Thaisa Galvão

10 de agosto de 2013 às 20:37

Mudança no primeiro escalão do governo [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Leitor do Blog que almoçava num restaurante hoje, ouviu que na mesa vizinha se falava em mudança de um secretário do governo.

O leitor não identificou a pessoa que falava.

“Mas é alguém do governo porque já vi na televisão”, disse…

O nome do provável fritado era dito quase aos cochichos…

Mas a troca de um auxiliar do primeiro escalão ficou evidente.

10 de agosto de 2013 às 16:46

Deputado Marco Feliciano se disse ‘constrangido’ por grupo de gays [3] Comentários | Deixe seu comentário.

Da Folha Online, sobre o caso Feliciano X Gays no voo Brasília-São Paulo:

 

Marco Feliciano diz ter sofrido assédio de gays durante voo para São Paulo

 

O presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, o deputado Marco Feliciano (PSC-SP), e o produtor musical Roberto Marinho, contaram em seus perfis no Twitter terem sofrido assédio dentro do avião na viagem que faziam de Brasília para São Paulo.

“Ao decolarmos em Brasília cerca de 10 gays me constrangeram, 2 vieram a minha poltrona gritando, cantando música bizarra”, disse Feliciano no microblog.

No vídeo abaixo, postado no perfil do Facebook de um dos envolvidos, é possível ver dois rapazes que se aproximam de Feliciano e Marinho e começam a cantar a música “Robocop Gay”, um dos sucessos do grupo “Mamonas Assassinas”, morto em 1996 durante um acidente aéreo em São Paulo.

 

 

Desde que assumiu o comando da comissão em fevereiro, Feliciano é alvo de protestos de movimentos sociais que pedem sua saída do cargo e o acusam de racismo e de homofobia. Ele nega e se recusa a deixar a comissão. Sob o comando do deputado, a comissão chegou a aprovar o projeto conhecido como “cura gay”, que permitia aos psicólogos oferecerem tratamento a homossexualidade. A proposta foi arquivada após ser alvo de duras críticas na onda de protestos que ocorreram no mês de junho em todo o país.

Em determinado momento, os rapazes modificam o refrão e cantam: “Um Feliciano gay” ao invés do original “Um Robocop Gay”.

Em sua conta no Twitter, Marinho afirmou que “um deles com a câmera na mão filmava, enquanto o outro esfregava o bumbum no meu braço, e também o órgão genital, rebolando e cantando.” No vídeo, é possível ver um dos rapazes se inclinar sobre Marinho para tentar se aproximar de Feliciano, que está sentado na poltrona da janela e permanece todo o tempo lendo um livro e com fones no ouvido.

Marinho, sentado ao seu lado, tenta impedir que os rapazes toquem em Feliciano. “Eles tentaram várias vezes tocar no rosto, nos cabelos e no queixo de Feliciano, eu tentei impedir mas foi em vão.”

 

Alguns passageiros do avião também apoiaram os rapazes cantando a música e batendo palmas. Um dos passageiros que estava sentado atrás do banco de Feliciano pede aos rapazes que parem de incomodar. “Era só o que ele queria ouvir”, diz um dos rapazes.

Segundo a assessoria de imprensa do deputado, Feliciano foi abordado assim que o avião levantou voo. Segundo a assessoria, o comandante do avião pediu para que os rapazes voltassem para o lugar e que eles parassem com as brincadeiras, caso contrário, o avião retornaria para Brasília.

Ao retornarem para suas poltronas, os rapazes começam a gritar “Feliciano… pode esperar… a sua hora vai chegar” e “Você não me representa Feliciano”.

 

 

No vídeo, os rapazes perguntam para uma das passageiras se existe algum distúrbio para uma pessoa que é homofóbica e quer curar as pessoas. “Existe alguma razão psicológica para ele [Feliciano] ser dessa maneira?”, indaga um dos rapazes. A passageira identificada como psicóloga e pedagoga, diz que “isso é uma visão deturpada ao pensar a sexualidade como doença”.

No microblog, Feliciano agradece aos passageiras e a companhia aérea. “Agradeço aos passageiros do voo AD5019 BSB x GRU bem como a equipe da @azulinhasaereas e o apoio da Polícia Federal do Aerop de Guarulhos.” O deputado ainda afirmou: “Não sou contra gays, sou defensor da família natural!”

 

 

Em uma troca de conversa pelo Twitter com Karen, uma das filhas de Feliciano, Marinho disse que não sabe como não reagiu e chama um dos rapazes de idiota. “Voltamos da vigília agora e vi o vídeo. Nem sei como não reagi, só Deus mesmo. Mas a vitória será grande. Por isso filmaram, pra ver se teria reação. O idiota ainda pediu o povo pra cantar, ninguém deu moral. kkkkk. Pena q o covarde não filmou a Polícia Federal que esperava em solo.” Marinho disse ainda que Feliciano “não quis prestar queixa” à polícia.

A assessoria de imprensa de Feliciano confirmou à Folha que o deputado não iria prestar queixa à polícia, pois os rapazes haviam pedido desculpas no desembarque em Guarulhos (Grande SP). Segundo a assessoria de Feliciano, o deputado também não dará declaração sobre o caso, além daquilo que já foi publicado no Twitter.

Folha tentou falar com um dos rapazes que abordou o deputado no avião, mas não houve retorno até a publicação desta reportagem.

 

 

*

Leia a íntegra das mensagens postadas por Feliciano e Marinho no Twitter.

 

 

Feliciano “Agradeço aos passageiros do vôo AD5019 BSB x GRU bem como a equipe da @azulinhasaereas e o apoio da Policia Federal do Aerop de Guarulhos. Ao decolarmos em Brasília cerca de 10 gays me constrangeram, 2 vieram a minha poltrona gritando, cantando musica bizarra. Os passageiros me defenderam, o piloto ameaçou retornar pra Brasília. Sofri xingamentos o voo todo. Haviam crianças no voo, famílias. Como não reagi tocaram no meu rosto. Estes cidadãos colocaram em risco a segurança dos passageiros. Querem respeito mas não respeitam. E assim fazem com qualquer pessoa que discorde de suas praticas. Que Deus nos guarde. Não sou contra gays, sou defensor da família natural! Feliciano viajava na companhia do compositor musical Roberto Marinho. Marinho estava sentado ao lado de deputado quando foram abordados por dois rapazes.

 

 

Marinho “Impressionante a falta de vergonha de alguns gays hoje [ontem] no voo 5019 da Azul. Hostilizaram Marco Feliciano e a mim com palavrões. Sentamos e ficamos quietos, ai depois da decolagem, 2 deles vieram a nossa poltrona e cantaram a musica “Robocop gay”, dançando e rebolando. Um deles com a câmera na mão filmava, enquanto o outro esfregava o bumbum no meu braço, e também o órgão genital, rebolando e cantando. Eles tentaram várias vezes tocar no rosto, nos cabelos e no queixo de Feliciano, eu tentei impedir mas foi em vão. Houve tumulto. Até que alguns passageiros pediram a retirada deles e que voltassem pros seus lugares.O comandante ameaçou voltar à Brasília se repetisse. Durante todo tempo eu e Feliciano ficamos parados sem reagir a nada. Eu tremia, suava, fiquei indignado com tamanha barbaridade. Chegando em Guarulhos [Grande São Paulo], eles tornaram a desrespeitar e se preparavam para de novo nos afrontar, mas a Policia Federal estava aguardando. O agente federal nos pediu para identificar os arruaceiros e os levar detido, mas Feliciano não quis prestar queixa e liberou eles. Entramos numa van separada pela Azul, viemos para uma sala reservada aqui no aeroporto de Guarulhos. Detalhe: isso não foi a primeira vez. Muitos questionam nossa atitude de não reagir, mas bem sabemos que nossa luta não é contra carne ou sangue…Em 2014 vamos vencer nas urnas.

10 de agosto de 2013 às 16:21

Deputado Feliciano e o encontro inesperado com ativistas gays dentro de um avião [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O deputado-pastor Marco Feliciano, presidente da Comissão de Direitos Humanos (CDH) da Câmara dos Deputados e que apresentou o projeto de lei propondo a ‘Cura Gay’, teve um encontro pouco agradável.

Em um voo de Brasília para São Paulo, um grupo de ativistas gays pegaram o deputado ‘pra judas’, como dizia minha avó.

O protesto só deixou de ser engraçado quando os ativistas começaram a tocar no deputado.

Começaram a perder a razão…

No seu twitter, Feliciano escreveu: “Ao decolarmos em Brasília cerca de 10 gays me constrangeram, 2 vieram a minha poltrona gritando, cantando música bizarra”.

Na trilha sonora, “Robocop Gay”, um dos sucessos do grupo “Mamonas Assassinas”.

Eis o vídeo:

[yframe url=’http://www.youtube.com/watch?v=_b9_qYqBl-I’]

10 de agosto de 2013 às 12:46

Exemplo que não vem de casa [3] Comentários | Deixe seu comentário.

O exemplo que não vem de casa…

Programa dos mais importante criado nos últimos anos, o PROERD (Programa Educacional de Resistência às Drogas), que chega às escolas através de parcerias com governo e prefeituras, no caso de escolas públicas, formou uma turma há pouco tempo no município de Montanhas.

Ação mais do que louvável da Prefeitura que proporcionou aos estudantes os ensinamentos contra uso de drogas, contra atos de violência.

O programa é exemplar, merece aplausos.

Só que depois da formatura, a Prefeitura saiu dos trilhos na comemoração, ocorrida no prédio onde funciona o Centro de Idosos.

Enquanto os orientadores do curso brindavam com guaraná, na mesa do chefe do Executivo, com presença de auxiliares e vereadores, a cervejinha rolou solta…

Dando o exemplo que não cabia…

Orientadores que ministraram curso em Montanhas

O bom exemplo dos orientadores do Proerd: uma jarra de refrigerante

O Blog tem a foto inteira, mas preferiu não expor as pessoas por uma atitude impensada do Poder Público. As pessoas beberam porque a Prefeitura ofereceu. Na hora errada

 

10 de agosto de 2013 às 8:01

90 anos da Previdência será tema do Congresso Nacional de Direito Previdenciário [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O presidente do STF, ministro Joaquim Barbosa e o ministro da Previdência, Garibaldi Filho, serão as estrelas do Congresso Nacional de Direito Previdenciário, que marcará os 90 anos da Previdência no Brasil.

Garibaldi abrirá o evento e Barbosa fará o encerramento.

O evento está marcado para os dias 29 e 30 próximos, no Hotel Parque da Costeira, em Natal, e tem como objetivo, refletir a respeito dos 90 anos de história da Previdência no Brasil e antecipar uma visão do futuro. 

O ministro do Superior Tribunal de Justiça, Herman Benjamin e o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil

(OAB), Sérgio Freire, também estarão presentes.

 

Eis as palestras programadas para o evento:

 

 

– O Sistema de Previdência Complementar Brasileiro – por Jaime Mariz, secretário de Políticas da Previdência Complementar do Ministério da Previdência.

– Educação Previdenciária – por Alexandre Barreto Lisboa, presidente da Associação Nacional dos Servidores de Previdência e de Seguridade Social.

– A estratégia do MPS para os RPPS – por Leonardo Rolim, secretário de Políticas de Previdência Social do Ministério da Previdência.

– Regime Próprio como fator de desenvolvimento – por Álvaro Solon, presidente da Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (ANFIP).

– Desaposentação e outros desafios dos Regimes Próprios de Previdência – por Roberta Simões, advogada do Senado Federal.

– Competência dos TCEs e o Regime Próprio – por Carlos Thompson Fernandes, vice-presidente do Tribunal de Contas do RN.

– Perspectivas do INSS – por Lindolfo Sales, presidente do INSS.

– A Previdência Social e o Estado de Direito: análise dos fatores de litigiosidade na aplicação da norma previdenciária no RGPS – por Juan Pablo, professor de Direito Previdenciário.

– Crimes Previdenciários – por Marcelo Borsio, especialista em Direito Tributário pela PUC/SP.

– Aposentadoria e tempo de contribuição especial: controvérsias e lacunas normativas – por Frederico Amado, procurador federal.

– Decisões Judiciais e Reforma da Previdência – por Manuel Maia, juiz federal no RN.

– Desaposentação – por Marcelo Navarro Ribeiro Dantas, desembargador do Tribunal Regional Federal.

 

 

O congresso será encerrado com as intervenções do ministro do STJ, Herman Benjamin e do ministro-presidente do STF, Joaquim Barbosa.

10 de agosto de 2013 às 7:30

Piso que será usado na pavimentação de 10 ruas de Capim Macio terá vida longa [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A Prefeitura de Natal anuncia para quinta-feira, dia 15, o reinício das obras de drenagem e pavimentação do bairro de Capim Macio, paralisadas desde o final da última gestão do prefeito Carlos Eduardo, há 4 anos.

As obras recomeçam no dia 15 de agosto e tem previsão de serem concluídas no começo do próximo ano.

Dez ruas receberão pavimento semi-rígido, com blocos intertravados de concreto pré-fabricados em substituição ao piso com paralelepípedos. 

O tipo de piso que tem vida útil longa e baixa manutenção, é o mesmo já usado em estacionamentos, áreas externas de shoppings, pisos industriais, pátios de aeroportos…

A empresa responsável será a Construtora Queiroz Galvão.

*

A vida longa do piso anunciado pela Prefeitura certamente vai evitar que aconteça o que acontece com o resto da cidade.

Haja recapeamento sem futuro…que vira buraco no primeiro chuvisco.

E a população vai pagando dez, quinze, vinte vezes para tapar o mesmo buraco.

Considerar tapa-buraco uma coisa normal, é brincar com o dinheiro do povo.

E isso acontece desde que Natal é Natal…

 

10 de agosto de 2013 às 7:23

O sabadão do prefeito Carlos Eduardo [1] Comentários | Deixe seu comentário.

O prefeito Carlos Eduardo amanheceu o sábado tuitando.

Vai à praia, depois a uma audiência popular em Mãe Luíza.

 ‏@carloseduardo12 – Bom dia a todas e todos. Daqui a pouco, caminhada e banho de mar porque ninguém é de ferro pessoal…………………………….
 ‏@carloseduardo12 – Hoje teremos Orçamento Participativo na região leste. Audiência popular será em Maē Luiza a partir das 14 horas. Estarei lá.

10 de agosto de 2013 às 7:13

Polícia Federal vai investigar boicote ao programa ‘Mais Médicos’ [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da coluna de Mônica Bérgamo, na Folha de hoje:

 

 

TABELA MÉDICA

O Ministério da Saúde enviou para a Polícia Federal números para embasar a investigação sobre uma campanha deliberada de boicote ao programa Mais Médicos. O levantamento mostra que, do dia 9 ao dia 12 de julho, quando foi lançado, cerca de mil profissionais por dia se inscreveram, pela internet, com registros falsos. Depois do anúncio de que a polícia entraria no caso, a média despencou para 280.

 

 

TABELA
No dia 11 de julho, o número de inscrições erradas bateu recorde: 1.900.

 

 

GERAÇÃO ESPONTÂNEA
Nesse período, correntes em redes sociais incentivavam os médicos a se inscreverem em massa para desistirem logo depois, só para conturbar o programa. Entidades que representam os profissionais e que se opuseram ao Mais Médicos declararam que nada tinham a ver com o movimento.

10 de agosto de 2013 às 7:09

Lá e Lô [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O que a invasão da Câmara do Rio de Janeiro tem em comum com a invasão da Câmara de Natal, além do tema ‘transporte público’?

O PSOL.

Aqui, os manifestantes que protestavam contra a licitação do transporte público, se reuniram no gabinete do vereador do PSOL e decidiram permanecer na Câmara…até que foram retirados, houve interferência violenta da Guarda Legislativa…

No Rio, os manifestantes só deixam a sede do poder legislativo municipal se o vereador Eliomar Coelho (PSOL), que requereu a CPI dos Ônibus, for escolhido o presidente da Comissão. Função já destinada ao vereador do PMDB, Chiquinho Brazão, aliado do prefeito Eduardo Paes.

Ontem a juíza Margaret Valle negou pedido feito pela Câmara para retirar os invasores da Casa.

*

E uma fonte da Polícia Federal do Rio de Janeiro garantiu ao Blog:

A onda de protestos no Rio de Janeiro, direcionados ao governador Sérgio Cabral, tem QG nos domínios do PSOL carioca.

10 de agosto de 2013 às 6:49

Rosalba participa de inauguração em Baraúna e visita Feira do Livro em Mossoró [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A governadora Rosalba Ciarlini visitou a Feira do Livro que acontece em Mossoró, no West Shopping.

A feira, que termina neste domingo, chega à sua nona edição na cidade e conta com apoio do governo através da Lei Estadual Câmara Cascudo de Incentivo à Cultura.

Visita na noite desta sexta-feira, depois de passar no município de Baraúna para prestigiar a inauguração da agência do Banco do Brasil.

 

No Banco do Brasil, em Baraúna (Fotos: Ivanízio Ramos)E na feira do livro, em Mossoró

 

10 de agosto de 2013 às 6:24

Dilma começa a recuperar popularidade perdida [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da Folha de S. Paulo:

 

 

Dilma recupera 6 pontos de popularidade, diz Datafolha

MARIO CESAR CARVALHO

DE SÃO PAULO

 

Depois de uma queda de 35 pontos percentuais na aprovação de seu governo, a presidente Dilma Rousseff teve uma ligeira recuperação, segundo pesquisa Datafolha concluída ontem.

O índice dos que consideram o governo ótimo ou bom subiu de 30% no final de junho, no auge dos protestos, para 36% agora.

 

A aprovação a Dilma é maior entre os mais pobres. Entre os que ganham até dois salários mínimos, 41% aprovam o governo.

Entre os mais ricos, aqueles que ganham acima de dez salários mínimos, a aprovação tem o menor índice (29%), mas foi nessa faixa que Dilma teve o maior crescimento entre aqueles que consideram a sua gestão ótima/boa. O aumento foi de oito pontos percentuais.

O ápice da aprovação de Dilma ocorreu em março, quando 65% consideravam a sua gestão ótima ou boa.

Na pesquisa deste mês, o índice dos que julgam o seu governo ruim/péssimo variou de 25% para 22% e aqueles que o consideram regular oscilou de 43% para 42%.

Há menos otimismo agora dos benefícios que os protestos podem trazer tanto para o entrevistado como para os brasileiros. No fim de junho, 65% diziam que a onda traria mais benefícios pessoais do que prejuízos; agora são 49%. Em relação aos brasileiros, o índice caiu de 67% para 52%.

A avaliação do governo Dilma na área econômica também teve uma pequena recuperação. A aprovação subiu de 27% para 30%, um ponto acima da margem de erro do levantamento, de dois pontos percentuais.

O Datafolha mostra que estancou o movimento dos que acreditam que a inflação vai aumentar. Entre o final de junho e agosto, esse índice oscilou de 54% para 53%. O pessimismo com a inflação estava em crescimento desde dezembro do ano passado.

Há mais otimismo com o emprego, ainda de acordo com a pesquisa. Caiu cinco pontos percentuais o índice de brasileiros que dizem acreditar que o desemprego vai aumentar, de 44% para 39%.

Também houve uma queda no contingente daqueles que acham que o poder de compra dos salários vai diminuir (de 38% para 32%).

Os brasileiros são mais otimistas com a sua situação econômica do que com as expectativas para o país.

Subiu de 44% para 48% os que acreditam que sua situação vai melhorar. Já a opinião sobre a situação do país segue igual a junho (oscilou de 31% para 30%).
A pesquisa foi feita entre quarta-feira e ontem em 160 municípios do país, com 2.615 entrevistados.