Holiday

Thaisa Galvão

14 de julho de 2017 às 14:33

Morte de Mica Ferreira poderia ter sido evitada se lei do vereador Ney Júnior tivesse sendo cumprida [2] Comentários | Deixe seu comentário.

Caso a Prefeitura de Natal tivesse feito cumprir a lei do vereador Ney Lopes Júnior (PSD), sancionada em 2009, a barbeira Mica Ferreira, assassinada ontem, poderia estar viva.

A lei de Ney Júnior, aprovada e sancionada, proíbe atividades em horário de atendimento ao público, de transferências de valores em shoppings, centros comerciais, supermercados, agências bancárias e nas proximidades de escolas.

Mica estava trabalhando quando foi feita refém na tentativa de assalto a um carro forte durante o abastecimento de um caixa eletrônico.

Abaixo a foto de Mica na sua última postagem, ontem, no Storie do Instagram.

14 de julho de 2017 às 13:53

Sinal quebrado tumultua trânsito em cruzamento movimentado de Natal [0] Comentários | Deixe seu comentário.

No Twitter

O trânsito ficou tumultuado e até o momento não havia agente de trânsito no local.

14 de julho de 2017 às 12:31

Cunha silencia em depoimento à PF e recebe visita de Cláudia Cruz [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Trabalhando a delação premiada, o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB) não quer queimar cartuchos…

E hoje foi prestar depoimento na sede da Polícia Federal, em Curitiba, mas preferiu ficar calado.

Ele foi convocado a depor para falar sobre a Operação Cui Bono, que investiga um esquema de fraudes na Caixa Econômica Federal.

Também foi à Superintendência da PF a mulher de Cunha, Cláudia Cruz.

Como sexta-feira é dia de visitas no Complexo Médico, onde Cunha está preso, mas hoje ele não estaria lá, a visita foi transferida de local.

14 de julho de 2017 às 8:00

Deputados tem que aproveitar as férias para fazer as pazes com seus eleitores [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Será no dia 2 de agosto a votação em plenário para decidir sobre a continuidade ou arquivamento do processo de investigação contra o presidente Michel Temer.
Durante as férias, os deputados serão assediados…

Pelo presidente Temer (PMDB) por emissários do presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM)…

Mas os deputados tem que lembrar: ano que vem farão a prova do ENEM para serem aprovados de volta aos bancos do plenário da Câmara Federal.

E as questões da prova serão analisadas, não por Temer, não por Maia, mas pelo eleitorado.

Durante o recesso, é hora do povo de cada Estado cobrar posição de seus parlamentares.

No Rio Grande do Norte só 3 deputados tem posição já anunciada: Antônio Jácome (PODE), Rafael Motta (PSB) e Zenaide Maia (PR) votarão a favor de investigar o presidente.

Beto Rosado (PP), Fábio Faria (PSD), Felipe Maia (DEM), Rogério Marinho (PSDB) e Walter Alves (PMDB) continuam em cima do muro, olhando para o movimento das nuvens lá no céu.

Ainda não se tocaram que tem que olhar para o chão e acompanhar o movimento dos votos…

As férias são a oportunidade que cada um rerá para fazer as pazes com seus eleitores.

14 de julho de 2017 às 7:44

A bomba de Temer e o medo das férias [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O presidente Michel Temer ganhou na CCJ, que reprovou a continuidade do processo de investigação contra ele, mas teme perder no ringue principal: o plenário.

Para tentar manobrar como fez com a Comissão, Temer queria pressa.

Aproveitar o clima de vitória para ganhar também no colegiado.

Só que sem quórum para votar hoje, a decisão fica para depois do recesso.

Recesso que nem deveria acontecer diante de uma instabilidade dessa, de um país com o presidente pensurado por um galho de coentro e a decisão tendo que sair do plenário da Câmara.

Mas o recesso será o ringue onde se enfrentarão Temer e o presidente da Câmara Rodrigo Maia.

O mais “simpático” durante as férias vai agregar mais votos, e em casos assim, o mais “simpático” tem sido, não o novo, mas o menos sujo.

Maia teria mais chance de agradar até agosto e é aí que Temer teme. E treme.

A vitória do presidente na CCJ foi bem analisada pelo jornal O Globo: foi à base de anabolizantes.

O presidente “tomou bomba” para ganhar força.