Holiday

Thaisa Galvão

3 de outubro de 2015 às 20:20

Enterrada hoje em Areia Branca estudante que ontem foi selecionada para fazer treinamento no Canal Futura [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O reitor da UERN, Pedro Fernandes, recebeu carta com mensagem de pesar do Canal Futura, pela morte da estudante de Comunicação, Kátia Luz.

  

 
Ontem pela manhã, o nome de Kátia integrou uma lista de estudantes selecionados para fazer um treinamento de duas semanas no canal de TV, no Rio de Janeiro.

Tudo custeado pela emissora.

O reitor festejou a escolha postando a seleção no seu instagram.

  
Mais tarde, depois de participar de uma seleção para uma bolsa de extensão, quando ia para Areia Branca, onde morava, o carro em que viajava capotou e Kátia Luz morreu.

Hoje o reitor Pedro Fernandes foi ao velório e encontrou a cidade de Areia Branca de luto.

Kátia tinha Luz, e voz.

Cantava como ninguém.

VÍDEO Clique Aqui e veja a apresentação dela no São João, durante lançamento do stand UERN/TV

  

3 de outubro de 2015 às 18:50

Cabo Telecom deixa clientes sem TV e sem internet no Tirol e Petrópolis [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Clientes da Cabo Telecom nos bairros de Tirol e Petrópolis, em Natal, estão sem TV e sem internet desde a manhã deste sábado.

Reclamação grande também nos restaurantes, sem internet, e consequentemente sem condições de receber o pagamento via cartão.

A Cabo desde cedo diz que está providenciando a volta do sinal.

3 de outubro de 2015 às 18:26

Presença de Robinson ao lado de Jaime, como manda a liturgia do cargo, desagrada o PT de São Gonçalo [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O governador Robinson Faria participa agora da festa dos Mártires, em São Gonçalo do Amarante.

No bastidor político, o prefeito Jaime Calado recebeu o governador acompanhado dos dois possíveis pré-candidatos com apoio da atual gestão: do lado esquerdo, com a senadora Fátima Bezerra, o superintendente regional da Caixa Econômica, Roberto Sérgio Linhares, e do direito, o secretário de Habitação, Paulinho da Habitação.

Fotos Ledson França  

 

Nos bastidores da festa católica, o buxixo da política:

O PT local, comandado pelo vereador Eraldo Paiva, presidente estadual do partido, marcou um lugar para ficar o governador Robinson Faria.

Só que o cerimonial do evento reservou os lugares para o governador ao lado do prefeito Jaime Calado, anfitrião da festa.

E foi ao lado do prefeito, como manda o figurino, que o governador sentou.

O grupo da senadora Fátima Bezerra e Eraldo não fez cara de satisfeito.

Para o PT local, o governador não teve o apoio de Jaime na eleição passada.

Mas…a liturgia do cargo diz que a campanha passou….

É o clima de 2016 já rondando São Gonçalo, que poderá unir no mesmo palanque o governador e o prefeito.

O nome para garantir essa união é o do superintendente da CEF, que mesmo estando filiado ao PR, já foi do PT, é amigo de Fátima e teria o apoio do partido em São Gonçalo.

Ou não?

  
E terminados os buxixos da política…a missa começou.

  

3 de outubro de 2015 às 17:49

Multidão acompanhou o show de Joanna na Comunidade de Uruaçu [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O show da cantora Joanna atraiu uma multidão na Comunidade de Uruaçu, em São Gonçalo do Amarante.

Para celebrar a missa, o arcebispo metropolitano de Natal, Dom Jaime Vieira chegou cedo, em tempo de acompanhar o show de Joanna.

Também na plateia o prefeito Jaime Calado, a deputada federal Zenaide Maia, o presidente da Câmara de Natal, Franklin Capistrano, a senadora Fátima Bezerra…

Fotos Ledson França

   
 

3 de outubro de 2015 às 15:35

Procurador Fernando Rocha leva campanha de combate à corrupção à festa dos Mártires [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Procurador federal, Fernando Rocha está neste momento na festa dos Mártires, em São Gonçalo do Amarante, levando à população a campanha de combate à corrupção do Ministério Público Federal.

Fotos Ledson França

  
Rocha está colhendo assinaturas da população e garantindo apoio à campanha.

  

3 de outubro de 2015 às 15:22

Cantora Joanna é recebida por Jaime Calado e Zenaide Maia em São Gonçalo [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A cantora Joanna já chegou à Comunidade de Uruaçu, em São Gonçalo do Amarante, onde se apresentará daqui a pouco na festa dos Mártires.

No camarim da festa, a cantora foi recebida pelo prefeito Jaime Calado e pela deputada federal Zenaide Maia.

Foto Ledson França

  

3 de outubro de 2015 às 15:15

Mossoró: Prefeito Francisco José prepara reforma para cortar até 3 milhões por mês [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O prefeito de Mossoró, Francisco José Júnior, está preparando um pacote de medidas para anunciar na próxima sexta-feira.

“Muitos cortes, muito parecido com a reforma da presidente, mas ainda mais austero”, disse o prefeito ao Blog, prevendo quando pretende economizar com os cortes que incluirão secretarias.

“Inicialmente 2 milhões por mês, mas pretendo chegar a 3 milhões”, declarou o prefeito de Mossoró, que espera ter um retrato da reforma já na quarta-feira.

3 de outubro de 2015 às 14:41

Cantora Fátima Santos é a atração de agora na festa dos Mártires em São Gonçalo do Amarante [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Já é grande o movimento na festa dos Mártires, em São Gonçalo do Amarante.

Neste momento quem se apresenta é a cantora potiguar Fátima Santos.

O show dela será seguido pelo de Joanna.

A festa será encerrada com a celebração de uma missa pelo arcebispo metropolitano de Natal, Dom Jaime Vieira da Rocha.

Fotos Ledson França

  

3 de outubro de 2015 às 12:20

Henrique setentão [0] Comentários | Deixe seu comentário.

De Ilimar Franco n’ao Globo de hoje:

  

3 de outubro de 2015 às 10:36

Wilma de Faria com saudade do Executivo [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A vice-prefeita de Natal, Wilma de Faria, visitou em Brasília as instalações do Projeto Fábrica Social, que visa abrir oportunidades de empregos na capital federal. 
Wilma foi recebida pelo secretário executivo do Trabalho do Governo do Distrito Federal, Célio Silva, que lhe mostrou todo o complexo e os detalhes de funcionamento do projeto.
“Esse projeto é maravilhoso. Sem dúvida, uma experiência exitosa para pessoas de baixa renda. Ao visitar e saber detalhes recordei-me do projeto Primeira Chance, criado no meu governo, que ajudou milhares de adolescentes do Estado, com oportunidade de emprego, formando e qualificando profissionais”, disse Wilma.
Huummm…
Saudosa do executivo assim, Wilma estaria se preparando para disputar a Prefeitura de Natal no próximo ano?

  

3 de outubro de 2015 às 10:34

Vice de novo: Wilma pode ser a candidata de Henrique na chapa de Carlos Eduardo [1] Comentários | Deixe seu comentário.

O prefeito Carlos Eduardo tem certeza de uma coisa: será candidato à reeleição no próximo ano.
O que Carlos Eduardo não tem certeza ainda é sobre quem será o seu vice.
O nome da atual vice, Wilma de Faria, saiu da linha de possibilidades desde que o PMDB do ministro Henrique Alves se instalou na Prefeitura de Natal.
Na estratégia estaria incluída a vaga de vice para o partido no próximo pleito.
Mas, quem?
Quem do PMDB seria mais forte do que Wilma para compor a chapa com Carlos Eduardo?
Entre os políticos com mandato no PMDB….ninguém.
Um nome novo, talvez agradasse por ser…o novo.
Nos bastidores o nome do atual secretário de Turismo do município, Fred Queiroz, tem sido discutido, porém, entendido que não superaria o poder de fogo de Wilma, mesmo derrotada para o Senado no pleito do ano passado.
Um nome do PMDB na chapa com Carlos Eduardo, tirando Wilma do grupo, pode abrir dois caminhos para a atual vice, governadora por dois mandatos e prefeita de Natal por três mandatos:
Um, a Câmara Municipal, onde eleita vereadora poderia ter um número de votos capaz de arrastar uma bancada e garantir a presidência da Casa.
Outro, disputando a Prefeitura, sabendo que, se não ganhasse, provocaria um estrago grande na campanha do prefeito Carlos Eduardo.
E o prefeito e seu grupo, depois do desastre eleitoral que foi a campanha para governador do ex-deputado Henrique Aves, estariam dispostos a arriscar mais uma vez?
O próprio Henrique também estaria disposto a ser o responsável pela derrota dele próprio, e do prefeito Carlos Eduardo?
No grupo muito próximo do prefeito de Natal já há quem acredite que Carlos será candidato à reeleição e terá como vice…a atual vice Wilma de Faria.
Com um detalhe: Wilma seria indicada por Henrique.
Tudo para não repetir em 2016 o desastre de 2014.

3 de outubro de 2015 às 10:09

Associação vai garantir atendimento jurídico a ex-prefeitos do RN [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Ex-gestores de municípios do RN se uniram e criaram a Associação Norte-Rio-grandense dos Ex-Prefeitos, que foi apresentada ontem no auditório da Escola de Governo.
A associação tem como presidente o ex-prefeito de Bento Fernandes, José Robenilson Ferreira.

“O ex-prefeito agora terá amparo e apoio técnico e jurídico. Muitas vezes, muitos de nós arcamos sozinhos e sem uma assessoria especializada em processos que sofremos após o mandato público. Ficamos desamparados e sem saber como agir. Essa associação foi criada para esta finalidade: apoiar, assessorar e defender essa categoria”, explicou Robenilson. 

O deputado estadual Dison Lisboa (PSD) é o autor do projeto de lei que tornou de utilidade pública a Associação Norte-riograndense de Ex-Prefeitos do RN (Anexp).

“Sou ex-prefeito também e sei da importância de ter um apoio para nos defender e guiar nossas ações no pós mandato”, justificou Dison.

“A Anpex terá o apio da Femurn para que juntos trabalhemos de maneira integrada para ajudar aos prefeitos e ex-prefeitos do Rio Grande do Norte”, complementou o prefeito de Mossoró, Francisco José Júnior, presidente da Federação.

  

3 de outubro de 2015 às 9:58

Locutor Nilson Freire gravava uma média de 40 comerciais por mês [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Sócio da produtora PróFilmes, Rogério Pessoa lamentou a morte do locutor e amigo Nilson Freire.

Só na produtora, gravava uma média de 40 comerciais por mês.

“Sempre teve muito dinheiro, mas gostava de ser locutor. Fazia porque gostava. Gravava muitas coisas de graça pra quem pedisse a ele”, disse Rogério ao Blog, lembrando que ele era o único locutor que não havia aderido ao conforto e modernidade de enviar o áudio já gravado por e-mail.

Nilson gostava do contato com as pessoas, e fazia questão de ir à produtora  para gravar no estúdio, onde gravava uma média de dois por dia.

  

3 de outubro de 2015 às 9:44

Morre Nilson Freire e se cala a voz do Nordestão [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Calou-se a voz do Nordestão.

Aposentado do Banco do Brasil, apaixonado por carros antigos e por veículos da marca Mercedes, alegre por natureza, Nílson Freire morreu no início da madrugada.

Ele estava internado na UTI do Hospital do Coração, em Natal, desde o dia 16 de agosto quando sofreu um infarto.

De segunda-feira para cá o quadro vinha se agravando, com órgãos como rins e pulmões sendo afetados.

Um dia antes de ser internado, Nilson gravou os últimos áudios para os plantões da rede de supermercados Nordestão, onde são apresentadas as ofertas da temporada em comerciais no rádio e TV.

A voz de Nilson Freire durante anos foi a voz do Nordestão.

Viúvo, ele deixa 3 filhos: a médica Katiene, a economista Kalina e o advogado Kaleb Freire.

O corpo de Nilson já chegou ao Morada da Paz, em Emaús, onde começará a ser velado às 10 horas.

O enterro será às 16 horas.

Nílson Freire parte aos 75 anos.

  

3 de outubro de 2015 às 8:13

Governo apresenta propostas para tentar encerrar greve da UERN  [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Em reunião com representantes da UERN na noite desta sexta-feira, a chefe da Casa Civil do governo, Tatiana Mendes Cunha, apresentou nova proposta do Estado para tentar acabar com a paralisação na universidade que já ultrapassa os 100 dias.
O documento com as propostas será levado à assembleia de docentes e técnicos na próxima semana.
O documento contempla quatro pontos e só será garantido com o retorno imediato dos servidores ao trabalho. 
Eis a proposta do Estado, buscando conciliar os interesses da UERN com a situação de finanças do Estado:
– auxílio-material pedagógico para os professores
-auxílio-transporte para os técnicos administrativos.
Os dois benefícios no valor nominal correspondente ao percentual de 12,035% do vencimento básico de cada servidor vigente nesta data, e serão concedidos até que seja possível realizar o reajuste remuneratório.
O Estado ainda garante a continuidade das negociações quanto à possibilidade de atendimento do pleito do reajuste equivalente, em percentual, aos valores economizados pela Instituição com corte de gastos na área de pessoal. 
E afirma também que irá autorizar a realização de concurso público para reposição de vagas decorrentes de aposentadoria e falecimento, e que dará prosseguimento às obras da Faculdade de Ciências Exatas e Naturais (FANAT), Campus Central, do Campus Avançado de Caicó, e à liberação das contrapartidas dos convênios referentes às obras em andamento. 
O Governo ainda se compromete com a interveniência, junto ao Banco do Brasil, para a liberação dos recursos para a conclusão da obra do Campus de Natal, oriundos do Proinveste.
“As negociações nunca foram encerradas. Estamos fazendo nossa parte e esperamos que essa questão seja superada de uma vez por todas”, assinalou a secretária-chefe do Gabinete Civil, Tatiana Mendes Cunha. O reitor Pedro Fernandes recebeu a proposta em mãos. 
*
Ontem à tarde a Procuradoria Geral do Estado entrou com uma ação judicial pedindo a suspensão imediata da greve. 

  

3 de outubro de 2015 às 7:57

Associação de Procuradores do Estado e OAB emitem nota contra posição do MP de investigar procuradores [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Após decisão do Ministério Público Estadual, de investigar os procuradores gerais da Assembleia Legislativa e do Estado, por entender que ambos estariam articulando para atrasar as investigações da operação Dama de Espada, a Associação de Procuradores do Estado emitiu nota de desagravo.

Eis:

NOTA DE DESAGRAVO

A ASSOCIAÇÃO DOS PROCURADORES DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE – ASPERN, no uso de suas atribuições regimentais, vem a público manifestar desagravo contra a posição do Ministério Público Estadual que instaurou inquéritos civis contra a atuação do Procurador-Geral do Estado e do Procurador-Geral do Estado Adjunto, em face do ajuizamento da Reclamação Constitucional nº 2015.015014-3.
Os Procuradores do Estado possuem assento constitucional como função essencial à Justiça, ao lado da Defensoria Pública e do Ministério Público. Suas competências consistem na representação judicial e consultoria jurídica de todos os órgãos e entes do Estado, sejam do Poder Executivo, do Legislativo, do Judiciário e também do Tribunal de Contas e do próprio Ministério Público.
As prerrogativas do Advogado Público constituem um múnus público, sendo o advogado inviolável por seus atos e manifestações, nos termos do Estatuto da OAB. Dessa forma, a atuação dos Procuradores do Estado, no gozo de suas competências legais e constitucionais, não pode ser tolhida ou aviltada, mormente pelo Ministério Público, instituição responsável pela defesa da ordem jurídica e do regime democrático.
A ASPERN repudia, veementemente, qualquer ingerência do Ministério Público nas atividades institucionais da PGE, cujos representantes agiram dentro dos limites de sua atuação e no socorro das atribuições do Poder Judiciário e do Poder Legislativo, no caso da Reclamação Constitucional ajuizada.
A ASPERN se manifesta contrária à instauração de inquéritos pelo Ministério Público Estadual contra a atuação do Procurador-Geral do Estado, Dr. Francisco Wilkie Rebouças Chagas Júnior, e do Procurador-Geral do Estado, Dr. João Carlos Gomes Coque, pois representam atos atentatórios à plenitude da advocacia pública.
O Procurador do Estado não pode ser processado por defender, em nome do Estado, em juízo ou fora dele, uma tese jurídica fundamentada, menos ainda no caso em tela, no qual foi proferida decisão pelo Exmo. Sr. Desembargador Cornélio Alves, acolhendo os argumentos e a legitimidade da atuação da PGE.

Causa espécie, ainda, a tentativa do Ministério Público de punir os advogados públicos da PGE por um suposto retardamento na instauração de procedimento próprio para apurar os danos decorrentes dos desvios de recursos e ajuizar a respectiva ação de ressarcimento se nem ele mesmo ajuizou qualquer ação nesse sentido. Ademais, nos termos do art. 5º da Lei Federal nº 7.347/85, que disciplina a ação civil pública, o Ministério Público é o primeiro ente legitimado para a ação civil de ressarcimento por dano ao patrimônio público.
Por outro lado, à PGE apenas caberia iniciar os procedimentos internos para a atuação num eventual pedido de ressarcimento após provocada oficialmente pelo órgão lesado.
Outrossim, desde o ajuizamento, o pedido judicial de ressarcimento exige a juntada de provas do enriquecimento ilícito às custas do Erário, sob pena de improcedência da ação e condenação do Estado, no mínimo, em honorários advocatícios à parte contrária.
Diferentemente do que foi posto à sociedade, a atuação da PGE não afeta o andamento das investigações do Ministério Público, tendo se limitado a solicitar o deslocamento da competência jurisdicional para o Tribunal de Justiça, preservando-se os atos processuais até então praticados. O processo será, agora, conduzido pelo Chefe do Ministério Público Estadual e julgado pela mais alta Corte de Justiça do Estado, sem qualquer prejuízo a sua conclusão.

Registre-se, por oportuno, que o compromisso da ASPERN é com os princípios que norteiam a Administração Pública e com o Estado Democrático de Direito.
Por fim, a ASPERN manifesta solidariedade e desagravo em favor dos Procuradores do Estado, Dr. Francisco Wilkie Rebouças Chagas Júnior e Dr. João Carlos Gomes Coque, os quais agiram com a independência esperada para os cargos que ocupam.
Natal, 2 de outubro de 2015.
A Diretoria

*

A OAB também não gostou do posicionamento do MP e emitiu nota:
Nota em defesa da Advocacia Pública
A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional do Rio Grande do Norte, ratifica seu entendimento de que não há espaço na ordem jurídica para limitações ao exercício da advocacia, salvo nas hipóteses expressamente previstas na legislação pertinente.
Em face disso, a OAB/RN repudia a instauração de Inquérito Civil para investigação dos advogados públicos Francisco Wilke Rebouças Chagas Júnior, João Carlos Gomes Coque e Washington Alves de Fontes, unicamente por defenderem a Assembleia Legislativa do Estado nas investigações da Operação Dama de Espadas.

O simples deslocamento da competência – que em nada prejudica as investigações, antes pelo contrário, na medida em que evita futuras alegações de nulidade – determinado pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte em decisão fundamentada do desembargador Cornélio Alves e que poderá ser objeto do recurso cabível, não deve servir de pano de fundo para a instauração de procedimentos que têm, claramente, o objetivo de retaliar a atuação e o livre exercício da advocacia, expressamente garantidos pela Constituição Federal e pelo Estatuto da Advocacia e da OAB. 

Por fim, a Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional do Rio Grande do Norte ressalta o capítulo II da lei 8.906/94, que trata dos Direitos do Advogado, no seu artigo 6º, que dispõe claramente: “Não há hierarquia nem subordinação entre advogados, magistrados e membros do Ministério Público, devendo todos tratar-se com consideração e respeito recíprocos”.

Natal, 02 de outubro de 2015.

Sérgio Eduardo da Costa Freire

Presidente da OAB/RN

3 de outubro de 2015 às 7:44

Revista Época revela viagem de Lula em jato fretado pela Odebrecht para fazer lobby para a empreiteira na África [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da revista Época:

Documentos secretos revelam: Lula fez lobby para Odebrecht em licitação na Guiné

Os papéis do Itamaraty também mostram que o ex-presidente usou o nome de Dilma Rousseff junto a presidentes africanos

THIAGO BRONZATTO
>> Versão reduzida da reportagem de capa de ÉPOCA desta semana:

  

Na manhã de 13 de março de 2013, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva embarcou em São Paulo num jato Falcon 7x, fretado pela construtora Odebrecht, rumo a Malabo, capital da Guiné Equatorial. O país é governado há 36 anos pelo ditador Teodoro Obiang Nguema Mbasogo, com quem Lula mantém excelentes relações. Lula se encontrou com empreiteiros brasileiros, que reclamavam da demora do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, o BNDES, e do Banco do Brasil para a liberação de financiamentos de obras na África. Em seguida, esteve com o vice-presidente da Guiné, Ignacio Milán Tang. Falou como homem de negócios. Disse que estava ali para conseguir contratos para a Odebrecht. Usou sua influência sem meias palavras. O mais poderoso lobista da Odebrecht entrava em ação.
A embaixadora do Brasil em Malabo, Eliana da Costa e Silva Puglia, testemunhou a conversa. 

“Lula citou, então, telefonema que dera ano passado ao Presidente Obiang sobre a importância de se adjudicar obra de construção do aeroporto de Mongomeyen à empresa Odebrecht (este aeroporto servirá às cidades de Mongomo, terra de Obiang, e à nova cidade administrativa de Oyala)”, escreveu a diplomata, em telegrama reservado enviado, logo depois do encontro, ao Itamaraty. “Adjudicar” é um termo jurídico comum em contratações de órgãos públicos. Costuma designar o vencedor de uma licitação. Em português claro, portanto, Lula havia pedido ao presidente da Guiné que desse a obra do aeroporto à Odebrecht. E, como bom homem de negócios, fazia, naquele momento, questão de reforçar o pedido ao vice-presidente.
O relato sigiloso da embaixadora em Malabo, revelado agora por ÉPOCA, é a evidência mais forte de que Lula, após deixar o Planalto, passou a atuar como lobista da Odebrecht, ao contrário do que ele e a empreiteira mantêm até hoje. 

ÉPOCA já havia mostrado, também por meio de telegramas do Itamaraty, que Lula fizera lobby para a Odebrecht em Cuba, junto aos irmãos Castro – chegara a usar o nome da presidente Dilma Rousseff para assegurar que o BNDES, continuaria financiando obras no país, como de fato continuou.
O caso da Guiné, no entanto, é ainda mais contundente. A diplomata brasileira flagrou Lula numa admissão verbal e explícita de que ele agia, sim, em favor da Odebrecht. 

Naquele momento, o governo da Guiné tocava uma licitação para as obras de ampliação do aeroporto. 

A Andrade Gutierrez, outra empreiteira brasileira, também participava da concorrência, mas não contou com a ajuda do ex-presidente. Lula, ao menos nesse contrato, tinha um único cliente. Um cliente VIP, de quem o petista recebia milhões de reais – apenas por palestras, garantem ele e a Odebrecht.
O telegrama da Guiné compõe um conjunto de documentos confidenciais, obtidos por ÉPOCA, sobre as atividades de Lula e da Odebrecht em países que receberam financiamento do BNDES. Esses papéis estão sendo analisados pelo Ministério Público Federal em Brasília. 

Como revelou ÉPOCA em abril, os procuradores investigam Lula oficialmente. Ele é suspeito de tráfico de influência internacional, um crime previsto no Código Penal, por atuar em benefício da maior construtora brasileira, envolvida no petrolão. Os documentos obtidos por ÉPOCA demonstram que Lula percorreu a África atrás de bons negócios para a Odebrecht e outras empreiteiras, das quais também recebia por “palestras”. 

Como no caso de Cuba, usou o nome de Dilma. Os papéis mostram, também, que Lula, ainda na Presidência, marcou reuniões de empresários africanos com o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, o que contradiz a versão do executivo sobre as relações do petista com ele e o banco.
Surgem cada vez mais fatos que contradizem Lula e sua versão de que nunca fez lobby para a Odebrecht e outras empreiteiras. 

Na última semana, o ex-­presidente foi citado num relatório da Polícia Federal na Operação Lava Jato que mostra uma série de trocas de e-mails de executivos da Odebrecht. Numa dessas mensagens, enviada em fevereiro de 2009, o ministro de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, diz a um assessor especial de Marcelo Odebrecht, presidente do grupo, que o “PR fez o lobby” para a construtora numa obra na Namíbia, na África. “PR”, segundo os investigadores, significa Presidente da República, cargo ocupado por Lula na época dos fatos.
As reuniões de Lula na Guiné deram início a um tour de negócios pela África. Ele passaria em outros três países. Dois dias depois do encontro com o vice-presidente da Guiné, Lula chegou a Acra, capital de Gana. Foi recebido com pompa pelo chefe de Estado do país, John Dramani Mahama. Sem muitos rodeios, numa conversa privada, Mahama pediu o apoio de Lula para conseguir junto às autoridades brasileiras a liberação de uma linha de crédito no valor de US$ 1 bilhão destinada ao financiamento de projetos de infraestrutura. Segundo registro feito num telegrama reservado do Itamaraty, o presidente ganês “frisou que o apoio do ex-presidente Lula a essa sua demanda serviria para facilitar e acelerar as necessárias negociações relativas à aprovação do crédito”.
Após ouvir atento o pleito de seu colega, o líder petista encontrou uma solução. Destaca a mensagem diplomática: “O ex-presidente Lula disse acreditar que o BNDES teria condições de acolher a solicitação da parte ganense e, nesse sentido, intercederia junto à presidenta Dilma Rousseff”. A pedido de Lula, o presidente de Gana entregou uma nota formalizando a solicitação de crédito. Quatro meses depois, no dia 19 de julho de 2013, o BNDES abriu seus cofres e liberou para um consórcio formado, sim, pela Odebrecht e pela Andrade Gutierrez a contratação de US$ 202,1 milhões (R$ 452,7 milhões, em valores da época) para a construção de uma rodovia em Gana. A taxa de juros do empréstimo é a segunda menor concedida pelo BNDES de um total de 532 operações voltadas para a exportação. O prazo para o pagamento da dívida também é camarada: 234 meses, ou seja, 19,5 anos, bem acima da média de 12 anos praticada pelo banco.
De Gana, Lula seguiu para Benin, acompanhado de empreiteiros presos na Lava Jato, como Léo Pinheiro, da OAS, e Alexandrino Alencar, da Odebrecht. Num encontro reservado com o presidente de Benin, Boni Yayi, Lula expôs as dificuldades para a liberação do empréstimo pelo BNDES para o país. “(Yayi) solicitou apoio do ex-PR Lula para a flexibilização das exigências do COFIG/BNDES”, diz um telegrama. O Comitê de Financiamentos e Garantias (Cofig) é o órgão que auxilia na análise de diversas demandas de operações de crédito para a exportação feitas no BNDES. Os empresários brasileiros tiveram a oportunidade de prospectar projetos de infraestrutura. “Embora o tom da visita, por parte do Instituto Lula, tenha sido mais de cortesia e amizade, o evento ajudou a dinamizar as discussões em torno da relação entre atores privados dos dois países e, principalmente, atraiu a atenção de empresários brasileiros para o potencial de investimentos no Benin”, diz o telegrama. A aventura de Lula na África era um sucesso.
O OUTRO LADO
Procurado por ÉPOCA para esclarecer os e-mails apreendidos pela PF, o ex-ministro Miguel Jorge disse que Lula agiu de forma apropriada. “Se o lobby é feito sem nenhum interesse de lucro pessoal, todo ex-presidente e ex-ministros deveriam usar sua influência em favor das empresas de seu país. Lula, por exemplo, cobra cerca de US$ 200.000 para dar uma palestra para cerca de 300 pessoas, sem promover um produto específico, enquanto o ex-presidente americano Bill Clinton cobra cerca de US$ 300.000”, disse. Questionado sobre o fato de Lula receber dinheiro da Odebrecht, sua maior cliente, para dar palestras em países onde a construtora possui obras financiadas pelo BNDES, Miguel Jorge respondeu: “Aí, é uma avaliação que não é tão fácil de fazer”.
O Instituto Lula, por sua vez, disse que processará jornalistas de ÉPOCA. “A diplomacia presidencial contribuiu para aumentar as exportações brasileiras de produtos e serviços, que passaram de US$ 50 bilhões para quase US$ 200 bilhões”, disse o Instituto. “Temos a absoluta certeza da legalidade e lisura da conduta do ex-presidente Lula, antes, durante e depois do exercício da Presidência do país, e da sua atuação pautada pelo interesse nacional”, disse o Instituto, em nota. Quanto à investigação do Ministério Público sobre Lula, o Instituto Lula afirmou que “há a afirmação textual do procurador de que não há elementos que comprovem nenhum ilícito e que a abertura do inquérito deu-se para estender o prazo”. Por fim, o Instituto disse que “não há o que comentar sobre supostos documentos mencionados pela revista sem ter conhecimento da íntegra desses documentos sem manipulações, para oferecer a resposta apropriada, se for o caso”.
O BNDES disse que “todos os contatos entre o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, e o então presidente Lula ocorreram dentro do papel institucional de cada um e da mais absoluta lisura”. Afirmou o banco: “Faz parte da rotina do presidente do BNDES receber empresários e representantes de países estrangeiros. A tramitação das operações de financiamento do BNDES obedece a um processo de análise rigoroso e impessoal, envolvendo mais de 50 pessoas, entre equipes técnicas e órgãos colegiados”.
Procurada, a Odebrecht Infraestrutura diz que mantém uma relação institucional com o ex-presidente Lula e que ele foi convidado para fazer palestras em eventos voltados a defender “as potencialidades do Brasil e de suas empresas”. A empresa diz que apresentou proposta para o projeto do Terminal do Aeroporto de Mongomoyen, na Guiné Equatorial, mas não foi vencedora na licitação. A construtora também disse que os trechos de mensagens eletrônicas apontadas em relatório da Polícia Federal apenas registram uma atuação institucional legítima e natural nos debates de projetos estratégicos para o país. A companhia lamentou a divulgação e “interpretações equivocadas dos e-mails”.
As investigações do Ministério Público Federal no Distrito Federal sobre a suspeita de tráfico de influência internacional praticado pelo ex-presidente e a Operação Lava Jato poderão confluir em algum momento. Os investigadores de Brasília já pediram à força-tarefa de Curitiba o compartilhamento de provas. Procuradores da capital federal apuram se os cerca de R$ 10 milhões pagos pelas empreiteiras envolvidas no Petrolão para a LILS, empresa de palestras de Lula, tiveram origem lícita e uma contraprestação de serviços. Caberá, portanto, ao Ministério Público indicar se há elementos que justifiquem a denúncia do ex-presidente.

     
  
  
  
  
  

3 de outubro de 2015 às 7:07

Ângela Rô Rô é obrigada a parar show em Fortaleza depois de chamar pessoas de ‘viadinhos’, ‘bichinhas’ e ‘caboclinho’ [1] Comentários | Deixe seu comentário.

A cantora Angela Ro Ro foi obrigada a interromper o show que fazia na quinta-feira, em Fortaleza, durante abertura do 9ª For Rainbow, festival de cinema voltado para a diversidade sexual.

No que seria um bate-papo com o público a cantora falou em “viadinhos”, “bichinhas” e “caboclinho”.

Uma advogada subiu ao palco e o relato da noite foi feito pela própria no seu perfil no facebook.

   
 

3 de outubro de 2015 às 6:54

Dez ministros tomarão posse segunda-feira [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Os 10 novos ministros de mais uma fase do governo Dilma tomarão posse segunda-feira.

A solenidade marcada para às 10 horas acontecerá no Palácio do Planalto.

Casa Civil – Jaques Wagner PT

Educação – Aloizio Mercadante PT

Defesa – Aldo Rebelo PCdoB

Trabalho e Previdência Social – Miguel Rosseto PT

Saúde – Marcelo Castro PMDB

Comunicações – André Figueiredo PDT

Ciência e Tecnologia – Celso Pansera PMDB

Secretaria de Governo – Ricardo Berzoini PT

Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos – Nilma Lino sem partido

Portos – Helder Barbalho PMDB