Thaisa Galvão

5 de setembro de 2017 às 7:43

Vídeo: Empreiteiro diz que era padrinho de Aécio, Campos e Dilma e que seu pai apadrinhava Lula na Odebrecht [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O juiz Sérgio Moro começa a ouvir os réus da lava-jato e o primeiro foi o empreiteiro Marcelo Odebrecht, que está preso em Curitiba.

O depoimento de mais de 3 horas foi nesta segunda-feira e Odebrecht disse disse que acreditava que Lula sabia sobre os repasses ilegais feitos para ele quando presidente e depois de deixar a presidência da República.

Lula era o “Amigo” nas planilhas da Odebrecht, e o ex/ministro Antônio Palocci era o “Italiano”, segundo o empresário

Porém, afirmou que nunca tratou de dinheiro direto com o petista.

Cita Palocci (PT), o empresário José Carlos Bumlai e o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto como intermediários.

O empreiteiro confirma que comprou um terreno em São Paulo para construir uma nova sede para o Instituto Lula.
Marcelo revela que dentro da emlresa, para tratar de doações, ele era ‘padrinho’ de Aécio Neves (PSDB), Eduardo Campos (PSB), e Dilma Rousseff (PT).

Já seu pai, Emílio Odebrecht, era o ‘padrinho’ de Lula.
Abaixo a íntegra do depoimento de Marcelo Odebrecht:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*