Thaisa Galvão

29 de setembro de 2015 às 16:48

Deputados do PMDB são orientados pelo ministro Henrique Alves a votarem contra reforma fiscal do governo Robinson [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Não pegou bem para o PMDB o envio de mensagens passadas por whats app pelo ministro Henrique Alves, fazendo apelo para o partido na Assembleia Legislativa votar contra a reforma fiscal do governo Robinson Faria.Dos 5 deputados do PMDB, a maioria recebeu a mensagem de Henrique, uns com mais ênfase, outros com menos.

O deputado Nelter Queiroz confirmou ao Blog que recebeu a mensagem.

“Ele me passou uma mensagem pra eu ter reflexão, pra eu ter cautela e se reunir. Eu estou esperando essa reunião”, disse Nelter, que disse ter aguardado um convite do líder do PMDB na AL, deputado Gustavo Fernandes.

“O certo, no caso de matéria polêmica, é o líder do partido, no caso Gustavo Fernandes, convidar os 5 deputados do PMDB pra gente discutir a posição dos 5 deputados.

Ele não fez a reunião. Ele simplesmente me disse há pouco tempo, eu que liguei pra ele pra gente decidir em conjunto”, disse Nelter, afirmando que Gustavo conversou em separado com o presidente da Casa, Ezequiel Ferreira, com o deputado Álvaro Dias que é contra a matéria e com o deputado Hermano Morais, que é contra, e dos 5, eles 3, sem reunir a bancada, disse que tinha soltado uma nota”.

Chateado, Nelter disse que respeita a posição do ministro Henrique Alves mas não podia abrir mão do partido se reunir.

Para Nelter, o PMDB deveria falar a mesma linguagem aqui e no plano nacional, vez que a crise atinge todo o país.

“Vanos saber a posição do PMDB nacional. Lá em Brasília, no Congresso, como é a posição do PMDB nacional? Pra depois a gente tomar uma posição também aqui. Claro que cada cabeça é uma cabeça, mas vamos admitir que em Brasília o PMDB seja a favor do pacote do governo federal, e nós aaui somos contra o pacote do governo estadual, qual o motivo? Por que Robinson derrotou o nosso candidado?”, questionou o deputado Nelter Queiroz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*