Thaisa Galvão

23 de fevereiro de 2016 às 16:41

Promotor da operação Candeeiro reforça que nome do deputado Ricardo Motta não foi citado nas investigações [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do promotor de Justiça Paulo Batista Lopes Neto, hoje em entrevista ao Bom Dia RN, da Cabugi, sobre o depoimento de Gutson Johnson, principal envolvido na operação Candeeiro, que desviou dinheiro do Idema:
“Em todo o processo, em toda a investigação, o nome do deputado Ricardo Motta não aparece em nenhum depoimento formal como beneficiário de dinheiro público através da quebra de sigilo bancário ou telemático. Isso tudo que está no processo até o momento, não dá suporte à tese dele, obviamente que ele diz que tem coisa a entregar, obviamente que quando o Ministério Público receber isso, se ele ainda tiver interesse em fazer a delação, vai ter que fazer um balizamento dessas provas pra saber se há, de fato, possibilidade de êxito numa ação penal, ou uma investigação contra o deputado que ele diz ter participado do esquema, mas, o que tem que ficar claro é que, para os promotores do Patrimônio Público que atuam no primeiro grau, aqui, no caso, na 6ª Vara Criminal, o mentor do esquema era o senhor Gutson, que dependia, obviamente, de pessoas que tinham conhecimento técnico do Siafi e do Siad”.
O juiz Guilherme Newton Pinto afirmou que, depois de ouvir os envolvidos, anunciará a sentença do caso já nos próximos dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*