Thaisa Galvão

30 de setembro de 2015 às 5:15

Posse do ministro Marcelo Navarro será às 17h no pleno do STJ [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Ex-presidente do TRF/5, o novo ministro do Superior Tribunal de Justiça, Marcelo Navarro Ribeiro Dantas, toma posse logo mais às 17 horas no cargo.A dolenidade acontecerá no Pleno do STJ.

Terminada a cerimônia de posse, Navarro será homenageado com jantar de adesão no Espaço Villa Rizza, a partir das 20h30. 

Da Justiça de Pernambuco, estado sede do TRF-5, onze desembargadores federais e cinco juizes federais confirmaram presença na posse do ministro.

29 de setembro de 2015 às 22:43

Potiguares em Brasília para a posse do ministro do STJ Marcelo Navarro [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Potiguares movimentam Brasília na véspera da posse do novo ministro do STJ, Marcelo Navarro Ribeiro Dantas, marcada para esta quarta-feira.

No restaurante Piantella, na mesa do governador Robinson Faria, o desembargador Expedito Ferreira de Souza, o membro do Conselho Nacional do Ministério Público, Walter Agra, o conselheiro do Conselho Nacional de Justiça, Emmanoel Campelo e o juiz do TRE-RN, Verlano Medeiros.

Na mesa ao lado, o empresário Arnaldo Gaspar com Denise e os filhos, entre eles o secretário de Turismo do Estado, Rui Gaspar.

  
Campelo, Expedito, Agra, Verlano e Robinson

29 de setembro de 2015 às 22:28

Juiz do TRE Verlano Medeiros almoça em Brasília com novo presidente do TRF-5 [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Sucessor do agora ministro do STJ Marcelo Navarro, na presidência do TRF-5, com sede em Recife, o desembargador federal Rogério Fialho comandou mesa no Coco Bambu hoje em Brasília.

Com ele o juiz do TRE do Rio Grande do Norte, e conterrâneo da Paraíba,  Verlano Medeiros, e o desembargador Cid Marcone.

Os 3 estarão presentes nesta quarta-feira à posse de Navarro no STJ.

  

29 de setembro de 2015 às 22:00

Rosiane Inácio na disputa por uma vaga no Conselho Tutelar de Elói de Souza [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O domingo será movimentado em Natal e, principamente, nas cidades do interior.

O 4 de outubro será de eleições para renovação dos conselhos tutelares.

Uma disputa acirrada pelo mandato de 4 anos.

No município de Elói de Souza, entre os 15 que disputam as 5 vagas de conselheiro, está Rosiane Inácio, que o Blog conhece há 13 anos.

Rosiane se formou em Pedagogia e já foi professora na zona rural do município.

Um dos critérios para o cargo disputado é experiência com crianças, o que não falta na candidata que está em campanha.

  

29 de setembro de 2015 às 21:18

Refém do PMDB, Dilma demite ministro petista da Saúde pelo telefone para dar pasta ao grupo de Eduardo Cunha [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Por Thaisa Galvão
Refém do PMDB, a presidente Dilma Rousseff tem feito de tudo para agradar o partido que, apesar de ser do seu vice Michel Temer, tem trabalhado para botar em votação o impeachment da presidente.E nesse agradar, está o ‘voltar atrás’ na decisão de deixar o partido que tem 6 ministérios, com apenas 3.

Dilma, bravamente, anunciou o corte de 10 ministérios, e redução pela metade das pastas sob o comando do PMDB.

Só que, como o que se diz não se escreve, de 3, as pastas para o PMDB passaram para 5, e deverão permanecer em 6, como hoje, ou até chegar a 7, ampliando o espaço do partido que se preocupa mais com os cargos, e menos com o país.

Refém do PMDB, a presidente perde até mesmo a palavra.

E em nome do PMDB, Dilma demitiu hoje, pelo telefone, o ministro da Saúde, Arthur Chioro, do PT.

Chioro andou se queixando que estava se sentindo “rifado” pelo Planalto, que anunciava aos 4 cantos que o ministro da Saúde deverá ser o deputado Marcelo Castro (PMDB-PI), indicado pelo líder do PMDB, Leonardo Picciani.

Chioro só é ministro até quinta, quando se espera que a presidente anuncie, de verdade, o corte de 10 ministérios.

29 de setembro de 2015 às 16:48

Deputados do PMDB são orientados pelo ministro Henrique Alves a votarem contra reforma fiscal do governo Robinson [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Não pegou bem para o PMDB o envio de mensagens passadas por whats app pelo ministro Henrique Alves, fazendo apelo para o partido na Assembleia Legislativa votar contra a reforma fiscal do governo Robinson Faria.Dos 5 deputados do PMDB, a maioria recebeu a mensagem de Henrique, uns com mais ênfase, outros com menos.

O deputado Nelter Queiroz confirmou ao Blog que recebeu a mensagem.

“Ele me passou uma mensagem pra eu ter reflexão, pra eu ter cautela e se reunir. Eu estou esperando essa reunião”, disse Nelter, que disse ter aguardado um convite do líder do PMDB na AL, deputado Gustavo Fernandes.

“O certo, no caso de matéria polêmica, é o líder do partido, no caso Gustavo Fernandes, convidar os 5 deputados do PMDB pra gente discutir a posição dos 5 deputados.

Ele não fez a reunião. Ele simplesmente me disse há pouco tempo, eu que liguei pra ele pra gente decidir em conjunto”, disse Nelter, afirmando que Gustavo conversou em separado com o presidente da Casa, Ezequiel Ferreira, com o deputado Álvaro Dias que é contra a matéria e com o deputado Hermano Morais, que é contra, e dos 5, eles 3, sem reunir a bancada, disse que tinha soltado uma nota”.

Chateado, Nelter disse que respeita a posição do ministro Henrique Alves mas não podia abrir mão do partido se reunir.

Para Nelter, o PMDB deveria falar a mesma linguagem aqui e no plano nacional, vez que a crise atinge todo o país.

“Vanos saber a posição do PMDB nacional. Lá em Brasília, no Congresso, como é a posição do PMDB nacional? Pra depois a gente tomar uma posição também aqui. Claro que cada cabeça é uma cabeça, mas vamos admitir que em Brasília o PMDB seja a favor do pacote do governo federal, e nós aaui somos contra o pacote do governo estadual, qual o motivo? Por que Robinson derrotou o nosso candidado?”, questionou o deputado Nelter Queiroz.

29 de setembro de 2015 às 16:04

Ex-governadora Rosalba Ciarlini se filia ao PP e aguarda julgamento no TSE para definir candidatura à prefeita de Mossoró [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Já tem partido a ex-governadora Rosalba Ciarlini, ex-DEM.

Ontem a Rosa assinou ficha de filiação ao PP, partido presidido pelo cunhado e ex-deputado Betinho Rosado.

A ex-governadora aguarda agora a posição do TSE, que na próxima semana deverá julgar matéria referente à sua atual situação de inelegibilidade.

Caso seja absolvida, vai disputar a Prefeitura de Mossoró.

Partido já tem.

29 de setembro de 2015 às 15:18

Novos Rumos: Promotor explica envolvimento e prisões de policiais em operação deflagrada hoje em Natal [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Na entrevista coletiva que terminou há pouco, na sede do Ministério Público do RN, o promotor José Augusto de Macedo Tonel explicou como as investigações alcançaram os 12 policiais presos:
VÍDEO Clique Aqui para ouvir a entrevista do promotor

  

29 de setembro de 2015 às 12:29

Deputados discutem na CCJ sobre reforma fiscal do Estado [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O secretário de Tributação do Estado, André Horta, foi o convidado de hoje na reunião da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa do RN, presidida pela deputada Márcia Maia.

Horta foi convocado para explicar o projeto de reforma fiscal do Estado, que está em discussão e tem sofrido críticas pelo fato de tratar de aumento de impostos.

Um “remédio amargo” para sair da crise, como o Governo tem definido, porém, entendido pelo secretário como “meio amargo”, referindo-se a outros estados que vem aplicando doses maiores do tal “remédio”.

O deputado Hermano Morais sugeriu que as classes produtivas, como federações, antes que a matéria seja votada.

O deputado José Adécio disse discordar que a matéria seja votada “a toque de caixa”, e considerou que o governo vem fazendo um “esforço enorme”.

Adécio disse que a Assembleia não pode ‘baixar a cabeça’ a tudo o que o governo quer.

Adécio disse que este é o seu mandato “mais livre”, rememorando que nas eleições do ano passado, votou em Henrique Alves no primeiro turno e em Robinson no segundo.

O deputado Carlos Augusto Maia apresentou uma sugestão ao governo, apelando que o aumento de 1% nas taxas cobradas pelo Estado tenham um prazo de validade de apenas 2 anos.

O discurso mais acalorado, como já esperado, foi o do deputado Kelps Lima, hoje o maior adversário do governo e do governador Robinson Faria.

Kelps disse que, ao contrário do que vem dizendo, o governo não economizou 200 milhões de reais.

“Só deixou de gastar porque não tinha”, disse o deputado, afirmando que o governo anunciou que não iria contratar empresa de consultoria, que iria planejar junto à UFRN e ao PT, mas que contratou uma empresa por 7 milhões.

Para o deputado Kelps Lima, o governo só deverá tomar uma providência se a crise se agravar.
“Se a crise se aprofundar, e eu espero que ela se aprofunde, porque só assim o governo encontrará uma solução”, declarou Kelps Lima.
O deputado Dison Lisboa em sua fala disse que acredita no atual governo porque o que está acontecendo hoje no Rio Grande do Norte trata-se de uma “herança maldita”.

Segundo Dison, essa crise “não foi produzida nestes 8 ou 9 meses”, disse Dison, justificando que o governo não gostaria de estar fazendo saques no fundo precidenciário para pagar aos servidores.
“Entendo que essa Assembleia, em dezembro, fez a parte dela, aprovou a legalidade desses saques, e agora vejo deputados que votaram, agora criticando. Essa casa também tem que pagar algum preço. É muito bom jogar para a plateia”, disse Dison, concordando que o debate precisa ser aprofundado.

Dison lembrou de um governo passado, que para sair de um momento como este, e com aprovação da Assembleia e dos setores produtivos, o Estado aumentou de 17% para 25% o ICMS.

“O aumento foi de 8%”, lembrou Dison.

Líder do Governo, o deputado Fernando Mineiro defendeu o aprofundamento das discussões, reafirmou que a matéria não deve ser votada em regime de urgência
“Não sei como tem deputado que votou a favor e agora critica o que ele mesmo fez”, sugerindo que este seria um momento de se discutir a questão do Estado”, disse Mineiro, num rápido ‘diálogo’ com Kelps, respondendo que está debatendo o “mérito”.

“Mas posso fazer um debate político porque aqui as coisas estão misturadas”, disse Mineiro.

Kelps disse que vestia a “carapuça” por ter ajudado a aprovar a lei que permite que o governo faça saques no Fundo.

Mas disse que é deputado e não tem vergonha de criticar, justificando que votou pela aprovação da lei, no fim do governo passado, que foi “mal redigida”.

Kelps disse que “topa” aprovar a mensagem do governo, “mas o governo tem que fazer sua parte”, disse Kelps.

29 de setembro de 2015 às 10:20

tvTG: Igreja divulga festa da padroeira de Natal levando imagem da Santa aos órgãos públicos da capital  [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Conduzida pelo Padre Shirleno Sharlison, a imagem de Nossa Senhora da Apresentação, padroeira de Natal, chegou há pouco à capela da Assembleia Legislativa do RN.

Segundo o religioso, a imagem permanecerá durante o dia de hoje e será levada amanhã, depois de uma missa que será celebrada por ele às 10 horas.

A presença da Santa na AL, segundo Padre Shirleno, faz parte de uma peregrinação pelos órgãos públicos do Estado para anunciar a festa da padroeira no próximo mês de novembro.

Acompanhe a chegada da imagem à AL.

29 de setembro de 2015 às 9:10

tvTG: Deputado Nelter Queiroz sugeriu ao ministro Gilberto Occhi que governo use parte do dinheiro devolvido na Lava Jato para tirar RN da crise [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O deputado estadual Nelter Queiroz, do PMDB, fez uma sugestão ao ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, durante debate sobre transposição do São Francisco, ontem na Assembleia Legislativa.

Em entrevista ao Jornal da Noite/95, Nelter disse que sugeriu que, do bilhão devolvido até agors pelos condenados na operação Lava Jato, o governo federal destine 30% para o Rio Grande do Norte sair da crise.

Sobre o evento de ontem, Nelter disse não acteditar em resultados, vez que o ministro não passou do “estamos avaliando”.

Eis a entrevista:

29 de setembro de 2015 às 9:04

tvTG: Nelter Queiroz fala sobre ajuste fiscal no RN e lembra que governo de Garibaldi saiu da crise aumentando ICMS em 8% [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Em entrevista ao Jornal da Noite, o deputado Nelter Queiroz, do PMDB, falou sobre o pacote fiscal anunciado pelo governo do Estado.

E comparou a outro pacote semelhante, lançado no governo Garibaldi Filho (PMDB), que elevou, num momento de crise como o de hoje, o ICMS de 17% para 25%.

Aumento de 8% no imposto cobrado pelo Estado, lembrou Nelter, afirmando que agora o governador Robinson Faria, seu adversário, anuncia aumento de 1% em imposto e não tem parado de receber críticas.

Mesmo filiado ao PMDB, Nelter criticou seu partido, que bate palmas para o aumento de impostos federais, mas critica o aumento de impostos no Estado.

Veja a segunda parte da entrevista:

29 de setembro de 2015 às 8:18

MP deflagra operação “Novos Rumos” em continuidade às investigações na favela do Mosquito e revela envolvimento de policiais [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Dando continuidade à Operação Citronela, deflagrada sexta-feira passada na Favela do Mosquito, o Ministério Público em parceria com a Polícia Militar, deflagraram hoje uma operação para combater a corrupção dentro da própria Polícia Militar.A Operação ‘Novos Rumos’ é resultado de dez meses de investigações.

A Justiça decretou 12 prisões que estão sendo cumpridas por policiais do Bope e BPChoque.

Segundo o MP, há indícios de ações ilícitas por parte de policiais Militares do 9º BPM, que foram conduzidos ao Ministério Público para prestar depoimento.

Pelo twitter, o MP diz que “há dados colhidos da relação criminosa entre tais PMs e colaboradores de Joel Rodrigues da Silva, preso na sexta-feira. Além disso, outras fontes que igualmente relataram desvios diversos de conduta dos policiais”.
A própria PM já havia acionado o Ministério Público pedindo aprofundamento de informações que davam conta da prática de crimes dentro da corporação.

Uma entrevista coletiva será concedida na sede da Procuradoria-Geral de Justiça às 14h para mais informações da Operação ‘Novos Rumos’.

29 de setembro de 2015 às 1:02

TSE: Recursos de Rosalba e Cláudia Regina saem da pauta desta desta terça-feira [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Previamente agendado para a sessão desta terça-feira, do TSE, os julgamentos dos recursos da ex-governadora Rosalba Ciarlini e da ex-prefeita de Mossoró, Cláudia Regina saíram de pauta.

Nem terça nem quarta.

Quem sabe, quinta…

28 de setembro de 2015 às 23:45

TSE transfere para pauta extraordinária da 4ª feita o projeto de criação do PL  [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A criação do PL saiu da pauta da sessão desta terça no TSE.

Entra na pauta extraordinária da quarta-feira.

A pauta extra da quarta foi criada para as despedidas do ministro Otávio Noronha, que está concluindo seu mandato de 2 anos como ministro do TSE.

28 de setembro de 2015 às 21:44

Michel Temer na Lava Jato: verdade ou “rumores”? [0] Comentários | Deixe seu comentário.

De Mônica Bérgamo, na Folha…

Nota de rumores…

Aguardar.

  

28 de setembro de 2015 às 21:31

Lobista do PMDB disse que depositou dinheiro em conta no exterior que teria Eduardo Cunha como beneficiário [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da Folha Online:
Lobista ligado ao PMDB diz ter feito repasse a conta de Cunha no exterior
DE SÃO PAULO

DE LONDRES

DO RIO
O lobista João Augusto Rezende Henriques admitiu ter feito repasse de dinheiro para conta no exterior que tinha como beneficiário o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Henriques é apontado pelas investigações da Lava Jato como lobista do PMDB na diretoria Internacional da Petrobras.
Em depoimento à Polícia Federal na sexta-feira (26), Henriques disse que quando fez a transferência não sabia que a conta pertencia a Cunha, e só veio a obter tal informação após ser comunicado por autoridades da Suíça.
O conteúdo do depoimento foi divulgado pelo site do jornal “O Estado de S. Paulo” nesta segunda (28).
Segundo o advogado do lobista, José Cláudio Marques Barboza Júnior, Henriques tinha que fazer um pagamento de uma comissão para uma pessoa chamada Felipe Diniz, e este indicou que o valor deveria ser depositado em uma conta no exterior. Posteriormente, Henriques veio a saber que a conta tinha Cunha como beneficiário, segundo o advogado.
Felipe Diniz é filho do deputado federal Fernando Diniz (PMDB-MG), que morreu em 2009. Felipe teria direito a uma comissão por ter ajudado no negócio de aquisição pela Petrobras de um campo de exploração em Benin, na África.
O depoimento de Henriques já foi enviado pelo juiz Sergio Moro ao STF (Supremo Tribunal Federal), uma vez que Cunha possui direito a foro privilegiado por ser congressista.
A Procuradoria-Geral da Suíça informou nesta segunda que está investigando criminalmente João Henriques. O porta-voz do Ministério Público suíço disse à Folha que “procedimentos criminais” estão sendo adotados contra ele, assim como em relação ao também lobista Fernando Soares, o Fernando Baiano, outro nome vinculado ao PMDB na Lava Jato.
A ação contra os dois se soma às investigações já abertas contra o ex-gerente da Petrobras Eduardo Musa e o lobista Julio Camargo –ambos mencionam o nome do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) em seus depoimentos. Segundo Camargo, Cunha teria recebido R$ 5 milhões de propina.
Questionado pela reportagem sobre a existência de investigação contra Cunha, a procuradoria da Suíça disse que não poderia comentar o assunto.
OUTRO LADO
O deputado Eduardo Cunha também se recusou a comentar qualquer assunto sobre a Operação Lava Jato.
“Lava Jato também é com meu advogado. Não vou falar”, afirmou em evento na Assembleia Legislativa do Rio nesta segunda.

28 de setembro de 2015 às 20:31

Erick Pereira não acredita em aprovação do PL nesta 3ª mas acha que partido ganha sobrevida com prorrogação de filiações [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O advogado constitucional Erick Pereira não acredita que, diante do parecer contrário do Ministério Público Federal, o TSE vote amanhã pela aprovação da criação do PL.Para Erick, dificilmente o Tribunal votará pela aprovação, já que os documentos necessários ao deferimento não foram entregues no prazo.
“O ministro relator Tarcísio Vieira determinou a juntada de uns documentos que o PL não tinha anexado, e passou o prazo e o PL não juntou todos os documentos. Veio o parecer do Ministério Público apontando exatamente a ausência desses documentos, o que dificilmente, agora, se terá a aprovação do PL em tempo hábil, porque não tem mais tempo de juntar a documentação que o ministro determinou. Então eu acho que, apesar de estar na pauta de amanhã, e apesar do TSE poder julgar, independentemente do parecer do Ministério Público Federal, mas a documentação não foi anexada à documentação necessária ao deferimento. O que todo mundo esperava era que o jurídico do PL tivesse essa agilidade de juntar. Como não foi juntado eu acho que o registro será indeferido. O ministro Tarcísio Vieira não irá deferir o registro do PL, portanto, ficaremos só com o Partido Novo e com a Rede como partidos já autorizados.
Perguntei ao advogado Erick Pereira se o PL não poderia ser beneficiado com a prorrogação de prazos de filiação sancionada pela presidente Dilma Rousseff.
” Com a minirreforma sancionada pela presidente mudam-se os prazos. O PL ganhou uma sobrevida com a redução dos prazos de filiação e a janela de 30 dias, isso aí eles vão ter esse ano para poder conseguir as assinaturas e os documentos que estão faltando, apontados pelo ministro Tarcísio Vieira. Consequentemente a expectativa é que no próximo ano, talvez o PL seja criado, mas para a sessão de amanhã, dificilmente passa a aprovação”, explicou ao Blog o advogado Erick Pereira.

  

28 de setembro de 2015 às 19:16

Criação do PL será votada amanhã com parecer contrário do MPF [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Da Folha Online:

Ministério Público dá parecer contra novo partido de Kassab

MÁRCIO FALCÃO

RANIER BRAGON

DE BRASÍLIA

O Ministério Público Federal deu nesta segunda-feira (28) parecer contrário à criação do Partido Liberal, legenda gestada pelo ministro Gilberto Kassab (Cidades) com o intuito de esvaziar a oposição e o movimento pró-impeachment no Congresso.
O documento, assinado pelo subprocurador-Geral da República Humberto Jacques de Medeiros, afirma, entre outras coisas, que o PL não conseguiu reunir as assinaturas de apoio exigidas pela lei, cerca de 487 mil. 

Faltariam, segundo o Ministério Público, cerca de 45 mil assinaturas de eleitores.
O parecer também diz que o novo partido de Kassab não comprovou a alegada morosidade dos cartórios eleitorais nos Estados para certificar essas assinaturas, nem foi afetado pela greve do Judiciário.
Recurso contra a negativa do pedido de registro do PL deve ser votado nesta semana pelo Tribunal Superior Eleitoral. Os ministros que compõem a corte podem seguir ou não a recomendação do Ministério Público.
Caso seja criado, o PL pretende atrair para si deputados federais da oposição e do PMDB, o principal partido de apoio a Dilma Rousseff. Além de reforçar a base dilmista contra o impeachment, o objetivo dos articuladores do PL é o de criar uma força rival ao PMDB dentro da base governista.

28 de setembro de 2015 às 18:52

Governo emite nota nota apelando por diálogo e pelo fim da greve da Uern [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da assessoria do Governo do Estado:

Governo renova apelo ao diálogo e pede fim da greve da UERN



O Governo do Estado do RN dirige-se à população, e em especial aos alunos, professores e servidores técnicos da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN), para prestar os seguintes esclarecimentos a respeito da paralisação dos serviços da instituição:

1 – Desde o início do ano, o governador Robinson Faria e secretários receberam os representantes da Universidade por catorze vezes, para ouvir e encaminhar os pleitos da instituição, entre eles o de reajuste salarial para os professores e técnicos administrativos, recebido mesmo diante do grave momento de crise econômica em todo o país. De janeiro para cá, foram seis audiências dos representantes da UERN diretamente com o governador e oito audiências com a secretária-chefe do Gabinete Civil, Tatiana Mendes Cunha, em um claro sinal de diálogo aberto e permanente com a instituição;

 2 – Apesar da exposição do governo a respeito das sérias dificuldades financeiras enfrentadas e do encaminhamento dos pleitos para a avaliação da área jurídica, os professores optaram por deflagrar a greve em 25 de maio deste ano. No dia 29 de maio, o Governo divulgou nota esclarecendo que aguardava os pareceres técnicos para a aferição da viabilidade do reajuste. No entanto, foi confirmado o impedimento para a concessão do aumento em função de o Estado encontrar-se acima do Limite Prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal, e não poder reajustar despesas com pessoal, sob pena de incidir em ato de improbidade administrativa;

3 – Mesmo com o primeiro parecer negativo, está sendo buscado um novo entendimento, que não implique em aumento de despesas com a folha de pessoal. Ou seja, a negociação permanece, respeitando os trâmites necessários. Não há fechamento do diálogo nem necessidade de pressão do movimento paredista para que haja prosseguimento na análise;

4 – Ao longo dos quatro meses pelos quais se estende a greve, o governo vem respeitando os repasses mensais para o custeio da universidade e o pagamento dos salários de professores e servidores, que já somam o montante de R$ 58,8 milhões somente entre junho e setembro, período em que a universidade permaneceu em paralisação. Deste montante, R$ 56,6 milhões foram gastos com folha de pessoal. 

5 – Importante ressaltar que diferentemente de outros órgãos do Governo, a UERN não sofreu qualquer contingenciamento orçamentário. No entanto, os valores que deveriam estar custeando o estudo e aprendizado de cerca de 15 mil estudantes vêm sendo pagos sem o devido retorno com a prestação dos serviços.
O Governo do Estado se solidariza com os alunos da instituição e renova o apelo aos professores e servidores da UERN para que retornem ao trabalho, evitando o prolongamento de uma greve que soma prejuízos irreparáveis não somente aos estudantes, mas a toda a sociedade. Que prevaleça o sentimento de união e responsabilidade. É preciso garantir o retorno ao aprendizado dos milhares de estudantes e a preservação da UERN, um patrimônio do povo potiguar.

Governo do Estado do Rio Grande do Norte