Thaisa Galvão

6 de março de 2017 às 23:51

E lá se vão os amigos do presidente [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Os amigos do presidente estão se mandando…

Além dos que o próprio Temer mandou partir, agora tem os que batem em retirada.

 

Apesar de afastado depois de citado na lava-jato, o assessor e amigo do peito José Yunes, declarou que foi usado como “mula” pelo chefe da Casa Civil e amigo do peito do presidente, Eliseu Padilha…

 

Agora quem dá as costas ao presidente é o advogado e criminalista Antônio Mariz de Oliveira, que desistiu de integrar o governo federal.

 

Na sexta-feira Mariz aceitou a missão de coordenar uma reforma do sistema prisional no Brasil…

Aceitou, mas não aceita mais.

Quer paz, pelo que se imagina.

6 de março de 2017 às 23:40

Executivo reafirma que Temer tratou de doações para o PMDB com Marcelo Odebrecht [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Taí porque o presidente Michel Temer quer anular os depoimentos dos executivos da Odebrecht…

 

 

Da Folha:

 

Temer pediu apoio da Odebrecht ao PMDB, reafirma delator ao TSE

 

BELA MEGALE / CAMILA MATTOSO / LETÍCIA CASADO

 

 

Em depoimento ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta segunda (6), Cláudio Melo Filho, ex-vice-presidente da Odebrecht, reafirmou que o presidente Michel Temer pediu “apoio” da empreiteira ao partido durante as eleições de 2014.

 

Melo Filho falou em Brasília por cerca de 45 minutos ao ministro Herman Benjamin como parte da relação de depoimentos referentes ao processo de cassação da chapa Dilma Rousseff-Temer.

 

Segundo a Folha apurou, Melo Filho reiterou o teor da sua delação premiada em que descreveu um jantar ocorrido no Palácio do Jaburu em 2014. Segundo ele, no encontro, o presidente pediu apoio financeiro ao PMDB.

 

De acordo com Melo Filho, no jantar estavam Temer (então vice-presidente da República), Marcelo Odebrecht, ex-presidente do grupo, e Eliseu Padilha, hoje ministro da Casa Civil.

 

Melo Filho não teria, no depoimento do TSE, afirmado que Temer falou em valores. Segundo a delação, naquele encontro ficou definido o repasse de R$ 10 milhões da empreiteira ao partido.

 

Também em depoimento ao TSE, na última quarta (1º), Marcelo Odebrecht deu versão semelhante, afirmando que discutiu doação com Temer, mas sem mencionar valores.

 

A quantia teria sido discutida, segundo Marcelo, somente com Padilha.

 

Além de Melo Filho, prestaram depoimento também o ex-diretor Alexandrino Alencar e Hilberto Mascarenhas, ex-funcionário do setor de operações estruturadas, área de pagamentos ilícitos do grupo.

 

Temer tem alegado que pediu ajuda à Odebrecht dentro dos limites da lei. Em uma nota recente, afirmou que solicitou “auxílio formal e oficial” à Odebrecht na campanha eleitoral de 2014.

 

O peeemedebista disse que a empreiteira fez uma doação à época de R$ 11,3 milhões ao PMDB, mas ressaltou que não autorizou ou solicitou que “nada fosse fosse feito sem amparo nas regras da Lei Eleitoral”. “Tudo declarado na prestação de contas ao Tribunal Superior Eleitoral. É essa a única e exclusiva participação do presidente no episódio”, afirmou.

6 de março de 2017 às 23:22

Por que Temer teme os depoimentos de executivos da Odebrecht no TSE? [0] Comentários | Deixe seu comentário.

E se…

A defesa de Michel Temer quer anular os depoimentos de executivos da Odebrecht na ação do PSDB que corre no TSE pedindo a cassação da chapa Dilma-Temer…

É porque Temer teme?

 

Sabe aquela história de quem não deve não teme?

Parece não se aplicar a Temer.

6 de março de 2017 às 23:10

Traficante internacional procurado pela Interpol é preso em Natal [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Um português de 44 anos, procurado pela Interpol e condenado no seu país por tráfico de drogas e porte ilegal de arma, foi preso nesta segunda-feira em Natal, onde a Polícia Federal cumpriu mandado de prisão expedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

 

Ele foi preso quando saía de um condomínio no Parque das Nações, em Parnamirim.

 

A presença do português procurado em Natal, é só mais uma constatação de que Natal há muito faz parte do tráfico internacional de drogas.

 

*

A permanência de um traficante internacional em Natal, mostra a ligação da capital potiguar com os grandes mercados emissores de drogas da moda…

Drogas que são adquiridas, consumidas, portanto, alimentando assim o tráfico que produz o crime…

Aí depois esse tipo de consumidor cobra segurança, mesmo consciente de que está financiando a criminalidade.

6 de março de 2017 às 17:53

Ex-diretor da Odebrecht confirma apelido de Palocci na lista da propina [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O ex-diretor da Odebrecht, engenheiro Fernando Sampaio Barbosa, prestou depoimento hoje ao juiz Sérgio Moro.

Ele foi arrolado como testemunha na ação penal oriunda da 35ª fase da Lava Jato, em que o ex-ministro Antônio Palocci é réu.
Em seu depoimento o ex-diretor confirmou o apelido de Palocci na lista da Odebrecht.
“A gente sabia que o ‘Italiano’ era o Palocci”, disse o engenheiro civil.
Confira todo o depoimento no vídeo abaixo.

6 de março de 2017 às 17:35

Empresas aéreas vão cobrar por malas despachadas a partir da próxima semana [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Para quem vai viajar de avião a partir da próxima semana…

A empresa aérea Latam vai cobrar a partir de 50 reais por mala despachada em voo nacional.
As mudanças nas regras valerão a partir de 14 de março. 

A Gol foi a primeira a anunciar cobrança.
Para voos na América do Sul, a cobrança só será feita pela segunda babagem despachada. 
Em outros voos internacionais, o despacho será gratuito em até duas malas com o limite de 23 quilos cada.

6 de março de 2017 às 12:55

Betinho Rosado é transferido de Mossoró para São Paulo após diagnóstico de infecção no coração [1] Comentários | Deixe seu comentário.

O ex-deputado federal Betinho Rosado (PP), que deu entrada quinta-feira no Hospital Wilson Rosado, em Mossoró, foi transferido hoje para São Paulo.

Betinho apresentou um quadro de infecção no endocárdio.
Em São Paulo ele será atendido no Hospital São José.
Betinho viajou acompanhado do cardiologista Bernardo Rosado e do filho deputado Beto Rosado (PP).
O primeiro diagnóstico em Mossoró deu conta de uma virose, mas após constatar o problema cardíaco a solução foi a transferência.

6 de março de 2017 às 1:57

Odebrecht e as verdades e mentiras de acordo com os pontos de vista partidários [0] Comentários | Deixe seu comentário.

De Ricardo Noblat, no Globo desta segunda:

6 de março de 2017 às 1:55

O esquecimento de Henrique [0] Comentários | Deixe seu comentário.

De Noblat, sobre o esquecimento do ano: