Thaisa Galvão

15 de janeiro de 2017 às 14:24

Durante coletiva, secretários de Segurança e de Justiça disseram que números oficiais da rebelião serão divulgados até o fim do dia [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Os secretários de Segurança, Caio César, e de Justiça, Wallber Virgolino, concederam entrevista coletiva para falar sobre a operação do governo, após a rebelião no presídio de Alcaçuz.

A coletiva foi transmitida pelo Facelive do Governo do Estado.

Para acompanhar, CLIQUE AQUI
Segundo os secretários, o motim foi controlado pelo Estado no início do dia, e não houve confronto entre as forças de segurança e os detentos. 

A rebelião foi contida sem danos físicos a agentes, policiais ou servidores.
Caio César Bezerra,l destacou que assim que foi constatado o início da rebelião, o Gabinete de Gestão Integrada (GGI) iniciou o monitoramento da situação, a atuação policial e o planejamento das ações.

“Instalamos o GGI sob coordenação do governador Robinson Faria e trabalhamos intensamento desde ontem para colocar em prática as ações de segurança. E o resultado foi uma intervenção tranquila e sem resistência dos presos. Além disso, graças ao trabalho da PM conseguimos evitar que o motim se espalhasse por outros pavilhões”, declarou Bezerra.
Durante a coletiva não havia informações conclusivas sobre o número de mortos na rebelião. 

Mas, extra-oficialmente já se falava em 27 mortes.
Os secretários disseram que até o final do dia o número exato será anunciado.
Uma nova coletiva está programada para às 18 horas, na sede da Secretaria de Segurança Pública.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*