Thaisa Galvão

31 de agosto de 2018 às 10:25

Deputados das coligações de Robinson e Carlos Eduardo engolem mosca no primeiro programa de rádio [0] Comentários | Deixe seu comentário.

No primeiro programa de rádio da propaganda eleitoral no Rio Grande do Norte, os candidatos a deputado estadual das coligações do governador Robinson Faria (PSD) e do ex-prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT), ficaram de fora porque não enviaram o material.

Numa campanha curta, um dia fora do ar pode ser considerada falta grave.

Dos deputados entraram os do PT, PSTU, PCdoB, Solidariedade…

A maioria dos partidos com pouco tempo de TV também não enviou o programa para a emissora geradora.

Na pauta de hoje, deputados estaduais, senadores e governadores.

Dos senadores, Geraldo Melo (PSDB) abriu o programa falando da idade: não está velho e volta para cumprir seu papel de melhorar o Brasil.

O senador Garibaldi Filho entrou seguido do candidato de sua coligação, Antônio Jácome (Pode).

Zenaide mostrou um áudio com trechos de discursos inflamados na Câmara, contra corrupção, contra impeachment, contra reformas…

Alexandre Motta, candidato do PT, fez sua apresentação.

O Capitão Styvenson, do partido Rede, líder nas pesquisas para o Senado, não mandou o programa.

Aliás o Rede não mandou deputado, senador, nem governador.

Entre os candidatos ao Governo, Robinson Faria (PSD) falou do atraso de salários no seu próprio governo.

Fátima Bezerra (PT) deu uma alfinetada nos adversários “do lado de lá”, e em seguida jogou o jingle…

E Carlos Eduardo Alves (PDT) falou do atraso de salário de Robinson. Não falou no dele quando prefeito.

Na chapa do Solidariedade, o deputado Kelps Lima, candidato à reeleição, apresentou os candidatos a governador Breno Queiroga e a vice, delegado Sérgio Leocádio. O delegado falou em “segurança forte e conversa curta e grosa”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*