Thaisa Galvão

14 de março de 2017 às 21:01

Brasil enxovalhado: Governo, Senado e Câmara sob investigação [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Caiu a República…
Começam a vazar os nomes da esperada lista de Janot, entregue hoje pela Procuradoria Geral da República ao STF com pedido de autorização para abertura de 83 inquéritos.
Vazados já os nomes de pelo menos cinco ministros, seis senadores, um deputado e ex-integrantes dos governos Lula e Dilma, inclusive os dois ex-presidentes. 
Os nomes são os seguintes:
Aloysio Nunes (PSDB), ministro de Relações Exteriores
Eliseu Padilha (PMDB), ministro da Casa Civil
Moreira Franco (PMDB), ministro da Secretaria de Governo
Gilberto Kassab (PSD), ministro de Ciência e Tecnologia
Bruno Araújo, ministro das Cidades
Rodrigo Maia (DEM), presidente da Câmara
Eunício Oliveira (PMDB), presidente do Senado
Edison Lobão (PMDB), senador
José Serra (PSDB), senador
Aécio Neves (PSDB), senador
Romero Jucá (PMDB), senador
Renan Calheiros (PMDB), senador
Para a primeira instância da Justiça, os pedidos de inquérito são para os ex-presidentes

Luiz Inácio Lula da Silva (PT)

Dilma Rousseff (PT)
E para os ex-ministros:
Antonio Palocci (PT)

Guido Mantega
As acusações de modo geral são as seguintes: corrupção passiva, corrupção ativa, lavagem, fraude a licitação, formação de cartel e artigo 350 do Código Eleitoral, que é prestar falsas informações à Justiça Eleitoral.
Fachin decide se autoriza

O relator da Operação Lava Jato no Supremo, ministro Edson Fachin, é quem decidirá se os inquéritos serão autorizados e se o sigilo será removido.

14 de março de 2017 às 19:07

TJ não acata recurso da Prefeitura e mantém determinação sobre ordenação da praia de Ponta Negra [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do MP-RN

O desembargador Dilermando Mota, do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN), realizou hoje (14) audiência de conciliação com representantes do município de Natal e o Ministério Público Estadual, na qual manteve determinação judicial para o ordenamento e fiscalização na praia de Ponta Negra.
O Município de Natal entrou com ação cautelar no Tribunal de Justiça para tentar suspender a decisão judicial que determinou obrigações ao poder público para realizar o ordenamento e a fiscalização na praia. 
Mas o acordo foi no sentido de manter a decisão (processo nº 2017.001188-5).
Para o MPRN, a audiência e o resultado dela foi positivo, tendo em vista os vários exemplos da importância do ordenamento em cidades litorâneas como Natal, a exemplo de João Pessoa, na Paraíba, onde o município tem sido atuante na fiscalização das atividades desenvolvidas na orla.
O processo para ordenar a praia de Ponta Negra tramita desde o ano de 2008 na Justiça e após a sentença o Município ainda tentou a suspensão dá decisão, mas permanecem as obrigações. 
Em 60 dias, por exemplo, o município deve encaminhar proposta para solucionar a situação do comércio informal de ambulantes e após esse prazo nova audiência será realizada no TJRN; a limpeza dos banheiros, que tem sido alvo de reclamações constantes, tem que ser realizada de forma continuada.
Os estabelecimentos comerciais da praia de Ponta Negra também terão que eliminar a poluição visual das fachadas para se adequarem à legislação.
Participaram da audiência no TJRN por parte do MPRN a promotora de Justiça Gilka da Mata, com atribuições na defesa do meio ambiente, e o procurador de Justiça Arly de Brito Maia. 
Também participaram representantes do município e secretários (Semsur, Semurb, SMS, Urbana, SSTU), além de representantes de quiosqueiros, locadores de equipamentos de praia, comerciantes, ambulantes e artesãos.

14 de março de 2017 às 18:46

Governador Robinson Faria recebe mesa diretora do STF-5 que tomará posse em abril [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do governador Robinson Faria, que recebeu os eleitos para comandar o TRF-5 nos próximos dois anos.

Presidente, vice e corregedor foram convidar o governador para a posse marcada para o dia 3 de abril.

14 de março de 2017 às 18:22

Reforma: Rogério Marinho vai propor fim de contribuição sindical [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O deputado federal Rogério Marinho (PSDB), relator da proposta de reforma trabalhista (PL 6787/16), vai propor em seu parecer o fim da obrigatoriedade da contribuição sindical, tanto a patronal, como a de trabalhadores.
Hoje, cada empregado contribui com o equivalente a um dia de trabalho para o sindicato. 
Rogério acredita que, dessa forma, haverá o fortalecimento dos sindicatos.
“Muitos trabalhadores sequer sabem para onde vai essa cobrança, isso representou R$ 15 bilhões nos últimos cinco anos entre sindicatos patronais e de trabalhadores, muitos deles que não representam suas categorias”, afirmou.
Segundo Marinho, para ter melhor capacidade de negociação os sindicatos terão que se esforçar para conseguir filiados.
Rogério participou de mais de dez reuniões de trabalho com todos os setores interessados e disse que a grande crítica é a fragilidade da representação dos empregados frente aos empregadores. 
“Hoje, no Brasil, temos 17 mil sindicatos. A Argentina, por exemplo tem menos de 100.”
O deputado lembrou que não pode alterar a regra da unicidade sindical, prevista na Constituição, mas que o fim da obrigatoriedade da contribuição pode ser feita no projeto de lei.

14 de março de 2017 às 17:21

Rodrigo Janot pede ao STF abertura de 83 inquéritos e transferências de 211 processos para outras instâncias [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, entregou sua tão esperada lista agora há pouco ao Supremo Tribunal Federal.

Caberá ao relator, ministro Edson Fachin, aprovar ou arquivar.

Janot pediu a abertura de 83 inquéritos, e a transferência de uma instância para outra de 211 processos.
O ministro Fachin não tem prazo para responder a Janot.

14 de março de 2017 às 16:52

Vídeo: Ex-presidente da Petrobras depõe como testemunha de Palocci, Renato Duque e Marcelo Odebrecht [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O ex-presidente da Petrobras, Sérgio Gabrielli, prestou depoimento hoje, por videoconferência, ao juiz Sérgio Moro.
Ele foi arrolado como testemunha em uma das ações da Operação Lava Jato. 
Gabrielli foi chamado pelos advogados do ex-ministro Antônio Palocci, do ex-presidente do Grupo Odebrecht, Marcelo Odebrecht, e do ex-diretor da Petrobras, Renato Duque.
Veja o depoimento:

14 de março de 2017 às 14:40

Vídeo: Veja o depoimento de Lula [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Veja o depoimento do ex-presidente Lula ao juiz federal Renato Leite, hoje em Brasília:

14 de março de 2017 às 14:30

Carro vira em cima da ponte Newton Navarro [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Tem um carro virado em cima da Ponte Newton Navarro.

Um C3, de cor prata, virou em cima da ponte no sentido zona Norte / zona Sul.

14 de março de 2017 às 14:26

Garibaldi toma posse como vice-presidente da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Os senadores Tasso Jereissati e Garibaldi Filho tomaram posse hoje como presidente e vice-presidente, respectivamente, da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). 

Eles foram eleitos por aclamação.

 

Em seu primeiro pronunciamento como presidente da CAE, Tasso disse que, ao lado do “querido amigo e velho companheiro” Garibaldi, pretende conduzir a comissão de forma proativa para ajudar o Brasil a enfrentar o difícil momento econômico que enfrenta.  

 

Para isso, já na próxima reunião da CAE – agendada para a terça-feira da semana que vem, às 10 horas – deverão ser criadas duas subcomissões. 
Uma para analisar as políticas tributária e fiscal do governo, e a segunda para propor soluções que diminuam o custo Brasil.

14 de março de 2017 às 12:26

Eleitos para presidir o TRF-5 visitam presidente da Assembleia e fazem convite para posse [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), recebeu hoje os desembargadores federais Manoel Erhardt, Cid Marconi e Paulo Cordeiro, eleitos, respectivamente, presidente, vice-presidente e corregedor-regional do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5) para o biênio 2017-2019.
Acompanhados do juiz federal Marco Bruno Miranda, eles foram entregar, pessoalmente, ao parlamentar, o convite para a posse que acontecerá no dia 3 de abril, na sede do TRF-5, em Recife.
Os deputados Albert Dickson (PROS) e Larissa Rosado (PSB), acompanharam o presidente da AL na recepção aos magistrados.

 

“É com satisfação que recebemos o convite e confirmamos nossa presença e do maior número possível de deputados potiguares na solenidade do dia 3 de abril, em Recife, numa demonstração de apreço e de trabalho cooperativo entre as instituições”, disse Ezequiel, que anunciou a realização de uma sessão solene em homenagem aos 50 anos da Justiça Federal para este mês de março.

Fotos Eduardo Maia


14 de março de 2017 às 11:32

Lula em depoimento à justiça: “Alguém tem que dizer qual o crime que eu cometi” [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do G1
Em depoimento à Justiça Federal, Lula nega ter obstruído a Lava Jato
Réu em ação penal, ex-presidente presta depoimento na 10ª Vara Federal de Brasília; petista e outros seis são acusados pelo Ministério Público de tentar impedir delação de Cerveró

Por Bernardo Caram, G1, Brasília
Em depoimento à Justiça Federal de Brasília nesta terça-feira (14), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva negou que tenha atuado para obstruir a operação Lava Jato.
Lula é um dos sete réus em ação penal que investiga suspeita de obstrução dos trabalhos da Lava Jato. O processo, aberto em julho do ano passado, investiga se houve uma tentativa do grupo de convencer o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró a não fechar acordo de delação premiada.
Esta é a primeira vez que Lula depõe como réu na Lava Jato. 
Questionado pelo juiz Ricardo Leite se os fatos presentes na denúncia são verdadeiros ou falsos, o ex-presidente respondeu que são falsos.
Segundo as investigações, Lula, o senador cassado Delcídio do Amaral (sem partido-MS), o ex-chefe de gabinete de Delcídio Diogo Ferreira, o banqueiro André Esteves – sócio do BTG Pactual –, o advogado Edson Ribeiro, o pecuarista José Carlos Bumlai e o filho dele, Maurício Bumlai, teriam tentado impedir que Cerveró revelasse à Justiça detalhes do esquema de corrupção que atuava na Petrobras em troca de uma redução da pena.
“Eu duvido, antes, durante e depois [do mandato], os que estão presos e os que vão ser presos, que tenha um empresário, um político, que tenha a coragem de dizer que um dia me deu dez reais, que tenha coragem de dizer que Lula deu cinco centavos pra ele. Eu não faço isso porque não sou melhor que todo mundo, não, eu faço isso porque quem chegou à presidência da República como eu cheguei não tinha o direito de errar”, afirmou o ex-presidente ao juiz.
Durante o depoimento, Lula afirmou que os fatos apresentados se tratam de “ilações”. Disse também que os governos do PT fizeram com que as instituições no Brasil fossem fortalecidas.
“Me ofende profundamente insinuação de que o PT é organização criminosa”, disse. “A procuradoria não existia, era uma peça de ficção, quando cheguei no governo”, completou.
Lula disse que passou os oito anos de seu governo sem participar de jantares e aniversários para evitar situações com pessoas pedindo favores.

Ele disse ainda que ficou “chateado” com as declarações do senador cassado Delcídio do Amaral, que era do PT. 
Em delação premiada, Delcídio disse que que o ex-presidente tinha conhecimento do esquema de corrupção que atuou na Petrobras e agiu para barrar as investigações da Operação Lava Jato.
“Eu fico chateado por uma ilação feita nesse processo contra mim pelo senador Delcídio. Portanto, eu gostaria de dizer que eu estou aqui pra responder a toda e qualquer pergunta”, disse Lula.
Ele ainda afirmou que não é contra a Lava Jato. “Tem gente que acha que eu sou contra a Lava Jato. Pelo contrário, eu quero que a Lava Jato vá fundo pra ver se acaba com a corrupção”, ressaltou o ex-presidente.
Durante o depoimento, o ex-presidente criticou as acusações contra seu nome que vê na imprensa e declarações de procuradores que, segundo Lula, estariam o acusando sem provas.
“Um juiz, um promotor, um delegado, não tem que ficar fazendo pirotecnia com as pessoas. Se tem um brasileiro que quer a verdade nesse país sou eu”, disse. “Quero que a Lava Jato vá a fundo para acabar com a corrupção. O que sou contra é execrar”, enfatizou.
Na última fala da oitiva, Lula aparentou estar emocionado ao ressaltar que não há provas contra eçe.

“Eu estou com muita coisa na garganta para falar. Eu quero prova. Alguém tem que dizer qual o crime que eu cometi. Tenho 71 anos de vida, eu cansei, cansei de ver as instituições que eu ajudei a criar desde a Constituinte desvalorizadas. Eu sempre valorizei o Ministério Público e o Judiciário […] Nunca pedi um favor pessoal”, disse.

Ruas fechadas


Por medida de segurança, a via de acesso ao prédio que recebe o depoimento do ex-presidente foi interditada pela Polícia Militar do Distrito Federal desde o início da manhã.

No momento da chegada de Lula, havia cerca de 25 manifestantes nas proximidades, todos a favor do ex-presidente. O local também tinha pichações com palavras de apoio a Lula.

14 de março de 2017 às 9:03

Na Semana do Consumidor, Procon da Assembleia Legislativa leva serviços à população de Parnamirim [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A unidade móvel do Procon da Assembleia Legislativa estará hoje e amanhã oferecendo os serviços prestados à população de Parnamirim, onde acontece a I Semana do Consumidor, no antigo Centro Administrativo. 
“Queremos, com o Procon Móvel, ir além do nosso dever constitucional de legislar, julgar e fiscalizar, oferecendo à população um atendimento gratuito e especializado em defesa dos direitos do consumidor”, explica o presidente da Assembleia, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB).
A chegada da unidade móvel do Procon em Parnamirim marca o início dos trabalhos do projeto de interiorização do Procon legislativo.
Foto João Gilberto

14 de março de 2017 às 8:44

Brasília: Lula prestará depoimento hoje e PM faz esquema especial de trânsito para evitar manifestações contrárias ou a favor do ex-presidente [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O ex-presidente Lula vai depor hoje em Brasília.

Ele vai explicar ao juiz do Distrito Federal, Ricardo Leite, sobre a suspeita de obstrução da Lava Jato
Lula é réu na ação penal sob acusação do Ministério Público de tentar impedir delação do ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró.

O petista prestará depoimento na 10ª Vara Federal de Brasília e deverá ser acompanhado pela militância.

O depoimento de Lula estava agendado para fevereiro, mas foi adiado a pedido da defesa por causa da morte de Dona Marisa Letícia.

Os outros seis réus desta mesma ação irão depor sexta-feira.
O depoimento de Lula será um espetáculo em Brasília com direito a esquema especial de trânsito nas proximidades da Justiça Federal do DF.

O esquema especial foi recomendado pela Polícia Militar, para “evitar grandes manifestações contrárias ou a favor do interrogado”.

14 de março de 2017 às 8:30

STTU conserta e sinaliza o trambolho que era a rotatória da Ayrton Senna [4] Comentários | Deixe seu comentário.

Da titular da STTU, Elequicina Santos, apresentando a nova rotatória da avenida Ayrton Senna, em substituição ao trambolho anterior, e sem sinalização, que provocou vários acidentes.

Seis dos acidentes derrubando parte do muro da Clínica Heitor Carrilho.

Finalmente, depois de muitas notícias aqui no Blog e no instagram (@blogthaisagalvao), a STTU reconheceu que o que tinha construído no local tinha sido um grande equívoco…sem medida e sem sinalização.

Agora a STTU cobra dos motoristas o respeito que não havia dado.

Vamos torcer agora para que motoristas e rotatória “se entendam”.

14 de março de 2017 às 7:51

Lava-jato carioca: Operação prende mais dois auxiliares do governador Sérgio Cabral [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da Lava-jato no Rio de Janeiro, hoje….
G1:
PF e MPF prendem duas pessoas em mais uma etapa da operação Lava Jato no RJ
Heitor Lopes de Sousa Junior, diretor Rio Trilhos, e Luiz Carlos Velloso, subsecretário de Turismo do Estado, foram presos. Investigação mira corrupção e pagamento de propina em contratos da linha 4 do Metrô
Por Cristina Boeckel, G1 Rio
O diretor da Companhia de Transportes sobre Trilhos do Estado do Rio de Janeiro (Rio Trilhos), Heitor Lopes de Sousa Junior, e o atual subsecretário de Turismo do estado (como consta do site do governo do estado) e ex-subsecretário de Transportes, Luiz Carlos Velloso, foram presos na manhã desta terça-feira (14) em um desdobramento da Operação Lava Jato que investiga corrupção e pagamento de propina em contratos da linha 4 do Metrô.
Os agentes também cumprem 7 mandados de condução coercitiva. Um dos mandados cumpridos até as 7h30 foi contra a companheira de Luiz Carlos Velloso, Renata Loureiro Borges Monteiro.
Em depoimento, executivos da Carioca Engenharia indicaram que o esquema de corrupção que existia na secretaria Estadual de Obras do Rio, com a cobrança de propina das empreiteiras envolvidas em contratos bilionários de obras civis, também se repetia na secretaria estadual de Transporte. 
Heitor era sócio de duas empresas que prestavam serviço para a construção da Linha 4 do Metrô.
A prisão preventiva do diretor da Rio Trilhos foi pedida, segundo os promotores, para evitar uma possível fuga. 
De acordo com a investigação, Heitor e a mulher estavam dando entrada em um pedido de cidadania portuguesa. 
Os procuradores também estão pedindo o bloqueio de bens de R$ 36 milhões de Heitor e de R$ 12 milhões de Velloso. 
O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Criminal, determinou o bloqueio de R$ 220 milhões de 7 pessoas e três empresas.

Ainda de acordo com as investigações, de 2010 a 2013, Heitor recebeu propina no valor de R$ 5,4 milhões de duas empresas. Ao todo, foram 31 transferências de recursos. 
As empresas que pagaram foram a CBPO Engenharia, do grupo Odebrecht , e MClink Engenharia, que atuou no trecho oeste da linha 4 do Metrô .

As investigações da Lava Jato no Rio de Janeiro já levaram à prisão do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (PMDB), em novembro do ano passado. 
Ele foi preso na Operação Calicute, que descobriu o esquema de cobrança de propina em obras durante a gestão Cabral, que funcionou entre 2007 e 2014.

Segundo o Ministério Público Federal (MPF), Cabral cobrava propina de empreiteiras para fechar os contratos com o governo do Rio. 
As construtoras, por sua vez, se consorciaram para fraudar licitações e sabiam previamente quem iria ganhar as concorrências. Na ação também foram presos: Wilson Carlos Cordeiro da Silva Carvalho, ex-secretário de governo do RJ; Hudson Braga, ex-secretário de obras; Carlos Emanuel de Carvalho Miranda, sócio de Cabral na empresa SCF Comunicação; Luiz Carlos Bezerra; Wagner Garcia e José Orlando Rabelo.
A Calicute é um desdobramento da Operação Lava Jato e teve como base as delações premiadas do ex-dono da Delta Engenharia Fernando Cavendish, da empreiteira Andrade Gutierrez e da Carioca Engenharia – que afirmam terem pagado propina por obras como a do Marcanã, do PAC das Favelas e do Arco Metropolitano.

14 de março de 2017 às 7:25

Lama nas ruas em Alto do Rodrigues: MP faz buscas na casa do prefeito em Natal e do filho dele em Nova Parnamirim [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O Ministério Público faz buscas e apreensões neste momento em Natal, na casa do prefeito de Alto do Rodrigues, Abelardo Rodrigues.

Também em Nova Parnamirim na casa do filho do prefeito.

Em Alto do Rodrigues as buscas estão sendo feitas na Prefeitura e na Secretaria de Obras.
O MP investiga pagamentos feitos pelo prefeito a agiotas, com apoio do assessor jurídico da Prefeitura, Sérvulo Nogueira Neto.

O assessor recebeu recursos públicos em sua própria conta bancária e repassou aos credores de campanha do prefeito.
Várias empresas contratadas pela Prefeitura depositaram dinheiro na conta de Sérvulo Nogueira no ano de 2013.
A investigação também revelou que Oto Soares de Mendonça, já falecido, era quem negociava cpm as empresas interessadas em participar do esquema.

14 de março de 2017 às 7:12

Enquanto delatores denunciam Padilha, presidente Temer blinda seu ministro da Casa Civil [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Apesar do presidente Michel Temer alardear que não ficará com ministros investigados, o todo-poderoso Eliseu Padilha (PMDB) ganha mais fôlego no Governo.

Não importa o que os delatores digam sobre ele, como resumiu O Globo de hoje:

14 de março de 2017 às 7:01

MP faz operação em 4 cidades e tem como alvo o prefeito de Alto do Rodrigues, Abelardo Rodrigues [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Operação do Ministério Público tem como alvo o prefeito de Alto do Rodrigues, Abelardo Rodrigues.




14 de março de 2017 às 0:35

Frequentador do calçadão da Roberto Freire denuncia abandono [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Do leitor Henrique Victor, sobre caminhadas no calçadão da Engenheiro Roberto Freire:
Calçada sem manutenção, sem limpeza , iluminação precária em alguns pontos, bancos quebrados…
Fotos Henrique Victor