Thaisa Galvão

8 de março de 2018 às 8:48

Não me chamem de mulher empoderada [3] Comentários | Deixe seu comentário.

Por mim

Não me chamem de mulher empoderada.

Não gosto dessa palavra.

Quero ser mulher.

No sentido da palavra, a que menstrua, que fica grávida, que amamenta, que se acha gostosa.

A poderosa?

A pessoa.

A pessoa que luta, que estuda, que corre atrás, que disputa, que conquista, que vence.

E essa Pessoa não tem sexo.

Essa Pessoa é igual.

Esteja o X marcando masculino, feminino ou não marcando nada.

Não preciso escrever empoderado no feminino. Vai no masculino, que na língua portuguesa vale para todos.

Sem precisar dizer que para todos e todas como se regrou nos últimos tempos.

Regra?

Só a do bicho esquisito que todo mês sangra.

No mais, somos todos iguais.

Homens, mulheres, a mistura dos dois…

Não me chamem de mulher empoderada.

Me chamem de mulher.

E me respeitem.

Apenas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*