Thaisa Galvão

15 de novembro de 2018 às 18:37

Pesquisa da Fecomercio mostra carência de estacionamentos rotativos no Alecrim [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O presidente da Fecomércio RN, Marcelo Queiroz, entregou ontem ao prefeito de Natal, Álvaro Dias, o resultado da pesquisa “Percepção dos Empresários sobre o Alecrim”, realizada pelo instituto da própria entidade, sob encomenda da Associação dos Empresários do Alecrim (Aeba), presidida por Pedro Campos.

A pesquisa ouviu 732 empresários, de 8 a 19 de outubro.

A pesquisa aponta que 96,6% das mais de 3 mil empresas instaladas no Alecrim, são classificadas como microempresas, que faturam até 360 mil por ano; como microempreendedores individuais, que faturam até 81 mil por ano; e como empresas de pequeno porte, com faturamento anual entre 360 mil e 3,6 milhões.

Um quarto das empresas ouvidas (25,1%) não empregam ninguém, já que funcionam apenas com o próprio dono.

Mais da metade (54,7%) têm, no máximo, seis colaboradores.

Das 68% das empresas que são optantes do Simples, 36,9% delas faturam entre R$ 60 e R$ 240 mil por ano; e outras 29% faturam até R$ 60 mil por ano.

No Alecrim, 10,4% das empresas instaladas são do ramo de autopeças e acessórios; 6,9% de vestuário; 6,3% de móveis e decoração; 5,7% são mercadinhos/mercearias/padarias; 5% vendem materiais de construção; 4,5% de utilidades domésticas; 4% de óticas…

Entre os entrevistados, 81% dos empresários foram favoráveis à criação de mais vagas rotativas de estacionamento e 76,1% disseram que isso poderá aumentar as vendas.

Os impostos altos são o maior problema para 50,7% dos comerciantes do Alecrim.

Já 23,6% reclamam da falta de crédito bancário .

Participaram da apresentação da pesquisa o superintendente do Sebrae, Zeca Melo; o presidente da CDL Natal, Augusto Vaz; e empresários.

Acompanharam o prefeito Álvaro Dias, o chefe da Casa Civil, Paulo César Medeiros e o vereador Kleber Fernandes, líder do prefeito na Câmara.

A pesquisa traça o perfil do comerciante do Alecrim e revela a carência (vista a olho nu) de estacionamentos no centro comercial.

Tipo…aponta um cenário onde o empresariado pode apostar para ganhar dinheiro.

Quem vai se habilitar?

15 de novembro de 2018 às 10:32

Mistério: Que fim levou o projeto milionário apresentado pela Prefeitura e empresários para revolucionar o bairro do Alecrim? [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Por onde anda o tal ‘Grupo 25’ que em 2017, com aval da Prefeitura de Natal e assinatura embaixo de alguns empresários de Natal, apareceu como a salvação do Alecrim?

O Blog foi questionado por demais por ter sido, talvez o único veículo, a lançar lupas sobre as intenções do projeto que a Prefeitura, através da Semsur, achava o máximo.

Se o Blog achou estranho o surgimento do tal projeto, imagina o que pensar depois do desaparecimento do mesmo…

À época se falava em construção de um grande shopping no bairro.

Depois de alguns questionamentos aqui, sobre a chegada misteriosa de empresários “internacionais”, se revelou que o grande empresário era potiguar e quase dono do Alecrim todinho.

Como em ano-véspera de eleição se desconfia de tudo, o tal grupo que prometeu mudar a cara do Alecrim, entrou na lista dos suspeitos.

O estranho é que depois de muitos questionamentos foi que um representante apareceu para dar entrevistas…

De lá para cá, sumiço total, tanto do representante do grupo quanto dos empresários-padrinhos.

E o grupo que se dizia milionário ficou devendo até mesmo a anunciantes contratados através de uma agência de propaganda, que apesar de contratar, terceirizou o pagamento da dívida a uma pessoa que sequer atende quem procura.

O Blog estava ou não estava certo quando desconfiou do milagre às vésperas de um ano eleitoral?

Era 2017 e o Blog registrava a queda de braço entre os camelôs do Alecrim e a Secretaria de Serviços Urbanos de Natal.

Na tentativa de sensibilizar a população e ganhar apoio, o grupo que queria construir o tal shopping, retirando do local os ambulantes que lá estão há anos, espalhou em grupos de whats app, resultados de pesquisas que mostravam que a população, e até os camelôs, estavam querendo as reformas propostas pelo poder público.

Só o Blog botava em xeque as tais pesquisas…

Pelo lado dos camelôs, a grita foi grande e uma representante da categoria, a comerciante Jady Pereira, chegou a abrir o bocão em uma audiência pública na Câmara de Vereadores.

Também usou sua conta no facebook para escrever ao então prefeito Carlos Eduardo Alves, e dizer que o projeto que estava em curso, agradava a alguns empresários que queriam faturar sozinhos.

Só para relembrar:

O assunto rendeu, com questionamentos em torno do real dono do grupo investidor, e em outubro de 2017 o juiz Cícero Macedo mandou a Prefeitura de Natal suspender a retirada dos ambulantes do camelódromo do Alecrim e abriu uma linha de tentativa de conciliação.

A defesa dos camelôs questionou na justiça a legalidade da parceria público privada firmada entre a Prefeitura de Natal e a desconhecida (da população) empresa que prometia transformar o camelódromo em um shopping.

O juiz chegou a intimar a Prefeitura para apresentar explicações que não foram apresentadas…

E o que sobrou do projeto foi o esquecimento e as dívidas do tal “Grupo 25” com fornecedores…

Se alguém souber por onde anda o grupo milionário, quase “dono” do Alecrim todinho, mande mensagem.

15 de novembro de 2018 às 8:38

Adepol quer participar da escolha do Delegado Geral da gestão Fátima Bezerra [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A Associação de Delegados de Polícia quer participar da indicação do Delegado Geral na gestão da governadora eleita Fátima Bezerra.

E apresentaram uma lista de delegados para, do total, ser votada uma lista tríplice para escolha da governadora.

Uma nova lista foi apresentada depois que delegados incluídos na primeira seleção pediram para terem os nomes retirados.

Eis a lista dos que deverão ser votados para escolha de 3:

Alexandre Coutinho de Moura Guedes

Alzira Veiga de Medeiros

Ana Claudia Saraiva Gomes

Antonio Caetano Baumann de Azevedo

Carlos Alberto de Queiroz

Elias Nobre de Almeida Neto

Frank José Albuquerque Silva

Fábio Fernandes de Souza

Johnson Kriecer do Vale Peixoto

Jorge Augusto Lobo do Nascimento

Jose Antonio da Silva Junior

João Bosco Vasconcelos de Almeida

Julio Antonio Rocha

Julio Cesar Barbosa da Costa

Luiz Gonzaga de Pontes Lucena

Marcus Dayan Pereira Teixeira de Vasconcelos

Marcus Venicius Cordeiro de Arruda

Matias Laurentino dos Santos Filho

Natanion de Freitas

Odilon Teodósio dos Santos Filho

Olegário César de Mendoza Júnior

Osmir de Oliveira

Pedro Paulo Falcão

Raimundo Rolim de Albuquerque Filho

Renata Lúcia Cunha de Carvalho Sudário Prado

Renato da Silva Oliveira

Stenio Pimentel França Santos

Vanderley Alves Pereira

Vicente Gomes da Costa Filho

José Ulisses Nascimento de Souza

*

Pediram para excluir os nomes na primeira lista os delegados Ben-Hur Cirino de Medeiros, Cristiane Magalhães Ribeiro, Ilzeny Maria de Morais e Adriana Shirley de Freitas Caldas.

15 de novembro de 2018 às 8:29

Comissão vistoria museus em Natal para evitar estragos como o do Museu Nacional no Rio de Janeiro [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A promotora de Defesa do Meio Ambiente, do Ministério Público, Mariana Barbalho, integrou a comissão que fez vistorias em museus tombados como patrimônio histórico no Rio Grande do Norte nesta véspera de feriado.

A intenção foi averiguar as condições estruturais dos Museus Café Filho, Arte Sacra, Memorial Câmara Cascudo e Instituto Histórico e Geográfico do RN.

Mariana Barbalho coordena o Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça de Defesa do Meio Ambiente (CaopMA) e integra a comissão formada por representantes do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), Fundação Capitania das Artes (Funcarte), Corpo de Bombeiros e Fundação José Augusto.

“Nas vistorias foram averiguados os planos de prevenção a incêndio e foi realizada uma fiscalização da estrutura física desses imóveis. Após essa ação inicial, será programada uma agenda mensal de vistorias para acompanhar a situação de cada instituição”, explicou a promotora.

A iniciativa faz parte de uma ação nacional envolvendo unidades do Ministério Público estadual de 15 estados brasileiros, mais o Ministério Público Federal, que começou a ser articulada após o incêndio que destruiu o Museu Nacional, no Rio de Janeiro.

15 de novembro de 2018 às 8:10

Instituições filantrópicas do RN se juntam para lançar o Dia de Doar 2018 [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O Dia de Doar 2018 vai ser lançado em Natal na segunda-feira, durante entrevista coletiva na sede da Casa Durval Paiva às 14 horas.

A entrevista será para explicar como vai funcionar o movimento que vai acontecer no dia 27 próximo, visando promover a cultura de doação.

A apresentação da Campanha será feita pelos presidentes e representantes das seguintes instituições participantes:

Adote, Amico, Amigos do Pelo, APAE, Casa do Menor Trabalhador, GACC, Instituto do Bem, Lar da Vovozinha, Liga Contra o Câncer, Suvag e Casa Durval Paiva.

15 de novembro de 2018 às 7:52

Kleber Fernandes assume liderança do prefeito Álvaro Dias na Câmara [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O vereador Kleber Fernandes (PDT), que deixou a Casa Civil da Prefeitura de Natal, assumiu nesta quarta-feira a liderança do prefeito Álvaro Dias (MDB) na Câmara.

Álvaro tinha acenado com a possibilidade de indicar o vereador Ney Júnior (PSD), que ficou com a primeira suplência da liderança, seguido da vereadora Nina Souza (PDT).

O prefeito acena mesmo é com uma boa relação com a Câmara e começa essa composição indicando Kleber, que na Casa Civil ganhou antipatia de alguns vereadores.

A hora é de passar borracha em todas as desavenças e criar o bloco do #tamojunto

E para quem diz que Kleber é a imagem do ex-prefeito Carlos Eduardo Alves, Álvaro lembra que ele chegou ao grupo político através dele.

Álvaro também já mostrou que passou a borracha no climão criado na campanha com a vereadora Nina Souza.

E depois de nomear a filha dela para um cargo de adjunto, incluiu a vereadora no grupo dos líderes.