Thaisa Galvão

10 de setembro de 2017 às 1:13

Sem foro privilegiado, Lula, Dilma e Mercadante serão investigados pela justiça comum [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Relator da lava-jato no STF, o ministro Edson Fachin remeteu para a primeira instância da Justiça Federal em Brasília a segunda denúncia apresentada essa semana contra os ex-presidentes Dilma e Lula (ambos do PT), já que os dois não tem foro privilegiado.

Também sem mandato será investigado na 1ª instância e no mesmo processo, o ex-ministro Aloizio Mercadante (PT).

O peocesso remete so caso da nomeação de Lula como ministro da Casa Civil por Dilma, em março do ano passado, antes de ela ser afastada do cargo, no processo de impeachment.

Para o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, há indícios do crime de obstrução de Justiça, pela suspeita de que a medida serviu para dar ao ex-presidente foro privilegiado no STF, evitando que Lula fosse preso.
*com informações do G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*