Holiday

Thaisa Galvão

7 de Janeiro de 2017 às 23:13

Femurn: Prefeito do PMDB não vota em candidatos do seu partido [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Mesmo com dois candidatos do PMDB à presidência da Federação dos Municípios, tem prefeito do PMDB que vai votar no candidato do PSD.
É Alan Silveira, de Apodi.

Que nem vota em Rivelino Câmara nem em Benes Leocádio.

O candidato de Alan é Dagoberto Bessa.

7 de Janeiro de 2017 às 23:05

Femurn: Candidatura de Benes Leocádio em questão [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Pelo Oeste do Rio Grande do Norte, o que se diz é que o prefeito de Patu, Rivelino Câmara (PMDB), candidato a presidente da Femurn, vai judicializar o processo sucessório caso o ex-prefeito de Lajes, Benes Leocádio (PMDB), continue candidato.
É que Benes não é mais prefeito, e os associados da Federação são chefes de Executivo.

Além do que, Benes é do mesmo PMDB de Rivelino e a divisão de votos acaba atrapalhando uma das candidaturas.
Maaasss, o que se diz também lá pelo Oeste é que Benes não é candidato e que votará no candidato Dagoberto Bessa (PSD), prefeito de Severiano Melo.

7 de Janeiro de 2017 às 22:17

Henrique troca o calor de Jacumã pelo frio da República Tcheca [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O ex-deputado Henrique Alves trocou o calor da praia de Jacumã pelo frio abaixo de zero de Praga, na República Tcheca.
Leitor do Blog em férias pelo Leste Europeu, viu o potiguar saindo do Teatro de Ópera onde está sempre em cartaz Don Giovanni, composta em 1787 por Mozart.
A fonte disse que Henrique ainda olhou pra ele mas não o reconheceu.
*
De acordo com a imprensa internacional, o frio intenso matou 20 neste sábado na Europa.

Em Praga, autoridades anunciaram a morte de dois desocupados e do guarda de um estacionamento. Na capital tcheca, a temperatura caiu a -15ºC na madrugada deste sábado.

7 de Janeiro de 2017 às 15:29

Mossoró: Prefeita Rosalba Ciarlini diz que corte no número de cargos comissionados pode aumentar [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini (PP), neste sábado em suas redes sociais:
-Há pessoas que não saíram do clima de campanha e agora alardeiam que o meu decreto reduzindo 50% de cargos comissionados não é pra valer(..)
-Talvez seja pela repercussão positiva, não sei .. Mas quero dizer que o corte é para a fase de análise e para a fase pós-estudos. (…)
-Todas essas medidas, além de outras, que visam gastar menos com a estrutura interna da prefeitura para cumprirmos compromissos com o povo(…)
-(…) permanecerão. O que pode ocorrer é que se preciso for, o corte poderá ser superior a 50% de cargos comissionados.
-A prefeitura quer gastar menos com si própria e mais para o cidadão , honrando compromissos com a população e recuperando a cidade!

7 de Janeiro de 2017 às 15:18

Prefeito reeleito de Severiano Melo conta com a divisão de votos entre duas chapas do PMDB para se eleger presidente da Femurn [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Três chapas disputam a presidência da Femurn, a Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte, na eleição marcada para sexta-feira, 13.

Uma encabeçada pelo prefeito reeleito de Severiano Melo, Dagoberto Bessa (PSD), outra pelo prefeito de Patu, Rivelino Câmara (PMDB) e a outra pelo ex-prefeito de Lajes e ex-presidente da Femurn, Benes Leocádio (PMDB).

Disputa entre PSD e PMDB, com o PMDB dividindo os votos entre dois candidatos.
Ao Blog, Dagoberto disse que está percorrendo todo o estado para conversar com cada prefeito, e aguarda uma posição do grupo formado pelos 13 prefeitos do Vale do Açu que deverão indicar o nome de Gustavo Soares, prefeito de Assu, como vice na chapa que já conta com a participação do prefeito de São Miguel, Zé Gaudêncio (PSD), irmão do deputado Galeno Torquato ((PSD), e da prefeita de Pedro Avelino, Neide Suely (DEM), mulher do deputado José Adécio (DEM).

7 de Janeiro de 2017 às 12:59

Governador Robinson Faria e o deputado Galeno Torquato visitam Central do Cidadão e hospital em Pau dos Ferros [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Depois de um café político em casa, para tratar de questões de interesses dos estados, quando recebeu o presidente da Câmara, candidato à reeleição, Rodrigo Maia (DEM), o governador Robinson Faria dedicou o feriado de Santos Reis ao Alto Oeste do Rio Grande do Norte.
Em Pau dos Ferros, foi ao prédio onde está sendo instalada a Central do Cidadão, e visitou o Hospital Regional Dr. Cleodon Carlos de Andrade, que em breve terá serviços de Ortopedia.
Com investimento de R$ 580 mil, o hospital teve seis leitos de UTI reformados, e a enfermaria e todos os leitos da unidade foram reativados.
“Além da reativação dos leitos que já existiam, com novo mobiliário e estrutura recuperada, implantamos a enfermaria de pediatria. Seguindo as nossas metas, o próximo passo é a chegada da ortopedia”, disse Robinson Faria.
O governador chegou ao Oeste acompanhado do deputado Galeno Torquato (PSD).

7 de Janeiro de 2017 às 11:26

Cai mais um no governo Temer: sobre mortes em presídios, secretário diz que ‘tinha que ter uma chacina por semana’ [1] Comentários | Deixe seu comentário.

A porta de saída se abre para mais um no governo Temer.

Morre pela boca agora o secretário de Juventude, Bruno Júlio.

Sobre o massacre que deixou 93 mortos nos presídios do Amazonas e Roraima, ele declarou, em entrevista a O Globo, que “tinha que matar mais”… “Tinha que fazer uma chacina por semana”…
Em outra declaração imbecilizada, criticou a atenção dada à matança nos presídios.
Morreu pela boca o rapaz indicado pelo pai, o deputado federal Cabo Júlio (PMDB-MG).
Em nota, o secretário que tem a pasta vinculada à Secretaria de Governo, onde o titular Geddel Vieira também caiu desastrosamente, Bruno Júlio disse que “está havendo uma valorização muito grande, pela morte entre condenados, muito maior do que quando um bandido mata um pai de família que sai do trabalho ou a ele se dirige”.
E continuou: “Sou filho de policial e sei o dilema diário da família. Quando esses saem de casa sem a certeza de quer irão voltar; em razão do crescimento da violência”…
As declarações de Bruno Júlio são polêmicas devido ao cargo que ocupa.

É pessoa pública, autoridade ligada ao presidente da República, e o que disser vai ser sempre uma declaração do Governo.

Mas vamos combinar que o que o secretário desastrado falou, foi exatamente o que tem ecoado a população. 

Infelizmente esse é o retrato do país que vivemos.