Holiday

Thaisa Galvão

25 de janeiro de 2017 às 18:14

Governo inaugura mais um Restaurante Popular e oferece 500 refeições por dia no conjunto Pajuçara [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Inaugurado hoje pela Secretaria de Assistência Social do Governo, mais uma unidade do Restaurante Popular em Natal. 

Instalado na rua Pompéia, em Pajuçara, na zona Norte, o restaurante oferecerá 500 almoços de segunda a sexta-feira, ao preço de 1 real.
“A administração estadual é para aqueles que precisam do Governo, para aqueles menos favorecidos, que necessitam de apoio para trabalhar e produzir”, disse o governador.
“Oferecemos alimentação de qualidade para quem mais precisa, e a preço baixo, o que permite uma nutrição de qualidade para a nossa população”, ressaltou.

“Cumprimos aqui uma prioridade da administração que é atender as necessidades da população. Através da Sethas o Governo do Estado oferece hoje 20 mil refeições por dia em vários municípios do Estado”, afirmou Julianne Faria, titular da Sethas e responsável pelos restaurantes.
O governador acompanhou a secretária na inauguração.

25 de janeiro de 2017 às 17:41

Governador comanda nova reunião da cúpula da Segurança com participação do Ministério Público Federal [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O governador Robinson Faria começa agora mais uma reunião da cúpula da segurança.

Hoje com presença do Ministério Público Federal.

Antes o governador foi cuidar da agenda positiva do Governo e inaugurou mais uma unidade de Restaurante Popular na zona Norte de Natal.

25 de janeiro de 2017 às 17:25

Quando os atos da polícia são atropelados por decisões judiciais  [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Até que ponto a falta de sintonia entre Executivo e Judiciário pode atrapalhar num momento como o que vive o Rio Grande do Norte?
Atos de governo muitas vezes são atropelados por sentenças judiciais e a corda quebra sempre para cima do Executivo.

Culpa do Governo…é o que se ouve.
Porém, como compreender a liberdade travestida de prisão domiciliar, ocorrida ontem em Natal, em relação a um dos líderes da rebelião?

Ficar preso em casa permite que o líder tenha contatos, telefone, internet com wifi, acesso a contas bancárias…
Quando a sentença judicial não anda em comum acordo com o bom senso, sofre a população e o culpado termina sendo o Governo.
Quer outro caso?

Quem viu um vídeo que rolou pelos zaps da vida, de um policial fardado ‘entrevistando’ líderes de facção e sugerindo ‘medalha de ouro’ para eles, e dizendo que eles merecem o seu ‘respeito’?
O policial já foi expulso dos quadros da PM, mas duas vezes reintegrado ao serviço pela Justiça ao pé da letra.
Fica difícil…