Holiday

Thaisa Galvão

31 de março de 2017 às 19:29

Trânsito: Protesto em Natal pediu apoio da população mas puniu quem tentava chegar em casa [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Os organizadores do protesto contra as reformas trabalhista e da Previdência juram que botaram 25 mil pessoas nas ruas de Natal hoje, mas a Polícia Militar estima que foram 8 mil manifestantes.
O protesto começou no cruzamento da Bernardo Vieira com Salgado Filho e seguiu até a frente do Natal Shopping e Via Direta.

O caos se formou no trânsito para quem tentava seguir para a zona Sul, como mostram os vídeos abaixo.


Abaixo, o protesto.

Vídeo gravado em ritmo acelerado…

31 de março de 2017 às 17:58

Prefeitura de Parnamirim quita salários de março incluindo reajuste dos professores [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A Prefeitura de Parnamirim pagou hoje os salários de março dos 3.916 servidores do município. 

A folha de pagamento autorizada chegou a R$ 11,4 milhões. 
Os professores receberam os salários com o reajuste de 7,64%, conforme garantido pelo prefeito Rosano Taveira. 
O retroativo referente ao aumento dos magistrados dos meses de janeiro e fevereiro será pago nos meses de julho e agosto, respectivamente. 
“Mesmo diante das dificuldades enfrentadas pelo município, que é uma realidade brasileira, estamos trabalhando para garantir que a folha continue sendo paga no mês trabalhado”, afirma o prefeito.

31 de março de 2017 às 17:41

Janot pede para juntar a inquérito citações a Garibaldi, Agripino, Felipe e Walter e enviada a Moro citação a Henrique [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do Extra (O Globo):
Janot diz que não pode investigar citação a Temer em delação de Sérgio Machado
André de Souza – O Globo
BRASÍLIA – Em documento enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF), o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, disse que não é possível investigar as citações ao presidente Michel Temer na delação do ex-presidente da Transpetro, uma subsidiária da Petrobras, Sérgio Machado. 

Ele também pediu que as referências a três senadores e quatro deputados sejam juntadas a um inquérito já aberto no STF para investigar irregularidades na Transpetro. 

Por fim, solicitou que as citações a ex-parlamentares sejam encaminhadas ao juiz Sérgio Moro. A decisão caberá ao ministro Edson Fachin, relator da Lava-Jato no STF.
Em sua delação, Sérgio Machado disse que se encontrou em 2012 com Temer, que ainda era vice-presidente na época. 

O pedido: recursos para a campanha do seu candidato à prefeitura de São Paulo, o então deputado do PMDB Gabriel Chalita. 

A reunião, segundo ele, ocorreu em um local reservado na base aérea de Brasília. Machado disse ter viabilizado o repasse de R$ 1,5 milhão, oriundos de recursos de empresas com contratos com a Transpetro. 

Em junho do ano passado, quando a delação se tornou pública, Temer negou as acusações.
Janot destacou o artigo 86 da Constituição, que, entre outras coisas, estabelece: “o presidente da República, na vigência de seu mandato, não pode ser responsabilizado por atos estranhos ao exercício de suas funções”. Depois, o próprio procurador-geral acrescentou: “Significa que há impossibilidade de investigação do presidente da República, na vigência de seu mandato, sobre atos estranhos ao exercício de suas funções”.
No documento, Janot faz referência a três senadores — Garibaldi Alves (PMDB-RN), José Agripino Maia (DEM-RN) e Valdir Raupp (PMDB-RO) — e quatro deputados — Felipe Maia (DEM-RN), Jandira Feghali (PCdoB-RJ), Luiz Sérgio (PT-RJ) e Walter Alves (PMDB-RN). 
Em sua delação, Machado disse ter contribuído com recursos oriundos de contratos da Transpetro a vários parlamentares. Boa parte dos valores foi repassada por meio de doações oficiais registradas na Justiça Eleitoral.
Por serem parlamentares, eles só podem ser processados no STF. Assim, Janot pede que as citações sejam juntadas a um inquérito já aberto para apurar irregularidades envolvendo o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) e do deputado Aníbal Gomes (PMDB-CE) e que trata de desvios na Transpetro.
Janot também pediu que as citações aos ex-deputados Cândido Vaccarezza (que era do PT, e hoje está no PTdoB de SP), Edson Santos (PT-RJ), Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) e Jorge Bittar (PT-RJ) e à senadora Ideli Salvatti (PT-SC) sejam enviadas para a 13ª Vara Federal de Curitiba, comandada pelo juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava-Jato na primeira instância. Como não são mais parlamentares, eles não têm foro no STF e podem ser julgados na primeira instância.
Machado disse ter providenciado R$ 500 mil a Vaccarezza, R$ 500 mil a Ideli, R$ 300 mil para Agripino Maia, R$ 250 mil ao então senador e agora vice-governador do Rio de Janeiro, Francisco Dornelles, R$ 200 mil a Luiz Sérgio, R$ 200 mil a Jorge Bittar, e R$ 100 mil a Jandira Feghali na campanha de 2010. 
Quatro anos depois, disse ter conseguido R$ 250 mil para Felipe Maia, filho de Agripino, R$ 200 mil para Luís Sérgio e R$ 142.400 a Edson Santos.
Para Henrique Alves, foram R$ 1,5 milhão entre 2008 e 2014. 

O senador Valdir Raupp teria pedido e conseguido R$ 850 mil entre 2010 e 2012 para o diretório nacional do PMDB. 

Já Garibaldi Alves e seu filho Walter Alves teriam obtido R$ 750 mil.
No caso de Dornelles, por ser vice-governador, ele tem foro para ser investigado no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) ou no Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2), com abrangência sobre os estados do Rio e Espírito Santo. 

Mas, no documento de Janot, não há nenhum pedido sobre o que deve ser feito com as citações a Dornelles.

31 de março de 2017 às 10:18

Caso do Bispo que sugeriu trasnferir protesto de professores da Prefeitura para a Câmara não aconteceu no RN [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A internet tem dessas coisas…

Ontem os zap-zaps espalharam um áudio mostrando o “bispo de Lajes” criticando os professores por fazerem protesto na frente da Prefeitura, e sugerindo que eles transferissem o movimento para a frente da Câmara.
No áudio espalhado, no encerramento de uma celebração o bispo diz o seguinte:
Quero encerrar com um desabafo. Desculpem os professores. Sou contra a greve na porta da prefeitura. Sou a favor da greve, lá na porta da Câmara Municipal. Um professor que ganha mil e poucos reais, 2 mil e um vereador ganhando 9 mil reais ou mais.
Me desculpem vereadores, não peçam voto. Gera miséria! Vereador com esse salário e um professor com salário de mil e poucos reais ou dois mil. Com essa desigualdade, acredito que o vereador, nem a eucaristia pode receber.
Acredito que lá em Brasília, com a corrupção, onde os políticos estão desacreditados, não podem receber eucaristia, porque eles geram uma sociedade de miseráveis. Ser político hoje, infelizmente, não merece crédito.”


*


O Blog explica: Dom Irineu Andreassa é o Bispo Diocesano, não de Lajes, no Rio Grande do Norte, mas de Lages, em Santa Catarina.
Esse discurso dele foi no encerramento da celebração de uma missa depois da procissão de Corpus Cristhi, em maio do ano passado.

31 de março de 2017 às 9:59

Governo diz que pagou empresa e presos com tornozeleira eletrônica voltaram a ser monitorados [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Nota do Governo do Estado sobre a notícia divulgada afirmando que o Executivo não monitorava os presos com tornozeleira eletrônica porque não pagava à empresa contratada para o serviço:
NOTA À IMPRENSA

 

Sobre o monitoramento das tornozeleiras eletrônicas disponibilizadas aos presos do semi-aberto no Rio Grande do Norte, o Governo do Estado esclarece:

– O serviço já está funcionando normalmente desde as 20h desta quinta-feira (30) e o monitoramento sendo realizado através da secretaria de Estado da Justiça e da Cidadania (Sejuc);

– O pagamento foi regularizado ontem (30) com a empresa Spacecom, responsável pelos equipamentos e monitoramento 24h das tornozeleiras;

– O acesso online das forças de segurança do estado ao sistema foi bloqueado durante algumas horas da quinta-feira, mas a Spacecom permaneceu rastreando os equipamentos e recebendo notificações a partir da sede da empresa em Curitiba, Paraná. Ou seja, em nenhum momento os presos que utilizam os equipamentos ficaram sem monitoramento;

– A Sejuc e a Secretaria de Planejamento e Finanças (Seplan) fizeram um acordo com a empresa e os débitos dos meses de janeiro e fevereiro de 2017 serão regularizados nesta sexta-feira (31). Com relação aos meses pendentes de 2016, os valores serão pagos nos próximos dias.

– Ao todo, o contrato com a Spacecom disponibiliza 625 tornozeleiras eletrônicos para o sistema prisional do Rio Grande do Norte, mas estão ativas 489 unidades.

31 de março de 2017 às 9:02

Governo Federal autoriza aumento nos preços dos remédios [0] Comentários | Deixe seu comentário.

E o governo federal anuncia mais um rejuste.

Agora nos preços dos medicamento.

O aumento de 4,76% foi publicado no Diário Oficial da União de hoje.

31 de março de 2017 às 7:44

Governo começa a pagar a folha de março [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Servidores ativos da Educação e da Administração Indireta do Governo do Estado começam a receber hoje os salários de março.

O calendário de pagamento vai sendo anunciado de acordo com a arrecadação.

Atendendo a sindicatos e associações, o Governo paga a folha sem distinção entre ativos, aposentados e pensionistas. 

31 de março de 2017 às 7:24

Conversas de Eduardo Cunha no celular registradas até 2015 ainda estão sendo investigadas [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da coluna do Estadão:
PF ainda analisa dados do celular de Eduardo Cunha
A condenação do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha a 15 anos de prisão por envolvimento no petrolão é a primeira de outras que virão. O conteúdo do celular apreendido com o ex-deputado, que já foi um dos políticos mais influentes do País, está sob investigação da PF. Cunha teve aparelhos apreendidos em dezembro de 2015, quando houve busca e apreensão na residência oficial da presidência da Câmara, e quando foi preso, em outubro de 2016. Boa parte do conteúdo já foi avaliada, mas a investigação ainda não foi finalizada.
Nada do que foi apreendido com Cunha consta do processo que resultou na condenação dele. Os documentos geraram novas investigações.

31 de março de 2017 às 7:16

TSE: Ministro que vai julgar chapa Dilma/Temer foi advogado da chapa Dilma/Temer [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O novo ministro do TSE, nomeado ontem pelo presidente Michel Temer, vai integrar o Pleno da Corte para julgar, a partir de terça-feira, a chapa Dilma/Temer…

Detalhe besta: o agora ministro Admar Gonzaga foi advogado da chapa Dilma/Temer na campanha de 2010.

Resta saber se, entre Dilma e Temer, que antes eram uma coisa só, Gonzaga tem preferência.

Ele jura de pés juntinhos que nunca teve relação com Temer e que só apertou a mão dele uma vez.
Caso os diplomas de Dilma e Temer sejam cassados e eles se tornem inelegíveis, o presidente recorrerá ao STF no cargo.

Dilma ficaria impedida de disputar o Senado no próximo ano.

31 de março de 2017 às 6:00

Deputada Cristiane Dantas preside hoje sessão solene em homenagem aos 95 anos do PCdoB [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O PCdoB será a estrela principal da sessão solene marcada para logo mais, às 9h30, na Assembleia Legislativa.

O partido chega a 95 anos e sua história será contada no plenário da Casa.

A proposição é da deputada do PCdoB, Cristiane Dantas.

Vice-governador do Rio Grande do Norte, Fábio Dantas (PCdoB), marido de Cristiane, já confirmou presença.

31 de março de 2017 às 5:53

Condenação a 15 anos de prisão pode fazer Eduardo Cunha negociar delação e medo impera na política [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Quem tem medo de Eduardo Cunha?

O ex-presidente da Câmara sempre foi centralizador.

Negociava as propinas e fazia questão de recebê-las para depois distribuir.

Tinha sempre uma fila esperando ser atendida por Cunha.

E nessa fila, principalmente em anos de campanha, estavam sempre, e principalmente, deputados.

Deputados candidatos à reeleição, csndidatos a senador, a governador, que sabiam que podiam contar com a ajuda financeira vinda de Eduardo Cunha.

A forma de ter a classe política na mão, é o trunfo que Eduardo Cunha tem agora.

Condenado a 15 anos de prisão, Cunha vai recorrer, mas seu recurso maior está, não no que seu advogado possa dizer numa peça de defesa.

Mas no que ele possa falar numa delação premiada.

E Cunha tem mito a dizer sobre a fila, resta saber se tem como provar.

No Rivotril já deve ter muita gente casca grossa.

Do Planalto aos que, assim como Cunha, perderam o foro privilegiado.

A delação premiada de Cunha, que ele ainda não cogita, poderão ser as cenas dos próximos capítulos da lava-jato.

31 de março de 2017 às 5:40

Eleito presidente da Unimed, Fernando Pinto toma posse hoje [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O médico Fernando Pinto, eleito presidente da Unimed Natal, já será empossado hoje.

Ontem ele se elegeu com 522 votos contra 385 da candidata da oposição,  a médica Edailna Melo.

31 de março de 2017 às 5:29

Parecer do MPE recomenda cassação da chapa Dilma/Temer [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O Pleno do TSE começará a julgar a chapa Dilma/Temer na próxima terça-feira, em sessões pela manhã e à tarde, levando em conta o parecer do Ministério Público Eleitoral, que hoje se posicionou favorável à cassação dos diplomas dos integrantes da chapa eleita em 2014.

O parecer do MP não garante a posição do relator Herman Benjamin, muito menos os votos dos demais membros da Corte.