Holiday

Thaisa Galvão

10 de outubro de 2015 às 23:49

Mosquito: Líder do tráfico envolvido na operação que deu origem à prisão de 12 PMs é encontrado morto na cela [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Preso durante a operação Citronela, há menos de um mês, Joel Rodrigues, que com o irmão Eduardo, comandava o tráfico a partir da Favela do Mosquito, em Natal, foi encontrado morto agora à noite, na cela em que estava no Presídio Provisório Raimundo Nonato Fernandes.
Joel, segundo investigação do Ministério Público, mantinha, com o dinheiro do crime, carrões, apartamentos, terreno em condomínio na praia, além de dois salões de beleza e um café em área nobre de Natal.
Detalhe: tudo em nome de terceiros.
Foi a partir da investigação ao esquema montado por Joel, que o Ministério Público deu start a outra operação: a Novos Rumos, que botou na cadeia 12 policiais.
As operações viraram ‘caso de cinema’ no Fantástico da semana passada.
Joel foi encontrado morto enforcado em um lençol e pendurado na grade da cela.
Suicídio?
Assassinato?
Queima de arquivo?
São as vertentes que a polícia irá enveredar para desvendar o seguinte mistério: “Cadê o preso que estava aqui?”.
A morte de Joel foi parecida com a de outros presos, assassinados nos últimos dias em presídios da capital, na guerra travada entre o ‘Sindicato do RN’ e o PCC.

10 de outubro de 2015 às 22:41

OAB-RN: Paulo Coutinho convence Marisa a trocar oposição por situação e fecha chapa contra Magna Letícia [2] Comentários | Deixe seu comentário.

Definidas duas chapas que disputarão o comando da OAB do Rio Grande do Norte na eleição de novembro.

Pela situação, o candidato a presidente será o advogado Paulo Coutinho.

Paulo convenceu a advogada Marisa Almeida, que iria se candidatar contra ele, a desistir do seu projeto oposicionista, a se aliar à situação.

Marisa, até então, era um nome da oposição e travava uma disputa interna – na oposição – com a advogada Magna Letícia.

Discutiam quem seria a cabeça de chapa e afirmavam que tinham que seguir unidas para fortalecer a oposição.

Magna decidiu seguir seu grupo e não abrir mão da cabeça da chapa.

Ofereceu a Marisa uma vaga de conselheira federal.

Marisa optou por ser vice de Coutinho.

Virou situação, e advogados que não entenderam nada, começam a definir a chapa Coutinho/Marisa como…acordão.

E a disputa na OAB-RN vai seguir assim: Paulo Coutinho X Magna Letícia.

10 de outubro de 2015 às 19:41

Nota de Eduardo Cunha reforça cara de paisagem do presidente da Câmara em relação a contas na Suíça [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Explicando…o inexplicável?

Eis a nota emitida pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha:
Nota à imprensa:
Tendo em vista as notícias divulgadas a partir de vazamentos atribuídos ao Ministério Público acerca de supostas movimentações financeiras atribuídas ao Presidente da Câmara dos Deputados, seguem os seguintes esclarecimentos:
1) O Presidente da Câmara nunca recebeu qualquer vantagem de qualquer natureza, de quem quer que seja, referente à Petrobras ou a qualquer outra empresa, órgão público ou algo do gênero. Ele refuta com veemência a declaração de que compartilhou qualquer vantagem, com quem quer que seja, e tampouco se utilizou de benefícios para cobrir gasto de qualquer natureza, incluindo pessoal.
2) Os seus advogados ingressarão, na terça-feira, com petição ao Supremo Tribunal Federal pedindo o imediato acesso aos documentos que existam no Ministério Público Federal, para que eles possam dar a resposta precisa aos fatos que porventura existam.
3) Até o presente momento, o Procurador Geral da República divulgou dados que, em tese, deveriam estar protegidos por sigilo, sem dar ao Presidente da Câmara o direito de ampla defesa e ao contraditório que a nossa Constituição assegura, e o faz, estranhamente, de forma ostensiva e fatiada entre os principais órgãos de imprensa, ao fim de uma sexta-feira véspera de feriado prolongado, tendo como motivação gerar o constrangimento político da divulgação de dados que, por serem desconhecidos, não podem ser contestados.
4) Certamente, os advogados do Presidente da Câmara, após conseguirem ter acesso a alguma coisa, saberão dar as respostas e acionarão o STF para responsabilizar os autores desse vazamento político de dados que, em tese, estão sob a guarda do próprio PGR.
5) O Presidente da Câmara reitera que mantém o que disse, de forma, espontânea à CPI da Petrobrás.
6) Em relação a qualquer pedido de afastamento ou de renúncia por parte do Presidente da Câmara, ele informa que foi eleito pela maioria absoluta dos deputados, em primeiro turno, para cumprir um mandato de 2 anos e irá cumprí-lo, respeitando a posição de qualquer um que pense diferente, mas afirmando categoricamente que não tem intenção de se afastar nem de renunciar.
7) A Constituição assegura o amplo direito de defesa e a presunção da inocência, e o Presidente pede que seja respeitado, como qualquer cidadão, esse direito. Não se pode cobrar explicação sobre supostos fatos aos quais não lhe é dado o acesso para uma digna contestação.
8) Por várias vezes desde o início desse processo, o Presidente da Câmara tem alertado para o viés politico do PGR, que o escolheu para investigar depois o escolheu para denunciar e, agora, o escolhe como alvo de vazamentos absurdos, que impõem o constrangimento de ser ver incluído em tudo que se refere à apuração de responsabilidades nesse processo de corrupção na Petrobras, que tanto envergonha o Brasil e está muito distante dele.
9) A pergunta que não quer calar e onde estão as demais denúncias? Onde estão os dados dos demais investigados? Como estão os demais inquéritos? Por que o PGR tem essa obstinação pelo presidente da Câmara? Alguma vez na história do Ministério Público um PGR respondeu a um ofício de partido politico da forma como foi respondido com relação ao Presidente da Câmara? A quem interessa essa atuação parcial do PGR? São algumas das perguntas que gostaríamos de ver respondidas para que a atuação do PGR não exponha ainda mais a respeitada instituição Ministério Público. Saímos de um passado de que se acusava um PGR de atuar como engavetador geral da República para um que se torna o acusador do governo geral da República.
Assessoria de Imprensa da Presidência da Câmara dos Deputados

10 de outubro de 2015 às 14:41

TV Assembleia transmitirá amanhã mais um aulão preparatório para o Enem [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Continua neste domingo o ciclo de aulões preparatórios para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) com transmissão da TV Assembleia.

O terceiro aulão será transmitido das 10 às 12 horas, com as disciplinas da área de ‘Ciências da Natureza’. 
De acordo com o professor João Maria de Lima, coordenador dos aulões, a aula contemplará as matérias de Física, Química e Biologia. 
O ciclo de aulas preparatórias seguirá até a véspera das provas. 
A quarta aula, prevista para o dia 18, vai abordar as disciplinas da área de ‘Matemática e suas tecnologias’.
Já no dia 24 a TV Assembleia levará ao ar, às 19h, revisões e especulações para a prova do dia seguinte.
O ENEM será realizado em todo o Brasil nos dias 24 e 25 de outubro.
Durante as transmissões os telespectadores podem interagir com os professores em tempo real através das redes sociais. 

10 de outubro de 2015 às 14:26

Gargalheiras hoje [0] Comentários | Deixe seu comentário.

As imagens de hoje do açude Gargalheiras, em Acari, na retransmissão do Periscope do fotógrafo Canindé Soares.

10 de outubro de 2015 às 13:19

Acidente na BR-101 causa congestionamento no sentido Parnamirim [0] Comentários | Deixe seu comentário.

De Kennedy Diniz:

  
Congestionamento grande no sentido Parnamirim.

O motorista perdeu o controle e derrubou um poste e uma árvore.

  
Fotos Kennedy Diniz

10 de outubro de 2015 às 12:38

Novas provas não alteram decisão e Eduardo Cunha repete neste sábado que não renuncia [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A jornalista Andreia Sadi, da Globonews, disse há pouco, ao vivo, que falou hoje com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha…

E que ele mantém a decisão de não renunciar, nem ao mandato de presidente nem ao mandato de deputado.

As provas publicadas hoje, mostrando os gastos da mulher de Cunha, utilizando dinheiro das contas secretas, não mudaram, em nada, a posição de Eduardo Cunha.

10 de outubro de 2015 às 11:22

O choro de Henrique Alves e o riso de Michel Temer [0] Comentários | Deixe seu comentário.

D’O Globo de hoje:

  

10 de outubro de 2015 às 11:11

Nicolelis poderia divulgar resultados de seus projetos no RN [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Diante das denúncias de irregularidades em seus mega-projetos no Rio Grande do Norte, bem que o neurocientista Miguel Nicolelis, desde o governo Lula, o pesquisador mais prestigiado no Brasil, com a garantia de muitos milhões para seus mega-projetos, poderia ir a público para apresentarbos resultados já alcançados no Estado.

Mostrar a escola de gênios instalada com recursos também do Instituto Lili Safra…

Mostrar a instalação de um centro de saúde em Macaíba, com muitos médicos atendendo diariamente como só a medicina de primeiro mundo faz.

Na escola de gênios, quais estudantes já estão no caminho da genialidade, já que a escola foi instalada há pelo menos 10 anos, como mostrava a imprensa da época?

Qual o resultado obtido pelo Instituto Lily Safra? Alguém poderia falar…

Quais são os médicos satisfeitos em trabalhar num ambiente de primeiro mundo, ao contrário dos combalidos hospitais públicos do Estado?

Depoimentos dos profissionais, dos estudantes, do instituto…poderiam ajudar a melhorar a imagem do neurocientista que se instalou em Natal prometendo muito, e dinheiro público, pelo que mostra o Tribunal de Contas da União, nunca lhe faltou.

Nicolelis ficou mais conhecido em Natal pela briga que travou com governadores – Wilma de Faria, Iberê Ferreira, Rosalba Ciarlini – e com prefeitos – Carlos Eduardo Alves e Micarla de Sousa – por causa de um asfalto não executado na rua do seu instituto e de sua casa.

Asfaltamento impedido, pelo Ministério Público, de ser executado sem que a área onde ele se instalou seja saneada.

10 de outubro de 2015 às 10:32

Relatório do TCU aponta ‘irregularidades graves’ na liberação de milhões para projetos mal explicados de Miguel Nicolelis no RN [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Os mega-projetos do mega-neurocientista Miguel Nicolelis, estão em xeque mais uma vez no Tribunal de Contas da União.

Foram milhões recebidos do Ministério da Educação para nenhuma resposta.

Resposta que o atual ministro da Educação, Aloízio Mercadante, deve dar, já que os milhões doram liberados por ele próprio, quando da sua primeira atuação no MEC.
Da Folha de S.Paulo de hoje:

  
  
Um relatório preliminar do TCU (Tribunal de Contas da União) aponta irregularidades no Campus do Cérebro, projeto idealizado pelo neurocientista Miguel Nicolelis, um dos mais famosos cientistas do Brasil. 
Orçado em quase R$ 250 milhões, o projeto inclui um centro de pesquisa em neurociência, uma escola, um centro de saúde e atividades de divulgação astronômica em Macaíba (RN). O governo federal já investiu R$ 57 milhões no Campus do Cérebro.
Para o TCU, um dos problemas é que não há uma definição clara do projeto.
A definição do que é exatamente o Campus do Cérebro não estaria explícita no contrato. Segundo o TCU, é possível encontrar vídeos na internet em que Nicolelis fala de detalhes que não estão indicados no projeto, como um pórtico de entrada “em forma de um 14-bis [o icônico avião de Santos Dumont] de tijolo e concreto”.
O relatório ao qual a Folha teve acesso foi elaborado pela área técnica do TCU e aguarda apreciação da ministra Ana Arraes. Ele foi obtido via Lei de Acesso à Informação.
Outras questões levantadas pelo relatório do TCU são:
– Ausência de justificativa clara, por parte do Ministério da Educação, para escolher a organização de Nicolelis para gerir o projeto;
– O risco de eventuais patentes geradas (e de verbas excedentes) irem para o exterior;
– A falta de controle sobre os recursos geridos.
O documento do TCU fala em “irregularidades graves”, diz ser admissível a anulação do contrato de gestão (que permite o repasse dos recursos) e aponta risco de perda patrimonial e de o projeto se tornar um “elefante branco”.
ATRASO
Em visitas ao espaço, os auditores verificaram que as obras estão paradas e que parte delas já está tomada pelo mato ou foi depredada.
Previsto inicialmente para ser inaugurado em 2014, o Campus do Cérebro teve sua inauguração adiada para o segundo semestre deste ano.
À Folha, o Ministério da Educação e o Instituto Santos Dumont deram datas distintas para a inauguração.
Em nota, o MEC afirmou que a inauguração do projeto foi adiada para o segundo semestre de 2016. Já o instituto presido por Nicolelis, via assessoria de imprensa, afirmou que a inauguração se mantém no segundo semestre ainda deste ano.
Os auditores apontam ainda confusão jurídica entre a Aasdap (Associação Alberto Santos Dumont para Apoio à Pesquisa) e o ISD (Instituto de Ensino e Pesquisa Santos Dumont), ambos presididos por Nicolelis.

  
As duas entidades teriam contratos com o governo federal, mas não ficaria claro qual o papel de cada uma nem como se distribuem os recursos, o que faz com que seja difícil rastrear o caminho do dinheiro público repassado.
“Há um entrelaçamento organizacional, institucional e patrimonial entre elas. (…) As entidades parecem mesclar a administração e condução dos projetos, podendo haver o mesmo pessoal atuando em ambas as instituições”, diz o relatório.
O relatório é obra dos auditores –ou seja, do corpo técnico do TCU, não dos ministros, que são livres para acatá-lo ou não. Em outros termos, trata-se de um parecer não vinculante.
No TCU, os ministros, a partir dos relatórios técnicos, analisam as contas de administradores e demais responsáveis por dinheiro público. Se eles considerarem que eventuais irregularidades realmente existem, podem aplicar as sanções previstas em lei, como multas.
Em dezembro do ano passado, a SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência) questionou publicamente o Ministério da Educação sobre a decisão de investir tantos recursos no projeto do Campus do Cérebro.
OUTRO LADO
Procurado pela Folha, o ISD (Instituto Santos Dumont), presidido por Miguel Nicolelis, apontou por meio de sua assessoria de imprensa que o escopo do projeto em Natal está bem definido.
“O Campus do Cérebro compreende o estabelecimento de um polo científico, tecnológico e educacional, por meio da implementação de um centro de pesquisas em neurociências e neuroengenharia e de uma escola de educação básica em horário integral, ambos localizados em uma área de 99,5 hectares, no município de Macaíba (RN).”
Segundo o Ministério da Educação, o ISD recebeu R$ 29,6 milhões em 2014.
Esse valor foi destinado à operação de três escolas de educação científica –uma delas no terreno em que funcionaria o Campus do Cérebro–, para o Centro de Educação e Pesquisa em Saúde Anita Garibaldi –este localizado dentro do terreno– e para o Instituto Internacional de Neurociências Edmond e Lili Safra.
O MEC diz que, em 2015, o ISD ainda não recebeu nenhum recurso da pasta, mas que o instituto encaminhou, em 2 de setembro, a proposta de um termo aditivo de R$ 20 milhões. “A nova proposta encontra-se em análise”.  
O relatório do TCU também demonstra preocupação com a questão das patentes de produtos e tecnologias geradas no complexo. Embora tenha a maior parte de seu financiamento público, o contrato prevê que as patentes pertencerão apenas ao ISD.
Em nota, o ISD diz que a questão das patentes será “regida pela legislação em vigor e de acordo com as melhores práticas adotadas pelas instituições de ensino e pesquisa do país”.
Segundo a entidade, todos os recursos assim provenientes seriam revertido em prol do instituto, que é uma organização sem fins lucrativos.
O relatório do TCU diz que há uma “insegurança jurídica ante a responsabilidade e limites de atuação da UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte)” e que poderia estender a interveniência da universidade ad eternum para além de suas atribuições.
Por meio de sua assessoria, a UFRN afirmou que só tem responsabilidade pelos prédios em construção.
O Tribunal de Contas da União, por meio de sua assessoria, afirmou que não poderia se manifestar, uma vez que o relatório ainda não é a versão final, aprovada pela relatora Ana Arraes.
LINHA DO TEMPO
1995

Nicolelis começa o movimento para repatriar neurocientistas brasileiros no exterior e criar um polo de neurociência no Rio Grande do Norte
2003

Parceria da UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte) e Miguel Nicolelis para criar o Instituto Internacional de Neurociências de Natal
2004

Inserção da Finep e concessão, pela UFRN, do terreno em Macaíba (RN)
2006

Assinatura do contrato de gestão do projeto
2009

Licitação para a construção
Fevereiro de 2011

Nicolelis anuncia publicamente seus planos de expandir o IINN e criar o megaprojeto do Campus do Cérebro, com centro de pesquisa, escola e unidade de saúde
Fim de 2011

Professores da UFRN envolvidos no IINN abandonam o projeto para fundar seu próprio instituto de pesquisa. A justificativa é de que Nicolelis não permitia acesso a equipamentos de pesquisa
Julho de 2014

Novo contrato de gestão é firmado. MEC omite, no diário oficial, o valor do projeto do Campus do Cérebro: R$ 247 milhões
Dezembro 2014

SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência) questiona o MEC por investir tanto dinheiro no Campus do Cérebro
Maio de 2015

Relatório do TCU aponta irregularidades no projeto no RN

10 de outubro de 2015 às 10:11

Lewandowski dribla manifestantes, troca de restaurante na hora do almoço e deixa convidados à sua espera [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Depois dos protestos enfrentados em Maceió e João Pessoa, e do buzinaço na Praça 7 de Setembro, em Natal, ouvido dentro do Tribunal de Justiça, o presidente do STF, ministro Ricardo Lewandowski desistiu de ir almoçar no Camarões.

Como o almoço já havia sido divulgado, a segurança reforçada de Lewandowski foi ao restaurante e identificou algumas pessoas de camisa preta – a mesma usada por manifestantes na frente do TJ – e não recomendou a presença do ministro para evitar incômodos…

Resultado:

Enquanto juízes, desembargadores, promotores, secretários e outros convidados para o almoço, aguardavam por Lewandowski no Camarões, ele almoçava no Abade, a poucos metros dali.

Numa mesa com o governador Robinson Faria, o presidente do Tribunal de Justiça, Cláudio Santos, o presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira…

No Camarões, a mesa principal ficou assim…vazia.

  
Foto Jurinews

10 de outubro de 2015 às 9:47

Ex-governador Fernando Freire volta ao comando da PM [1] Comentários | Deixe seu comentário.

O ex-governador Fernando Freire foi transferido ontem à noite do comando do Bope, na zona Norte de Natal.

Mas ainda não seguiu para Apodi, onde uma cela já está pronta à sua espera.

Freire retornou para o Comando da PM.

A transferência do ex-governador, que cumpre pena por 4 condenações por corrupção, para o município de Apodi, não tem data para acontecer.

10 de outubro de 2015 às 8:41

tgTV: Governo federal antecipou liberação de 20 mi para obras de saneamento em Natal executadas pelo governo estadual [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O governo federal liberou antecipadamente para as obras de saneamento de Natal, executadas pelo Governo do Estado, 5% do valor previsto. O equivalente a 20 milhões de reais, que estão garantindo as obras, tanto de saneamento quanto de esgotamento sanitário que estão sendo realizadas na capital.

A informação foi do presidente da Caern, Marcelo Toscano, que nos deu entrevista ontem no Jornal da Noite/95.

10 de outubro de 2015 às 8:27

Foro privilegiado: Cláudia Cruz na carona de Eduardo Cunha [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Pergunta que circula.

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha, envolvido até a medula nos escândalos da lava jato, tem foro privilegiado por ser parlamentar.

Mas sua mulher, a ex-apresentadora do Fantástico e do Jornal Hoje da Rede Globo, Cláudia Cruz, que segundo o Ministério Público da Suíça, tem conta secreta em banco suíço, também tem?

Não.

Cláudia seria tratada como uma pessoa qualquer…

Seria, se no processo que lhe envolve, não constasse o marido, que é deputado federal.

Como o processo é um só, ela acaba pegando carona no foro privilegiado do marido.

Por enquanto…

10 de outubro de 2015 às 8:06

Delação de Fernando Baiano deve jogar caco de PMDB por todos os lados [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Vem aí mais pedaço de PMDB por todos os lados.

É que, oficialmente, o operador do partido, Fernando Baiano, vai falar.

O Supremo Tribunal Federal homologou o acordo de delação premiada feito pelo lobista Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano.

Em novembro, quando fizer um ano que Baiano está preso em Curitiba, ele vai para casa, no Rio de Janeiro.

Cumprirá regime fechado, com tornozeleira, mas, em casa.

Pelos milhões que já passaram pelas suas mãos, certamente mora muitíssimo bem e não se sentirá preso.

Mesmo em regime fechado.

Aberta mesmo, só a boca de Baiano, que vai fazer estragos .

E que estragos.

Com a delação de Baiano, a corda que a presidente Dilma esticou para o PMDB, poderá ter que puxar.