Holiday

Thaisa Galvão

14 de novembro de 2016 às 17:49

Ação contra casal em Uber, afastando turistas do RN, foi comandada pelo DER e não pelo município de São Gonçalo [1] Comentários | Deixe seu comentário.

O Departamento de Trânsito de São Gonçalo do Amarante informou hoje que a abordagem que constrangeu turistas que desembarcaram no aeroporto Aluízio Alves no sábado, porque os mesmos optaram por Uber em vez de táxi, não foi feita por parte do Demutran.
“Afirmo que não realizamos nenhuma apreensão de veículo sobre a infração de transporte remunerado de passageiro, e não estamos fiscalizando a atividade no Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante. Nós, Departamento Municipal de Trânsito e Prefeitura de São Gonçalo do Amarante, não somos contra o UBER, tanto que enviamos para a Câmara Municipal um Projeto de Lei que vai regulamentar esse tipo de prestação de serviço.   
Venho perante este conceituado Blog esclarecer e tentar minimizar o mal-estar causado pela reportagem, comprometendo a imagem do Demutran e da Prefeitura Municipal, com comentários negativos gerados em redes sociais e em aplicativos de mensagem instantânea, expor a verdade e declarar que “Nunca realizamos tal abordagem e nunca participamos, até a presente data, de ações com o DER e o CPRE neste tipo de fiscalização. Assim sendo, após esclarecer os fatos perante o Blog, esperamos poder contar com o mesmo espaço para publicação e que a opinião pública tenha oportunidade de acompanhar a versão oficial do órgão”

 

 Atenciosamente,

Paulo Roberto de Castro Macedo – Diretor Geral de Trânsito de São Gonçalo do Amarante

*

A operação ocorreu como o Blog informou, só que ao contrário do agente de trânsito ser do município, no caso o Demutran, como informou o dono do carro que ofereceu a carona aos turistas que foram retirados do Uber, o mesmo, que agiu com grosseria e arbitrariedade, era do DER.
O que é mais difícil de entender.

O Estado que tarabalha para atrair turistas, permite que o DER, órgão que tem entre seus auxiliados na gestão, comete o que cometeu no sábado.

E fica no ar a questão: o governo gasta dinheiro e até abre mão de imposto para atrair turista…e autoriza a realização de operações ‘espanta turistas’.
De acordo com a assessoria da Prefeitura de São Gonçalo, o município quer a regulamentação do Uber.

Cabe ao DER agora assumir o abuso cometido no sábado com um casal de turistas, largado na rua ao Deus dará, e ao dono de um carro que ofereceu carona e foi ameaçado de ter o carro apreendido, perdendo assim o direito de levar em seu veículo quem bem ele quiser…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*