Thaisa Galvão

8 de setembro de 2014 às 23:33

Robinson Faria no debate com profissionais de saúde: “Não vou ficar em cima do muro para agradar ao PT” [2] Comentários | Deixe seu comentário.

O candidato a governador, Robinson Faria (PSD), foi o primeiro sabatinado da noite no auditório da CDL/Natal, no evento promovido pelos sindicatosda área da saúde.

Respondendo a perguntas dos presentes, se posicionou favorável à equiparação dos salários de médicos e dentistas, lembrando que os dentistas cedidos a municípios, não recebem aumento salarial nem do Estado nem do Município. O candidato prometeu reparar a falha.

Também prometeu rever a questão da insalubridade.

Robinson voltou a dizer que seu governo será 100% técnico.

"De político somente o governador. Só salvaremos o Rio Grande do Norte se deixarmos de lado a politicagem. Se deixarmos de lado os padrinhos políticos", disse o candidato a governador, que foi questionado pelo recém-eleito presidente da Associação Médica, Jose Rosendo Neto, que quis saber se, caso eleito, Robinson vai dar continuidade ao programa 'Mais Médicos'.

"Essa foi a pergunta mais polêmica da noite. Teho aliança com o PT e minha senadora é Fattima Bezerra (PT), mas sei que tem questionamento dos médicos sobre o assunto", afirmou Faria.

"Não sou dono da verdade nem tenho que seguir rigorosamente a recomendação que existe hoje. Qual é miinha posição? Porque eu não vou ficar em cima do muro pra agradar ao PT ou agradar à Associação e sindicatos dos m", disse o candidato, prometendo transparência em sua gestão.

"Todas as liciações do meu governo terão monitoramento do Tribunal de Contas, do TCU, do CGU, do MPE e do MPF", disse Robinson, que vai, caso eleito, consruir o Hospital de Traumas e reestruturar os demais."

Segundo o candidato, existem dois terrenos para serem escolhidos: ou na zona Norte ou na Prudente de Morais.

Fotos Márlio Forte

IMG_0956.PNG

8 de setembro de 2014 às 22:22

Movimento contra Henrique reuniu poucas pessoas na frente do Midway [2] Comentários | Deixe seu comentário.

Anunciado nas redes sociais, o movimento contra o candidato a governador, Henrique Alves (PMDB), aconteceu no começo da noite.
Foi na frente do Midway, como anunciado.
Com os participantes, uma bandeira da União da Juventude Socialista.
A UJS foi criada em 1984 pelo PCdoB, partido do candidato a vice-governador Fábio Dantas, adversário de Henrique.

IMG_0922-1.PNG

8 de setembro de 2014 às 12:32

Para Henrique, tempo vai mostrar que declarações de diretor da Petrobras são “irresponsáveis e levianas” [2] Comentários | Deixe seu comentário.

Do candidato a governador, Henrique Alves, agora há pouco na Federação das Indústrias, onde acontece o evento Motores do Desenvolvimento, respondendo aos jornalistas questões referentes às denúncias publicadas pela revista Veja e que envolvem seu nome do escândalo da Petrobras.

"Espero que seja apurado, provado, tenho certeza que delação não é prova, tem que ter prova. O tempo vai mostrar que são declarações irresponsáveis, levianas. Minha relação cpm a Petrobras sempre foi institucional, ontem, hoje e sempre", disse Henrique, afirmando que sempre tratou com a Petrobras como líder da bancada do PMDB e sempre com "muita tranquilidade".

O deputado-candidato acredita que as denúncias n˜ao irão atrapalhar sua campanha para chegar ao Governo do Rio Grande do Norte.

8 de setembro de 2014 às 12:14

PV e PHS se dizem desprestigiados e cogitam trocar de palanque [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Candidatos a deputado estadual pelo PV, o vice-prefeito de Baraúna, Edson Barbosa e Luciano Moura, foram reclamar ao partido…

Os dois se disseram desprestigiados no palanque da chapa majoritária que apoiam (PMDB-PR-PSB).

Edson queria falar num comício em Mossoró e Luciano queria falar na sua própria cidade, Carnaubais, mas não foram autorizados.

A insatisfação também se estende ao PHS.

Hoje à tarde, os representantes dos dois partidos, Edivan Martins (PV) e Leandro Prudêncio (PHS), que também disputam vagas na Assembleia Legislativa, vão se reunir para tratar do assunto.

E as duas legendas, que fazem parte do G5 – que já foi G10 – coligado à chapa do candidato a governador Henrique Alves (PMDB), podem começar a arrumar as malas para desembarcarem no palanque do outro candidato, Robinson Faria (PSD).

8 de setembro de 2014 às 12:07

Para secretário de Saúde, greve no setor é “irresponsável, inconsequente, ilegal e política” [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Secretário de Saúde do Estado, Luiz Roberto Fonseca disse agora que considera a greve na saúde pública do Estado, iniciada hoje, "irresponsável, inconsequente e ilegal".

Para o secretário, a greve é motivada por interesses políticos, nesse período de campanha eleitoral.

"Reconhecemos a dificuldade de abastecimento", e adiantando que a Secretaria está tomando medidas, o secretário afirmou que não vai permitir que se faça "baderna" para prejudicar "ainda mais" o atendimento à população.

8 de setembro de 2014 às 10:44

Kelps Lima diz ao Blog que nunca cogitou apoiar Wilma e apoio a Fátima já estava definido há um mês [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O deputado estadual e candidato à reeleição, Kelps Lima (SDD), disse ao Blog que não mudou de ideia.

E não mudou porque não tinha anunciado voto para o Senado.

Mas, sabia que seu apoio não seria para a candidata Wilma de Faria.

Há pouco menos de um mês, quando fez o lançamento oficial de sua campanha, com presença do candidato a governador Henrique Alves (PMDB), Kelps preveniu Henrique para não levar Wilma.

"Ela não seria bem recebida", disse Kelps, que hoje à noite vai dar uma entrevista à 98FM para anunciar oficialmente sua posição.

Posição que ele antecipou ao Blog.

Vota em Fátima Bezerra para o Senado e disse a ela há mais de um mês.

"Só disse a ela que iria anunciar na hora certa", afirmou Kelps, que também costurou o apoio do candidato a federal, Abraão Lincoln, à candidata do PT.

8 de setembro de 2014 às 9:40

Sogro e namorada do deputado Fábio Faria nas páginas da Veja [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Nas páginas centrais da polêmica revista Veja da semana:

IMG_0830.PNG
Protagonistas do anúncio: o apresentador-dono do SBT, Sílvio Santos e a filha-apresentadora Patrícia Abravanel, grávida de Pedro, de sua relação – casamento marcado para maio – com o deputado federal Fábio Faria (PSD).

Pela tabela da Editora Abril, o anúncio custou 622 mil reais.
Uma página com circulação nacional custa 311 mil.

8 de setembro de 2014 às 9:27

Abraão Lincoln e Kelps Lima mudam de ideia e se integram à campanha de Fátima pelo Senado [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Os candidatos a deputado federal Abraão Lincoln e a estadual, Kelps Lima, mudaram de ideia.

Não vão mais apoiar a candidata ao Senado, Wilma de Faria.

“Pedir voto para Fátima é muito fácil”, discursou Kelps ontem durante comício em Exu Queimado, município de Pedra Grande.

Kelps é do Solidariedade, Abraão do PMDB.

Os dois votam em Henrique Alves (PMDB) para o Governo, e integram a coligação onde também está o PSB de Wilma.

É como o Blog vem dizendo: campanha com voto casado coisa nenhuma.

Voto divorciado.

 

 

8 de setembro de 2014 às 9:17

Sabatina dos sindicatos de saúde não terá mais confronto entre Henrique e Robinson [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Perdeu a graça…

A sabatina promovida pelos sindicatos da saúde, reunindo apenas os dois principais a governador do Rio Grande do Norte, Henrique Alves (PMDB) e Robinson Faria (PSD), não terá mais confronto.

O formato inicial, como havia sido confirmado ao Blog pela assessoria do evento, sofreu alteração.

E os dois candidatos não irão mais debater, olho no olho.

Agora o candidato Robinson será sabatinado às 19 horas e o candidato Henrique, 1as 20h30.

Diga se não perdeu a graça…

8 de setembro de 2014 às 8:10

Dilma tira ala do PT de Lula do comando da campanha para tentar livrar imagem do escândalo da Petrobras [2] Comentários | Deixe seu comentário.

Huummm…
Com a decisão da presidente Dilma de afastar do comando de sua campanha, petistas-lulistas, a impressão que fica é que Dilma sabe que Lula sabia tudo dobre o esquema de propinas na Petrobras.
Que Lula sabia demais.

D’O Globo:

Campanha de Dilma muda comando após delação de corrupção biolionária
Decisão quer afastar a presidente da ala do PT ligada ao escândalo na Petrobras
Simone Iglesias

BRASÍLIA – Em meio ao impacto negativo provocado pela delação de Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras que acusou políticos petistas e da base aliada de envolvimento em um suposto esquema de desvio de recursos da estatal, a presidente Dilma Rousseff (PT) decidiu alterar o comando de sua campanha à reeleição. O ministro Miguel Rossetto (Desenvolvimento Agrário) assume a partir de hoje a coordenação geral da campanha. A função vinha sendo dividida entre o presidente do PT, Rui Falcão, e Giles Azevedo, que foi chefe de gabinete de Dilma.

A entrada de Rossetto dilui o poder de Falcão, que integra o campo majoritário do PT, do qual faz parte também o tesoureiro nacional do partido, João Vaccari Neto, também envolvido por Paulo Roberto Costa no suposto esquema de recebimento de propina da Petrobras. A entrada de Rossetto, além de mudar o comando político e estratégico da campanha, tenta demarcar melhor a distância de Dilma em relação a Vaccari.

A mudança não retira totalmente o poder de Falcão, porque, como presidente nacional do PT, ele tem a prerrogativa estatutária de integrar a coordenação de todas as campanhas. Mas seu poder agora será compartilhado com um petista de ala mais à esquerda do partido e mais próximo a Dilma. Rossetto não integra o campo majoritário do PT, ala à qual também pertence o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Quanto a Giles, apesar de ser um nome ligado à presidente, ele sempre teve uma atuação mais burocrática e menos política no governo e na campanha. As mudanças ocorrem num momento em que o ex-diretor da Petrobras denuncia o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, Vaccari e parlamentares da base governista de terem recebido propina de contratos da estatal.

Rossetto terá “autoridade” e “autonomia”

O crescimento de Marina Silva (PSB) e as denúncias envolvendo políticos da base aliada em meio a uma campanha que, há duas semanas, parecia consolidada em favor da reeleição levaram a presidente a destacar um auxiliar de sua extrema confiança e que parece ter mais habilidade para fazer um elo entre governo e campanha. Rossetto assume com “autoridade” e “autonomia” dados por Dilma para tomar decisões estratégicas a partir de agora.

A primeira delas será a de também manter a principal adversária, Marina Silva, na defensiva. Integrantes da coordenação da campanha petista dizem que Marina terá que responder pelo envolvimento de Eduardo Campos, ex-governador de Pernambuco, morto em um acidente aéreo no mês passado, no esquema de recebimento de propina delatado por Costa.

— Marina é do PSB. Era candidata a vice de Eduardo Campos. É sua herdeira política na disputa eleitoral. Não há como ela se descolar das denúncias — disse um auxiliar da presidente.

O comitê de Dilma provocará a adversária a defender Campos sempre que forem mencionadas as denúncias de Costa. A estratégia é de contra-ataque, respondendo na linha de que Marina não representa “a nova política” no momento em que pairam dúvidas sobre a conduta política de Campos.

Quanto ao tucano Aécio Neves, a avaliação entre os aliados de Dilma é que ele não terá mais tempo de se recuperar eleitoralmente, e que a polarização com Marina é irreversível. Os dirigentes petistas sabem que os ataques do PSDB serão intensos, mas esperam que eles tenham pouca ressonância. Por isso, a ideia é deixar Aécio em segundo plano, polarizando mesmo com Marina. Além de colar a pessebista em eventuais problemas de Campos, Dilma insistirá nas contradições da ex-ministra.

Novo coordenador avalia quadro com Dilma

Rossetto passou a tarde de ontem no Palácio da Alvorada com Dilma avaliando o quadro eleitoral e redefinindo os rumos da campanha. Caberá a ele representar Dilma na definição de estratégias para desconstruir Marina. Numa primeira análise, segundo integrantes da campanha, serão mais bem programadas as viagens e os eventos dos quais ela participará. A avaliação é que, como Dilma decide em cima da hora, os eventos acabam parecendo improvisados.

No começo da disputa eleitoral, a presidente sinalizou que o ministro Aloizio Mercadante (Casa Civil) assumiria função estratégica na campanha. Há algumas semanas, no entanto, Rossetto vinha sendo chamado por Dilma a opinar politicamente. As conversas vieram se acentuando nos últimos dias. Dilma e o ministro se conhecem há pelo menos 20 anos.

Rossetto foi “chefe” de Dilma quando era vice-governador do Rio Grande do Sul, e ela, secretária de Minas, Energia e Telecomunicações do estado. Ele foi um dos principais articuladores da saída de Dilma do PDT e de sua filiação ao PT. É um dos raros políticos que consegue ter autonomia e carta branca da presidente para trabalhar. Antes de voltar ao Ministério do Desenvolvimento Agrário, cargo que já ocupou no governo Lula, foi presidente da Petrobras Biocombustível.

— A campanha precisava de alguém com uma espécie de mandato de Dilma para resolver, decidir e analisar o quadro de forma mais estratégica — disse um auxiliar da presidente, sem mencionar as denúncias de Costa.

Desde o começo da disputa eleitoral se avolumam reclamações sobre desentendimentos internos e falta de comando na campanha.

8 de setembro de 2014 às 7:54

SP: Favela pega fogo e cerca de 600 famílias perdem suas casas [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do G1:

Incêndio deixa pelo menos 600 famílias desalojadas em SP
Fogo começou às 21h30 de domingo e foi controlado três horas depois. Cerca de 100 bombeiros foram mobilizados para conter as chamas.

IMG_0817.PNG
A Defesa Civil estima que cerca de 600 famílias ficaram desalojadas depois do incêndio que atingiu uma favela na Avenida Jornalista Roberto Marinho, esquina com a Rua Cristovão Pereira, no Campo Belo, Zona Sul de São Paulo. Os moradores dizem que o número de famílias que perderam suas casas é maior.

Bombeiros fazem trabalhos de rescaldo no início da manhã desta segunda-feira (8). Moradores dizem que faltou água durante a madrugada devido a um problema em um hidrantes, mas bombeiros negam e relatam ter sido recebido a pauladas.
A Defesa Civil cadastra nesta manhã os moradores para receberem ajuda emergencial. “Estamos providenciado dois centros de convivência para receber mulheres e crianças, inicialmente”, afirmou Milton Roberto, representante da Defesa Civil.
O incêndio começou por volta das 21h30 de domingo (7) e só foi controlado três horas depois. Barracos de madeira facilitaram a proliferação das chamas na área de cerca de 1000 metros quadrados. Cerca de 80% da comunidade foi atingida.
O Corpo de Bombeiros mobilizou 37 equipes, com quase 100 profissionais, para conter o fogo. Ainda não se sabe qual foi a causa do incêndio.

O comandante Mauro Brancalhão, responsável pelas operações dos bombeiros na área da favela, disse que a falta de água nos hidrantes dificultou a ação. Ele afirmou que a Sabesp foi até o local do fogo para tentar solucionar o problema.

Moradores do entorno ficaram assustados com tamanho das chamas. As chamas podiam ser vistas à distância, por moradores de prédios do Brooklin e também por pessoas que passavam em viadutos, como o da Avenida Vereador José Diniz.

Trânsito
Por causa do incêndio, algumas vias no entorno da favela foram interditadas. Nove linhas de ônibus foram desviadas e dois pontos seguiam interditados nesta manhã.
Os motoristas que circulam pela Avenida Jornalista Roberto Marinho e desejam acessar a Avenida Washington Luís, no sentido bairro, devem seguir pela Rua Joaquim Nabuco, virar à direita na Rua Vicente Leporace, voltando ao caminho original. Já os condutores que circulam pela Avenida Washington Luís no sentido Centro podem acessar as ruas Laplace, Vicente Leporace e a Avenida Jornalista Roberto Marinho.

IMG_0819.PNG

8 de setembro de 2014 às 7:48

Debate da Globo terá presença de 7 presidenciáveis [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Imagine um debate cheeio de regras engessando a participação dos candidatos…e com a participação de 7 candidatos…

Assim será o debate entre os presidenciáveis da TV Globo, no dia 2 de outubro, que além dos 3 principais candidatos – Dilma Rousseff (PT), Marina Silva (PSB) e Aécio Neves (PSDB), terá mais 4 dos chamados partidos nanicos.

A Globo queria limitar o número de participantes a cinco, mas preferiu evitar uma briga com os nanicos na Justiça Eleitoral.
O recuo da emissora vai garantir a presença de Pastor Everaldo (PSC), Eduardo Jorge (PV), Luciana Genro (PSOL) e Levy Fidelix (PRTB), cujos partidos elegeram deputados federais em 2010.

8 de setembro de 2014 às 1:37

Ministro Garibaldi tira férias para se dedicar às campanhas de Walter, Henrique e Wilma [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O ministro Garibaldi Filho (PMDB), que passou o fim de semana em campanha pelo Rio Grande do Norte, embarca hoje para Brasília, onde fica até quinta-feira
Na quinta retorna a Natal e só volta para o Ministério da Previdência depois da eleição.
Garibaldi tira férias para botar o pé na estrada e pedir votos: para Henrique governador, Wilma senadora, e para o filho Walter Alves, candidato a federal.
Garibaldi tem andado..

IMG_0803.PNG

8 de setembro de 2014 às 0:24

Amigos de Henrique e Wilma no América [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Será nesta segunda-feira, às 17 horas, a “Reunião dos Amigos de Henrique e Wilma’.
Reunião que acontecerá no Versailles do América.
Com presença dos dois candidatos majoritários e de candidatos da proporcional.

8 de setembro de 2014 às 0:22

Candidato do partido de Robinson, cantor Amazan apóia Wilma para o Senado [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Candidato a deputado pelo PSD do governadorável Robinson Faria (PSD), o cantor Amazan declarou apoio à candidatura de Wilma de Faria (PSB) ao Senado.
“Estou aqui com Wilma e gostaria de voltar um pouquinho no tempo e lembrar a vocês que há dois anos, quando estava na caminhada rumo à Prefeitura, e eu contava apenas com duas lideranças estaduais, eu fui atrás de Wilma. E ela veio dar força e prestigiar nossa convenção naquele momento importante para mim. Expliquei à governadora que nossa caminhada era difícil e precisava dela para dar injeção de ânimo”, disse Amazan, que foi candidato a prefeito de Jardim do Seridó em 2012.

Em Jardim, Wilma também tem o apoio dos ex-prefeitos Edimar Medeiros, também do PSD, e Patrício Júnior, do PDT, além do vice-prefeito Anchieta.
Quase todos os vereadores também apoiam Wilma..

IMG_0801.PNG
Wilma recebeu mais uma adesão no Seridó: a do peemedebista prefeito de Timbaúba dos Batista, Chilon Araújo.

“Escutando nosso futuro governador Henrique e nosso ministro Garibaldi, vimos que o melhor para trazer melhorias para Timbaúba era trazer nossa futura senadora Wilma para o nosso palanque.

IMG_0804.PNG

8 de setembro de 2014 às 0:08

Marketing anunciado [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Uns 3 meses antes de começar o processo de sucessão estadual, o Blog publicou: a campanha teria um reforço no marketing especalizado em boatos, em denúncias, em ataques…

O que a TV não mostra, o 'zap-zap' mostra.

O que a justiça eleitoral não permite na mídia oficial, vai sendo repassado pelo telefone.

São vídeos, montagens, reportagens, arquivos espetaculares…tudo criado por um setor do marketing dos candidatos, direcionados ao adversário mais próximo.

E esse material começa do zero sendo enviado por whatsapp para uma pessoa, sem deixar rastros…

E essa pessoa vai passando para seus grupos…que vai sendo repassado, repassado, repassado…com muito mais força do que se faz na propaganda oficial do rádo e TV.