Thaisa Galvão

7 de setembro de 2015 às 23:33

Governador Robinson Faria desfila em carro aberto e é aplaudido [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A presidente Dilma Rousseff chegou ao local do desfile do 7 de Setembro, nesta segunda-feira em Brasília, em carro aberto.

Chegou no simbólico Rolls Royce presidencial.

Poucos viram. Só os convidados-credenciados tiveram acesso à área por onde circularia a presidente.

O espaço foi fechado para evitar que Dilma fosse vaiada e que manifestações fossem vistas pela chefe de Estado.

Em Natal, o governador Robinson Faria chegou à Praça Cívica, onde aconteceria o desfile do 7 de Setembro, em carro aberto.

Não era um Rolls Royce como em Brasília. Um jipe militar fez as vezes.

Nos arredores da praça não foram colocadas placas de metal para isolar o palanque oficial da população.

A área estava aberta aos natalenses que saíram de casa para acompanhar o desfile.

Não tinha protesto nem outros movimentos.

E o desfile do governador em carro aberto, foi acompanhado pelos presentes, sem distinção.

Pelo povo que não precisou se credenciar como convidado oficial para se aproximar do evento patriótico.

Robinson foi aplaudido.

Apesar das dificuldades enfrentadas pelo governo, principalmente para atender a reivindicações de várias categorias, o governador não tem se furtado ao diálogo.

Basta ver um movimento, ele se aproxima.

E com as várias categorias de servidores públicos e movimentos sociais, tem conversado.

Explicado sobre as dificuldades…aberto o coração para mostrar, desde a vontade de atender, até a impossibilidade de conseguir.

Oito meses depois de assumir a gestão, em plena crise econômica que trm afetado estados e municípios, o governador passou no teste de popularidade.

Colhe os frutos de quem optou por governar perto do povo.

  

7 de setembro de 2015 às 20:01

Nas redes sociais, Dilma apela para discurso emocional e repete promessas de campanha [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O pronunciamento da presidente Dilma Rousseff, veiculado em redes sociais, e não na TV como em anos anteriores, foi quase uma reprise dos programas eleitorais na campanha do ano passado.

As promessas, como a de reduzir a inflação, por exemplo, quase as mesmas do guia eleitoral diário no rádio e televisão.

Daí a dificuldade de apostar em todas as palavras da presidente.

Ela mesma sabe das dificuldades para cumprir, tanto que misturou o discurso da crise brasileira com as crises do mundo.

Crises humanitárias.

Até o menino Aylan, que morreu afogado quando viajava em uma embarcação com a família para fugir da guerra, foi citado…

Dilma prometeu receber refugiados, quando o maior desafio dela hoje é evitar que os brasileiros se refugiem, fujam do Brasil como vem acontecendo cada vez mais, a cada dia.

O Brasil precisa andar muito para trazer de volta o patriotismo de seu povo.

O pronunciamento de Dilma foi mais uma peça publicitária, onde um marqueteiro escreve sem avaliar os efeitos, que não sejam os emocionais.

Única intenção do marketing: acalmar os ânimos da população.

O texto que foi ao ar, não tem, nas entranhas de suas palavras, a análise fria dos números de Joaquim Levy nem de Nelson Barbosa.

Apenas o tom convincente do publicitário João Santana.

Abaixo o discurso de Dilma.

VÍDEO Clique aqui e veja o pronunciamento da presidente

  

7 de setembro de 2015 às 11:16

Fábio Júnior: ame ou odeie [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Não é Pixuleko, não é Pinoquia..

O que se fala desde ontem no Brasil, é na apresentação do cantor Fábio Júnior neste domingo em Nova York, durante o dia do Brasil nos Estados Unidos.

Ele cantou…e xingou.

Falou da roubalheira no país..e foi mais longe.

Tudo com transmissão ao vivo.

VÍDEO Clique Aqui para ver a fala do cantor

 

A fala de Fábio Júnior teve várias interpretações.

Teve quem gostasse e assinasse embaixo, teve quem achasse desrespeitoso com os detentores de cargos…

Cargos que, comprovadamente, muitos gestores se valem para desviar dinheiro público.
E o mensalão e lava jato estão aí para contar a história.

Faca de dois gumes: num país onde os governantes não respeitam o povo nem o que é do povo, falta paciência e discernimento por parte do povo para retribuir o que não têm.

7 de setembro de 2015 às 10:46

Robinson Faria e Carlos Eduardo assistem juntos ao desfile de 7 de Setembro em Natal [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Adversários políticos, o governador Robinson Faria e o prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, assistiram juntos ao desfile do 7 de Setembro na capital do Rio Grande do Norte, que aconteceu na Praça Cívica.

Robinson passou a tropa em revista antes de subir ao palanque.

Presentes o vice-governador Fábio Dantas, autoridades militares, e auxiliares dos governos estadual e municipal.

O deputado federal Rogério Marinho, pré-candidato a prefeito de Natal, também assistiu ao desfile no palanque.

Estava à paisana, sem paletó, e acompanhado da filha pequena, Maria Eduarda.

Fotos Márlio Forte

   
   

7 de setembro de 2015 às 9:49

Boneca inflável de Dilma é apelidada de Pinoquia [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Não é Pixuleka a boneca inflável da presidente Dilma Rousseff, que rouba a cena do desfile de 7 de setembro, em Brasília.

É que “pixuleko” foi um termo usado para definir “propina”, e nas investigações da Lava Jato não há referências da presidente a pagamento de propinas, como já aconteceu com o ex-presidente Lula, daí seu boneco se chamar Pixuleko.

A boneca de Dilma acaba de ser apelidada de Pinoquia.

Numa referência ao boneco do Gepeto, das fábulas infantis, conhecido por mentir.

As promessas de Dilma na campanha, descumpridas imediatamente após tomar posse para o segundo mandato, garantiram o nome da boneca inflável que está sendo inflada neste momento em frente ao Museu da República.

  

7 de setembro de 2015 às 9:35

O beijo falso de Dilma e Temer [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Beijo faaalso.

Foi esse registrado há pouco em Brasília.

  
O vice-presidente Michel Temer (PMDB), que declarou que se a presidente Dilma Rousseff continuasse com a popularidade em um dígito não resistiria a mais 3 anos de governo, recebeu assim a presidente no desfile de 7 de setembro.

Dilma chegou de Rolls Royce, sem protesto, sem vaias…e sem povo.

Ali só convidados credenciados.

O povo?

Ah…o povo…

VÍDEO clique para ver a chegada de Dilma

7 de setembro de 2015 às 8:42

Bonecos de Lula e Dilma chegam ao local do desfile em Brasília [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Os símbolos do protesto contra o PT e contra o governo Dilma acabam de chegar à frente do Museu da República, próximo à Esplanada dos Ministérios, por onde vai passar a presidente Dilma Rousseff – isolada num raio de 5 quilômetros.

Neste momento o Pixuleko, boneco do ex-presidente Lula, está sendo inflado.

  
E a boneca Pixuleka, da presidente Dilma, ainda guarda a surpresa…

  

7 de setembro de 2015 às 8:23

Pressionado pelo procurador, ministro do STF autoriza investigação nas campanhas de Lula e Dilma [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Cobrado publicamente pelo procurador geral Rodrigo Janot, que o apontou como lento demais para decidir se autorizaria ou não as investigações sobre as campanhas de Lula e Dilma, o ministro do STF e relator do processo do Lava Jato, Teori Zavascki, decidiu…

E autorizou o juiz Sérgio Moro a proceder com as investigações.

Da Folha:

Teori manda ao Paraná investigações sobre campanhas de Lula e Dilma

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Teori Zavascki desmembrou parte das investigações referentes à delação premiada do dono da UTC Ricardo Pessoa e remeteu para a primeira instância, na Justiça Federal do Paraná, citações à campanha de Lula em 2006 e da presidente Dilma Rousseff em 2010.
Em sua delação, Pessoa disse ter feito contribuições clandestinas para a campanha à reeleição do ex-presidente Lula em 2006.
Além disso, Pessoa também teria dito, segundo relatos, que fez repasses ilegais de recursos ao ex-deputado José de Filippi Júnior (PT-SP), que foi tesoureiro da campanha de Dilma em 2010 e de Lula em 2006.
Por isso, esse desmembramento deve levar as investigações sobre Filippi Júnior à primeira instância, já que ele não tem foro privilegiado.
MORO
Com isso, o Ministério Público Federal no Paraná passa a ser responsável por essa parte da investigação, cujo juiz que a conduzirá será Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba.
A campanha de Dilma em 2010 já está sendo investigada no Paraná, por causa de relato do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, também delator. Costa afirmou que providenciou para a campanha o repasse de recursos provenientes do esquema de corrupção da Petrobras, a pedido do ex-ministro Antônio Palocci. Palocci nega a acusação.
Teori manteve no Supremo a investigação sobre o ministro da Comunicação Social Edinho Silva, que foi tesoureiro da campanha à reeleição de Dilma no ano passado. Sobre ele, Pessoa afirmou que foi coagido para fazer doações à campanha petista.
A Folha não obteve contato com o ex-tesoureiro Filippi Júnior.

7 de setembro de 2015 às 8:05

Planalto exagera para proteger Dilma e dá a pauta para a cobertura da imprensa no 7 de Setembro [1] Comentários | Deixe seu comentário.

O governo até que está tentando proteger a presidente Dilma Rousseff dos movimentos contrários ao PT e à sua gestão, durante o desfile de 7 de Setembro que acontecerá logo mais em Brasília.

São 5 quilômetros a área isolada por onde a presidente passará, sem risco de ouvir uma vaia nem de se deparar com o boneco Pixuleko…nem com a boneca Pixuleka, que faz sua estreia hoje, assim como Dilma, coberta de segurança.

Porém, o que a ação do governo para proteger Dilma vai conseguir, é proteger Dilma. Proteger a pessoa de Dilma. Porque a imagem da presidente, essa, nem os seguranças e nem mesmo os marqueteiros milionários do PT tem conseguido.

O exagero para evitar que a presidente ouça uma vaia rouba a cena do desfile.

Os muros de metal instalados para isolar a presidente, desde ontem à noite já viraram alvo de protestos.

  
Portanto, o exagero vai roubar a cena.

E o governo pode até proteger Dilma Vana, a pessoa, mas não sua imagem institucional.

A Dilma instituição, a Dilma presidente da República, essa será mostrada ao Brasil em mais um momento de profundo desgaste.

O exagero do Planalto deu a pauta para a imprensa e as redes sociais no 7 de Setembro.

E vai imperar, nos telejornais e informativos de todo o país, o outro lado do desfile tão igual a todos os anos, tão sem novidade.

Novidade mesmo, só o espetáculo para proteger a presidente. E a boneca inflável de vestido vermelho que fará parte do protesto de hoje, protegida até os dentes para não ser vítima de uma facada, como aconteceu com o Pixuleko, o boneco inflável com a cara do ex-presidente Lula e roupa de presidiário.

A contar com o que já mostram a imprensa e as redes sociais, Dilma vai ser protegida, e até ficar à margem de tudo, desde que não chegue em casa e ligue a TV e nem leia os jornais nos próximos dias.

Para o Brasil, a imagem que vai reinar hoje não será a da Pátria Amada.

7 de setembro de 2015 às 7:43

Movimento anti-PT estreia boneca inflável da presidente Dilma hoje em Brasília [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da Folha:

Após ‘Pixuleko’, grupo contrário ao governo cria boneca de Dilma

GUSTAVO URIBE

DE BRASÍLIA

O protagonismo do boneco inflável do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nos protestos contra Dilma Rousseff está com os dias contados.
Com status de celebridade na internet, a personagem de plástico batizada de “Pixuleko” dividirá as atenções com um concorrente.
Nesta segunda (7), o Movimento Brasil, responsável pela criação do “Pixuleko”, pretende estrear em manifestação programada para Brasília uma versão de plástico da presidente.
Com faixa presidencial, dentes proeminentes e roupa vermelha, a boneca ainda não tem um nome oficial, mas tem sido apelidada de “Pixuleka” por integrantes do movimento.
Finalizada na quinta-feira (3), na mesma fábrica no interior de São Paulo onde foi produzido o “Pixuleko”, a versão em plástico da presidente tem 12 metros de altura e 300 quilos, mesmas medidas do boneco inflável.
O valor para elaboração da boneca também foi de R$ 12 mil, quantia obtida, segundo o Movimento Brasil, por arrecadação entre integrantes do grupo.
“Já pagamos a metade e chegou o boleto para pegar o restante”, explicou Ricardo Honorato, do Movimento Brasil.
Para evitar “atentados”, como a facada da qual “Pixuleko” foi vítima em agosto, “Pixuleka” deve ser colocada nesta segunda (7) em um caminhão e terá uma equipe de seguranças.
Segundo Honorato, responsável por ter tornado “Pixuleko” famoso no protesto do dia 16 de agosto, o boneco deve participar do protesto em Brasília.
ESQUEMA DE GUERRA
Para transportar as personagens de plástico de São Paulo à capital federal, foi montado um esquema de guerra.
Com receio de serem impedidos de chegar por grupos favoráveis ao governo, o Movimento Brasil decidiu fazer o deslocamento na madrugada de domingo e em dois veículos, com comunicação só por rádio.
Esvaziada, a boneca inflável ficou de quinta a domingo escondida em uma casa em Campinas (SP).
A ideia do movimento é que, da mesma forma que o boneco inflável, “Pixuleka” adote uma agenda de visitas pelo país.
Caso tenha o mesmo sucesso do antecessor, o exército de bonecos infláveis deve contar em breve com um reforço: o procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

7 de setembro de 2015 às 6:46

O ‘momento Micarla’ da presidente Dilma Rousseff [0] Comentários | Deixe seu comentário.

De Ricardo Noblat, n’O Globo de hoje, mostrando os cuidados para se evitar que a presidente Dilma Rousseff seja vaiada no desfile de 7 de Setembro, em Brasília.

   
 
Do Blog – Traduzindo para a linguagem local, do Rio Grande do Norte, vem à tona uma situação ainda bem recente: a da ex-prefeita de Natal, Micarla de Sousa, em momentos de desgaste.

Micarla viveu exatamente o que Dilma está vivendo hoje.

Não se expunha sob risco de ser hostilizada, e em cada canto da cidade, não chegava a ter um Pixuleco – o que mostra que o #momentoDilma chega a ser pior do que o #momentoMicarla – mas tinha sempre uma espaço pichado com um “foraMicarla”.

Sem falar que os índices de reprovação das duas eram bem semelhantes. Ambas aprovadas na casa de um dígito.

E detalhe: os que hostilizavam Micarla à época, eram os mesmos que endeusavam Dilma e Lula, símbolo do Pixuleco. E hoje, os que vaiam Dilma e vão às ruas pedindo seu impeachment, são os mesmos que habitaram os espaços políticos de Micarla.