Holiday
Holiday

Thaisa Galvão

31 de dezembro de 2017 às 8:58

Ministro da Defesa diz que controle da segurança do RN sob comando do Exército via decreto do governo não se trata de intervenção federal [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Questionado por jornalistas sobre intervenção federal no Rio Grande do Norte por causa da violência, o ministro da Defesa, Raul Jungman, negou.
Ele explicou que o decreto do governador Robinson Faria, transferindo o controle da segurança do Estado para o Exército, se diz necessário para centralizar o planejamento e a coordenação dos trabalhos das tropas federais em Natal, região metropolitana da capital e em Mossoró.
Durante a greve de policiais no estado do Espírito Santo, em fevereiro passado, o governo daquele estado tomou a mesma medida para possibilitar o controle da operação federal, sob o comando do Exército.

Não pode partir dos órgãos de segurança estaduais, o planejamento e controle das ações das Forças Armadas.

31 de dezembro de 2017 às 8:49

Ministro Raul Jungman passa virada do ano em Natal em solidariedade às tropas federais que estão trabalhando no RN [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O ministro da Defesa, Raul Jungman, como o Blog publicou na sexta-feira, vai passar a virada do ano em Natal.
O ministro confirmou a estada na capital potiguar no final de semana e justificou que fica em Natal em solidariedade aos soldados que passarão a virada de ano trabalhando, longe de suas famílias.

31 de dezembro de 2017 às 8:46

2.800 militares das Forças Armadas garantem a segurança em Natal e Mossoró [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Com 2.800 militares das Forças Armadas no Rio Grande do Norte, mais precisamente em Natal, região metropolitana da capital e em Mossoró, a probabilidade é de que a virada de ano seja menos temida pela população.
Para o ministro da Defesa Raul Jungman, que veio a Natal acompanhar o início dos trabalhos dos militares, “a virada do ano no Rio Grande do Norte será tranquila”.
A Operação Potiguar III, terceira que conta com a ajuda de tropas federais no RN em um ano, conta com militares do Exército, da Marinha e da Aeronáutica.
 A operação deverá durar 15 dias, inicialmente, podendo ser prorrogada.