Holiday

Thaisa Galvão

14 de julho de 2017 às 14:33

Morte de Mica Ferreira poderia ter sido evitada se lei do vereador Ney Júnior tivesse sendo cumprida [3] Comentários | Deixe seu comentário.

Caso a Prefeitura de Natal tivesse feito cumprir a lei do vereador Ney Lopes Júnior (PSD), sancionada em 2009, a barbeira Mica Ferreira, assassinada ontem, poderia estar viva.

A lei de Ney Júnior, aprovada e sancionada, proíbe atividades em horário de atendimento ao público, de transferências de valores em shoppings, centros comerciais, supermercados, agências bancárias e nas proximidades de escolas.

Mica estava trabalhando quando foi feita refém na tentativa de assalto a um carro forte durante o abastecimento de um caixa eletrônico.

Abaixo a foto de Mica na sua última postagem, ontem, no Storie do Instagram.

14 de julho de 2017 às 13:53

Sinal quebrado tumultua trânsito em cruzamento movimentado de Natal [0] Comentários | Deixe seu comentário.

No Twitter

O trânsito ficou tumultuado e até o momento não havia agente de trânsito no local.

14 de julho de 2017 às 12:31

Cunha silencia em depoimento à PF e recebe visita de Cláudia Cruz [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Trabalhando a delação premiada, o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB) não quer queimar cartuchos…

E hoje foi prestar depoimento na sede da Polícia Federal, em Curitiba, mas preferiu ficar calado.

Ele foi convocado a depor para falar sobre a Operação Cui Bono, que investiga um esquema de fraudes na Caixa Econômica Federal.

Também foi à Superintendência da PF a mulher de Cunha, Cláudia Cruz.

Como sexta-feira é dia de visitas no Complexo Médico, onde Cunha está preso, mas hoje ele não estaria lá, a visita foi transferida de local.

14 de julho de 2017 às 9:40

Parnamirim: Prefeitura garante inclusão de portadores de deficiência em estágios [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Lei publicada no Diário Oficial de hoje, em que o prefeito de Parnamirim, Rosano Taveira, garante inclusão de portadores de deficiência em estágios em órgãos do poder público municipal.

 

LEI ORDINÁRIA Nº 1.821, DE 10 DE JULHO DE 2017.

 

“DISPÕE SOBRE A RESERVA DE NO MÍNIMO 10% (DEZ POR CENTO) DAS VAGAS DESTINADAS PARA ESTAGIÁRIO AOS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA NOS ÓRGÃOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DIRETA E INDIRETA DO MUNICÍPIO E DA OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

 

Art. 1º – Ficam reservadas 10% (dez por cento) das vagas destinadas a estagiários, em órgãos da administração pública direta e indireta do Município, para pessoa portadora de deficiência.

 

Parágrafo único – Caso o referido percentual mínimo não seja preenchido, a Administração Pública Municipal fica autorizada a completar este percentual com os demais interessados.

 

Art. 2º – Serão asseguradas ao estagiário portador de deficiência, as adaptações necessárias ao desempenho da atividade.

 

Art. 3º – O Executivo regulamentará esta Lei no prazo de 60 (sessenta) dias, contando a partir da data de sua publicação.

 

Art. 4º – Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

 

Parnamirim, 10 de Julho de 2017.

 

ROSANO TAVEIRA DA CUNHA

14 de julho de 2017 às 8:00

Deputados tem que aproveitar as férias para fazer as pazes com seus eleitores [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Será no dia 2 de agosto a votação em plenário para decidir sobre a continuidade ou arquivamento do processo de investigação contra o presidente Michel Temer.
Durante as férias, os deputados serão assediados…

Pelo presidente Temer (PMDB) por emissários do presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM)…

Mas os deputados tem que lembrar: ano que vem farão a prova do ENEM para serem aprovados de volta aos bancos do plenário da Câmara Federal.

E as questões da prova serão analisadas, não por Temer, não por Maia, mas pelo eleitorado.

Durante o recesso, é hora do povo de cada Estado cobrar posição de seus parlamentares.

No Rio Grande do Norte só 3 deputados tem posição já anunciada: Antônio Jácome (PODE), Rafael Motta (PSB) e Zenaide Maia (PR) votarão a favor de investigar o presidente.

Beto Rosado (PP), Fábio Faria (PSD), Felipe Maia (DEM), Rogério Marinho (PSDB) e Walter Alves (PMDB) continuam em cima do muro, olhando para o movimento das nuvens lá no céu.

Ainda não se tocaram que tem que olhar para o chão e acompanhar o movimento dos votos…

As férias são a oportunidade que cada um rerá para fazer as pazes com seus eleitores.

14 de julho de 2017 às 7:44

A bomba de Temer e o medo das férias [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O presidente Michel Temer ganhou na CCJ, que reprovou a continuidade do processo de investigação contra ele, mas teme perder no ringue principal: o plenário.

Para tentar manobrar como fez com a Comissão, Temer queria pressa.

Aproveitar o clima de vitória para ganhar também no colegiado.

Só que sem quórum para votar hoje, a decisão fica para depois do recesso.

Recesso que nem deveria acontecer diante de uma instabilidade dessa, de um país com o presidente pensurado por um galho de coentro e a decisão tendo que sair do plenário da Câmara.

Mas o recesso será o ringue onde se enfrentarão Temer e o presidente da Câmara Rodrigo Maia.

O mais “simpático” durante as férias vai agregar mais votos, e em casos assim, o mais “simpático” tem sido, não o novo, mas o menos sujo.

Maia teria mais chance de agradar até agosto e é aí que Temer teme. E treme.

A vitória do presidente na CCJ foi bem analisada pelo jornal O Globo: foi à base de anabolizantes.

O presidente “tomou bomba” para ganhar força.