Holiday

Thaisa Galvão

14 de julho de 2017 às 7:44

A bomba de Temer e o medo das férias [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O presidente Michel Temer ganhou na CCJ, que reprovou a continuidade do processo de investigação contra ele, mas teme perder no ringue principal: o plenário.

Para tentar manobrar como fez com a Comissão, Temer queria pressa.

Aproveitar o clima de vitória para ganhar também no colegiado.

Só que sem quórum para votar hoje, a decisão fica para depois do recesso.

Recesso que nem deveria acontecer diante de uma instabilidade dessa, de um país com o presidente pensurado por um galho de coentro e a decisão tendo que sair do plenário da Câmara.

Mas o recesso será o ringue onde se enfrentarão Temer e o presidente da Câmara Rodrigo Maia.

O mais “simpático” durante as férias vai agregar mais votos, e em casos assim, o mais “simpático” tem sido, não o novo, mas o menos sujo.

Maia teria mais chance de agradar até agosto e é aí que Temer teme. E treme.

A vitória do presidente na CCJ foi bem analisada pelo jornal O Globo: foi à base de anabolizantes.

O presidente “tomou bomba” para ganhar força.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*