Holiday

Thaisa Galvão

2 de maio de 2017 às 22:32

Missão à China: Robinson recebe nesta 4ª feira empresário chinês que vem investir no Rio Grande do Norte [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do governador Robinson Faria sobre o investimento do grupo chinês, conquistado para o Rio Grande do Norte durante sua visita à China.

2 de maio de 2017 às 21:57

Ministro da Justiça recebe agentes penitenciários e promete apoio a pleito da categoria [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Terminou há pouco reunião de uma comissão de agentes penitenciários com o ministro da Justiça, Osmar Serraglio.

“O ministro disse que vai apoiar nosso destaque na 287 como categoria de risco, e na terça-feira voltamos para reunião com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, sobre a pauta da PEC 308/ 2004”, disse ao Blog a presidente do sindicato dos agentes penitenciários do RN, Vilma Batista, que é diretora da Federação Sindical Nacional dos Servidores Penitenciários – Fenaspen – e participou da reunião.
A PEC 308 altera a Constituição oara criar as polícias penitenciárias federal e estaduais.

Os agentes querem ser reconhecidos como categoria de risco e alegam que o relatório tirou essa possibilidade.

Eles tem o apoio do deputado Lincoln Portela (PRB) de Minas Gerais, que participou do movimento.

2 de maio de 2017 às 21:24

Procurador da força-tarefa da lava-jato considerou STF ‘incoerente’ ao mandar soltar José Dirceu [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Procurador do Munistério Público Federal no Paraná, membro da força-tarefa da lava-jato, Deltan Dallagnol se posicionou contra a decisão do STF de tirar o petista José Dirceu da cadeia.

Ele considerou o Supremo “incoerente”.

CLIQUE AQUI para ler a íntegra da publicação do procurador.

2 de maio de 2017 às 21:16

Depois de dois anos na cadeia, José Dirceu vai cumprir prisão em casa [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O STF decidiu hoje libertar o ex-ministro José Dirceu (PT), preso pela Lava Jato há quase dois anos.

Por 3 votos contra 2, o Tribunal concedeu habeas corpus ao ex-ministro.

Poucas horas antes, Dirceu, que acumula duas condenações na lava-jato, voltou a ser denunciado pelo Ministério Público Federal.
Votaram pela saída de Dirceu da cadeia, para cumprir prisão domiciliar, os ministros Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski. 

Os ministros Celso de Mello e Edson Fachin, relator da lava-jato no STF, votaram pela manutenção da prisão preventiva.

O ministro Gilmar Mendes desempatou em favor de José Dirceu e classificou o gesto do MPF de “quase brincadeira juvenil”.

Para Gilmar Mendes, o Ministério Público Federal em Curitiba  tentou pressionar o tribunal a manter o petista preso.
Dirceu vai voltar para casa e cumprir regras que serão estabelecidas pelo juiz Sérgio Moro.

2 de maio de 2017 às 20:03

Presidente do sindicato de agentes penitenciários do RN participou da invasão ao Ministério da Justiça [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Presidente do sindicato dos agentes penitenciários do Rio Grande do Norte, Vilma Batista está em Brasília no movimento da categoria.

Ela também participou da invasão ao Ministério da Justiça.

Depois de tentarem em vão cobrar dos governos estaduais, os agentes foram ao lugar mais indicado.
“No momento aguardamos um posicionamento do ministro da Justiça, conforme acordado na reunião com o diretor-geral do Depen e o secretário de Segurança Nacional”, disse Vilma ao Blog.


2 de maio de 2017 às 17:56

Funcionário de marqueteiros diz que pegou mais de 1 milhão de caixa2 para os patrões mas foi roubado [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do blog de Andreia Sadi, no G1:
 

Funcionário de marqueteiros relata roubo de caixa 2 milionário em 2014
Um funcionário dos marqueteiros João Santana e Monica Moura contou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que foi roubado em São Paulo, em 2014, após receber uma encomenda de cerca de R$ 1,5 milhão em um hotel. 
André Santana afirmou que, em 2014, a pedido de Monica Moura foi a São Paulo algumas vezes receber valores de caixa 2. 
Perguntado no depoimento sobre a que se referiam os pagamentos em dinheiro que recebia, ele respondeu que Monica “comentou que esse dinheiro fazia parte da campanha que a gente estava atuando (..) atuando no ano. No caso, presidencial”. 
André Santana disse em depoimento ao TSE, na ação que pede a cassação da chapa Dilma-Temer, que, no final de 2014, quando saiu do hotel em que recebeu a encomenda, entrou em um táxi que foi parado por uma “equipe”. Ele disse acreditar que, dentro da mala, havia de R$ 1 milhão a R$ 1,5 milhão.“Eles me levaram, colocaram dentro de um veículo que eles estavam… Acredito que eles estavam me seguindo. Me levaram por alguns metros, passavam por cima de meio-fio, e depois pararam e me largaram. Eu só sei que estava muito nervoso. Peguei um táxi e voltei para o hotel que eu estava e comuniquei à sra. Monica o ocorrido”. 
Segundo ele, eram duas pessoas na frente, em um carro preto. “Eu me lembro que eles se comunicavam afirmando que tinham pego e que deu certo, acredito, a atuação deles e levaram essa remessa, esse dinheiro”. 
O funcionário do casal detalhou também uma ida à Odebrecht em 2014 para combinar as entregas de dinheiro. “Teve momentos que eu recebi 50, em outro dia 250, cheguei a receber 500 mil em um dia. Não me recordo perfeitamente, mas eu acredito que umas cinco ou seis vezes eu tive esses recebimentos em 2014.” 
O maior valor, segundo ele, foi o que teria sido roubado em “outubro, novembro” de 2014. 
Ele disse que não foi apresentada nenhuma arma nem foi ameaçado. “Eles pararam o veículo, esses dois carros pararam o táxi, um já me tirou de dentro do carro, puxou meu celular, o outro já abriu a mala, tirou o taxieiro (sic), abriu a mala do carro e levou a mala.” 
O ex-assistente de João e Monica afirmou também que as entregas sempre eram feitas por homens, que chegavam, pediam a senha, descarregavam e iam embora. “Era uma coisa muito rápida”.

2 de maio de 2017 às 17:36

Vídeo: Agentes penitenciários de vários estados do Brasil invadem Ministério da Justiça [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A crise no sistema penitenciário brasileiro é grave e não é “privilégio” de alguns poucos estados.
Cerca de 500 agentes penitenciários de várias regiões do país  invadiram hoje à tarde a sede do Ministério da Justiça, em Brasília. 

Eles querem a inclusão da profissão na lista de “categorias de risco”, junto com as atividades policiais.

Veja a invasão:

2 de maio de 2017 às 17:18

Em vídeo o vereador Luiz Almir fala sobre o acidente que sofreu hoje [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O vereador Luiz Almir gravou um vídeo contando sobre o acidente que sofreu na manhã de hoje.

Ele está bem, e torce para que o ciclista que foi atingido pelo seu veículo ao capotar, também se recupere

O vídeo do vereador foi publicado em sua página no facebook.
CLIQUE AQUI para assistir.
Abaixo as fotos do acidente

2 de maio de 2017 às 13:56

Temer e a coragem de cortar cargos de Renan Calheiros [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Até que ponto o presidente Michel Temer é corajoso?

Da coluna Painel, na Folha:

E ele?

Deputados dizem que o gesto do governo Michel Temer de cortar cargos de infiéis não surtirá efeito se Renan Calheiros (AL), líder do PMDB no Senado, não sofrer retaliação. Ele não só critica as reformas como também atua para tirar votos do governo no Congresso.

2 de maio de 2017 às 13:45

Wilma de Faria deixa o hospital [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Depois de dias no hospital, a vereadora Wilma de Faria (PTdoB) está em casa.

Permanece seguindo as recomendações médicas e licenciada da Câmara.

Essa semana deverá retornar ao hospital para continuação do tratamento, mas não ficará internada.

2 de maio de 2017 às 13:39

Contra a reforma trabalhista, Rafael Motta e Antônio Jácome perderam comando do DNIT, DNPM e Funasa [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Indicados dos deputados federais Rafael Motta (PSB) e Antônio Jácome (PTN), que votaram contra a reforma trabalhista, perderam o cargo.

O presidente Michel Temer (PMDB) degolou os cargos dos parlamentares que ele considerou “infiéis”.

Fiéis aos eleitores, os deputados foram penalizados.

Da cota de Rafael, foram exonerados o superintendente do DNIT, Walter Fernandes de Miranda Júnior, e o superintendente do DNPM Departamento Nacional de Produção Mineral), Octávio Santiago Filho.

Da cota de Jácome, foi exonerado Jairo Sotero Nogueira de Souza, superintendente da Funasa no Rio Grande do Norte.

2 de maio de 2017 às 13:11

Da bancada do RN, quem vai se render às ameaças de Temer? [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Pronto.

O presidente perseguidor Michel Temer começa a cortar cargos indicados por deputados que votaram contra a reforma administrativa, como uma forma de sinalizar para os que pensam em votar contra a reforma da Previdência.
E um deputado que tiver cargos no governo, que votou a favor da trabalhista, mas vem se posicionando contra a da Previdência, vai ter que optar entre perder cargos ou perder votos.
Sim, perder votos, porque aprovar a reforma será o caminho mais curto para ficar fora da lista de eleitos no próximo ano.
Está muito claro que o eleitor vai trabalhar para derrotar, seja ele o campeão de votos que for, quem votar favorável ao projeto que tira dos trabalhadores o direito de se aposentar.
E como essa decisão de enforcar infiéis reflete no Rio Grande do Norte?
Pela ordem alfabética, aa reformas e a bancada potiguar na Câmara:

-Antônio Jácome (PTN) perdeu a superintendência da Funasa no Rio Grande do Norte que, certamente, será oferecida a algum parlamentar que garanta o voto que o presidente quer.

-Beto Rosado (PP) votou pela aprovação da reforma trabalhista, mas já sinalizou que não aprova a da Previdência.

Mas, e se tiver cargo no Governo, vai  reiterar o que já declarou ou vai se render ao valente presidente?

-Fábio Faria (PSD) aprovou a trabalhista e deve aprovar a da Previdência, vez que não se pronunciou contrário.

-Felipe Maia (DEM), sim e sim aos projetos do Palácio do Planalto.

-Rafael Motta (PSB) votou contra a trabalhista e já se pronunciou contra a da Previdência.

Perdeu a superintendência do DNIT e do DNPM no Rio Grande do Norte.

-Rogério Marinho (PSDB) – Como relator da reforma trabalhista, votou a favor e votará assim também na reforma da Previdência.

-Walter Alves (PMDB) faltou à sessão que aprovou a reforma trabalhista, mas já adiantou que não votará favorável ao projeto de reforma da Previdência.

Deputado do PMDB de Michel Temer, resta saber se vai atender a algum apelo do Planalto para, pelo menos, também faltar à sessão que vai votar a reforma da Previdência.

-Zenaide Maia (PR) votou contra a trabalhista, vai votar contra a da Previdência, e não teme retaliação porque é adversária declarada do governo Temer.