Thaisa Galvão

11 de agosto de 2015 às 23:56

Guia do Judiciário do RN será lançado às 10h30 no Tribuna de Justiça [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O jornalista João Ferreira, do Jurinews Notícias Jurídicas, lança logo mais, às 10h30, na sede do Tribunal de Justiça, o Guia do Judiciário Rio Grande do Norte 2015.

O Guia é considerado a principal fonte de consulta para quem deseja conhecer mais sobre a atuação e composição do Poder Judiciário potiguar.

A publicação faz uma radiografia completa do Tribunal de Justiça, Tribunal Regional do Trabalho, Tribunal Regional Eleitoral e Justiça Federal, com matérias, entrevistas, perfis, decisões e indicações de leitura dos magistrados.

Uma das novidades desta edição é a produtividade dos magistrados de 2º grau e das Varas Federais do Rio Grande do Norte referente ao ano de 2014. 
O Guia do Judiciário RN 2015 tem tiragem de 6.000 exemplares e distribuição dirigida para magistrados, advogados, promotores, procuradores, assessores jurídicos, parlamentares, empresários, professores e formadores de opinião do Estado.

  

11 de agosto de 2015 às 23:16

Entre a Lava Jato e Dilma, Renan Calheiros prefere Dilma [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O presidente do Senado, Renan Calheiros, anda de amores com a presidente Dilma Rousseff.

Eu publiquei aqui na sexta-feira que a Procuradoria Geral da República vai entrar com ação contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, e os senadores Fernando Collor e Ciro Nogueira, mas, apesar de Calheiros fazer parte da mesma denúncia, vai ficar de fora.

A paixão de Renan por Dilma e vice-versa explica direitinho.

Agradecido, o presidente do Senado se comporta como aliado do governo

Discursa bonito dizendo que os parlamentares não querem ser vistos como “sabotadores da nação” e apresenta lista de propostas para salvar o Brasil.

Entre ficar na Lava Jato e agradar à presidente, claro que Renan vai morrer de amores por Dilma.

Uma vez Dilma, sempre Dilma.

11 de agosto de 2015 às 22:03

Bancos tem 30 dias para cumprirem lei municipal que garante segurança em caixas eletrônicos [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Coordenador do Procon/RN, Ney Lipes Júnior notificou os bancos de Natal para que seja cumprida a lei municipal que torna obrigatória a presença de segurança nos caixas eletrônicos e postos de atendimento inclusive no período noturno, domingos e feriados. As instituições financeiras que não cumprirem o estabelecido nesta lei ficarão sujeitas a sanções previstas no Código de Defesa do Consumidor.

“Os bancos terão que disponibilizar seguranças 24 horas para proteger o cidadão. A lei precisa ser cumprida em benefício da sociedade”, explicou Ney, que é autor da lei, aprovada quando ele era vereador.

 
 

11 de agosto de 2015 às 21:19

Aniversariante do dia, presidente do TRE ganha festa na Corte [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Aniversariante de hoje, o presidente do TRE/RN, desembargador Virgílio Macedo, ganhou festa dos colegas no tribunal.

 Virgílio deixa a presidência da Corte agora no dia 28, passando ao cargo de Corregedor.

A atual corregedora, desembargadora Zeneide Bezerra, assumirá a presidência até agosto do próximo ano.

  

11 de agosto de 2015 às 17:51

Morre Miguel Mossoró, o candidato a prefeito que queria construir uma ponte ligando Natal a Fernando de Noronha [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Morreu agora à tarde o presidente do PTC, Miguel Mossoró.

Candidato a prefeito de Natal em 2004, ganhou o apoio do Jornal de Hoje, que vivia um de seus melhores momentos na mídia impressa da capital.

Com apoio do JH, Miguel obteve uma boa vitação e impediu que o prefeito Carlos Eduardo fosse eleito no primeiro turno, disputando o segundo com o vereador Luiz Almir.

Mossoró ganhou o apoio do jornal depois de apresentar, em uma entrevista de rádio, seu maior projeto que seria a construção de uma ponte ligando Natal a Fernando de Noronha.

Com o recall, principalmente do eleitorado jovem, Mossoró apostou numa candidatura a deputado federal em 2006, mas o tempo dele já havia passado.

Na última vez que encontrei Miguel Mossoró, ele disse que seria candidato a algum cargo já que presidia um partido e com isso já dispunha da legenda para disputar.

11 de agosto de 2015 às 16:23

Ministro da Saúde receberá amanhã o governador Robinson e o secretário Ricardo Lagreca [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O governador Robinson Faria, que cumpre agenda na área de turismo hoje em São Paulo, estará em Brasília amanhã onde será recebido pelo ministro da Saúde, Arthur Chioro.

O governador irá ao Ministério acompanhado do secretário de Saúde, Ricardo Lagreca, e da senadora Fátima Bezerra. 

Na pauta, a construção do hospital terciário.

11 de agosto de 2015 às 16:16

Justiça Federal decreta intervenção judicial na Fundação Hospitalar Carlindson Dantas, em Caicó [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A Justiça Federal do Rio Grande do Norte decretou intervenção judicial na Fundação Hospitalar Dr. Carlindo Dantas, em Caicó. 

O prazo inicial é de 120 dias, prorrogável por igual período. 

A decisão liminar foi proferida pela juíza Sophia Nóbrega Câmara Lima, titular da 9ª Vara Federal.

O Governo do Estado e o Município de Caicó deverão indicar os integrantes da Junta Interventora. 

A Junta terá como trabalho promover a adoção de providências para a reestruturação e readequação do atendimento médico-hospitalar na unidade, além de fazer o levantamento da situação administrativa, financeira e patrimonial da entidade.

 A magistrada determinou ainda que Estado e Prefeitura de Caicó assegurem recursos financeiros para a manutenção do serviço e ainda recursos extras para executar as benfeitorias necessárias na estrutura física do prédio, além do pagamento da equipe de recursos humanos e abastecimento adequado de material para unidade.

A decisão da juíza atende pedido feito pelo Ministério Público Federal e Ministério Público Estadual. 

“Trata-se de quadro que denota a urgência em se nomear uma junta para intervir na administração da unidade hospitalar, a qual, mediante uma alocação mais eficiente dos recursos e por meio de um diálogo mais aproximado com o poder público estadual e municipal, pode ter o condão de incrementar a debilitada assistência materno-infantil da região de Caicó/RN, evitando novos falecimentos de gestantes e neonatos”, escreveu a magistrada na decisão.

 

11 de agosto de 2015 às 16:08

Advogados homenageados [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Por proposição do presidente Ezequiel Ferreira, a Assembleia Legislativa homenageou vários profissionais pelo Dia do Advogado transcorrido hoje.

Em nome dos homenageados, o consultor geral do Estado, Eduardo Nobre, fez o discurso.

Além dos pré-candidatos a presidente da OAB, outros advogados foram homenageados:

Fotos Thaisa Galvão

-Eduardo Nobre recebe a placa da esposa, advogada Fátima Delgado

-Ivan Maciel justificou ausência e o deputado/advogado Carlos Maia recebeu a homenagem entregue pela deputada Márcia Maia

-Janduí Fernandes (in memorian) recebeu homenagem através do filho Marcos Helder. Placa entregue pelo deputado Fernando Mineiro

  

 

*

-José Daniel Diniz recebeu homenagem do deputado Galeno Torquato
-Paulo Lopo Saraiva recebeu placa do deputado Ricardo Motta

-Estefânia Ferreira de Souza Viveiros, ex-presidente da OAB/DF, recebeu homenagem do primo-presidente Ezequiel Ferreira

 
*

-Marise Duarte recebeu placa do deputado Albert Dickson

-Tatiana Mendes Cunha recebeu do deputado Hermano Morais

-Erick Pereira recebeu a homenagem do deputado Getúlio Rêgo

  

11 de agosto de 2015 às 13:18

Fátima Bezerra entrega a Dilma imagem de Santana enviada por eleitora de Caicó [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Na reunião/jantar da presidente Dilma Rousseff, a senadora Fátima levou uma encomenda para a anfitriã.

Fátima entregou a Dilma uma imagem de Sant’Ana enviada pela caicoense Maria Gilza. 

A imagem foi a mesma que peregrinou de Currais a Caicó, em agradecimento à vitória de Dilma.

  

11 de agosto de 2015 às 11:49

Em dia de homenagem a advogados na Assembleia, pré-candidatos a presidente da OAB disputam votos dos colegas presentes [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Foi no plenário da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte que aconteceu hoje a primeira ação pública de campanha pela presidência da OAB.

Na sessão solene proposta pelo presidente da Casa, Ezequiel Ferreira, parabhomenagear o Dia do Advogado, presentes, com direito a homenagens, os pré-candidatos Magna Letícia, Marisa Almeida e Paulo Coutinho.

Sem falar no atual presidente Sérgio Freire, que mesmo dizendo que não disputará reeleição, ainda não está fora do páreo. 

Na sessão, recebeu homenagem em nome da OAB/RN.

Fotos Thaisa Galvão

 
    

   

11 de agosto de 2015 às 8:08

Os 7 (des)Mandamentos de Fernando Collor [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A Folha de hoje relembra a agressão do senador e ex-presidente da República, Fernando Collor de Mello ao procurador geral da República, Rodrigo Janot, a quem chamou, em plena tribuna do Senado, de “filho da puta”.

E enumera as 7 agressões de Collor.

Quase um livreto a história do nosso ex-presidente, que se elegeu derrotando Lula e o PT, e hoje comunga da mesma hóstia à mesma propina com o partido da presidente Dilma Rousseff.

Eis os 7 mandamentos de Collor:

Sete momentos em que Collor foi agressivo em frente às câmeras

LEONARDO SANCHEZ – COLABORAÇÃO PARA A FOLHA, EM SÃO PAULO

MARCELO SOARES – EDITOR DE AUDIÊNCIA E DADOS

O senador e ex-presidente Fernando Collor (PTB-AL) ganhou atenção na última quarta-feira (5) ao chamar o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, de “filho da puta”, na tribuna do Senado. Ele reagiu com virulência às acusações de que um grupo ligado a ele teria recebido R$ 26 milhões em propina, o que o coloca na mira da Operação Lava-Jato. Collor nega as acusações.


Para quem conhece o estilo de Collor, a frase foi apenas mais uma na coleção do ex-presidente desde que ele ganhou notoriedade nacional na campanha eleitoral de 1989. Relembre outros momentos em que Collor demonstrou agressividade em frente às câmeras.

*

13.dez.1989 – “Pinóquio da década”

VÍDEO Clique Aqui

Collor e Lula concorriam no segundo turno da corrida presidencial de 1989. No último debate entre os dois candidatos, ele procurou pregar o rótulo de mentiroso em seu adversário (aos 33s).
Logo depois desse debate, Collor se tornou o mais jovem presidente do país, levando 53% dos votos aos 40 anos de idade. Ao tomar posse, fez um confisco da poupança –coisa que acusou o adversário de querer fazer. Duas décadas depois, ele e Lula se abraçaram e trocaram elogios em ato público, durante a inauguração de uma obra em Alagoas.

*

13.ago.1992 – Verde e amarelo – e preto

VÍDEO Clique Aqui

Dois anos depois de o governo Collor confiscar a poupança, em meio a denúncias de corrupção envolvendo seu tesoureiro de campanha, milhares de brasileiros pediam o impeachment do presidente. Preocupado com os protestos no país, Collor pediu à população, pela TV, que vestisse as cores da bandeira nacional e fosse às ruas apoiar seu mandato. Não deu certo: as capitais de todo o país foram tomadas pelos ‘caras-pintadas’, que vestiam a cor preta, em sinal de desaprovação a Collor. (aos 1min20s).

*

20.set.1992 – Súplica e tchau

VÍDEO Clique Aqui

Em seu último pronunciamento na televisão antes de deixar o Planalto, Collor ocupou 20 minutos da grade horária para suplicar à população. Mais uma vez, suas expectativas foram frustradas e, naquele ano, Collor se tornaria o primeiro presidente brasileiro a sofrer um impeachment. (o apelo final vem aos 17 min 50s).

*

19.mar.1997 – “Filhotinha”

VÍDEO Clique Aqui

PC Farias, o tesoureiro de Collor, apareceu morto em 1996 em circunstâncias misteriosas. Após sua morte, quando surgiram acusações de envolvimento do esquema PC com a máfia italiana, Collor deu uma entrevista ao Jornal Nacional, na qual perdeu a paciência novamente. Ele criticou a Polícia Federal e outros órgãos que o investigavam e ainda deu respostas grosseiras à jornalista Sônia Bridi, chamando-a de ‘filhotinha’ e ‘desinformada’, após ser questionado se concorreria às eleições de 1998 (aos 5min):

*

05.set.2000 – “Fala qualquer coisa aí”

VÍDEO Clique Aqui

Em 2000, ainda com seus direitos políticos cassados, Collor recorreu à Justiça Eleitoral para poder concorrer à Prefeitura de São Paulo. Mediante recurso, conseguiu participar dos debates e ter seu nome incluído na urna eletrônica, mas ao final não pôde concorrer.
No debate da TV Bandeirantes, Collor foi sorteado para fazer uma pergunta a Enéas Carneiro (Prona), que também concorreu à Presidência em 1989. Preferindo debater com outros candidatos, o ex-presidente desdenhou do adversário e, em vez de questioná-lo, pediu que ele dissesse ‘qualquer coisa aí’. Enéas disse achar “ótimo”.

*

03.ago.2009 – Engula e digira

VÍDEO Clique Aqui

Eleito senador por Alagoas em 2007, em seu primeiro cargo público após recuperar direitos políticos, Fernando Collor discutiu com o colega Pedro Simon (PMDB-RS), que havia pedido ao presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP), que renunciasse ao posto após uma série de acusações de corrupção.
Simon lembrou que o então ex-presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), foi apoiador de Collor e o abandonou às vésperas do impeachment, para anos depois se tornar “homem de confiança do Lula”. Ofendido por ser associado a Renan, então sob os holofotes após revelações de corrupção iniciadas pela notícia de que uma ex-amante sua recebia pensão de um lobista de empreiteira, Collor exigiu que Simon “engula e digira” suas palavras (aos 4min 50s).

*

05.ago.2015 – A mãe no meio

VÍDEO Clique Aqui

Para finalizar, o recente xingamento de Collor dirigido ao procurador-geral Rodrigo Janot. No momento em que afirmava que a apreensão de três carros de luxo em sua casa em julho fazia parte do que chamou de “espetáculo midiático” e que os carros foram comprados com dinheiro lícito, Collor sussurrou o xingamento. (aos 40s).

11 de agosto de 2015 às 7:29

Collor desconstrói discurso de Dilma dizendo que foi eleita legitimamente porque ele também foi e não se livrou do impeachment [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da Folha de S. Paulo de hoje:

‘A senhora foi legitimamente eleita, mas eu também fui’, diz Collor a Dilma

VERA MAGALHÃES

EDITORA DO PAINEL

Em meio à crise política que traga seu governo, a presidente Dilma Rousseff teve de ouvir um misto de conselho e desabafo do senador Fernando Collor de Mello (PTB-AL), que renunciou ao mandato de presidente em 1992 para escapar do impeachment.
“A senhora foi legitimamente eleita, mas eu também fui”, disse Collor a Dilma diante de outros líderes partidários, na reunião que antecedeu ao jantar no Palácio da Alvorada.
Em tom queixoso, Collor criticou várias vezes o que chamou de “judicialização da política” e à “instabilidade das instituições”, provocada, segundo ele, pela condução da Operação Lava Jato, na qual é investigado.
Collor teve bens, como carros de luxo, apreendidos em ação da Polícia Federal determinada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, a quem dirigiu palavrões na tribuna do Senado na semana passada.
Diante da presidente, o senador alagoano arriscou que a maior crise que o país enfrenta não é a econômica, e sim política.
Em conversas reservadas com colegas do Senado, Collor tem dito que Dilma deveria consultá-lo sobre o processo de impeachment que enfrentou em 1992. Ele acha que não “cuidou” da política, e isso levou a que perdesse a condição de se sustentar no poder.

11 de agosto de 2015 às 7:23

Ex-ministro do STF Eros Grau visita Salesiano e recebe homenagem da escola onde estudou na infância [1] Comentários | Deixe seu comentário.

O ex-ministro do Supremo Tribunal Federal, Eros Roberto Grau, esteve em Natal na última semana e aproveitou para visitar lugares que marcaram sua infância. 

Entre os pontos de parada, Eros visitou o colégio Salesiano São José onde estudou na década de 40. 

O Salesiano presenteou o visitante com uma placa de homenagem e um livro que conta a história do colégio. 

“É uma sensação muito boa voltar aqui, poder caminhar pela nossa história e infância. Rever as coisas simples da vida é maravilhoso. O colégio Salesiano me marcou”, registrou o ex-aluno.

  

11 de agosto de 2015 às 0:06

Dilma pede a senadores que não votem projetos que elevem os gastos públicos [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Pra não dizer que o jantar do Palácio da Alvorada não foi tão inutil assim – politicamente ou administrativamente.

Do g1

Dilma faz apelo para que Senado barre ‘pautas-bomba’ da Câmara

Presidente reuniu cerca de 40 senadores da base aliada e 21 ministros. Senador Jorge Viana disse que ela pediu ‘colaboração’ para conter crise

Por Nathalia Passarinho


A presidente Dilma Rousseff fez na noite desta segunda-feira (10) um apelo a senadores para que o Senado “reforme” ou barre a aprovação de propostas provenientes da Câmara que elevem o gasto público – as chamadas “pautas-bomba”. 

Dilma recebeu em um jantar no Palácio do Alvorada, residência oficial da Presidência da República, 21 ministros e cerca de 40 dos 81 senadores. (Foram 43).

De acordo com o vice-presidente do Senado, Jorge Viana (PT-AC), a presidente não mencionou projetos específicos, mas “deixou clara” a preocupação com a aprovação de matérias que criam despesas permanentes.

“A presidente fez um apelo pela colaboração do Senado que, sem nenhum confronto com a Câmara, possa ajudar o país, possa fazer andar uma agenda que não prejudique o país. Ela tem muita confiança de que o Senado, pela composição dele, pela representação dos estados, possa cumprir um papel de Casa revisora, de modificar esses projetos”, afirmou Viana.

Segundo o petista, em um discurso para todos os ministros e senadores presentes, Dilma afirmou: “Eu respeito, e é preciso garantir a independência entre os poderes. Mas preciso fazer esse apelo”. 

Conforme o vice-presidente do Senado, Dilma “tem otimismo e garantiu que dá para superar a crise, mas fez esse apelo para que o Senado ajude e não crie mais dificuldades”.

Na semana passada, a Câmara dos Deputados fez avançar a chamada “pauta-bomba” ao aprovar em primeiro turno uma proposta que vincula salários de procuradores de estado, delegados e de integrantes da Advocacia-Geral da União a 90,25% da remuneração de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

O impacto dessa medida será de cerca de R$ 2,5 bilhões às contas públicas, conforme o Ministério do Planejamento.

Também está na pauta da Câmara projeto que aumenta a correção do saldo do Fundo Nacional de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS),o que, segundo o governo prejudicará o programa Minha Casa, Minha Vida, por impactar os juros de financiamento habitacional.

A intenção da presidente Dilma ao reunir os senadores é procurar fazer frente à atuação do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que rompeu com o Planalto e passou a se declarar de oposição.

Diante da dificuldade de diálogo com Cunha, a presidente procura melhorar a relação com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e senadores da base aliada.

Apesar de convidado para o jantar no Palácio da Alvorada, Renan não compareceu e disse aos colegas não considerar “de bom tom” participar da confraternização.

Mais cedo, porém, ele acenou com a possibilidade de colaborar com as medidas de ajuste fiscal ao apresentar aos ministros da área econômica um pacote de propostas para tentar estimular a economia.
Renan Calheiros, que se afastou do Palácio do Planalto desde que passou a ser investigado pela Operação Lava Jato, classificou a situação do país de “dramática” e destacou que as sugestões apresentadas são uma “contribuição” do Congresso.

De acordo com Jorge Viana, Renan está “disposto a ajudar” o governo a superar a crise econômica. “Renan tem explicitado que a decisão dele é de ajudar. Que se deixe de lado essa pauta que prejudica o país. Não tem sentido votarmos ajuste fiscal e votarmos depois matéria que desajustam”, afirmou o vice-presidente do Senado.