Thaisa Galvão

25 de julho de 2014 às 10:52

Getúlio Rêgo sobre Pau dos Ferros: “Uma tendência muito forte a seguir os caminhos da candidatura de Robinson” [4] Comentários | Deixe seu comentário.

O deputado Getúlio Rêgo (DEM), que ontem levou a Pau dos Ferros o candidato a governador Robinson Faria (PSD), para ser ouvido pela base democrata, disse agora ao Blog que o que aconteceu ontem no município "foi uma coisa muito expressiva", se referindo à receptividade do seu grupo ao candidato.

"Foi uma tendência muito forte a seguir os caminhos da candidatura de Robinson. Em Pau dos Ferros a expressão foi essa", declarou Getúlio, reafirmando que continuará cumprindo etapas até definir quem o grupo liderado por ele vai apoir: se Robinson ou se o deputado Henrique Alves (PMDB), que na semana passada foi a Pau dos Ferros também para conversar com o grupo de Getúlio.

Getúlio disse que não definiu prazo para fazer o anúncio até porque tem que ir a vários municípios.

Hoje mesmo ele vai a Umarizal e Luís Gomes.

Neste sábado o deputado que é líder do Governo Rosalba na Assembleia Legislativa vai a Caraúbas e Apodi.

"Apodi já está fechado com Robinson", disse Getúlio, lembrando que em Caraúbas, como ele disse ao Blog essa semana, "há uma rejeição ao nome de Henrique".

Mas Rêgo voltará a conversar com as lideranças de Caraúbas, já adiantando que essa conversa de hoje não será definitiva, porém, está certo de que seu grupo lá seguiraá o caminho que ele seguir.

Dos 3 municípios que foram considerados "mais traumáticos" a um entendimento com o PMDB, Pau dos Ferros, Portalegre e Riacho da Cruz, dois ainda não se definiram: Riacho da Cruz e Portalegre.

"Mas eles irão para onde o deputado Getúlio Rêgo for", adiantou Getúlio, porém, explicando que tomará uma decisão "refletindo a vontade do povo".

Getúlio disse que em Almino Afonso a decisão é por Robinson, assim como Pau dos Ferros; em Antônio Martins e Rodolfo Fernandes, por Henrique. 

Sobre Portalegre, a cidade natal de Getúlio Rêgo, mesmo adiantando que seguirá o líder, os democratas locais se recusaram a receber o candidato do PMDB para ouvir.

A justificativa, segundo Getúlio, é que já houve um apoio ao PMDB mas não houve reciprocidade.

E é isso o que os democratas temem: apoiar o PMDB, mas não ter o apoio do PMDB no palanque de 2016, já que o PMDB tem palanque e é adversário do DEM.

*

Questionei o deputado sobre a entrevista que ele deu à 98FM que gerou interpretações de que ele estaria definido pela candidatura do deputado Henrique Alves.

"Não vamos nos precipitar enquanto não finalizarmos essas conversas", disse o deputado Getúlio Rêgo, afirmando que as interpretações pode ter surgido a partir de suas opiniões.

" Eu tenho opiniões, mas as minhas decisões não podem ir na contram˜ao de quem eu represento", explicou Getúlio, repetindo que, "se a situação do Rio Grande do Norte hoje é ruim, amanhã será pior, referindo-se à crise econômica, e disse que quem não tiver ferramentas para trazer recursos de fora terá uma imensa dificuldade até mesmo para pagar a folha".

Relembrando a entrevista, Getúlio repetiu que o prefeito de Mossoró, Francisco José, aliado de Robinson, "tentou comprar" vereadores do Oeste aliados dele.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*