Thaisa Galvão

25 de janeiro de 2017 às 17:25

Quando os atos da polícia são atropelados por decisões judiciais  [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Até que ponto a falta de sintonia entre Executivo e Judiciário pode atrapalhar num momento como o que vive o Rio Grande do Norte?
Atos de governo muitas vezes são atropelados por sentenças judiciais e a corda quebra sempre para cima do Executivo.

Culpa do Governo…é o que se ouve.
Porém, como compreender a liberdade travestida de prisão domiciliar, ocorrida ontem em Natal, em relação a um dos líderes da rebelião?

Ficar preso em casa permite que o líder tenha contatos, telefone, internet com wifi, acesso a contas bancárias…
Quando a sentença judicial não anda em comum acordo com o bom senso, sofre a população e o culpado termina sendo o Governo.
Quer outro caso?

Quem viu um vídeo que rolou pelos zaps da vida, de um policial fardado ‘entrevistando’ líderes de facção e sugerindo ‘medalha de ouro’ para eles, e dizendo que eles merecem o seu ‘respeito’?
O policial já foi expulso dos quadros da PM, mas duas vezes reintegrado ao serviço pela Justiça ao pé da letra.
Fica difícil…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*