Thaisa Galvão

24 de agosto de 2015 às 22:16

Retrato do Brasil é um só [1] Comentários | Deixe seu comentário.

E o retrato do Brasil é um só.

Em Aracaju, onde me instalei nos últimos dias – até hoje – nada diferente da realidade de Natal.

Na 6ª feira, no primeiro telejornal da afiliada da Globo, foram registrados, só da noite da 5ª, arrastão em dois ônibus, assalto a taxista, assassinato de mototaxista…

No sábado, fuga de 20 presos com um agente penitenciário morto, e só um preso recapturado.

Presídio com capacidade para 800, abrigando 2.400.

Fato que ocupou o noticiário do dia.

E nesta 2ª feira, no primeiro noticiário do dia, o balanço com o saldo do fim de semana: 15 mortes violentas.

Mais:

Tribunal de Justiça votou contrário ao pedido do Governo do Estado que quer usar 70% dos depósitos judiciais para pagar folha de pagamento.

Caso será apreciado pela Assembleia Legislativa de Sergipe.

Qualquer semelhança é mera coincidência.

Rio Grande do Norte, governo do PSD, parceiro do Planalto.

Sergipe, governo do PMDB, sócio do Planalto.

24 de agosto de 2015 às 22:04

Lobista do PMDB negocia delação [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Vem aí mais um provável delator.Ou colaborador.

Quem está negociando os termos de uma delação premiada na Lava Jato é João Augusto Henriques.

Conhecido como lobista do PMDB.

24 de agosto de 2015 às 21:40

OAB/SP cassa registro de José Dirceu [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O Tribunal de Ética da OAB de São Paulo cassou, por 78 votos a 2, o registro de advogado do ex-ministro José Dirceu. O relator do processo Carlos Kauffmann justificou que o petista não tem “idoneidade moral” para exercer a advocacia. 

O ainda advogado tem prazo de 15 dias para recorrer à OAB nacional. O ex-ministro está preso no Paraná, sob acusação de envolvimento na Lava Jato.

José Dirceu foi condenado por envolvimento no processo do mensalão.

24 de agosto de 2015 às 21:29

Para Agripino, cortar ministérios só agora não garantirá ‘selo de qualidade’ ao governo Dilma [3] Comentários | Deixe seu comentário.

Do senador José Agripino Maia sobre  o possível corte de 10 ministérios do governo Dilma Rousseff:

“O problema deste governo é que ele não age por convicção, só age sob pressão. Dez ministérios a menos dariam credibilidade a Dilma se ela tivesse tomado esta atitude antes de assumir a Presidência. A medida agora, que se adotada será bem-vinda, não dará ‘selo de qualidade’ ao governo, até porque o que é feito sob pressão não recupera credibilidade”.

Foto Mariana Di Pietro

  

24 de agosto de 2015 às 21:20

Ficha do governo só caiu agora [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Ai Jesus…

Da Folha Online:

Governo demorou para perceber gravidade da crise, diz Dilma

NATUZA NERY

A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta segunda-feira (24) que o governo errou ao só perceber que a crise econômica era muito maior do que se esperava entre os meses de novembro e dezembro do ano passado –depois que já havia sido reeleita.

Em entrevista à Folha e a outros dois jornais, Dilma afirmou que a reforma administrativa anunciada pelo Palácio do Planalto vai cortar, além de dez ministérios, 1.000 dos cerca de 22,5 mil cargos de confiança existentes hoje.

A presidente reconhece que as mudanças vão trazer alguma dificuldade política, mas afirmou que é necessário fazê-las. Ninguém, porém, será preservado dos cortes, nem mesmo seu partido, o PT.

“Vamos passar todos os ministérios a limpo”, disse ela.

Dilma fez um forte desagravo a dois de seus principais aliados políticos: o vice-presidente Michel Temer (PMDB), que devolveu parte da articulação política à presidente, e ao ex-presidente Lula.

Questionada sobre a frase dada pelo vice de que era preciso “alguém” para reunificar o país, a petista afirmou haver muita “intriga” no ar. “Não acho que o Temer falou com a intenção que atribuíram a ele. Ele é de extrema lealdade comigo”, defendeu. “A primeira fase da articulação política (com a aprovação do ajuste fiscal) é um sucesso.”

Sobre Lula, disse não achar “correto atitudes de tentar diminuí-lo”, de tentar “envolvê-lo. “Passam de todos os limites”, disse ela, referindo-se à bomba lançada contra o Instituto Lula e ao boneco do presidente lançado durante as manifestações de 16 de agosto com roupa de presidiário.

Para a petista, atos de intolerância são inadmissíveis e “fascistas”.

Dilma Rousseff afirmou, ainda, que ninguém pode interromper o processo da Lava Jato, mas defendeu que, quanto mais rápidas e efetivas forem as investigações, melhor.

LEVY

A presidente mostrou-se chocada com os rumores espalhados no mercado financeiro nesta segunda de que seu ministro da Fazenda, Joaquim Levy, estaria de saída do cargo pelo fato de ter viajado para os Estados Unidos inicialmente sem compromissos oficiais.

“Isso é mentira. Ele foi ver a menina dele (filha), que vai morar na China.”

24 de agosto de 2015 às 15:08

Collor diz que procurador Rodrigo Janot é “fascista” [1] Comentários | Deixe seu comentário.

O senador Fernando Collor continua atirando na testa do procurador geral da República, Rodrigo Janot, que acabou de lhe denunciar por envolvimento na Lava Jato.

Do G1

Na tribuna do Senado, Collor chama Janot de ‘figura tosca’ e ‘fascista’

Senador foi denunciado na Lava Jato por procurador-geral na última quinta. G1 aguarda resposta da PGR para saber se Janot irá se manifestar

Por Laís Alegretti

Do G1, em Brasília

O senador e ex-presidente da República, Fernando Collor de Melo (PTB-AL), subiu nesta segunda-feira (24) à tribuna do Senado para criticar a atuação do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, na condução das investigações contra políticos na Operação Lava Jato.

Na última quinta (20), Collor e o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), foram denunciados por Janot por suposto envolvimento no esquema de corrupção na Petrobras investigado na operação. O procurador-geral pediu a condenação dos dois sob a acusação de terem cometidos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

As investigações apontam que Collor recebeu, entre 2010 e 2014, R$ 26 milhões como pagamento de propina por contratos firmados pela BR Distribuidora, subsidiária da Petrobras – ele nega. O discurso desta segunda foi a primeira declaração pública de Collor desde que a denúncia contra ele foi apresentada.

Durante discurso no Senado, Collor chamou Janot de “figura tosca” e o acusou de “arbitrariedade” na denúncia apresentada. O senador voltou a reclamar por não ter sido ouvido pelos investigadores antes de a denúncia ser entregue ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Collor também chamou Janot de “sujeitinho à toa” e disse que o procurador-geral é um “fascista da pior extração”.

O G1 procurou a assessoria de imprensa da Procuradoria Geral da República e ainda aguarda resposta para saber se Janot irá se manifestar sobre as declarações de Collor.

“Há meses venho denunciando o perfil dessa figura tosca de Janot. A começar pelos sucessivos vazamentos de informação que correm em segredo de Justiça. […] Até hoje sequer fui ouvido para esclarecer mentiras e embustes politicamente arquitetados pelo senhor Janot. Meu depoimento foi marcado e por duas vezes desmarcado, na véspera dos mesmos”, disse Collor.

“Não poderia deixar de trazer essa incoerência e arbitrariedade do procurador-geral da República. […] Depois de tanto arbítrio, onde foi parar o direito de ampla defesa? Onde foi parar o contraditório? E a presunção de inocência?”, questionou o senador.

Esta não foi a primeira vez que Collor utilizou a tribuna do Senado para criticar Janot. Neste mês, o senador havia utilizado um palavrão para xingar o procurador-geral.

Nesta segunda, Collor transmitiu no plenário um vídeo, de cerca de 2 minutos, que, segundo ele, é do momento em que autoridades dizem cumprir mandado de busca e apreensão em seu apartamento funcional.

Durante as investigações, a Polícia Federal, autorizada pelo STF, cumpriu mandados de busca e apreensão nos imóveis de Collor durante a Operação Politeia, deflagrada em julho na Lava Jato, alegando que era para evitar a destruição de provas. Collor classificou a medida como “invasiva e arbitrária”.

Segundo Collor, as autoridades se recusaram a mostrar o mandado de busca e apreensão e trancaram a porta do apartamento depois de o terem arrombado. “Não me chegou às mãos o mandado de busca e apreensão”, disse, no plenário.

“Se assim agem em relação a um representante da população, nas dependências do Senado da República, imaginem o que não fizeram nas minhas outras residências a mando do senhor Janot? Mas tudo bem, vamos em frente”, afirmou Collor, depois de criticar a ação da Polícia Federal e da PGR.

Na ocasião, a Procuradoria Geral da República negou em nota ter havido qualquer tipo de irregularidade da Polícia Federal no cumprimento de mandado de busca e apreensão na casa de Collor. A PGR afirmou ainda que os imóveis funcionais não fazem parte do prédio do Senado, cujas dependências são de livre acesso público.

Collor encerrou seu discurso com uma citação do filósofo grego Plutarco: “Nada revela mais o caráter de um homem do que seu modo de se comportar quando detém um poder e uma autoridade sobre os outros: essas duas prerrogativas despertam toda paixão e revelam todo vício”.

24 de agosto de 2015 às 14:58

Governo se rende e estuda acabar com 10 ministérios [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Uma decisão bem atrasada do governo, mas, como nunca é tarde para ser feliz…

Do G1 Brasília

Nelson Barbosa anuncia que governo estuda cortar 10 dos 39 ministérios

Ministro do Planejamento fez anúncio após reunião de coordenação política. Segundo ele, Executivo prepara reforma administrativa com cinco eixos

O ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, anunciou nesta segunda-feira (24), em uma entrevista coletiva no Palácio do Planalto, que o governo federal avalia fazer uma reforma administrativa que deverá cortar 10 dos atuais 39 ministérios. Além do enxugamento das pastas, destacou Barbosa, o Executivo federal pretende fazer uma “racionalização da máquina pública”, com redução de secretarias e até integração de órgãos públicos.

A reforma administrativa, relatou o ministro, está sendo coordenada pessoalmente pela presidente Dilma Rousseff. Segundo Barbosa, a proposta será “construída” com cada ministério até o final de setembro.

O assunto foi debatido nesta segunda-feira na reunião de coordenação política do Palácio do Planalto, que contou com a presença de Dilma e de ministros do núcleo político do governo.

“Essa reforma administrativa, em linhas gerais, seguirá cinco diretrizes: a primeira é uma redução no número de ministérios. Uma redução de 10 ministérios, como referência. Estamos trabalhando com a meta de reduzir o número de ministérios em 10”, informou Barbosa na entrevista coletiva concedida ao lado do ministro das Cidades, Gilberto Kassab.

5 DIRETRIZES DA REFORMA

1. Cortar o número de ministérios

2. Reduzir o número de secretarias e órgãos dentro dos ministérios, às vezes fundindo um no outro

3. Reduzir gastos de manutenção

4. Cortar cargos comissionados

5. Vender imóveis da União que sejam considerados desncessários

Além da redução de ministérios e secretarias, disse Barbosa, o governo pretende enxugar o número de cargos comissionados no Executivo, que, atualmente, gira em torno de 22 mil pessoas.

O ministro ressaltou que, até o momento, não há uma meta definida de redução do número de cargos comissionados. Conforme ele, o tamanho do corte será decidido após um debate com cada um dos ministros.

Despesas de custeio e imóveis da União

Outra diretriz da reforma administrativa, segundo Barbosa, é intensificar ações de redução de despesas de custeio, como contas de água e luz do governo. Ele disse que os ministérios já trabalham para reduzir os gastos de manutenção, e a ideia é ampliar a iniciativa.

O ministro disse, por exemplo, que os ministérios devem negociar novos contratos de prestação de serviços, como transporte de funcionários, para economizar.

Barbosa informou ainda que uma das diretrizes é o aperfeiçoamento na gestão do patrimônio da União. Segundo ele, imóveis da União que não sejam mais “necessários” podem ser vendidos.

“Vamos lançar um programa que vai fazer a venda desses imóveis e racionalizar a venda desses imóveis onde isso for possível”, afirmou.

Ele também disse que podem ser vendidos os terrenos que são direitos de domínio da União. 

“Também estamos trabalhando junto com os demais ministérios para promover um programa de regularização do pagamento desses direitos da União e a oferta para as pessoas que estão nesses terrenos mediante um pagamento antecipado”, afirmou o ministro.  

Valores

Na entrevista coletiva, Barbosa foi questionado sobre o valor que o governo avalia economizar com as medidas da reforma administrativa. O ministro disse que ainda não há uma estimativa, mas que o maior ganho, na opinião dele, será em “produtividade” (veja no vídeo).

“Dentro do processo teremos um valor que se pode atingir, no curto prazo, mas no momento a melhor economia é aumentar a produtividade. A gente espera aumentar a produtividade no governo. Assim como achamos que é vital aumentar a produtividade no setor privado, também é no governo. Com certeza, teremos um valor estimado de ganho de eficiência e de ganho monetário”, disse Barbosa.

24 de agosto de 2015 às 13:12

Prefeito de Macau pede a presidente da Caern para população não pagar conta de água em agosto [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O prefeito de Macau, Kerginaldo Pinto, pediu hoje à Caern,,através de ofício entregue em mãos ao diretor presidente Marcelo Toscano, a suspensão do pagamento pelo serviço de abastecimento ao município no mês de agosto.
Durante o encontro na sede da empresa, o prefeito sugeriu, caso não seja possível a suspensão, pelo menos a redução da tarifa mínima. 

No documento apresentado a Toscano, o prefeito alegou a interrupção por mais dez dias no abastecimento, além da qualidade duvidosa da água para consumo.

“Pedimos que a Caern avalie e implemente, tanto para as contas atuais quanto para as contas futuras, cobrança diferenciada de água e esgoto, haja visto que o serviço notoriamente prestado foi prejudicado, com constantes e seguidas interrupções no abastecimento, inclusive por um longo período, sem esquecer que a qualidade da água que se mostrou, e ainda apresenta, de forma cristalina, notórias dúvidas quanto ao comprometimento para fins de consumo humano”, alegou o prefeito no ofício também protocolado na presidência companhia.        

Toscano disse que vai acionar a área técnica da Caern para avaliar o caso com urgência, e ficou de dar uma resposta até amanhã, quando deverá ir a Macau. 

“A Caern está acompanhando todo esse quadro crítico de perto. Estamos, inclusive, estudando alternativas de abastecimento de água, diante das previsões nada otimistas de chuvas e do cenário da bacia hídrica do Vale do Açu”, disse o presidente da Caern.

Para o prefeito, a falta de água prejudicou, além da população, os serviços de hospitais, delegacias, escolas e estabelecimentos comerciais.

  

24 de agosto de 2015 às 10:12

Natal vai sediar encontro nacional dos servidores do Ministério Público [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Natal vai sediar, nos dias 17 e 18 de setembro, encontro da Associação Nacional dos Servidores do Ministério Público (ANSEMP) para discutir o tema ‘Assédio Moral no Ministério Público: Mecanismos de prevenção e repressão’.A programação começará com palestra do procurador regional do Trabalho, Tiago de Medeiros Neto. 

O evento organizado em Natal pelo Sindicato dos Servidores do Ministério Público do Rio Grande do Norte (Sindsemp), será realizado no auditório da Assembleia Legislativa.

“O evento será de muita importância por aglutinar várias entidades na discussão de avanços para a classe de servidores dos MP’s. Também pela fundação da Federação do Nordeste dos Servidores dos Ministérios Públicos Estaduais, onde nossa candidatura está posta para iniciar tão importante entidade a nível regional e nacional”, afirmou Aldo Clemente Filho, presidente do Sindicato dos Servidores do Ministério Público do Rio Grande do Norte (Sindsemp).

24 de agosto de 2015 às 9:03

Movimento sem terra interdita BR-101 no sentido Natal-João Pessoa [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Segunda-feira começa com via da BR-101, no sentido Natal-João Pessoa, interditado.

Mais uma vez o movimento sem terra atrapalha a vida de quem precisa viajar.

  

24 de agosto de 2015 às 7:24

PV dá posse a presidentes da legenda em Mossoró e Assu [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O PV do Rio Grande do Norte empossou presidentes de dois diretórios municiais no sábado.

Em Mossoró, tomou posse o presidente João Gentil, em convenção realizada na Câmara, com presença do prefeito Francisco José Júnior.

O prefeito de Mossoró pediu o apoio dos Verdes para o projeto de administrar Mossoró, e consequentemente, apoiar a reeleição no próximo ano.

Em Assu, Walklebia Silva assumiu o comando Verde, também na Câmara.

E na sexta-feira, o presidente do PV/RN, Rivaldo Fernandes, participou do encontro do PV em Palmas, na Assembleia Legislativa do Tocantins.

Encontro comandado pelo presidente nacional da legenda, José Luiz Penna, com presença do deputado Sarney Filho.

  

24 de agosto de 2015 às 6:38

#Azulnuncamais Aeronave quebrada faz Azul cancelar vários voos essa semana [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Já está mais do que na hora da empresa Azul Linhas Aéreas, que comprou a portuguesa TAP, e vendeu 5% da companhia à americana United Airlines, recebendo pelo negócio, 100 milhões de dólares, tirar de circulação os aviõezinhos inseguros que operam nos trechos entre Natal e Recife, e Recife e Maceió ou Aracaju.

  
As aeronaves, tipo ATR, tem deixado muita gente na mão.

Na terça-feira passada, quando passageiros chegaram ao aeroporto de Natal para embarcar para Recife, a empresa simplesmente avisou que o voo havia sido cancelado e acomodou todos…em um ônibus. 

Na sexta-feira foi a vez de cancelar um voo entre Recife e Aracaju.

Ontem, passageiros chegaram à tarde parar embarcar às 17h50 em Aracaju, mas não conseguiram.

Na hora marcada, lá estava o avião na pista, porém, sem dar sinais de que iria voar.

Pelo serviço de som do aeroporto, foi informado que em 15 minutos se daria uma posição.

Quando passageiros – me incluindo aí – foram perguntar o que havia acontecido, já que a aeronave estava na pista, foram informados que a mesma passava por uma “manutenção não programada”. Ou seja, estava quebrada, mas que mecânicos estavam tentando consertá-la.

Passageiros – 21 teriam Natal como destino – começaram a pressionar a Azul para que cancelasse o voo, pois depois do histórico da semana, ninguém queria mais entrar no ATR da empresa.

Duas horas depois, e muitos testes que fizeram os mecânicos acelerarem os motores, deslocarem o avião pra frente e pra trás, a empresa anunciou o cancelamento do voo.

E quem pensava em chegar em Natal ontem, só vai sair de Aracaju hoje à tarde, e em outra empresa.

E aí estudantes perdem aula, professores também, servidores públicos um dia de trabalho, juiz criminal perde audiências marcadas…

Detalhe: o cancelamento foi o segundo do domingo.

É que um voo das 11h20 também havia sido cancelado.

E o das 11h20 de hoje, segunda-feira, saiu do sistema ontem pouco depois do cancelamento do voo das 17h50.

Então, se os passageiros já constataram a insegurança de voar nos ATR da Azul, já está mais do que na hora da Azul tirar os ATR de circulação.

Sob risco de jogar no lixo tudo o que investiu na compra da TAP e o que ganhou na parceria com a United Airlines.

Porque do jeito que vai, a Azul pode virar hashtag: #Azulnuncamais