Thaisa Galvão

4 de abril de 2018 às 23:28

Líder dos sem terra anuncia ocupações com “porrada, guerra e luta” se Lula for preso [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Da Folha:

“Não tem mais valsa. É porrada, é guerra, é luta e venceremos”, diz líder do MST

Líder sem-terra Alexandre Conceição protestou contra voto contrário a Lula no STF

BRASÍLIA

Após o voto contrário a Lula dado pela ministra Rosa Weber, o dirigente do MST (Movimento Sem Terra) Alexandre Conceição prometeu nesta quarta (4) ocupar “todos os prédios públicos” e “todas as terras”, com “porrada, guerra e luta”.

A fala arrematou o ato desta quarta-feira (4), em Brasília, em desagravo ao ex-presidente —que teve seu habeas corpus julgado pelo Supremo Tribunal Federal.

O fim do protesto seria antecipado após um “grave comunicado”, avisou o locutor, explicando em seguida que Rosa Weber tinha esmagado as chances de vitória na corte, já que dificilmente Cármen Lúcia votaria em prol de Lula.

“Não haverá terra que não será ocupada, não haverá arrego. Não haverá nenhum prédio público que não será ocupado”, afirmou o militante do MST em tom exaltado, para uma plateia na qual muitos choravam.

“Não tem mais valsa. É porrada, é guerra, é luta e venceremos”, acrescentou depois. Lembrando de líderes progressistas assassinados, do pastor americano Martin Luther King  à vereadora carioca Marielle Franco, ele defendeu que haja “um abril vermelho”.

O discurso de Conceição oscilou entre o bélico e o apaziguador. A certa altura, disse não estar “chamando ninguém para a guerra” e pregou “paz, democracia, não intervenção militar”.

Em seguida contrapôs os “únicos dois lados desta história”: “O dos negros, pobres, o povo humilhado” contra “o daqueles que nos chicotearam, que nos meteram tiros, ovos e bala” (referência a ataques contra caravana lulista no Paraná).

Ele ainda fez ameaças à Rede Globo: “Ocupar e tocar fogo neste jornal e nesta emissora”, responsabilizada por “permitir que nosso povo seja humilhado”.

A presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), participou do ato, caminhando entre os manifestantes. Com outros parlamentares da sigla, ela fez um vídeo gritando “Lula livre” em coro. A poucos metros, ouvia-se o “Hino Nacional” e gritos de comemoração vindos de um ato anti-Lula.

Por Anna Virginia Balloussier , Angela Boldrini e Gustavo Uribe

4 de abril de 2018 às 23:13

Ministro Celso de Mello empata o placar deixando decisão para a presidente Cármen Lúcia [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O ministro Celso de Mello é o último a votar o pedido de habeas corpus antes da presidente do STF, Cármen Lúcia

Para Celso de Mello, fazendo várias citações, “Sem trânsito em julgado não há culpa”.

Vai votando pelo habeas corpus, contra a prisão de Lula.

Quando concluir o voto o placar estará empatado em 5 X 5.

Caberá à presidente Cármen Lúcia decidir sobre o futuro imediato de Lula.

4 de abril de 2018 às 22:55

Favoráveis à prisão de Lula comemoram placar do Supremo soltando fogos em Brasília [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O voto da ministra Rosa Weber, pela prisão do ex-presidente Lula, parece ter sido decisivo.

Pela contagem, era o voto dela, não conhecido, que faria a diferença.

Com o voto de Rosa Weber, em Brasília se comemora antecipadamente a prisão de Lula.

Os fogos são em Brasília agora.

4 de abril de 2018 às 22:26

Tião Couto se filia ao PR, assume vice-presidência do partido e anuncia pré-candidatura a federal [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Depois de conversar com representantes de quase todos os partidos o Rio Grande do Norte, o ex-candidato a prefeito de Mossoró, Tião Couto, anunciou no final da tarde que se filiou ao PR.

Tião chega ao partido ao qual seu companheiro de chapa e pré-candidato a deputado estadual, Jorge do Rosário, já é filiado.

Para Tião, a escolha do PR reflete coerência com as bandeiras que ele e Jorge defenderam nas eleições de 2016 em Mossoró.

Além de se filiar ao PR, Tião Couto assumiu a presidência do partido presidido pelo ex-deputado João Maia.

Tião e João vão disputar vaga de deputado federal.

O PR ainda não se definiu sobre chapa majoritária.

Após definir pelo PR, Tião concedeu entrevista na TCM Mossoró.

4 de abril de 2018 às 22:12

STF: Lula já conta com os votos de Gilmar Mendes, Dias Toffolli e Ricardo Lewandowski [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O ministro Ricardo Lewandowski divergiu do relator Edson Fachin e concedeu o habeas corpus, votando contra a prisão de Lula.

Placar de 5 x 3

Antes o ministro Dias Toffoli também divergiu do relator e seguiu o ministro Gilmar Mendes.

Ele concedeu parcialmente o habeas corpus ao votar pela não prisão de Lula até a execução de recursos no STJ.

Placar de 5 X 2 pela prisão de Lula.

Antes de Toffoli, os ministros Rosa Weber (4 X 1) e Luiz Fux (5X1) acompanharam o voto do relator e votaram contra o habeas corpus.

O voto de Weber era bastante esperado porque ela não se pronunciava sobre o assunto.

Weber mudou o pensamento de 2016 sobre prisão em segunda instância e votou pela prisão de Lula.

Placar 5 X 1

Como o Blog já registrou, a votação começou com o voto do relator Edson Fachin, pela prisão ( 1 X 0), seguido do voto de Gilmar Mendes a favor do habeas corpus ( 1 X 1).

Em seguida votou Alexandre de Moraes, contra o habeas corpus (2 X 1) e Luiz Roberto Barroso, também pela prisão de Lula (3 X 1).

4 de abril de 2018 às 17:50

Presidente nacional do PDT, Carlos Lupi está em Natal para acompanhar renúncia de Carlos Eduardo para ser candidato a governador [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Quem está em Natal é o presidente nacional do PDT, partido do prefeito Carlos Eduardo Alves, Carlos Lupi.

Lupi, que garantiu apoio financeiro à candidatura de Carlos Eduardo a governador, veio acompanhar a renúncia do prefeito que acontecerá até a sexta-feira.

Ainda nesta quarta-feira, acompanhado de Carlos Eduardo, Lupi participará de uma solenidade na Prefeitura, para assinatura do Projeto de Lei que o Executivo vai enviar à Câmara.

O projeto cria uma lei de apoio às micro e pequenas empresas.

Hoje Lupi já almoçou com Carlos Eduardo.

4 de abril de 2018 às 17:45

Ministro indicado por Temer para o STF vota a favor da prisão de Lula [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Ex-ministro do Governo Temer e indicado pelo presidente para o STF, o ministro Alexandre de Moraes acompanha o relator e vota contra o habeas corpus de Lula.

O ministro Luís Roberto Barroso se pronunciou alfinetando seu desafeto Gilmar Mendes quando lembrou que de 2016 para cá não aconteceu nenhuma mudança relevante e que a decisão de prisão após condenação em segunda instância não teve impacto no sistema carcerário.

“Por que razão nós mudaríamos isso agora? Mudar para que? Pior, mudar para quem?”, futucou Barroso, que há poucos dias travou uma briga feia com Gilmar Mendes no plenário da Corte Suprema.

4 de abril de 2018 às 17:09

Em mais uma tuitada de general o alvo é o Supremo Tribunal Federal comparado a “quadrilha” [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Como o dia parece ser dos generais do Exército, donos das declarações polêmicas, eis mais uma do general Paulo Chagas, postada no twitter assim que o ministro Gilmar Mendes mudou seu entendimento sobre prisão em segunda instância, beneficiando o ex-presidente Lula:

4 de abril de 2018 às 16:55

STF: Placar está 1 X 1 e ministra Cármen Lúcia suspende sessão que julga habeas corpus para Lula [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A ministra Cármen Lúcia, presidente do STF, suspendeu a sessão que julga neste momento o pedido de habeas corpus para livrar o ex-presidente Lula, condenado em segunda instância, da prisão.

A decisão da ministra foi tomada depois do voto do ministro Gilmar Mendes, a favor do habeas corpus, empatando o placar.

Eis como estão os votos:

Edson Fachin negou a concessão do habeas corpus preventivo.

Gilmar seria o 8º a votar mas pediu para se adiantar pois teria que embarcar para Portugal.

Gilmar mudou o entendimento de 2016 e votou favoravelmente ao pedido de Lula para não ser preso.

Um a um.

Em 2016 Gilmar Mendes votou em favor da prisão após segunda instância.

Ainda faltam votar os ministros Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Luiz Fux, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Marco Aurélio Mello, Celso de Mello e a presidente Cármen Lúcia.

4 de abril de 2018 às 15:48

Agripino pede atenção de Ministério para o mercado salineiro do Rio Grande do Norte [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Antes da reunião com parlamentares do Rio Grande do Norte e de outros estados, o ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, conversou com o senador José Agripino (DEM).

Agripino foi tratar da questão do sal no Rio Grande do Norte.

A reivindicação do setor é que o sal seja reconhecido como bem de interesse social e a comercialização do produto ganhe segurança jurídica em âmbito nacional.

O senador estava acompanhado de representantes do setor salineiro.

O ministro afirmou que irá se reunir mais uma vez com o setor a fim de discutir a questão e encontrar um caminho viável para solucionar o

4 de abril de 2018 às 15:44

Senadores e deputados recorrem a ministro para manter mercado pesqueiro brasileiro [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, recebeu hoje os senadores José Agripino (DEM) e Garibaldi Filho (MDB) e os deputados Felipe Maia (DEM) e Rogério Marinho (PSDB).

Eles foram discutir sobre o decreto presidencial que prevê a criação de dois grandes blocos de áreas de proteção ambiental marinhas, ao redor dos arquipélagos de São Pedro e São Paulo, e Trindade e Martin Vaz.

A medida vai reduzir o setor de pesca do país no mercado internacional de atum.

“É claríssima a competição que existe entre o setor de pesca do Brasil e outros predadores internacionais. A dimensão dessa área delimitada em torno do arquipélago é uma ‘pegadinha’ para facilitar a vida do concorrente desleal porque é o trunfo que nós temos. A atuação da pesca brasileira significa proteção, inclusive do território. É uma linha auxiliar da Marinha”, relatou Agripino.

A reunião foi solicitada pelo coordenador da bancada do RN no Congresso, deputado Felipe Maia (DEM).

Foto Mariana Di Pietro

4 de abril de 2018 às 11:37

Ministro tranquiliza população sobre declarações de general: “Não é uma mensagem de uso da força” [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O ministro interino da Defesa, general Joaquim Silva e Luna, apagou as labaredas provocadas pela tuitada do comandante do Exército, general Villas Boas, ontem à noite.

“Ele tem preocupação com preceitos constitucionais. E valoriza nossas bases, que são os anseios do povo, o legado em termos de valores para as gerações futuras. A mensagem é que a população pode ficar tranquila, pois as instituições estão aqui. Não é uma mensagem de uso da força. É o contrário”, afirmou o ministro.

 

Lembrando as duas mensagens consecutivas publicadas no Twitter do comandante do Exército:

“Asseguro à Nação que o Exército Brasileiro julga compartilhar o anseio de todos os cidadãos de bem de repúdio à impunidade e de respeito à Constituição, à paz social e à Democracia, bem como se mantém atento às suas missões institucionais”, disse na primeira mensagem.

Logo depois, em novo post, questionou:

“O Exército Brasileiro julga compartilhar o anseio de todos os cidadãos de bem de repúdio à impunidade e de respeito à Constituição, à paz social e à Democracia, bem como se mantém atento às suas missões institucionais. Nessa situação que vive o Brasil, resta perguntar às instituições e ao povo quem realmente está pensando no bem do País e das gerações futuras e quem está preocupado apenas com interesses pessoais?”.

4 de abril de 2018 às 11:28

Carlos Eduardo repete Wilma e pede para sucessor manter equipe da Prefeitura [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT) pediu e o vice Álvaro Dias (MDB) concordou.

Com a renúncia do titular para ser candidato a governador, o vice que se tornará titular vai manter a equipe que está em campo.

Ou seja: não fará alteração no Secretariado.

Quando a então prefeita Wilma de Faria renunciou à Prefeitura de Natal para se candidatar ao Governo do Rio Grande do Norte, fez o mesmo pedido ao seu vice, o hoje prefeito Carlos Eduardo.

Wilma pediu que Carlos mantivesse a equipe.

Ele acatou.

Até passar a eleição e Wilma se eleger governadora.

Depois…o prefeito montou sua própria equipe.

4 de abril de 2018 às 11:23

Carlos Eduardo e a certeza de que se elegerá governador do RN [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Para renunciar amanhã ao mandato de prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT) só pode ter muita certeza de que ganhará as eleições no dia 7 de outubro e será governador do Rio Grande do Norte a partir de primeiro de janeiro do próximo ano.

É que para ser candidato, Carlos tem que renunciar sem direito a volta.

Ganhando a eleição, terá só 9 meses sem mandato, de agora até 31 de dezembro.

Porém…

Se não for eleito, Carlos Eduardo terá, no mínimo, 4 anos e 9 meses sem mandato.

Os 9 meses de 2018, mais os anos de 2019, 2020, 2021 e 2022.

Sem se eleger governador, Carlos Eduardo não poderá ser candidato a prefeito em 2020.

Mesmo tendo renunciado agora, uma candidatura dele a prefeito em 2020 seria uma Treleição, vez que é hoje um prefeito reeleito.

E vamos combinar que ele não seria candidato a vereador.

Então teria que ser candidato somente em 2022: ou a governador de novo ou a senador, deputado federal, deputado estadual…

Com esses cálculos na mão, Carlos Eduardo deve ter outras contas feitas.

As que garantem sua eleição para governador.

Este ano.

4 de abril de 2018 às 10:44

Sessão do STF para decidir sobre habeas corpus ou prisão de Lula começa às 14h [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Terá início às 14 horas a sessão do Supremo Tribunal Federal (STF) para dar continuidade ao julgamento que vai decidir se o ex-presidente Lula será preso ou seguirá se defendendo em liberdade das acusações de corrupção.

 

Os ministros da Corte votarão pela concessão ou rejeição do habeas corpus preventivo apresentado pela defesa de Lula.

Lula foi condenado em janeiro a 12 anos e 1 mês de reclusão pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4)

Tanto para determinar a prisão quanto para conceder o habeas corpus, serão necessários 6 dos 11 votos dos ministros do STF.

 

A ordem de votação dos ministros será a seguinte:

Edson Fachin (relator)

Alexandre de Moraes

Luís Roberto Barroso

Rosa Weber

Luiz Fux

Dias Toffoli

Ricardo Lewandowski

Gilmar Mendes

Marco Aurélio Mello

Celso de Mello

Cármen Lúcia (presidente)

4 de abril de 2018 às 8:18

Bandidos assaltam e matam Alex França, cantor de banda católica do RN [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Assassinado na noite desta terça-feira, no bairro de Felipe Camarão, em Natal, o cantor gospel Alex França.

Integrante da banda católica Swing do Alto, França caminhava pelo bairro quando foi assaltado.

Os bandidos que mandaram o cantor deitar no chão, depois de pegarem seus pertences atiraram nas costas.

Ele ainda foi socorrido mas não resistiu.

Abaixo a última postagem de Alex em sua conta no instagram, durante a Semana Santa em Fortaleza:

4 de abril de 2018 às 8:02

General causa polêmica nas redes sociais ao dizer que ninguém está pensando no bem do país [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Seguindo a ordem – ou desordem – no Brasil, que o que se diz em redes sociais vira polêmica, a mais recente foi deflagrada pelo general do Exército, Villas Boas.

Houve quem criticasse a posição e até quem comemorasse a sinalização de uma provável intervenção militar.

Com intervenção ou não, não há como não concordar que o General fala a verdade mais verdadeira quando diz que ninguém está preocupado com o país.

O umbigo é e sempre foi o limite da maioria da classe política brasileira.

Hoje, na mídia, explicações que o General não fala em nome de instituições.

Tem liberdade para emitir opiniões.

Mas quem não tem?

Por que não o General?

Né?

4 de abril de 2018 às 7:54

Protesto pela prisão de Lula aconteceu em dois pontos de Natal [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Em Natal, o protesto que defendeu a prisão imediata após condenação em segunda instância, aconteceu na frente da sede da Justiça Federal e próximo à Associação Médica.

Os manifestantes pediram a prisão de Lula.

Imagens InterTV Cabugi

4 de abril de 2018 às 5:59

Pré-candidato em SP, neto de Nevaldo Rocha discursa na Avenida Paulista ao lado do tio presidenciável Flávio Rocha [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Mais uma prova de que a candidatura a deputado federal de Gabriel Kanner, neto do empresário Nevaldo Rocha, será por São Paulo, onde ele tem domicílio eleitoral, e não pelo Rio Grande do Norte.

Nesta terça-feira ele participou do movimento pela prisão do ex-presidente Lula na avenida Paulista, em São Paulo, onde discursou ao lado do tio presidenciável Flávio Rocha.

Vale relembrar que tanto deputados pré-candidatos ã reeleição quanto pré-candidatos, chegaram a morrer de medo de terem Kanner na disputa.

Abaixo trecho do discurso de Flávio Rocha (PRB)