Holiday

Thaisa Galvão

3 de maio de 2017 às 20:40

Comissão da Câmara aprova texto-base da reforma da Previdência [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A comissão especial da Câmara aprovou há pouco o texto-base da reforma da Previdência.

O projeto seguirá para o plenário após a análise de destaques.
O texto define idade mínima de 62 anos para mulheres e 65 para homens, com exigência de 25 anos de contribuição.

O parecer recebeu 23 votos favoráveis e 14 contrários.

3 de maio de 2017 às 13:28

Em nota, assessoria diz que governador não nomeou fantasmas na AL [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da assessoria do Governo do Estado sobre investigação por parte do Ministério Público, divulgada hoje:

Nota

Informado por meio da imprensa a respeito de suposta investigação do Ministério Público, o governador Robinson Faria esclarece que durante o período que esteve à frente da presidência da Assembleia Legislativa não procedeu com a nomeação de qualquer servidor “fantasma”.

O Ministério Público exerce seu papel constitucional de fiscalização dos poderes, mas é importante destacar que não se pode presumir culpa ou delito sem a conclusão das investigações em curso e seu devido julgamento pela Justiça.

*

O governador está sendo investigado por supostas nomeações de servidores fantasmas’ quando presidente da Assembleia Legislativa do estado.

3 de maio de 2017 às 3:11

Poço Branco: Projeto do vereador Rodrigo Lucas é aprovado e derruba regime de trabalho de apenas 28 dias por ano na Câmara [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Na sessão que votou em primeiro turno, na noite desta terça-feira, a Câmara Municipal de Poço Branco aprovou projeto do vereador Rodrigo Lucas (PSB), que altera o calendário do legislativo municipal.

 

Placar de 11 a zero.

 

Como o Blog já publicou, hoje os vereadores de Poço Branco, que recebem salário de 4 mil e 500 reais por mês, trabalham mês sim, dois meses não…e a cada mês de trabalho, vão à Câmara somente às terças-feiras à noite, para uma sessão de cerca de duas horas…

 

Juntando os dias, um vereador de Poço Branco trabalha 28 dias por ano.

O equivalente a menos de um mês.

O que revela que eles ganham um mês de salário trabalhado, e 11 meses sem ter que dar um prego numa barra de sabão.

 

A votação em segundo turno, que deverá repetir o placar unânime, está marcada para o dia 16.

Ainda agora, neste mês de…trabalho.

3 de maio de 2017 às 3:08

Vereador contra moralização disse que autor do projeto quis aparecer e desmoralizou a Câmara de Poço Branco [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Na votação do projeto que moraliza a Câmara de Poço Branco, um parlamentar que no primeiro momento das discussões se mostrou contrário, disse em plenário que o vereador Rodrigo Lucas, autor do projeto, estava ‘desmoralizando’ a Casa.

 

Ele reclamava do fato do vereador ter levado o assunto à imprensa.

Para o parlamentar que não queria de jeito nenhum mudar o calendário de trabalho, mas se viu obrigado a votar Sim – e vai votar Sim também no segundo turno – o autor do projeto quis ‘aparecer’…

 

Discurso que pegou mal, já que se mostrava cheio de ataques pessoais, e nenhum argumento contra o mérito do projeto.

 

E mais.

Por ter que votar obrigado, sob pressão da população de Poço Branco, através da imprensa, fez um discurso para lembrar que a tal lei que permite não se trabalhar, foi criada em 1992, quando o pai do autor do projeto era vereador e aprovou a Lei Orgânica.

 

Os ataques foram para o pai do vereador Rodrigo Lucas, o ex-vereador, ex-vice-prefeito e ex-prefeito reeleito, Roberto Lucas.

Os contrários não entenderam que o vereador em primeiro mandato hoje corrige o que pode ter sido falha de seu pai há mais de 20 anos.

 

Chateado por ter sido visto pela imprensa como pessoa que não trabalha, um vereador disse que vive ocupado e trabalha 24 horas por dia, limpando mato no terreno dele…

 

Em seu discurso, o vereador Rodrigo Lucas justificou que, apesar de não terem criado a lei, eles tem a “responsabilidade moral” de rever o “erro histórico”…

E que em 92 o tempo era outro…

O discurso do vereador foi aplaudido pelos populares que foram acompanhar a votação nesta noite de muito trabalho na Câmara de Poço Branco.

3 de maio de 2017 às 0:40

Após perder cargo porque votou contra reforma, Jácome levará retaliação de Temer ao plenário da Câmara nesta quarta [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Retaliado pelo presidente Michel Temer, que demitiu o superintendente da Funasa no Rio Grande do Norte, Jairo Sotero Nogueira de Souza, o deputado Antônio Jácome vai abrir a boca…

Jácome, do PTN, indicou o cargo por ser, como líder do PTN, aliado do governo federal.

 

Porém…

Ao votar contra a reforma trabalhista, o deputado perdeu o cargo…e o prestígio.

 

Mas não vai ficar calado.

Nesta quarta-feira vai levar o assunto para o plenário da Câmara Federal.

 

Questionado sobre seu posicionamento em relação à reforma da Previdência, Jácome disse ao Blog que mantém a posição contrária ao projeto de reforma da Previdência.

 

“Nunca me elegi arrimado em cargos”, declarou o parlamentar.

3 de maio de 2017 às 0:31

Rafael Motta silencia sobre perda de cargos e ainda não reafirmou que votará contra reforma da Previdência [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O deputado Rafael Motta (PSB), que perdeu dois grandes cargos porque votou contra a reforma trabalhista, não vai se pronunciar sobre o assunto.

Vai deixar como está.

 

Da cota de Rafael, foram exonerados o superintendente do DNIT, Walter Fernandes de Miranda Júnior, e o superintendente do DNPM Departamento Nacional de Produção Mineral), Octávio Santiago Filho.

 

Questionado sobre seu posicionamento em relação ao projeto de reforma da Previdência, ele não respondeu.

 

No Rio Grande do Norte, Rafael já havia adiantado que não votaria favorável à reforma da Previdência.

Votou contra a trabalhista depois que seu partido, o PSB, fechou questão contrária às reformas trabalhista e da Previdência