Thaisa Galvão

24 de julho de 2018 às 23:25

Juíza de Canguaretama suspende processo iniciado por vereadores para tentar afastar prefeita [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A juíza titular da Comarca de Canguaretama, Daniela do Nascimento Cosmo, decidiu nesta terça-feira pela suspensão dos processos que apuram atos administrativos da prefeitura do município.

A apuração estava sendo feita pela Câmara, que queria o afastamento da prefeita Fátima Marinho (MDB), e a decisão seguiu para publicação no Diário da Justiça.

Sobre um processo, a juíza disse que a vereadora Adriana Albuquerque (SD) não poderia votar por ser esposa do vice-prefeito João Alberto Teixeira (SD), que assumiria a administração caso a prefeita fosse afastada.

Segundo a magistrada, ela é “interessada direta” no caso.

No outro processo, Daniela Cosmo disse haver fundamento para a suspensão dos trabalhos da comissão da Câmara por não ter sido assegurado o direito à ampla defesa da gestora.

A votação sobre o relatório na Câmara aconteceria nesta quarta-feira, porém a decisão da juíza suspende os trabalhos da comissão de investigação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*