Holiday

Thaisa Galvão

28 de outubro de 2018 às 23:33

Carlos Eduardo sofre segunda derrota em disputas para o Governo do RN [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), sofreu neste domingo, 28 de outubro, Dia do Servidor Público, a segunda derrota em disputas para o Governo do Rio Grande do Norte.

A primeira derrota foi em 2010, quando ele foi candidato e ficou em terceiro lugar, com 10,37% dos votos, o equivalente a 160.828 votos.

Nesta segunda tentativa, perdeu no primeiro turno e perdeu mais uma vez no segundo turno.

No primeiro turno a maioria de Fátima sobre Carlos Eduardo foi de 13% dos votos, e no segundo e definitivo, de 15%.

Portanto, nas duas tentativas de ser governador do Rio Grande do Norte, Carlos Eduardo Alves foi reprovado.

28 de outubro de 2018 às 23:24

Em nota, Carlos Eduardo deseja êxito à governadora eleita Fátima Bezerra [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A assessoria do candidato derrotado Carlos Eduardo Alves (PDT) escreveu nota assinada pelo ex-prefeito, se pronunciando sobre o resultado das urnas.

Segue a nota:

 

 

Quero expressar profunda gratidão aos norte-rio-grandenses que confiaram em nossas propostas, nossas ideias, na nossa capacidade administrativa e deram o seu voto ao 12, na confiança de que, das urnas, nasceria um Rio Grande do Norte pautado pela ética, a gestão eficiente e a tolerância zero com a corrupção.

 

Fizemos uma campanha limpa e propositiva. Baseada na coragem e no sentimento de mudança, na nossa história que transformou Natal numa capital capaz de orgulhar seus filhos e seus visitantes.

Foram quatro gestões fixadas no coração e na alma de sua gente.

 

Abri mão de meus quase três anos de mandato como prefeito por saber que, ao homem público verdadeiro, não é permitida a omissão da luta.

O Rio Grande do Norte chegou ao fundo do poço nos últimos quatro anos.

Me propus mudá-lo, percorrendo no calor, nas noites e madrugadas, o itinerário da esperança numa gestão voltada a todos, sem lados ou preconceitos ideológicos.

 

Agradeço a toda a equipe que esteve  conosco, ao meu partido, o PDT e aliados, o PP, o DEM, o MDB, o Podemos e, no segundo turno, a relevante presença do PSL.

 

Agradeço a toda minha família, em especial à minha mulher Andréa, uma demonstração guerreira de amor em cada instante da jornada. Agradeço aos meus filhos pelos dias em que não pude estar com eles, trabalhando para que cada filho do Rio Grande do Norte compreendesse nossa mensagem.

 

Cabe-me exercer a missão delegada pelo povo do meu Estado.

Irei cumpri-la.

À minha adversária, sinceros votos de êxito.

Na minha vida pública, aprendi a ganhar e a perder.

Desistir, nunca! Jamais!

 

Que Deus nos proteja e a todo o Rio Grande do Norte.

 

Carlos Eduardo

28 de outubro de 2018 às 23:15

Carlos Eduardo Alves ganhou de Fátima Bezerra por um voto em São Francisco do Oeste [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O resultado mais apertado das eleições no Rio Grande do Norte foi registrado em São Francisco do Oeste, onde o vencedor foi Carlos Eduardo Alves.

No município a vitória de Carlos sobre Fátima foi de apenas um voto.

Em São Francisco do Oeste Carlos Eduardo teve 1542 votos contra 1541 de Fátima Bezerra.

28 de outubro de 2018 às 23:11

Fátima Bezerra derrotou famílias tradicionais e todos os institutos de pesquisas [3] Comentários | Deixe seu comentário.

As pesquisas erraram, e erraram feio no segundo turno das eleições para governador no Rio Grande do Norte.

O instituto que mais se aproximou foi o Ibope, mesmo assim o resultado foi além, ultrapassando, inclusive, a barreira da margem de erro.

O Ibope estimou que a maioria de Fátima Bezerra sobre Carlos Eduardo Alves seria de 10%, porém, o resultado das urnas mostrou uma maioria mesmo foi de 15,2%.

Vergonha alheia para os demais institutos de pesquisas que divulgaram números nessa última semana antes das eleições.

Maior derrota nas apostas foi do instituto Consult, que estimou a maioria de Fátima Bezerra de apenas 5,4%.

Em seguida, o instituto que mais errou foi o Certus que previu maioria de 7% para Fátima, que dobrou a meta. Aliás, mais que dobrou.

O Big Data apostou numa maioria superior para Fátima, mas ainda ficou acanhado em 8%.

Mesma estimativa do instituto Seta, que apontou sua seta para os 8% de maioria para Fátima.

E por fim o Ibope, que faltando dois dias para as eleições, cravou 10 pontos para a maioria de Fátima sobre Carlos Eduardo Alves.

Chegou mais perto, mas…errou.

Portanto, nenhum instituto chegou perto do tamanho da vitória da governadora eleita Fátima Bezerra.

O resultado das urnas alerta: não adianta elocubrar, divagar, fazer contas ao contrário….para dizer que sabia do tamanho da vitória de Fátima porque não cola.

Nenhum instituto passou nem perto….e ponto final.

Fátima pode dizer que derrotou Alves, Maia, Rosado, Jácome, Consult, Certus, Big Data, Seta e Ibope.

28 de outubro de 2018 às 19:28

Carlos Eduardo não pode disputar a Prefeitura de Natal em 2020 [2] Comentários | Deixe seu comentário.

Para onde vai o ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, após ser reprovado duas vezes nas urnas de 2018?
Duas vezes porque perdeu para Fátima Bezerra no primeiro turno, ficando em segundo lugar…
E perdeu para Fátima Bezerra no segundo turno, ficando com a derrota.
Com dois mandatos de prefeito consecutivos, de 2012 para cá, não poderá disputar a Prefeitura da capital em 2020 porque, juridicamente falando, seria mais uma reeleição.
Então, Prefeitura de Natal fora de cogitação, tanto para ele quanto para a mulher Andrea Ramalho.
Já em Parnamirim…
Andrea já testou a popularidade no município.
Resta saber qual dos dois poderá esquecer o apoio que tiveram agora do prefeito Rosano Taveira, e disputar a Prefeitura, tendo Taveira não mais como aliado, mas como adversário.

28 de outubro de 2018 às 19:27

Porque o deputado Walter sobreviveu à tsunami eleitoral que varreu Alves, Maia e Rosado [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Somente o deputado federal Walter Alves (MDB) se salvou do peso do palanque do candidato a governador, Carlos Eduardo Alves, que derrotou todos os candidatos das famílias Alves, Maia e Rosado.
Walter é Alves.
Primo de Carlos Eduardo e filho do senador não reeleito Garibaldi.
Mas Walter tem uma coisa que nenhum dos derrotados com esses sobrenomes tem.
Walter não morre de amores pelo ex-deputado federal Henrique Alves.
Ou é Henrique que não morre de amores por ele?
E Walter não morre de amores por Carlos Eduardo Alves.
Ou é Carlos que não morre de amores por Walter?
O fato é que Walter Alves sobreviveu e volta para a Câmara Federal em 2019 com uma missão a mais: se reinventar como político.
Esquecer os sobrenomes e suas práticas.
Teve uma chance.
Walter se reelegeu, mas não parece ter engolido a derrota do pai.
Nas contas que faz, constata que em Natal, onde foi bem votado e teve maioria ampla, Carlos Eduardo não ajudou nada a Garibaldi.
Enquanto o candidato a governador teve 180.490 votos na capital, Garibaldi não passou de 62.611.
Menos do que Geraldo Melo que chegou a 79.767.
Menos do que a senadora eleita Zenaide, que teve 110.848.
E muito menos do que o senador eleito Capitão Styvenson, que estourou com 253.852 votos.
Não é à toa que não se viu Walter Alves fazendo campanha no segundo turno.
Para não dizer que não fez nada, participou de uma reunião em um hotel de Ponta Negra, e de um comício em Nova Cruz.
E pronto.

28 de outubro de 2018 às 19:26

Carlos Eduardo perde a eleição e derrota os principais políticos das famílias Alves, Maia e Rosado [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Derrotado em 2014, quando disputou o Governo do Rio Grande do Norte, o ex-deputado Henrique Eduardo Alves (MDB) levou com ele, para uma temporada sem mandato, os aliados de Mossoró.
A deputada federal Sandra Rosado não foi reeleita…
Os deputados estaduais Larissa Rosado e Leonardo Nogueira, também não.
Larissa terminou assumindo com a renúncia do deputado Álvaro Dias para tomar posse como vice-prefeito de Natal.
A ex-prefeita Fafá Rosado disputou sem sucesso um mandato de federal.
Henrique juntou no mesmo palanque, o grupo de Sandra e o grupo de Fafá, até então adversários.
Derrotou todo mundo.
Mossoró salvou um deputado federal, Beto Rosado, porque estava no palanque adversário, como aliado do governador eleito Robinson Faria.

Quatro anos depois, Carlos Eduardo Alves, primo de Henrique, repete a saga da candidatura ao Governo que tira do cenário os políticos tradicionais de Mossoró.
Carlos Eduardo foi derrotado, levando junto para uma temporada sem mandato, o deputado federal Beto Rosado e a deputada estadual Larissa Rosado.
Também jogou por terra o sonho de Kadu Ciarlini ser vice-governador.
Kadu foi considerado o ‘vice certo’ pelo candidato Carlos Eduardo, por ser filho da prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini.
Para o ex-prefeito de Natal, o apoio de Rosalba seria fundamental para sua vitória.
Lutou até a última hora para tê-lo…e deixou todo mundo sem mandato.

Além de ter tirado os mossoroenses de cena, Carlos Eduardo derrotou os dois senadores eleitos há 8 anos com estouro de votos: Garibaldi Filho, que teve mais de um milhão de votos, e José Agripino Maia, que teve quase um milhão.
Garibaldi não se reelegeu no palanque de Carlos Eduardo, e José Agripino trocou a disputa do Senado por uma candidatura a deputado federal, ficando na segunda suplência.
Carlos Eduardo também derrotou o deputado federal Antônio Jácome, que foi candidato a senador.
O palanque pesado também tirou de cena o deputado federal Felipe Maia, que desistiu da disputa.
Foram 3 famílias políticas que acreditaram no poder de Carlos Eduardo Alves e foram eliminadas.
Para quem se apresentou na campanha como quatro vezes prefeito de Natal, Carlos Eduardo mostrou que, em se tratando de transferir votos, ele pode até ter sido testado, mas foi reprovado.

28 de outubro de 2018 às 19:24

Kadu Ciarlini é mais um na lista dos vices de Mossoró que perdem eleição para o Governo [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O publicitário Carlos Augusto Ciarlini Rosado, Kadu Ciarlini, escolhido vice de Carlos Eduardo Alves para garantir o apoio de Mossoró, através da prefeita e ex-governadora Rosalba Ciarlini, não conseguiu acabar com a tradicional ‘maldição dos vices de Mossoró’.

Bem antes da campanha, quando o nome de Kadu começou a ser ventilado como possível vice, o Blog publicou nota com dados reais, mostrando que toda candidatura ao governo que foi montada tendo um vice de Mossoró…perdeu a eleição.

Nessa campanha foram dois os vices mossoroenses, e os dois tiveram o mesmo destino: a derrota.

O primeiro a sair foi Tião Couto, que foi vice do governador Robinson Faria.

A chapa sequer foi para o segundo turno.

E agora Kadu, vice de Carlos, que sequer conseguiu dar vitória à chapa em Mossoró.

Vamos ao histórico publicado por este Blog em novembro do ano passado. Quase um ano atrás:

 

-Nos anos 50, Duarte Filho foi vice na chapa do candidato a governador Manoel Varela…que perdeu a eleição.

 

-Nos anos 60, com o mossoroense Vingt Rosado como vice, Djalma Marinho não foi eleito.

 

-Nos anos 80, Antônio Florêncio, de Pau dos Ferros, mas com base em Mossoró, foi vice do candidato João Faustino, que também não ganhou a eleição.

 

-Nos anos 90, Rosalba foi vice de Lavoiser Maia, que também perdeu.

 

-Em 2002 foram dois vices: Laíre Rosado foi vice do então governador Fernando Freire, e Carlos Augusto Rosado foi vice de Fernando Bezerra. Os dois perderam o pleito que elegeu Wilma de Faria pela primeira vez.

*

Kadu Ciarlini repetiu a derrota sofrida pelo pai e pela mãe.

Pelo pai Carlos Augusto Rosado, quando foi vice de Fernando Bezerra…

Pela mãe Rosalba Ciarlini, quando foi vice de Lavoisier Maia.

28 de outubro de 2018 às 11:37

Confusão em Alexandria depois que a polícia prendeu mais de 20 pessoas alegando ‘aglomeração’ [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Mais de 20 pessoas estão detidas neste momento no mercado público de Alexandria.

As pessoas alegam que estavam conversando na praça e foram levadas pelos policiais.

Alegação da PM: aglomeração.

Só que muitas das que foram detidas garantem que estavam conversando apenas com outra pessoa.

E algumas estariam próximas umas das outras aguardando o transporte para leva-los de volta à zona rural.

Um áudio de uma pessoa de Alexandria circulou pelas redes sociais e o blogueiro Mozart Maranhão foi ao mercado checar a informação e depois de falar com PM Neris, que estava no local, e ele confirmou.

28 de outubro de 2018 às 8:20

#Fato ou #Fake: os números que tentam mudar o voto no último momento no Rio Grande do Norte e no Brasil [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Em busca do último suspiro, os candidatos a presidente Fernando Haddad e a governador do Rio Grande do Norte, Carlos Eduardo Alves, recorreram a números de pesquisas que a eles muito interessam.

Porém, números que destoam completamente da realidade de todos os outros institutos.

Os candidatos apontados como derrotados pelas pesquisas, tentam, na última hora, convencer o eleitorado que todas as pesquisas estavam erradas, e essa da última hora é a correta.

A campanha de Haddad apelou para o Vox Populi em parceria com o portal petista Brasil247 e o resultado foi 50% X 50% dos votos válidos entre Haddad e Bolsonaro, quando os demais institutos estimam em 10 pontos percentuais a maioria de Bolsonaro sobre Haddad.

De olho numa provável possibilidade de alteração no quadro, os grandes jornais não arriscaram dar em suas manchetes a vitória antecipada de Bolsonaro.

As manchetes são verdadeiras cartas de seguro, que tanto valem para um vencedor quanto para o outro.

Não levam em consideração a pesquisa de última hora mas não deixam de manter uma janela aberta a qualquer possibilidade.

No Rio Grande do Norte a pesquisa de última hora assinada pelo instituto Quality, foi espalhada pelo whats app e aponta um empate entre Fátima e Carlos Eduardo, marcando 51,3% para ela e 48,7% para ele.

Nem mesmo o candidato Carlos Eduardo parece ter embarcado nesses números já que não postou em suas redes sociais sempre tão atualizadas.

No instagram de Andrea Ramalho também, nada da pesquisa da Quality.

Entre #Fato e #Fake, os números da Quality parecem estar com a segunda opção: #Fake

No Rio Grande do Norte o jornal Tribuna do Norte, da família de Carlos Eduardo, por motivos óbvios não arriscou adiantar vitória antecipada pelos institutos de pesquisa.

28 de outubro de 2018 às 1:21

Até Michel Temer já foi acionado para tentar impedir que o deputado eleito Fernando Mineiro tome posse [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Sabe a disputa judicial entre o deputado Beto Rosado (PP) e o deputado estadual e eleito federal Fernando Mineiro, onde Beto tentar tomar o mandato de Mineiro?

Pois é…

Foi parar no Palácio do Planalto.

Até o presidente Michel Temer já foi acionado para pedir um ‘help’ ao judiciário, para que olhe ‘com carinho’ o processo…

28 de outubro de 2018 às 1:16

14 governadores e um presidente da República serão eleitos neste domingo [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Treze estados e o Distrito Federal vão escolher seus governadores neste domingo. Entre estes estados o Rio Grande do Norte, onde o Governo está sendo disputado pela senadora Fátima Bezerra e o ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves.

Confira abaixo quem são os candidatos de cada estado e o desempenho de cada um levando em consideração os votos válidos do Ibope e Datafolha:

Amapá

Capi (PSB): 53%

Waldez Góes (PDT): 47%

*

Amazonas

Wilson Lima (PSC): 64%

Amazonino Mendes (PDT): 36%

*

Pará

Helder Barbalho (MDB): 58%

Marcio Miranda (DEM): 42%

*

Rondônia

Coronel Marcos Rocha (PSL): 63%

Expedido Junior (PSDB): 37%

*

Roraima

Antonio Denarium (PSL): 54%

José de Anchieta (PSDB): 46%

*

Rio Grande do Norte

Fátima Bezerra (PT): 55%

Carlos Eduardo (PDT): 45%

*

Sergipe

Belivaldo Chagas (PSD): 58%

Valadares Filho (PSB): 42%

*

São Paulo

João Doria (PSDB): 52%

Marcio França (PSB): 48%

*

Rio de Janeiro

Wilson Witzel (PSC): 56%

Eduardo Paes (DEM): 44%

*

Minas Gerais

Romeu Zema (Novo): 68%

Antonio Anastasia (PSDB): 32%

*

Santa Catarina

Comandante Moisés (PSL): 59%

Gelson Merísio (PSD): 41%

*

Rio Grande do Sul

Eduardo Leite (PSDB): 60%

Ivo Sartori (MDB): 40%

*

Mato Grosso do Sul

Reinaldo Azambuja (PSDB): 51%

Juiz Odilon (PDT): 49%

*

Distrito Federal

Ibaneis (MDB) : 74%

Rodrigo Rollemberg (PSB): 26%

28 de outubro de 2018 às 1:08

Quem não votou no primeiro turno pode votar no segundo [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Dúvida de eleitores que não quiseram ou não puderam votar no primeiro turno das eleições, mas que neste domingo querem votar.

Pode votar?

Claro.

Pode votar normalmente.

Só um alerta: Se você não votar por três pleitos, nem justificar ausência, nem sequer pagar as multas devidas, seu título será cancelado.

28 de outubro de 2018 às 1:04

TRE define locais de comemoração em Natal depois das apurações [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O TRE já definiu os locais de concentração em Natal, onde os candidatos e eleitores poderão comemorar a eleição depois das apurações do domingo.

O PT (Fátima Bezerra e Haddad) pode ocupar o Ponto 7, em Ponta Negra, até o marco divisório que é a Arena das Dunas.

O PSL (Bolsonaro) fará sua concentração no comitê do candidato Jair Bolsonaro, na Avenida Salgado Filho.

O PDT (Carlos Eduardo Alves), em caso de vitória, se concentrará na sede do partido, perto da UniRN.

Nos casos do PSL e PDT, as concentrações poderão ser conjuntas nas proximidades do comitê do PSL.

Os militantes não poderão ultrapassem o marco divisório estabelecido que é a Arena das Dunas, a fim de evitar eventuais confrontos.