Thaisa Galvão

24 de janeiro de 2017 às 4:33

Fantástico mostrou Alcaçuz como um problema antigo dentro de um contexto nacional de crise generalizada [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Um problema antigo e sem soluções tomadas em anos que se arrastaram, e um presídio considerado o maior equívoco do estado, construído em cima de uma duna e apontado pela imprensa internacional como um grande queijo suíço, dado ao grande número de furos que permitiram ao longo dos anos, fugas e mais fugas.
Foi esse o tom da reportagem exibida pelo Fantástico sobre a crise no sistema penitenciário do Brasil, que no Rio Grande do Norte chegou ao ápice devido a todos esses pontos, com a guerra entre fações criminosas.
E o tom não poderia ter sido outro.

Foi jornalístico, contrariando o tom político onde se esperava que a TV Globo desagradasse o governo atual, passando uma borracha nos visíveis e atuais erros do passado.
Alcaçuz não foi construída na semana passada.

O PCC, facção paulista e a maior do Brasil, que comanda o tráfico de drogas e instala exércitos em cada estado, não chegou ao RN agora.

Se instalou sorrateiramente há anos e sua presença no estado foi ignorada pelas autoridades de segurança pública.

A formação de uma facção local para combater os paulistas e seus soldados, não aconteceu da noite para o dia nos últimos meses.
Foi isso o que compreendeu a reportagem do Fantástico, que só surpreendeu pelo teor a quem faz de conta que tudo isso era história de trancoso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*