Thaisa Galvão

6 de setembro de 2017 às 16:47

Tesouro: Dono do apartamento confirma que tinha emprestado imóvel a Geddel para ‘guardar documentos’ [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O empresário Sílvio Silveira, apontado como dono do apartamento onde foram encontrados R$ 51 milhões que seriam de Geddel Vieira Lima, se apresentou à Polícia Federal e admitiu ter emprestado o imóvel, localizado numa área nobre de Salvador, para o ex-ministro guardar documentos. 
A informação foi divulgada pelo Superintendente da PF na Bahia, Daniel Madruga, nesta quarta-feira (6).
Sílvio se apresentou na terça-feira (5), após ser intimado, e, de acordo com a PF, disse, no entanto, que não sabia que o local estava sendo usado para guardar dinheiro. 
Conforme o superitendente, o empresário relatou que cedeu o imóvel para que Geddel guardasse pertences do pai, que morreu em janeiro de 2016.
“A informação que a gente tem é que esse apartamento teria sido emprestado supostamente para colocar pertences do pai do ex-ministro Geddel. E quando nós fomos lá, nos deparamos com o dinheiro. Na verdade, teria sido uma desculpa que ele usou para obter o apartamento emprestado”, disse Madruga.
Do G1/BA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*