Holiday

Thaisa Galvão

4 de novembro de 2017 às 19:24

Enem: No RN portões dos locais de provas serão fechados às 12 horas [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Quase 160 mil inscritos realizarão as provas do Enem neste domingo em 40 cidades do Rio Grande do Norte.

É bom lembrar que o horário das provas no RN não é o mesmo de Brasília e do noticiário nacional.

No Rio Grande do Norte, que não aderiu ao horário de verão, os portões dos locais de provas serão abertos às 11 horas e fecharão, impreterivelmente, às 12 horas.

As provas começam a ser aplicadas às 12h30.

A saída dos locais de provas é permitida a partir das 14h30, mas nesse caso os estudantes não poderão levar o caderno de provas.

Quem quiser levar o cartão de provas só vai poder sair às 17h30.

As provas serão encerradas às 18 horas.

4 de novembro de 2017 às 19:13

Enem: O que levar para as provas deste domingo [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O que os candidatos deverão levar para as provas do Enem que terão início neste domingo:

RG

Se não tiver com o RG veja quais documentos poderão substituir:

-Carteira de Trabalho e Previdência Social;

-Passaporte;

-Certificado de Reservista ou de Dispensa;

-Carteira Nacional de Habilitação;

-Identificação fornecida por ordens ou conselhos de classes que por Lei tenham validade como documento de identidade.

Vale destacar que, em caso de roubo ou extravio do documento, o estudante deve apresentar o Boletim de Ocorrência, emitido há, no máximo, 90 dias antes das provas.

Para estes será realizada um método de identificação exclusivo, com coleta de alguns dados e assinatura em formulário.

Cartão de inscrição

Embora não seja considerado um item obrigatório, é interessante levá-lo para consultar, com agilidade, o número e prédio onde se encontra a sala das provas.

Água e alimentos

Por ser uma prova longa, é importante levar algo para comer. Nutricionistas aconselham levar água e alimentos leves e, ao mesmo tempo, nutritivos.

Roupa

É recomendável usar uma roupa confortável no dia do Enem. Bermuda e chinelos são permitidos. Algumas regiões do Brasil fazem muito calor nesta época e nem todas as salas de prova possuem ventilação adequada.

4 de novembro de 2017 às 19:00

Enem: O que não pode levar [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O que os candidatos não podem levar para oos locais de provas do Enem:

Equipamentos eletrônicos

Não se deve levar objetos como calculadora, agenda eletrônica, tablet, ipod, gravador, pen drive, mp3, relógio, receptores e transmissores de dados e mensagens.

Acessórios

A organização avisa que o participante não deve comparecer ao Enem 2017 com óculos escuros, boné, chapéu, gorro, viseira e similares.

Materiais escolares

Não é permitido levar lápis, lapiseira, borracha, caneta com material não transparente, livros, anotações e impressos gerais.

Como informado acima, somente é necessário levar caneta preta.

E o celular?

O estudante pode levar celular para o Enem, porém, antes de entrar na sala, deve-se desprogramar algum alarme, desligar o aparelho e colocá-lo em uma embalagem que será entregue pelo fiscal de sala.

Outros objetos metálicos como chave do carro e moedas também devem ser colocados dentro da embalagem fornecida pelo fiscal de sala. Estes objetos podem ser detectados pelos aparelhos de fiscalização se estiverem no bolso do participante, o que pode causar a eliminação do Enem.

4 de novembro de 2017 às 17:57

Pesquisas: Presidente do Ibope diz que é cedo para previsões sobre 2018 [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da revista IstoÉ:

4 de novembro de 2017 às 17:23

Folha/Salvador: Citados como prováveis candidatos, Marcelo Alecrim e Flávio Rocha estão fora da disputa [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A quem interessa citar em reportagem da Folha produzida em Salvador, os nomes dos empresários Marcelo Alecrim e Flávio Rocha como prováveis pré-candidatos ao governo do Rio Grande do Norte?

Como a venda da distribuidora ALE suspensa, Alecrim voltou a focar suas atenções à empresa da qual é presidente.

Quem conversa com ele sabe da disposição de contribuir com o estado, mas não assumindo o papel de governador

E Flávio Rocha pode ser tudo em 2018, menos candidato no Rio Grande do Norte.

O cenário político de Flávio hoje é São Paulo, onde pode vir a disputar o Governo do Estado.

Ou o cenário nacional, onde já foi cotado para disputar a presidência da República ou ser indicado vice na chapa de oposição ao PT.

Portanto, os nomes citados pela reportagem produzida em Salvador parece terem aparecido somente para compor…

Sem fundamento e sem conteúdo.

A quem interessa…

Ah…

E uma provável candidatura de Flávio Rocha jamais seria lançada em uma reportagem da Folha produzida em Salvador.

4 de novembro de 2017 às 17:09

Cláudio Santos: qual a resposta que vale? [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O desembargador Cláudio Santos, citado na reportagem da Folha produzida em Salvador como pré-candidato a governador do Rio Grande do Norte, disse ao jornal paulista que tudo não passava de “especulação”.

Não é o que o desembargador diz por aqui.

Ao Blog, Cláudio já disse mais de uma vez que só será candidato se for a governador e que mandatos no legislativo não lhe interessam.

Questionei o desembargador há pouco sobre essa declaração à Folha e ele apenas riu…

Agora o Blog quer saber:

A resposta que vale é a que ele deu à Folha ou a que deu ao Blog?

4 de novembro de 2017 às 16:54

Da Folha sobre renúncia de prefeitos para disputar governos: “A história mostra que deixar o cargo traz riscos” [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Na reportagem da Folha produzida em Salvador, 10 prefeitos de capitais são citados como prováveis candidatos ao governo de seus estados.

A começar pelo prefeito João Dória, de São Paulo, e ACM Neto, de Salvador.

Também são apontados como pré-candidatoa os seguintes prefeitos:

-Marcus Alexandre (PT) de Rio Branco, no Acre

-Carlos Amastha (PSB), de Palmas, no Tocantins

-Arthur Virgílio Neto, de Manaus, no Amazonas

-Rui Palmeira (PSDB), de Maceió, em Alagoas

-Luciano Cartaxo (PSD), de João Pessoa, na Paraíba

-Carlos Eduardo (PDT), de Natal, no Rio Grande do Norte

-Teresa Surita (PMDB) de Boa Vista, em Roraima

-Zenaldo Coutinho (PSDB) de Belém, no Pará

A reportagem que aponta os nomes que deverão disputar governos, mostra que a história mostra que deixar o cargo traz riscos.

E lembra que desde 1989, de 20 prefeitos, 9 perderam nas urnas.

E cita o caso de Tarso Genro (PT), de Porto Alegre, em 2002, e Iris Rezende (PMDB), de Goiânia, em 2010.

Ambos disputaram e perderam o governo estadual.

4 de novembro de 2017 às 16:31

Folha aponta Carlos Eduardo como nome natural e Fátima Bezerra como 3ª via na disputa pelo Governo [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da Folha de hoje, matéria de política assinada por repórter de Salvador, que pareceu “arreodear” um bocado para dizer que a solução para o Governo do Rio Grande do Norte no próximo ano é o atual prefeito de Natal, Carlos Eduardo.

Texto estranho que cita o governador, mas ouve o vice…

E aponta como nomes fortes – que seriam mais fortes do que o prefeito – os empresários Marcelo Alecrim e Flávio Rocha, que estão fora da disputa.

Segue a reportagem.

Com o governador investigado e o seu principal adversário atrás das grades, o Rio Grande o Norte vive um cenário de “terra arrasada” para as eleições de 2018.

Se há três anos Robinson Faria (PSD) e Henrique Eduardo Alves (PMDB) duelavam em uma das disputas mais acirradas do país, hoje ambos enfrentam reveses que devem mudar completamente o quadro eleitoral no Estado, tradicionalmente dominado por quatro clãs: os Alves, os Maia, os Rosado e os Faria.

Eleito em 2014, Robinson Faria vive seu momento mais difícil: foi denunciado pela Procuradoria Geral da República por suspeita de obstrução de Justiça no âmbito da Operação Dama de Espadas, que investigou fraudes na Assembleia Legislativa.

No campo administrativo, enfrenta uma grave crise financeira que resultou em atrasos no pagamento aos servidores –os salários de setembro terminarão de ser pagos apenas em novembro.

“A questão eleitoral se tornou acessória diante das adversidades da crise que o governo enfrenta”, diz o vice-governador Fábio Dantas (PC do B).

Desgastado, o governador terá dificuldades até em formar uma chapa e pode não disputar a reeleição caso se torne réu no Superior Tribunal de Justiça.

Se esse cenário se concretizar, será a segunda eleição seguida na qual o governador não vai para a reeleição –em 2014, a governadora Rosalba Ciarlini (DEM) ficou fora da disputa.

Na oposição, a prisão de Henrique Eduardo Alves em desdobramento da Operação Lava Jato desestruturou o grupo capitaneado pelo PMDB.

O ex-deputado costumava ser o principal articular político, fazendo o contato com prefeitos e coordenando campanhas.

Também investigados na Lava Jato, os senadores Garibaldi Alves (PMDB) e Agripino Maia (DEM) terão uma eleição difícil para renovar seus mandatos no próximo ano.

O nome natural do grupo para ao governo é o do prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), primo de Henrique Alves e Garibaldi Alves.

Mas o sobrenome que costumava ser um trunfo é encarado como a principal dificuldade do prefeito, que tem trajetória política própria e chegou a ser adversário dos primos em outras eleições.

Diante do desgaste dos sobrenomes tradicionais, nomes de fora dos grupos familiares têm sido cogitados para a disputa de 2018.

Dono da rede de lojas Riachuelo, o empresário Flávio Rocha aparece como principal opção, assim como do dono da distribuidora de combustíveis Ale, Marcelo Alecrim.

“São dois nomes que pacificariam a nossa base. São empresários bem-sucedidos, mas que sempre tiveram bom trânsito na política”, afirma Agripino Maia.

Outro cotado ao governo é o ex-presidente do Tribunal de Justiça do Estado, desembargador Cláudio Santos, que deve se aposentar no início do próximo ano.

Nos últimos meses, ele intensificou críticas ao governo de Robinson Faria e tem participado de solenidades e eventos por todo o Estado.

Procurado pela Folha, classificou como “especulação” a hipótese de candidatura.

TERCEIRA VIA

Entre os dois principais grupos políticos do Estado, a senadora petista Fátima Bezerra aparece como uma terceira via na disputa pelo governo.

Ligada à educação e com forte inserção no interior do Estado, é uma das principais apostas do PT para ampliar sua presença no Nordeste.

Para garantir um palanque forte, o partido conta com a presença do ex-presidente Lula como candidato a presidente ou como cabo eleitoral.

E tem buscado potenciais aliados para compor a chapa uma chapa competitiva.

Uma das prováveis candidatas ao Senado na chapa deve vir de uma das famílias mais tradicionais do RN: a deputada federal Zenaide Maia (PR).

Caso confirme sua candidatura, ela deverá enfrentar o primo Agripino Maia nas urnas.

Para o cargo de vice-governador, o PT busca o nome de um empresário.

A ideia é reeditar uma chapa nos moldes da formada por Lula e José Alencar em 2002 e 2006.

4 de novembro de 2017 às 14:50

Mata seca pega fogo na entrada do Itans em Caicó [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Fogo em Caicó.

Um incêndio foi registrado hoje na entrada do açude Itans.

Num local de mata seca, suspeita-se de fogo provocado por uma ponta de cigarro jogada.

4 de novembro de 2017 às 14:43

Enem não vai poder dar nota zero a redações com teor ofensivo aos direitos humanos [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Estudantes que farão a redação do Enem já neste domingo, não serão punidos caso desrespeitem os direitos humanos.

A medida, prevista no Edital do Enem, seria de nota zero para quem descumprisse a determinação.

O caso foi parar na justiça e há pouco a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Carmen Lúcia, negou o pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) e da Advocacia-Geral da União (AGU) para que o Ministério da Educação (MEC) pudesse atribuir a nota zero às redações com teor ofensivo aos direitos humanos.

4 de novembro de 2017 às 13:58

PMDB de Nova Cruz está pequeno para abrigar prefeito e ex-prefeito [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O PMDB em Nova Cruz ficou pequeno para os ex-aliados, prefeito Targino Pereira e o ex-prefeito Flávio Azevedo, que até semana passada presidia o partido que comandava há mais de 20 anos no município.

Com apoio do diretório estadual, Targino tirou o comando das mãos de Flávio, e numa convenção sem a presença do até então presidente, elegeu o suplente de vereador Gerson Vitor para presidir o PMDB de Nova Cruz.

Como presidente, Flávio coordenou a campanha que elegeu Targino prefeito em 2016.

Agora, fora do diretório e das decisões do PMDB, em Nova Cruz já se pergunta para onde irá Flávio Azevedo, já que não há clima para convivência com o prefeito, muito menos com o filho dele, atual secretário de Finanças, Germano Targino.

Desde o início da gestão que Germano e Flávio vem entrando em rota de colisão.

Do outro lado do cenário político de Nova Cruz, o grupo do ex-prefeito Cid Arruda observa o racha.

E num tempo de fim de radicalismo, espera faturar a chegada de novos aliados.

4 de novembro de 2017 às 9:48

Volta de Ricardo Motta em discussão na Opinião do Globo [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A jurisprudência aberta pelo Supremo Tribunal Federal, que devolveu as funções legislativas ao senador Aécio Neves (PSDB), passou a ser questionada pela Procuradoria da República depois que começou a ser seguido pelo Brasil afora.

E o caso do deputado Ricardo Motta (PSB), do Rio Grande do Norte, parece ter sido o que incomodou a procuradora geral Raquel Dodge.

O assunto virou Opinião nas páginas do Globo de hoje:

Detalhe que não quer calar, sem discutir o mérito dos casos que se seguiram em todo o país: no caso Aécio não houve questionamentos.

Porque Aécio sempre pode.

Em qualquer instância.

Por quê?

4 de novembro de 2017 às 9:22

Morre Jairo Josino, o Prático em atividade mais antigo do Brasil [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Está sendo velado no Morada da Paz da rua São José, em Natal, o ex-prefeito e ex-vereador de Areia Branca, Jairo Josino de Medeiros, de 82 anos.

O Prático em atividade mais antigo no Brasil, morreu hoje cedo de insuficiência cardíaca.

Familiares dizem que ele amou demais, tanto que deixa uma legião de viúvas e dez filhos.

Ele foi o único no país a exercer a profissão de Prático em dois Portos – Areia Branca e Natal.

Também era poeta, escritor…

O enterro será às 17 horas no Morada da Paz, em Emaús.