Thaisa Galvão

18 de novembro de 2018 às 23:39

A quem interessa devolver ao RN o caos no sistema prisional? [2] Comentários | Deixe seu comentário.

A possibilidade levantada da permanência do policial da Força Nacional, Mauro Albuquerque, na pasta da Justiça, defendida pelo Blog independente de ser ou não ser desejo da governadora eleita Fátima Bezerra, causou polêmica.

Parte dos agentes penitenciários concorda que o secretário sem partido, continue desempenhando o trabalho que pela primeira vez na vida deu resultado nos presídios do Rio Grande do Norte.

Outra parte, e aí está a presidente do sindicato dos agentes, Vilma Batista, não quer nem ouvir falar que Mauro Albuquerque pode ficar no estado.

Justificativa dos que não querem: Mauro não valorizou nomes que ajudaram nas mudanças, pra melhor, no sistema penitenciário.

Apareceu sozinho, ficou com os louros só para ele.

Pequeno para a governadora Fátima Bezerra utilizar como critério para a escolha.

Outros alegam que o secretário é arrogante.

Mas…se teve algum simpático, deu certo?

Evitou rebeliões?

Impediu fugas?

Usando aquele ditado popular: não se faz omelete sem quebrar ovos, e dar um jeito no sistema prisional do estado não seria possível com gestos carinhosos.

A população aplaude o trabalho de Mauro e de sua equipe, e vamos combinar: qual foi o secretário da pasta que os agentes aplaudiram?

E qual foi o secretário que, literalmente, “deu um jeito” no sistema prisional?

Alcaçuz que o diga.

Entrava governo e saía governo e o caos no sistema prisional continuava.

Agora, definir se o secretário fica ou não fica, se pediu ou não votos para o governador Robinson Faria, com quem trabalha, e trabalhou contra o PT…é permanecer em cima do palanque, mesmo com a eleição já tendo chegado ao fim.

Ou o palanque continua montado?

O que vale é o trabalho que deu resultado.

O palanque…deixa para os candidatos…

Ou…

A quem interessa tirar o único secretário que deu um jeito no sista prisional do RN?

A quem interessa que tudo continue como antes?

*

Veja a nota que circulou neste domingo e que foi atribuída aos agentes penitenciários:

Carta aberta dos agentes penitenciários à Governadora eleita e à sociedade do Rio Grande do Norte

Nós agentes penitenciários do Estado do Rio Grande do Norte manifestamos o nosso total apoio a permanência do secretário Mauro Albuquerque à frente da Secretaria de Justiça e Cidadania (SEJUC).

Reconhecemos o excelente trabalho que ele vem desempenhando juntamente com sua equipe, trabalho esse que transformou completamente a realidade do sistema penitenciário do RN.

Mauro Albuquerque é um especialista em sistem prisional, não assumiu a secretaria por benefício político, mas sim por meritocracia. Além de experiência na área, um operacional que conhece a realidade carcerária, também se mostrou um excelente gestor administrativamente falando.

Ele, juntamente com sua equipe, conteve a maior rebelião da história do RN, na Penitenciária de Alcaçuz, e o mais importante, manteve o controle dentro das unidades após sanada a crise.

Além disso, sua gestão reformou e reestruturou todos os presídios, implantou procedimentos padrão, ordem e disciplina nas cadeias, enfrentou o crime organizado e descapitalizou as facções criminosas.

O nosso secretário lutou pelo concurso, que aumentou o efetivo em 60%, nos deu um curso de formação de excelência e ainda investiu na capacitação dos agentes mais antigos, com cursos diversos, dentre eles o de armamento e tiro, já que a maioria nunca tinha passado por um curso para manusear um arma. Trabalhavam nos plantões sem nenhuma segurança ou estrutura. Antes os presos comandavam.

O nosso secretário combateu a corrupção dentro do sistema, instaurou e levou à frente procedimentos administrativos, dispensando agentes envolvidos em ações de transgressão. Encampou a luta para implantação dos níveis e equipou os agentes e unidades com veículos, coletes, munição e armas.

O nosso secretário tornou o sistema norte-rio grandense referência em todo país e nos deu orgulho em vestir nossa farda.

Mauro, nós que queremos que esta realidade permaneça, que queremos um Sistema seguro, controlado e sob o domínio do estado, estamos com você, e deixamos o nosso *Muito Obrigado* por tudo que você fez pelos servidores, pelo sistema e principalmente pelos agentes penitenciários. Com orgulho, você é nosso 01.

Agepen RN

*

E o sindicato dos agentes, presidido por Vilma Batista, pensa diferente:

O Sindasp-RN não reconhece texto atribuído aos Agentes Penitenciários sobre titular da Sejuc

O Sindasp-RN vem a público informar que não reconhece um texto que tem circulado nas redes sociais sob o título “Carta aberta dos agentes penitenciários”, referente ao titular da Secretaria de Justiça.

Vilma Batista, presidente do Sindicato, explica que esse texto é isolado e criado por alguém que nem mesmo se identifica.  “Não adianta fazer mídia ou campanha para A ou B usando o nome da categoria, haja vista que os Agentes Penitenciários têm um representante legal, que é o Sindasp-RN”.

Ela ainda completa: “nós confiamos que a governadora eleita usará critérios técnicos para escolher seu secretariado, contudo, por ela ter sua formação na base trabalhadora, sendo também de origem sindical, deverá levar em conta as demandas que forem apresentadas pelo Sindicato em prol do Sistema Penitenciário”.

De acordo com Vilma Batista, o Sindasp-RN não atua fazendo campanha política. “O atual secretário teve uma missão concluída, diga-se de passagem, graças ao esforço incondicional dos próprios Agentes Penitenciários, que estão na linha de frente. Então, o nome dele nem o de nenhum outro secretário estará acima da categoria”.

Para a presidente do Sindicato, independente de quem seja o novo secretário de Justiça, os Agentes Penitenciários continuarão exercendo suas atividades com esmero, colocando em prática os procedimentos e mantendo a ordem dentro do Sistema Penitenciário.

“Inclusive, acho muito estranha essa nota que tem circulada nas redes sociais, pois durante a eleição, o próprio secretário disse claramente que não trabalharia em um governo do PT, nem ele e nem a equipe dele. Então, acreditamos que esse texto chamado “carta aberta dos agentes penitenciários” não passa de especulação de cunho politiqueiro com propósitos escusos de minar a nova gestão que ainda nem começou”.

Vilma Batista finaliza ressaltando que, nos próximos dias, irá se reunir com a equipe de transição para apresentar as verdadeiras pautas e demandas dos Agentes Penitenciários.

18 de novembro de 2018 às 23:13

Senador José Agripino e deputado Felipe Maia marcam presença na tradicional festa do empresário Edmundo Aires [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A comemoração tradicional do empresário Edmundo Aires, que chegou aos 80, reuniu políticos amigos neste sábado, em Extremoz.

O senador José Agripino e o deputado federal Felipe Maia bateram o ponto como fazem todos os anos.

O senador Garibaldi Filho levou falta.

Presente à festa o vereador Sueldo Medeiros.

Edmundo é pai do ex-prefeito de Bom Jesus, Júnior de Dona Lourdinha.

18 de novembro de 2018 às 21:28

O modelo econômico do natal do município de Messias Targino [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Economia nos custos com decoração do natal, materiais reaproveitados, criatividade e trabalho voluntário da equipe da Prefeitura.

Foi essa a receita da prefeita de Messias Targino, Shirley Targino, para gastar somente 5 mil reais para enfeitar a cidade, que também vive a partir de hoje os festejos da padroeira Nossa Senhora das Graças.

As luzes da decoração foram acesas no sábado, um ano depois do casamento comunitário que uniu em Messias Targino, mais de 200 casais, entre eles a prefeita Shirley Targino e o deputado federal eleito João Maia.

Que neste domingo acompanharam a padroeira da cidade em uma pedalada.

18 de novembro de 2018 às 17:02

OAB/RN: Candidatos a conselheiros federais das 3 chapas concorrentes defendem boas relações entre adversários [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Faltando 10 dias para as eleições da OAB, que vão escolher o presidente da seccional do Rio Grande do Norte, representantes das sub seccionais no interior, e conselheiros estaduais e federais, o pleito segue nas barras dos tribunais.

Candidatos a conselheiros federais das três chapas concorrentes, se uniram em nome da união da categoria, independente de qual chapa seja a vencedora: se a 10, do presidente e candidato à reeleição, Paulo Coutinho; se a 20, da candidata Magna Letícia, ou a 30, do candidato Aldo Medeiros.

Os advogados Erick Pereira (10), Augusto Maranhão (30) e Vital Nogueira (20) falaram em nome das relações que tem que prevalecer, passadas as eleições.