Thaisa Galvão

3 de janeiro de 2017 às 16:21

Secretário Marcelo Rosado, que acenou com saída do cargo, já admite ficar na Semurb caso seja da vontade do prefeito Carlos Eduardo [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O prefeito Carlos Eduardo tomou posse no domingo para seu quarto mandato.

Nos bastidores fala-se em mudanças em alguns setores do secretariado, mas até agora o prefeito não se manifestou sobre o assunto.

Sequer falou com auxiliares sobre troca ou permanência.

Fala-se em mais um cargo para o PMDB para acomodar, numa secretaria, o vice-prefeito Álavaro Dias. Álvaro nega.
Até os últimos meses de 2016 um auxiliar que era tido, por opção própria, como fora da 4ª gestão de Carlos Eduardo, já admite não deixar o cargo caso o prefeito manifeste o desejo de sua permanência.

É Marcelo Rosado, atual titular da Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo.
“Na Semurb já temos todo um planejamento de prioridades, baseado na receita própria da Secretaria através do Fundo Urbanístico e Ambiental. Independente da pessoa que estiver à frente, a pasta já terá um eixo central bem definido para seguir, no sentido de modernização e desburocratização de licenciamentos, oferecendo mais rapidez ao contruibuinte”, afirmou Marcelo ao Blog, admitindo a possibilidade de continuar no governo.
“A minha intenção é ajudar. Pode ser como secretário ou de outra forma. Entendo que trabalhamos intensamente e tivemos grandes avanços no sentido de elevar a nossa Secretaria para o nível das melhores capitais. Se o objetivo principal for neste sentido o prefeito poderá contar com a minha dedicação. Hoje já temos um relacionamento consolidado com o Ministério do Meio Ambiente, fundações internacionais que atuam nesta área, e com os técnicos das secretarias das outras capitais”, justificou Rosado.
“Estou bem à vontade. A minha família conta com o meu retorno às empresas, pois deixei em segundo plano, mas os meus irmãos compreendem que eu também gosto do desafio do serviço público”, admitiu o secretário que não confirma, mas já pode ter ouvido um alô do prefeito para continuar na Semurb.
“As dificuldades são imensas, mas estamos conseguindo entregar avanços ao contribuinte e uma percepção ao servidor de carreira, que a Semurb poderá se tornar uma referência nacional graças à colaboração desta equipe (servidor de carreira) da Casa, pois o que garantirá a continuidade é saber que o trabalho vem sendo feito por servidores efetivos/concursado da própria Semurb”, garantiu Marcelo Rosado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*