meia dúzia. E torcer para sair mais de casa do que ficar doente.

 

Em Natal não há o tal subsídio.

Logo, o curto da revogação recairá somente e tão somente sobre as empresas. Que já oferecem um serviço capenga. Logo, em vez da saúde, a deficiência será mesmo no transporte.

 

O prefeito Carlos Eduardo reduziu a tarifa de R$ 2,40 para R$ 2,30 depois que o governo federal anunciou a desoneração de PIS e Cofins. Mas a Prefeitura não abriu mão da cobrança do ISS sobre o valor da tarifa nem o governo do Estado abriu mão a cobrança do ICMS.

Nada foi conversado ainda com os empresários de ônibus que foram apenas informados sobre a redução da tarifa que chegou a ser R$ 2,40, mas neste domingo voltou para R$ 2,20.

Pode custar mais ao usuário, o serviço já capenga do transporte coletivo.

A Prefeitura já anunciou a abertura do processo de licitação no setor.

Mas nada será tão urgente quanto clama o povo que foi às ruas.

 

23 de junho de 2013 às 14:19

Representantes do Governo e Prefeitura participam de coletiva com secretário-geral da Fifa [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Representantes do governo do Rio Grande do Norte e da Prefeitura de Natal, com atuação nos preparativos da Copa, estão no Rio de Janeiro onde foram participar do Programa de Observadores da Copa das Confederações para as Cidades-Sede da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014.

Terminado o evento, a convite da FIFA e do Comitê Organizador Local (COL), os representantes da área de Comunicação participarão, nesta segunda-feira no Centro de Imprensa do Maracanã, de um encontro com a imprensa nacional e internacional que irá cobrir as duas Copas.

Está prevista para às 10h30 uma entrevista coletiva do secretário-geral da FIFA Jérôme Valcke e do CEO do COL, Ricardo Trade.

Durante a coletiva, cada cidade-sede apresentará as particularidades de sua sede para os jornalistas presentes.

Do governo do RN participam o secretário da Copa, Demétrio Torres, e o presidente e vice da Emprotur, Sandro Pacheco e Alexandre Mulatinho.

Pela Prefeitura de Natal estão  o secretário de Comunicação, Heverton de Freitas, e o Secretário do Turismo, Fernando Bezerril. 

 

A intenção da Fifa é atualizar a mídia nacional e internacional sobre a competição em si e a temas específicos das 12 Cidades-Sede.

 

Na sexta-feira a comitiva fez visita técnica às instalações do Maracanã onde integrantes da FIFA e do COL trataram de temas como Segurança, Transporte, Marketing e Proteção de Marcas, Voluntariado, Tecnologia e Estruturas Complementares para os Estádios. 

De um lado, representantes do governo; do outro, da Prefeitura

23 de junho de 2013 às 14:08

Rosalba convocada para se reunir amanhã com Dilma [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A governadora Rosalba Ciarlini está tentando se encaixar um voo para Brasília…hoje, na madrugada, no começo da manhã.

É que o Palácio do Planalto lhe convocou agora há pouco para uma reunião às 4 da tarde desta segunda-feira com a presidente Dilma Rousseff.

Estão sendo convocados todos os governadores e prefeitos dos maiores centros urbanos do país, como Dilma prometeu no pronunciamento que fez sexta-feira.

Com Rosalba embarca o secretário da Copa, Demétrio Torres. 

*

Nunca foi tão urgente para um governador ou prefeito subir a rampa do Planalto.

#Vemprarua

23 de junho de 2013 às 9:12

Protestos que começaram pelo aumento de ônibus, tem como principal bandeira a corrupção [2] Comentários | Deixe seu comentário.

No pronunciamento que fez em cadeia de rádio e TV, na noite de sexta-feira, a presidente Dilma Rousseff disse que iria convocar governadores e prefeitos para discutir soluções.

E entre as soluções mais urgentes que anunciou, está um amplo projeto de mobilidade urbana para as cidades que sofrem os efeitos do trânsito caótico.

Mas…

Para ficar bem na fita com os brasileiros e brasileiras, a presidente tem que começar a operar por outra área.

O fim da corrupção é o clamor mais urgente da população que vai às ruas protestar, segundo pesquisa feita pela Editora Abril, que ouviu manifestantes nas ruas do Brasil.

Entre as principais bandeiras, de acordo com a pesquisa, não consta a mobilidade urbana. O que não significa que não deve ser levada em consideração com urgência urgentíssima.

A corrupção, a PEC37 e caos na educação e saúde, são os principais motivos dos protestos, segundo a pesquisa publicada na edição da revista VEJA que está nas bancas.

 

23 de junho de 2013 às 8:32

Sindicalista reclama que Seturn reduziu frota em Natal [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Efeito da redução da tarifa de ônibus em Natal.

Eis twitter da sindicalista Janeayre Souto:

Janeayre Souto @janeayresouto – @thaisagalvao SETURN diminui e muito a circulação de ônibus em Natal. População é penalizada. Carlos Eduardo a população exige respeito!

23 de junho de 2013 às 8:15

Para reeleição de Rosalba, Agripino conta, “principalmente”, com o apoio do PMDB [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Apesar da incômoda relação com o governo Rosa, que ele faz questão de negar, mas que nos bastidores aliados comenta com veemência, o senador José Agripino Maia, presidente nacional do DEM, como o Blog já publicou uma vez, é o aliado que a governadora Rosalba Ciarlini pediu a Deus.

Pois, apesar do silencioso conflito interno – o senador evita até mesmo uma DR (discutir relação) – ele aposta, e diz porque aposta, na reeleição da governadora.

E espera que os aliados de hoje, como PMDB, “principalmente”, continuem alimentando o projeto de Rosalba governadora por mais 4 anos.

As declarações de Agripino foram publicadas na Tribuna do Norte de hoje.

O Blog publica alguns trechos da entrevista.

 

 

TN – Nesse momento a governadora Rosalba Ciarlini já se habilita para a reeleição?

José Agripino – Eu acho que ela está construindo um caminho. Dois anos de Rosalba foram consumidos para pagar dívidas, administrar escassez e projetar o futuro. Se você me perguntar se ela já administrou a escassez, digo que ainda não, até porque cada vez que se retira o IPI de automóvel  reduz o Fundo de Participação. As perdas são flagrantes. Agora ela montou programas muito robustos, como Barragem de Oiticica, Poço de Varas, esse vigoroso programa Sanear RN. Se eu fui o governador das estradas e Garibaldi Filho o das adutoras, ela pode vir a ser a governadora do saneamento básico.

*

A pública insatisfação do ministro Garibaldi Filho preocupa o senhor nessa bandeira de manter a unidade desta aliança partidária?


José Agripino – Claro que preocupa. Agora em política as divergências são naturais e elas (as divergências) conduzem para prática do diálogo  para explicações e busca de entendimento, sempre com respeito. Sempre com respeito. Se Garibaldi tem divergências, emite opinião sempre sincera, muito francas com relação ao Governo, elas (as opiniões de Garibaldi) têm que ser, como os movimentos de rua, respeitadas, discutidas e, na medida do possível, atendidas.

*

O deputado federal Henrique Eduardo Alves, em entrevista publicada no último domingo na Tribuna do Norte, queixou-se de centralização do Governo e defendeu nova reunião do Conselho Político. Como o senhor avalia essas declarações?

José Agripino – É uma opinião a ser considerada. Se ele acha isso e tem razões para achar isso, tem que ser dito ao Governo para que faça o meia culpa se for o caso e mude de atitude em busca da boa convivência com o aliado. Acho que essa manifestação, como qualquer outra, ela precisa ter o respaldo da argumentação. Entendo o diálogo de pessoas que procuram se entender é movido a argumentos. Se os argumentos de quem se queixa são sólidos, cabe a outra parte a superação da dificuldade com o recolhimento da procedência do argumento e o atendimento com a mudança de comportamento para superar a dificuldade. O argumento tem que remeter a mudança de comportamento. Se o argumento existe e na palavra de Henrique o Governo continua centralizador, o argumento tem que ser posto, o Governo tem que fazer sua avaliação e mudar sua postura em nome da boa convivência com os aliados.

*

O vice-governador Robinson Faria se coloca como candidato a governador, a deputada federal Fátima Bezerra postula, publicamente, o Senado, a vice-prefeita Wilma de Faria sinaliza com uma candidatura na chapa majoritária. Falta os governistas colocarem o bloco na rua?


José Agripino – Não. Eles estão sofregos. Eu não quero agir com demérito a ninguém. Mas eu não vejo tanta robustez eleitoral nesse grupo ao qual você se referiu. Como eles não têm a preocupação de exercer governo, eles ficam no lançamento de expectativas pessoais. Nós temos, sem nenhuma presunção, o perfeito entendimento de que juntos somos uma força político-eleitoral capaz de construir vitórias, com respeito as demandas da sociedade que precisam ser atendidas. Se eles estão esboçando  chapas que muitas vezes são conflituosas, veja que Robinson quer ser candidato a governador e Wilma  não diz a que é candidata,a mas não descarta a possibilidade de ser candidata a governadora.

 

23 de junho de 2013 às 7:38

Sílvio Santos explica porque SBT não vende horário para programa religioso: “Judeu não deve alugar a televisão para os outros” [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Ele não dá entrevistas. É uma celebridade, sim, mas não se considera (ao contrários de ex-BBBs e famosos quem soltos por aí). Tem 82 anos de idade e continua fenômeno na televisão.

O Blog reproduz a entrevista/bate-papo de Sílvio Santos com um repórter da coluna de Mônica Bérgamo, feita em 3 visitas ao salão de beleza e publicada na edição deste domingo.

 

Fotos: Moacyr Lopes Junior - Folhapress

Em entrevista exclusiva, Silvio Santos diz que a TV Record joga “dinheiro fora”

 

Silvio Santos não dá entrevistas. Diz que tem uma profissão “como outra qualquer”, que define como “vendedor de bugiganga”. E, portanto, não merece “regalias”.

*

Por três semanas, Joelmir Tavares tentou furar a barreira. Esperou Silvio na porta do cabeleireiro Jassa, nos Jardins, onde ele arruma os cabelos antes de gravar seu programa dominical. Puxou papo sobre muitos assuntos.

O dono do SBT acabou respondendo a diversas questões. “Você está gravando?”, perguntou, no primeiro dos três encontros. “Pode publicar. Eu não ligo para isso.” A primeira conversa foi às 9h da manhã de 4 de junho.

*

 

Folha – Nós queremos fazer uma reportagem sobre os 50 anos do programa do sr.
Silvio Santos – Ah, mas eu não faço isso. Não faço matéria, não me preocupo com isso, não. É uma filosofia minha. Não vejo nada de extraordinário na minha profissão. É como outra qualquer, não tem essas fidalguias.

*

Mas o sr. é mais do que um apresentador.
Não importa.

*

Segundo pesquisa do Datafolha, o sr. é “a cara de SP”.
Eu não vou dizer a você que não. Mas o tratamento que eu gosto que me deem é o mesmo dado a um médico, a um advogado, à pessoa que tem uma profissão comum.

*

O sr. é um artista.
Não, eu sempre me vi como produto, um produto meu. Sou um bom vendedor. Agora, eu não mereço… Tenho de ter um tratamento como outro vendedor que vende geladeira ou aparelho de TV. Sou um vendedor que usa a eletrônica para vender seus produtos, artistas, programas. Artista é quem dança, canta, sapateia, conta piada.

*

O sr. faz um pouco disso tudo.
Não, não, não… Isso aí é impressão sua.

*

O sr. está feliz?
Claro que eu estou feliz. Você acha que eu sendo um vendedor dos meus produtos… Quando você anuncia o artista, está anunciando um produto. Quando anuncia um comercial, é um produto. Tudo é produto. Certo? Se você apresenta bem, tem condições de vendê-lo bem. Para você ter uma ideia, eu acho que eu devo ter batido o recorde de vendagem: 3 milhões de perfumes [da Jequiti] eu revendi agora.

*

É verdade que a Avon quer comprar a empresa?
Não. Que eu saiba, não.

*

A Jequiti virou o novo Baú da Felicidade?
Não, virou um negócio. O Baú foram 50 anos, só terminou porque o crediário está muito barato. E, em vez de se pagar, como se pagava, R$ 25 por mês para receber depois, você hoje vai numa Casas Bahia, paga R$ 18, R$ 15 e leva [produtos] para casa. Agora, a Jequiti, se continuar progredindo, ela vai chegar a ser uma boa empresa.

*

O sr. vai deixar o diretor Guga de Oliveira fazer o filme sobre a sua vida que ele vem preparando?
Não. Eu não vou deixar.

*

Por quê?
Por que eu não dou entrevista, não concordo com livro sobre mim, com filme? Se nenhum advogado, nenhum médico ou professor é cercado de todas essas… é… regalias, eu também não devo ser.

*

Pensa em aposentadoria?
Eu, não. Vou ter que me aposentar. Não sei quando.

*

Se depender do sr., o programa faz 60, 70 anos?
Não, não tem nem condições físicas.

*

Mas o sr. está bem.
Muito bem. Muito bem. [Sorrindo] Quando você chega aos 82 anos e te falam “muito bem”, cuidado, porque com 83 você pode estar no buraco já. Rá-rá-rá.

*

O sr. sente falta do banco PanAmericano?
Não. Infelizmente, não deu certo.

*

Dizem que o sr. fez uma jogada de mestre, usou o talento de vendedor para sair do negócio sem prejuízo.
Não, não. Eu ia esperar para poder ver se pagava, mas apareceu uma oferta e eu… [pausa] ‘Vamo’ embora! Deixa eu ir embora! Tem 200 pessoas me esperando.

 

Um novo encontro ocorreu no domingo, 16 de junho, no mesmo local. O repórter se aproximou e mostrou a ele uma foto da filha Patricia Abravanel, apresentadora do SBT, publicada na coluna.

Silvio Santos – A Patricia tá toda hora saindo agora [em fotos de jornais].

*

Ela diz que é a que mais trabalha no SBT. É verdade?
É, trabalha bem, sim.

*

A Patricia está sendo preparada para sucedê-lo?
[risos] Ela está indo. Tá melhor do que eu esperava.

*

Como está a situação financeira do SBT? Está bem?
Claro, muito bem. Dentro daquilo que a gente quer. Nós vamos acompanhando: se o mercado evolui 5%, a gente tenta conseguir 5%. Se dez, é dez. [bate palma] Agora, a Record faz milagre, né? A Record está faturando os tubos.

*

O SBT retomou o segundo lugar em audiência?
Não. Mas estamos lutando. Tá bom, tá bom. O lugar [no ranking de audiência] é importante, mas a administração [correta da empresa] é melhor. A Record, você vê, está perdendo um dinheirão. Por quê? Porque está administrando mal. Está jogando dinheiro fora [risos]. Jogou fora, não pode ganhar, né? Mas a gente nunca sabe exatamente a situação da Record. Porque lá não tem necessidade de dinheiro.

*

Mas agora ela está demitindo, cortando programas.
Não sei por que estão demitindo. Isso aí deve ter sido alguma decisão na Igreja [Universal]. Deve estar havendo algum bate-boca na igreja.

*

O sr. controla tudo no SBT?
Eu não. Eu pago gente para controlar, né?

*

Por que o sr. não vende horários para igrejas no SBT?
Eu não vendo horário religioso. É contra o meu princípio. Judeu não deve alugar a televisão para os outros. Você não sabe que os judeus perderam tudo quando deixaram outras religiões entrarem em Israel? A história é essa. No dia em que os judeus começaram a deixar que outros deuses fossem homenageados em Israel, os babilônios foram lá e tiraram o templo e jogaram os judeus para fora. O judeu não pode deixar que na casa dele tenha outra religião. É por isso que não deixo nenhuma religião entrar no SBT.

*

A sua mulher, Íris, e suas filhas são evangélicas.
Mas onde eu mando eu não deixo nenhuma religião entrar. Nós não temos nenhum programa judaico, né? Nem católico nem evangélico nem budista. Nada disso.

*

Mas então o SBT…
É uma casa judaica.

*

O sr. está negociando com Gugu Liberato?
Não. Por enquanto, o Gugu não veio nos procurar não.

*

E a porta está aberta para ele?
Está. Somos uma casa de negócios. Nós não temos esse negócio de saiu, não pode voltar. Todo mundo pode entrar e todo mundo pode sair, dependendo da negociação.

*

Se ele voltar, será como sócio do programa?
Depende. Se ele topar, ele pode ser sócio. A gente pode fazer um outro acordo qualquer. Contanto que ele ganhe dinheiro e nós ganhemos dinheiro, não tem problema.

*

O sr. assiste à TV?
Ah, é muito difícil. Eu vejo muito filme. Geralmente vejo documentário, biografia.

*

O sr. foi candidato a presidente em 1989. Pensa em voltar para a política?
Rá-rá-rá. Aquilo foi um, foi um… Valeu a pena! Rá-rá. Foi um, uma, como é que é, foi uma… Como é que é aquilo? Uma desmunhecada, né? [faz gesto com a mão esquerda] Uma tentativa de fazer alguma coisa. Mas é dificílimo.

*

Em quem o sr. vai votar para presidente em 2014?
Não sei. Eu acho que a Zil… A Dilma faz um bom governo.

*

Ela foi vaiada na abertura da Copa das Confederações.
A inflação está aumentando. E está começando uma política para ver se ela baixa um pouco a bola, né?

*

A popularidade dela caiu.
Mas será que o Lula vai voltar? [entra no carro] Tchau! Eu tenho que trabalhar! Está todo mundo me esperando lá [no estúdio do SBT].

*

 

O terceiro e último encontro ocorreu na manhã de terça-feira, 18 de junho. O repórter mostrou reportagem da Folha sobre os protestos em SP.

O sr. viu as manifestações?
Eu vi na televisão. A Folha está lá em casa.

*

Se fosse jovem, participaria dos protestos?
Não. Eles não têm objetivo, né? Deviam ter um objetivo, deviam pedir alguma coisa. Dizer: “Olha, nós estamos fazendo esse protesto para poder ter uma lei contra os menores de idade [que cometem crimes]”. Ou: “Estamos fazendo esse protesto para pelo menos ver se os responsáveis pelo mensalão são punidos”. Ah, mas o protesto é sobre tudo. Então não é sobre nada.

*

É a favor de mudanças na punição de menores?
Eu acho que esse negócio de deixarem os menores fazerem os crimes porque eles são penalizados pelo tempo… Os profissionais contratam eles. Quem matou foi sempre o menor, não foi o bandido.

*

O sr. percebe uma tentativa da Globo de se popularizar?
Não percebi ainda não. Aconteceu alguma coisa?

*

Ela estaria buscado uma programação para a classe C.
Eu não percebi ainda. Agora, a Globo sempre foi popular. É a que tem mais audiência. A que tem mais audiência é a mais popular. A Globo é a principal emissora do Brasil. Ganha muito dinheiro. As outras vivem. Rá-rá-rá.

*

O sr. virou bisavô, de Miguel, que nasceu em maio.
É, é verdade. Com 82 anos!

*

Mas já estava na hora, não?
Rá-rá. Se não morrer… Rá. Se não morre, vai ser tetravô.

*

Como ele é?
É… Um naniquinho.

*

Obrigado pela entrevista.
Eu não sou muito fã desse negócio de sair em jornal, em revista. Mas… [dá de ombros e faz expressão de modéstia] Eu acho que quem deveria ter essas homenagens são médicos, são cientistas. Eles fazem alguma coisa pela humanidade. E alguns artistas que dançam, cantam. Mas apresentador de televisão? Nós não fazemos nada. Nós vendemos bugiganga! Ri-ri.

23 de junho de 2013 às 7:13

PSTU e PSOL que atacam governo Dilma, se unem ao PT e culpam direita pelos estragos nas mobilizações [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Depois ainda n~so se consegue explicar porque a política anda tão desacreditada.

O que o eleitor está acostumado a ver é partidos de esquerda como PSTU e PSOL, Detonarem, com D maiúsculo, o governo do PT.

Mas, depois que viraram alvo tanto quanto PT, PMDB, DEM, PSDB…o PSOL e o PSTU se uniram ao PT.

Pelo menos em São Paulo foi assim, quando os 3 partidos, mas algumas organizações como UNE e CUT, se reuniram na sexta-feira em São Paulo para definirem uma unidade entre si para atuar nas manifestações.

Nessa reunião, os dois partidos de esquerda que combatem o PT, se aliaram ao partido da presidente Dilma Rousseff para atacar somente a Direita.

Na reunião, foi concluído que a direita extrema é a responsável pelo vandalismo que toma conta do país. Que a direita extrema tem se utilizado grupos de skinheads e neonazistas, que tem provocado ataques e difundido a questão da não participação de partidos políticos nos protestos.

Segundo a opinião de representes de 76 organizações, de esquerda, claro, a onda de protestos que começou por causa do aumento na tarifa de ônibus, é de ‘caráter progressista’.

Para o grupo de esquerda em São Paulo, a direita tenta mudar os rumos ao ‘incitar o ódio às organizações’.

Foto do site Brasil de Fato

 

 

 

23 de junho de 2013 às 1:48

PEC37 não deverá ser votada antes do recesso [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A Folha de S. Paulo deste sábado mostrou que, apesar da agenda positiva que vem por aí, o deputado Henrique Alves, presidente da Câmara, vai, sim, botar em votação a PEC 37, emenda que divide polícias civil e federal dos procuradores, inibindo o poder de investigar do Ministério Público…

Sabe quantas vezes o Blog acredita que a PEC irá a plenário com esse clima de revolta no Brasil?

Nenhuma…

Se for, dará gás para protestos no Congresso.

 

23 de junho de 2013 às 1:30

Lua do sábado: a mais próxima da Terra em 2013 [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Como esta Blogueira ama fotografar a Lua, não poderia deixar passar em branco – as nuvens do céu quase atrapalhavam – de clicar a Superlua.

Que apareceu neste sábado, um pouco mais perto de nós.

Eis a ‘minha lua’ e a reportagem da página virtual da revista Superinteressante:

Foto: Thaisa Galvão

 

Evento da superlua acontece neste fim de semana

Por Vanessa Daraya, de INFO Online

 

A superlua, um fenômeno em que o satélite natural da Terra fica maior e mais brilhante do que o comum em uma Lua cheia, acontecerá na noite de sábado (22) para domingo (23). Este também será o encontro mais próximo da Terra com a Lua do que todos os outros de 2013.

O termo superlua foi dado pelo astrônomo Richard Nole na década de 70. A superlua acontece quando a Lua chega ao seu ponto mais próximo da Terra. O fenômeno é cientificamente chamado de “perigeu lunar”, já que a órbita lunar tem o formato de elipse, e não de círculo. O fenômeno oposto, quando a Lua fica mais afastada da Terra, é conhecido como apogeu.

 

As Luas cheias variam de tamanho por causa de sua órbita oval. O trajeto elíptico tem um lado (perigeu) cerca de 50 mil quilômetros mais perto da Terra do que o outro (apogeu). Para um observador no planeta, as Luas perigeu ficam 14% maiores e 30% mais brilhantes do que no apogeu.

No perigeu, a Lua estará a apenas 356.991 quilômetros de distância às 07h32, segundo o horário de Brasília. Já em 9 de julho, a Lua vai oscilar para apogeu, a 406.490 quilômetros de distância da Terra.

A proximidade da Lua pode aumentar um pouco as marés, mas não há com o que se preocupar: as variações serão de apenas alguns centímetros a mais do que o normal. A Nasa, agência espacial americana, alerta também que as Luas perigeu não disparam desastres naturais.

Para quem quer tirar belas fotos, outra dica da Nasa: o melhor momento para observar a Lua é quando ela ainda está perto do horizonte. Em contraste com árvores e prédios, ela parecerá ainda maior.

 

O evento só voltará a acontecer no dia 10 de agosto de 2014, quando o satélite estiver a uma distância de 356.896 quilômetros da Terra. E a aproximação deve ficar cada vez maior. Em 28 de setembro de 2015, a Lua se aproximará a uma distância de 356.877 quilômetros. Já em 14 de novembro de 2016, os corpos celestes estarão separados por 356.509 quilômetros.

23 de junho de 2013 às 1:06

#opovoquerfalar: ‘Não misturemos revolta dos jovens com vandalismo’, por Haroldo Azevedo [2] Comentários | Deixe seu comentário.

#opovoquerfalar

Do empresário de Turismo, Comunicação, Cosméticos…Haroldo Azevedo, que está passeando com a família em um cruzeiro pelo Caribe, sobre o Brasil de hoje:

 

Não misturemos revolta dos jovens com vandalismo

 

Os movimentos sociais das ruas externam o sentimento da população brasileira. E não misturemos a revolta dos jovens com o vandalismo criminoso dos oportunistas ou mesmo infiltrados por óbvios motivos políticos. Esse movimento demonstra que o país está sem controle, sem rumo.

 

O Brasil precisa dizer NÃO à impunidade; à corrupção desenfreada; à gastança e crescente despesas governamentais; ao derrame de dinheiro com as bolsas-família da vida, com o único intuito de angariar votos.

 

O Brasil precisa dizer SIM à educação, saúde e segurança pública; no respeito ao cidadão; e à execução das reformas politica, tributária, trabalhista e agrária.

 

Os bilhões que jorram dos cofres do BNDES para financiar as obras espetaculares das arenas de futebol com garantia de patrimônio público dos governos, deveriam também ser aplicados na construção de hospitais, escolas, delegacias de policia, penitenciarias e aparelhamento policial.

 

O país não suporta mais tantos impostos! Os tributos são escorchantes, absurdos. O ambiente é de hostilidade empresarial, desmotivando setores produtivos, que são os reais responsáveis pela geração de impostos, empregos e renda.  Gerar empregos no Brasil atualmente é criar passivo trabalhista!

 

E entidades públicas que deveriam ser modelo, invadem e extrapolam competência, acusam sem provas maculando a honra de muitos cidadãos, somente à procura dos holofotes da mídia, destruindo imagens de pessoas honradas construídas ao longo de décadas”.

 

Haroldo Azevedo